10 Dicas para Viajar com Crianças Pequenas

Viajar com crianças é muito bom, mas exige alguns cuidados. Neste artigo relacionamos 10 dicas para garantir o sucesso de sua viagem acompanhado dos seus pequenos.

Criança no Aeroporto Aguardando o Embarque

Criança no Aeroporto Aguardando o Embarque

Eu amo viajar. Minha esposa ama viajar. Mas e depois que vem os filhos, como fica? No início pensei que teria que esperar 10 anos para fazer minha próxima viagem, mas com 1 ano e poucos meses depois já fizemos uma Roadtrip pela Califórnia levando o Felipe, nosso primeiro filho.

Agora com 3 anos, o Felipe fez uma nova viagem de carro, desta vez acompanhado do Daniel, seu irmão de 1 aninho. Fomos os quatro para uma Roadtrip pelo Nordeste, passando por 4 estados.

Não é fácil planejar e viajar com seus filhos, ainda mais quando são muito pequenos. Da trabalho e é bem cansativo. Mas claro, a viagem em si e a companhia deles compensa tudo. Não deixe de viajar por causa dos seus filhos, compartilhe com eles essa sua paixão.

A grande questão é que você precisa tomar alguns cuidados e ficar atento à vários pontos importantes para garantir o sucesso da sua viagem e o bem estar das crianças. Baseado nas minhas experiências, escrevi esse artigo com 10 dicas importantes para sua viagem com crianças:

1. Seguro Viagem

Eu nem precisaria colocar esse item aqui, afinal é óbvio que com ou sem criança é necessário ter um seguro saúde durante sua viagem.

A questão das crianças é que elas são mais frágeis de uma forma geral. O dia a dia da viagem é muito diferente do cotidiano normal da criança, e ela acaba se expondo muito mais. Seja em praia, piscina, ou por causa da mudança de clima.

É preciso ficar atento e observar o comportamento das crianças. Em caso de qualquer sintoma, buscar atendimento médico o quanto antes. Uma vez medicada, a criança começa a melhorar e a família pode voltar a aproveitar a viagem.

Em viagens internacionais, alguns cartões de crédito diferenciados chegam a oferecer seguro, porém com certa limitação. Para quem não tem esse benefício, ou prefere viajar com um seguro mais completo, recomendo fazer uma consulta na Seguros Promo, um serviço de cotação de seguro que compara de uma só vez as principais seguradoras e oferece sempre as melhores opções e com melhor custo benefício.

Já contratou o Seguro Viagem?

Não corra riscos desnecessários e evite viajar preocupado, contrate um seguro viagem e aproveite ao máximo suas férias. Faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite esse cupom especial do Black November, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 15% pagando no cartão ou economize 20% no boleto. Utilize o código: BLACK.

» Quer encontrar um seguro viagem barato de verdade? Nesse artigo você conhecerá uma ferramenta que te ajuda a encontrar o seguro ideal para sua viagem pelo menor preço!

Agora, se você procura um seguro viagem para gestantes é importante prestar atenção em alguns detalhes. A Lu do blog Turistando com a Lu explica tudo direitinho.

2. Camisa com Proteção FPU 50+

Principalmente em destinos com muito Sol, praia, piscina - mas não apenas nestes - é sempre importante proteger seus filhos dos raios ultravioleta. Lembre-se que durante a viagem eles estarão mais expostos ao Sol do que normalmente.

As camisas com proteção UVA e UVB podem ser muito úteis e práticas durante a viagem. Ao contrário dos protetores solares, você não tem que se preocupar se a criança entrou na água, nem em reaplicar o produto.

Veja bem, protetor solar é necessário e muito importante. É preciso dar atenção a todo o corpo, principalmente rosto, nariz, pescoço e ombros. Com essas camisas você já protege uma grande e importante área do corpo do seu filho.

Família com Camisas de Proteção FPU 50+ na Praia de Pipa/RN

Família com Camisas de Proteção FPU 50+ na Praia de Pipa/RN

O problema normalmente é o preço. As marcas mais famosas são realmente caras. Uma camiseta pode custar cerca de 200 reais.

Em nossa última viagem para o Nordeste utilizamos os produtos da loja La Camisier. Não apenas as crianças, nós também experimentamos as camisas e bonés da marca. Posso dizer que valeu muito a pena. Por um preço justo conseguimos nos proteger do sol com conforto e qualidade.

Fica a dica. Quando for pesquisar preços de roupas com proteção solar, vale a pena dar uma olhadinha na loja virtual da La Camisier e comparar os produtos e preços.

3. Chapéu e Óculos Escuros

Ainda pensando em proteger seus pequenos do Sol, usar chapéus e, em alguns casos, óculos escuros pode ser uma ótima forma de mantê-los saudáveis sem atrapalhar a diversão.

Não é só uma questão da radiação, mas sim do calor na cabeça. Dependendo da sua viagem seus filhos podem ficar expostos ao calor durante boa parte do dia, e um chapéu ou boné pode ser muito útil.

Considere a possibilidade de molhar o chapéu de tempos em tempos mantendo assim seu filho bem fresquinho.

4. Cuidados Durante o Voo

Se o seu destino exige uma viagem de avião, é preciso ter alguns cuidados especiais, principalmente quando se está com crianças bem pequenas.

Bebendo Água no Avião na Hora da Decolagem

Bebendo Água no Avião na Hora da Decolagem

A primeira dica é em relação a pressão no ouvido que sentimos durante o pouso e a decolagem. Se você estiver com um bebê, pode se programar para dar uma mamadeira durante nesses momentos. Se não der certo, tente uma chupeta. O importante é que ele faça o movimento de engolir, aliviando a pressão.

Com crianças maiores tenha uma garrafa de água ou suco na bolsa de mão e mate a sede dos seus filhos durante as mudanças de altitude da aeronave.

Será difícil manter seus filhos quietos durante todo o voo. Tenha alguns brinquedos à mão, preferencialmente novos para despertar à atenção. Cuidado para não escolher nada que faça barulho e incomode os demais passageiros. Para crianças maiores, joguinhos no celular ou tablet podem ser muito úteis. As vezes até vídeos infantis, com o som bem baixinho, podem quebrar o galho naquele momento de stress.

Lembre-se que você pode embarcar com o carrinho de bebê. Na verdade você fica com o carrinho até o momento de entrar na aeronave. A companhia aérea guarda o carrinho e te devolve na saída do avião. Isso pode facilitar muito o período que você estiver no aeroporto.

Internet no celular durante a viagem

Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando. A Easysim4u oferece plano de dados em 210 países, com conexão de internet ilimitada. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

5. Respeitar os Limites da Criança

Existem destinos com muitas programações para crianças, já outros nem tanto. É importante avaliar se a viagem que você está planejando é viável de se fazer com crianças.

Mãe e Filho com Vista da Golden Gate Bridge em San Francisco

Mãe e Filho com Vista da Golden Gate Bridge em San Francisco

Não quer dizer que você só poderá viajar para destinos com atividades exclusivas para crianças. A questão é avaliar se as crianças tem condições de te acompanharem de forma segura na programação desejada.

No Nordeste por exemplo, existem muitas opções de passeios de buggy pelas praias. Dependendo da idade das crianças e do tempo de duração do passeio, eu não recomendaria. Muito vento, sol e areia. Para crianças maiores, ou se for um passeio mais curto, sem emoção, já passa a ser viável de se fazer.

No caso de passeios de barco, seja em qualquer lugar do planeta, preste atenção no tempo de duração e principalmente se as águas que vocês irão navegar são calmas ou agitadas. No caso de passeios em mar aberto, é muito comum não só as crianças mas também os adultos passarem mal com o balanço da embarcação.

Passeios a céu aberto em dias de chuva também são bem complicados e expõem as crianças a condições climáticas que podem deixá-las doentes.

Os passeios noturnos ou até mesmo shows e espetáculos também merecem atenção especial. Respeitar os horários de sono dos seus filhos é muito importante para mantê-los fortes, saudáveis e dispostos durante toda a viagem.

6. Incluir Atividades Infantis

Se você está viajando com seus filhos, é justo que a sua programação de viagem agrade tanto você quanto eles. Muitas vezes seus pequenos irão te acompanhar em vários lugares que não são do interesse deles. Tente sempre incluir algo que agrade as crianças em seus roteiros.

Brincando no Parquinho na Orla de Boa Viagem no Recife

Brincando no Parquinho na Orla de Boa Viagem no Recife

Criança gosta de brincar. Para ela estar em Nova York pode não dizer nada, mas descer num escorrega e brincar na gangorra pode deixá-la satisfeita. Claro que o que agrada uma criança depende da idade, mas ninguém melhor do que você para saber isso.

Outra dica é tentar envolver a criança na programação que está sendo feita, deixando-a interessada. Por exemplo, num museu, você pode andar com seu filho pequeno mostrando os detalhes, perguntando quantos quadros tem na parede, ou qual são as cores, com que bichos se parecem os desenhos. Enfim, trazer coisas da realidade deles para os passeios de adultos pode torná-los mais interessantes para os pequenos.

7. Restaurantes com Área Infantil

Principalmente quando se viaja com crianças pequenas, ir a um restaurante pode ser uma tarefa muito difícil. Criança gosta de brincar e não ficar parada, sentada, vendo os outros comerem. Isso é praticamente um castigo.

Cada vez mais restaurantes familiares estão preocupados com isso e oferecem opções para entreter a criançada. Em nossa última viagem fomos a vários restaurantes com área infantil, área baby ou espaço kids. Uma maravilha.

Espaço Kids do Restaurante Tapa de Cuadril em Recife

Espaço Kids do Restaurante Tapa de Cuadril em Recife

Normalmente é um espaço seguro, fechado, com acesso somente pelo interior do restaurante. O ideal é ficar em uma mesa próxima, onde você consiga acompanhar mais ou menos o que se passa lá dentro.

Acredite, a área infantil de um restaurante pode ser um grande diferencial e tornar a sua refeição muito mais agradável, deixando também os seus filhos satisfeitos e felizes.

Alugar um carro pode ser uma ótima opção

A melhor forma de explorar um novo destino, com liberdade total, é alugando um carro. Em muitos casos você poderá economizar, evitando despesas com translados e deslocamentos em geral. Será que vale a pena? Faça uma cotação online na RentCars e encontre as menores tarifas entre as principais locadoras. Você tem a vantagem de poder pagar em reais, sem IOF, e ainda parcelar no cartão.

8. Hotel com Cozinha Baby

Se os seus filhos são pequenos e precisam de alguma alimentação especial, uma copa baby pode ser fundamental dentro da sua viagem.

Seja para esquentar uma mamadeira ou a papinha, fazer uma vitamina de frutas no liquidificador ou ainda esterilizar algum utensílio no micro ondas, a disponibilidade de uma cozinha no hotel pode ser um grande diferencial.

Alguns hotéis oferecem apenas essa estrutura enquanto outros possuem até os alimentos, leite e frutas à disposição dos hóspedes.

9. Alimentação

As dicas de alimentação vão depender muito da idade das crianças.

No caso de bebês, é preciso se preocupar com leites ou fórmulas e também com papinhas e frutas. Viajando pelo Brasil é mais fácil, você pode procurar pela marca que já está acostumado. Lembre-se que se o seu filho tem alguma necessidade especial, em algumas cidades você pode ter mais dificuldade em achar esses produtos.

Considere a possibilidade de efetuar uma compra online previamente, agendando a entrega para o hotel no destino que você estará hospedado. Claro, verifique com o hotel essa possibilidade.

Mamando no Museu de História Natural  em Nova York

Mamando no Museu de História Natural em Nova York

Se a viagem é internacional, muito provavelmente você terá que se aventurar comprando produtos de marcas diferentes das que seu filho está acostumado a consumir. A dica aqui é pesquisar bastante antes e buscar algo mais próximo possível do que ele já está acostumado.

Teste antes da viagem, se possível, para ver como seu filho reage a uma papinha de outra marca ou um leite diferente. Outra dica interessante é levar na mala uma quantidade da papinha que ele come normalmente, assim você poderá misturá-la com a nova papinha. A ideia é fazer com que a criança se acostume com o novo sabor, mas ainda sentindo o gosto que está acostumado. Com o passar dos dias você vai tirando a papinha de casa e mantendo apenas a nova.

Crianças maiores normalmente comem a mesma comida que os pais. Mas é preciso ter muito cuidado com temperos diferentes e pratos muito pesados. O ideal é tentar manter uma alimentação balanceada e leve para os pequenos evitando assim qualquer imprevisto.

10. Reza Braba

Quando o assunto é fé, cada pessoa tem as suas convicções e crenças. Eu respeito todas elas de uma forma geral e não quero entrar nesse assunto aqui.

Olho gordo, mau olhado, inveja, energia negativa. Não sei o nome que você dá para essas coisas, mas muitas vezes quando viajamos para destinos com uma realidade muito diferente da nossa, eu sinto um olhar estranho, palavras ditas de forma atravessada e uma energia ruim de algumas pessoas.

Acho até que muitas vezes elas não fazem por mal, mas realmente te veem como uma pessoa bem sucedida, que tem tudo e acabam demonstrando um sentimento de inveja. Em outros casos pode nem ter a relação com bens materiais mas com o seu tipo de cabelo, ou com a cor da sua pele ou dos seus olhos. Não quero generalizar nem ser preconceituoso, ao contrário, quem gosta de viajar é porque quer conhecer novos lugares, novas culturas, novas pessoas. Mas sim, em alguns casos existe um preconceito, seja pelo motivo que for, por parte de pessoas específicas do local com os turistas.

Enfim, acho que quanto menor a criança mais ela pode ser afetada por esse tipo de coisa, então, seja qual for a sua fé, a minha dica é que você reze, ore, acenda sua vela ou bata seu tambor, pedindo para que tudo isso se afaste dos seus pequenos e que eles fiquem protegidos, na luz, na paz, na benção.

Estou escrevendo esse artigo dias depois de voltar do Nordeste, então estou usando muitos exemplos dessa viagem. Em alguns lugares ouvi coisas do tipo: "esse bebezinho nem precisa se preocupar, tem pai rico, vai estudar e ser empresário" ou "olha o cabelo lisinho dele" enquanto passava a mão na cabeça da criança.

Você pode dizer, poxa não tem nada demais isso. É verdade, essas palavras quando escritas não trazem o olhar, o sentimento da pessoa, mas acredite, nestes casos específicos não foi nada legal.

E isso acontece também em diversos lugares do mundo, por motivos diversos. Tenho amigos de diferentes raças e tipos de cabelos que já me contaram situações realmente lamentáveis vividas em países europeus, onde a energia negativa é fruto não da inveja, mas de uma raiva sem explicação. Imagina um bebê ou uma criança pequena, nesse contexto. É preciso sempre pedir por eles!

Se você não acredita em nada disso, bola pra frente. Aproveite as outras 9 dicas, fico devendo uma.

Tem uma outra dica bacana para quem viaja com crianças? Deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe conosco.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Aproveite esse cupom especial do Black November, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 15% pagando no cartão de crédito ou economize 20% no boleto bancário. Utilize o código promocional: BLACK.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem internacional e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, bora viajar!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

17 Comentários
  1. Nanci costa

    Gostei muito da matéria “viajar com criança s”, além de bem escrita da exemplos de como compartilhar com os filhos, desde pequenos, o prazer de viajar ! Parabéns !

  2. Sandra

    Ótimo artigo. Amei as sugestões para viajar com os pequenos e principalmente de lembrar de todo instante pedir a proteção para eles.

  3. Vanessa Kern

    Olá, adoro o site de vocês e leio com frequência suas postagens! Compartilharei o link dessa matéria na fanpage da minha consultoria de viagens, caso vocês não se importem!

  4. Bruno Bastos

    Cara, muito legal seus comentários! Parabéns, e obrigado por compartilhar! Em julho estarei indo para Recife com a família passar uma micro férias de 4 dias. Iremos a Porto de Galinhas, já na chegada, e terminaremos em Recife. Tenho duas meninas, uma de 6 e outra de 3 anos. Se tiver algumas dicas de restaurante ou lugares para conhecermos com as crianças em Porto, ou mesmo outras que não tenha descrito em Recife, ficarei feliz e grato. E se precisar de dicas de RoadTrip Curitiba x Floripa; Tiradentes/MG; Gramado, etc…todas com crianças, …rsrsrs…tenho para compartilhar. Sou do Espírito Santo. Forte abraço!

    • Rafael Miranda

      Olá Bruno.
      Recife e Porto de Galinhas são destinos maravilhosos. Já publicamos um artigo bem completo de nosso roteiro em Recife, imagino que você tenha visto.
      Também estivemos em Porto de Galinhas e o artigo sobre essa nossa experiência entrará no ar em breve.
      Acompanhe o blog nas redes sociais para ser avisado assim que foi publicado.
      Já adianto nossa dica de restaurante na praia, o Munganga Bistrô. Maravilhoso!
      Boa viagem!

  5. JAILSON EVERALDO CARNEIRO

    Sou pai de 4 filhos, hoje todos adultos.
    O que posso dizer é que viagem longas (não só em distancia, mas por muitos dias) com crianças é uma maldade.
    Cria nas tem rotinas e sofrem muito quando essa normalidade e quebrada.
    Viajem sim, viajem mais. Mas sejam viagens curtas e com opções semelhantes às rotinas da criança.
    Quando ela começar a se irritar por qualquer coisa é hora de voltar pra casa.
    Criança gosta de passear, mas não gosta de viajar. Dá pra entender a diferença?
    Até os 7 anos, respeite o time da criança.
    Dos 8 aos 15, ela vai querer ir contigo e ficará bem em praticamente todas as viagens.
    Depois dos 15 ela vai querer viagem sim, só que preferencialmente sem a presença dos pais.
    Fica a dica.

    • Rafael Miranda

      Olá Jailson.
      Acho que essa questão de viagens de longa duração é bem relativo. Cada pai precisa conhecer seus filhos e organizar sua viagem de forma que respeite seus limites e sua rotina. E isso vai variar bastante de criança para criança.
      Concordo quando você diz que quando a criança começa a se irritar facilmente é porque é hora de voltar.
      Nós por exemplo viajamos muito de carro, conhecendo várias cidades. Os pequenos adoram, ficam animados quando vão mudar de hotel e reclamam quando a viagem termina. Mas é importante ressaltar que temos todo o cuidado para incluir atividades da rotina deles dentro da programação e isso faz toda a diferença.

  6. Dariella

    Excelente matéria! Temos filhos de idades bem diferentes, 17, 14 e 1 ano e meio. Confesso que fico admirada com a capacidade de adaptação que eles possuem. Nós apenas transmitimos nossa paixão por viajar e tentamos minimizar eventuais transtornos. Respeitá-los é essencial mas eles são realmente surpreendentes. Nosso caçula viajou conosco em um roteiro de 13 dias pela Europa em 4 cidades diferentes. Ele adorou! Fizemos mais coisas do que planejamos. As mais velhas também curtem pra caramba e topam qualquer saidinha. Mesmo na adolescência adoram viajar em família e não trocam por nenhum outro programa com amigos.

    Parabéns pelo blog e pela linda família!

    • Rafael Miranda

      Olá Dariella.
      Obrigado pelo carinho. Pelo jeito a sua família também é linda e apaixonada por viajar.
      Viajar na companhia dos filhos, independente da idade é sempre uma grande alegria.
      Obrigado pelo comentário.

  7. Fábio

    O texto ia bem até chegar na parte da “Reza Braba”. Que observações mais preconceituosas e desnecessárias. Acho vergonhoso e repulsivo atribuir às pessoas pobres “energia ruim” ou qualquer coisa do tipo. Senti profundo nojo dessas observações. Uma verdadeira vergonha!

    • Rafael Miranda

      Olá Fábio.
      Escrevi e reescrevi algumas vezes essa resposta, em diferentes tons, mas no final percebi que se você não conseguiu entender corretamente a minha forma de pensar e o meu objetivo com o item 10, na verdade a culpa é minha.
      Por isso gastei um tempo relendo e reescrevendo parte do texto para garantir que os leitores tenham uma chance maior de entender o seu verdadeiro propósito.
      Meu objetivo foi simplesmente lembrar que é importante rezar pelo seu filho, principalmente durante uma viagem, quando considero a criança mais exposta. Claro, isso depende da fé de cada um.
      A energia negativa, se você acredita nisso, existe em diversas situações, mas não é algo generalizado, ao contrário, é específico.
      Enfim, fiz algumas alterações no texto para tentar deixar esses pontos mais claros.
      Lamento que você tenha se sentido dessa forma ao ler o artigo, mas pelos seus comentários obviamente não compreendeu a mensagem da forma como eu gostaria, diferente de outros leitores que chegaram a fazer comentários positivos.

    • Fernanda Alves

      Concordo. E esse comentário tinha nascer logo após uma viagem ao nordeste. É triste constatar ainda essas coisas. Desnecessário realmente. Tantos brasileiros mal tratados no mundo inteiro e dentro do próprio país…com energias de mau gosto. E o principal exemplo foi a volta ao Nordeste do Brasil. O lugar neste país onde melhor se recebe as pessoas,com empatia, simpatia e benevolência de um modo geral. Lastimável mesmo…

      • Rafael Miranda

        Olá Fernanda.
        O texto é bem claro ao dizer que isso pode ocorrer em situações específicas. Em nenhum momento disse nada contra o povo nordestino, local que amo e para o qual já viajei algumas vezes.
        O primeiro exemplo foi sim de uma viagem ao nordeste e o único motivo foi o fato de ter voltado de lá recentemente, na época que escrevi o texto. Mas o artigo cita também outras situações, inclusive em países Europeus.
        Como você disse, esse tipo de situação existe e outros lugares do Brasil e ao redor de todo o mundo e é exatamente por isso que é relevante falar sobre isso.
        A questão é: se você acredita que exista algum tipo de energia ruim, durante uma viagem o seu filho estará mais exposto a ela, então tente protegê-lo. Simples assim.

  8. Luciana de Campos Assis

    Inspiração e motivação pra embarcar em uma viagem com meu pequeno que ainda vai nascer. Adorei as dicas e já estou aqui com mil planos 😉

Totos os direitos reservados