10 Museus Imperdíveis Para o Seu Roteiro de Londres

Está preparando um roteiro de visita à Londres e está em dúvida qual museu visitar? Então não perca nossa sugestão de 10 museus imperdíveis na capital inglesa.

Museus de Londres

Museus de Londres

Londres é uma das cidades mais culturais que conheço. Poucos são os lugares que se pode dizer que tem tantas opções de museus, de diferentes temas e pra todos os gostos.

Preparar um roteiro para Londres já é um dilema, pois há tanta coisa pra fazer e visitar, que quase sempre fica alguma coisa de fora. E quando chega a hora de escolher qual museu visitar, aí a coisa piora... Há muitas opções interessantes.

Este post traz uma sugestão de 10 museus bem legais a serem visitados em Londres. Está longe de ser uma lista completa, mas para quem quer saber quais são os principais ou mais visitados da capital inglesa, é uma ótima pedida.

Provavelmente, você irá escolher visitar apenas alguns, pois ir a todos em uma única viagem à Londres pode ser meio complicado (ou corrido). A não ser que você fique muitos dias ou negligencie outras atrações da cidade.

Você notará também que a maioria possui entrada gratuita. Isso se deve porque, desde o século 19, o governo britânico desenvolve uma política de incentivo à cultura (o que, aliás, é uma ideia fantástica, que também deveria ser seguida em outros lugares do mundo).

Veja, à seguir, algumas informações sobre cada um dos museus sugeridos, que poderão facilitar sua escolha.

Vamos à lista...

1. National Gallery

National Gallery

National Gallery

Localizado na Trafalgar Square, é um dos principais museus de arte de Londres e do mundo.

Foi construído em 1838 (junto com a famosa praça em frente) para expor as coleções de obras de arte doadas, que já não cabiam mais em outros museus. Era uma época em que o governo estava promovendo uma educação artística em Londres.

Há vários atrativos por lá. Pra citar alguns destaques: a versão light da “Madona das Rochas” de Leonardo da Vinci (cuja 1ª versão está no Louvre em Paris), um dos quadros dos “Girassóis” de Van Gogh, “A Ceia em Emaus”, de Caravaggio, “Venus e Marte” de Botticelli, “A Madona das Rosas”, de Rafael, “Sansão e Dalila” de Rubens, entre muitas outras belezas.

Entrada: Grátis. Informações: site oficial.

2. National Portrait Gallery

National Portrait Gallery

National Portrait Gallery

Localizado no edifício atrás do National Gallery, ele expõe fotografias, pinturas e desenhos que retratam personalidades inglesas famosas, desde o século 14.

O museu, aberto ao público em 1856, é interessante não só por funcionar como um registro bem ao estilo “calçada da fama britânico”, mas também porque nos dá uma ótima oportunidade de ver como eram as feições das figuras mais conhecidas da história britânica.

Pra quem é fã do seriado “The Tudors, não deixe de ver os retratos do Rei Henrique VIII e suas 6 esposas, do Cardeal Wolsey, de Thomas More, de Thomas Cromwell e do Duque de Suffolk (e descubra se eles eram mesmo tão bonitos como os atores da série...).

Veja também como eram as feições da Rainha Elizabeth I, da Rainha Victoria, do Rei George VI (quem viu o filme “O Discurso do Rei” vai gostar), Isaac Newton, William Shakespeare, entre muitos outros.

O ideal é começar a visita pelo piso superior, seguindo uma ordem cronológica.

Entrada: Grátis. Informações: site oficial.

3. British Museum

British Museum (Great Court)

British Museum (Great Court)

O Museu Britânico é um dos mais bonitos e importantes do país.

Instalado num prédio de fachada em estilo grego construído em 1852, ele abriga um enorme e riquíssimo acervo de relíquias da Antiguidade, fruto de doações realizadas por ricos e nobres ingleses e também de achados arqueológicos feitos por pesquisadores britânicos mundo afora.

O interior é tão bonito quanto a fachada. Ninguém consegue sair incólume do Great Court – o hall interno, considerado a maior praça coberta da Europa.

Há, realmente, muita coisa a ser vista por lá. Só para citar dois destaques: a Pedra de Roseta (que permitiu decifrar os hieróglifos egípcios) e os Mármores de Elgin (que pertenciam ao Parthenon de Atenas).

Entrada: Grátis. Informações: leia o nosso post sobre a visita ao British Museum (EM BREVE) ou acesse o site oficial.

4. Museu de Londres

Museu de Londres (MOL)

Museu de Londres (MOL)

Um dos mais legais da cidade, ele traz uma exposição que conta a história da cidade de Londres desde a pré-história até os dias de hoje.

O Museu de Londres (Museum of London ou MOL) possui 9 galerias divididas em 2 seções: “Pré-história até 1700” (no térreo) e “1700 até os dias de hoje” (no subsolo).

O que achei mais incrível neste museu foi a capacidade que a equipe de organização teve de conseguir contar uma história de milhares de anos em um museu de 2 andares.

Aliás, ele é super ilustrativo e didático: há exposição de relíquias, maquetes, reproduções, filmes interativos, trajes de época... Em uma determinada sala, há uma janela onde podemos ver, em plena rua próxima ao prédio do museu, o resquício da muralha romana que envolvia a antiga cidade de Londinium, que deu origem a futura Londres.

Há também uma filial do museu em Canary Wharf (o bairro moderno que está a leste do City), chamado MOL Docklands. Ele conta a “história portuária” de Londres e sua evolução como um dos centros comerciais mais importantes do mundo.

Sem dúvida, um passeio imperdível!

Entrada: Grátis. Informações: site oficial MOL e MOL Docklands.

5. Museu de História Natural

Museu de História Natura

Museu de História Natura

Localizado no bairro de South Kensington, este museu expõe um gigantesco acervo de história natural que inclui itens ligados a botânica, zoologia, biologia, geologia, ecologia, paleontologia e etc.

Como parte do projeto de incentivo cultural idealizado pelo Príncipe Albert (marido da Rainha Victoria), este museu foi inaugurado em 1881 para expor o vasto acervo de história natural do médico e naturalista Hans Sloane, que estava em exibição no British Museum (que, por sua vez, já não tinha mais espaço para abrigá-lo).

A beleza dele já começa no prédio em estilo neogótico em que está instalado – um dos mais lindos da cidade. E quando entramos, percebemos que ele é ainda mais bonito por dentro, além de enorme.

Alguns destaques: o esqueleto de um Diplodocus logo no hall de entrada, o corte de uma sequoia gigante (com 27 metros de diâmetro), os espécimes coletados por Charles Darwin, fósseis e réplicas de dinossauros (não deixe de ver o T-Rex), uma réplica da baleia azul (em tamanho real), uma sala que simula um terremoto, entre muitas outras coisas interessantes.

Entrada: Grátis. Informações: site oficial.

Já contratou o Seguro Viagem?

Você sabia que quando se viaja para a Europa a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatória? Então, faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite esse cupom especial, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 10% pagando no cartão ou economize 15% no boleto. Utilize o código: SEGURA.

6. Science Museum

Science Museum

Science Museum

Outro museu localizado em South Kensington (está atrás do de História Natural), que também fazia parte do projeto de incentivo cultural do Príncipe Albert.

Foi inaugurado em 1909 para expor um acervo relacionado às ciências, que estava exposto no antigo South Kensington Museum e que já não cabia mais nele.

É bastante interessante, pois possui várias atrações curiosas e sessões interativas. Para citar alguns destaques, lá está a primeira máquina de calcular da história, um antigo relógio do século 14, uma réplica do modulo lunar da Apolo 11 (que pousou na lua), a locomotiva mais antiga do mundo, entre muitas outras curiosidades.

Pros colegas médicos (e também para aqueles que adoram o tema), não deixe de visitar as salas que falam sobre a história da medicina (de várias culturas e civilizações) e as que reproduzem algumas práticas médicas ocorridas em outras épocas, como uma cirurgia de catarata do século 12, um parto feito numa casa vitoriana e uma cirurgia feita num navio na época do Almirante Nelson.

Entrada: Grátis. Informações: site oficial

7. Victoria & Albert Museum

Victoria & Albert Museum

Victoria & Albert Museum

Este museu talvez seja um dos mais ecléticos da cidade, pois exibe peças diversas, tanto relacionadas às artes (clássicas e modernas) como também relíquias ligadas à moda, arte decorativa e design.

Situado ao lado do Museu de História Natural (é só atravessar a Exhibition Road), o museu foi criado pela Rainha Victoria em 1899, no mesmo local onde havia o antigo South Kensington Museum. O objetivo era expor as peças que haviam neste, que teria ficado muito pequeno para abrigar o gigantesco acervo que tinha se acumulado.

Para citar alguns destaques, lá estão algumas esculturas de Rodin, um tapete persa de 500 anos, brinquedos antigos, cerâmicas asiáticas, peças de moda utilizada em várias épocas, entre milhares de outras relíquias.

No interior há um belo jardim – o John Madejski Garden – bastante agradável para um descanso do passeio pelas galerias.

Entrada: Grátis. Informações: site oficial.

8. Torre de Londres

Torre de Londres

Torre de Londres

Isso mesmo! A famosa fortaleza que está às margens do Tamisa e na região do City é sim um grande museu – e um dos maiores da cidade.

Na verdade, é um conjunto de museus, pois várias de suas torres abrigam exposições diversas, não só ligadas à história da fortaleza, mas que também contam muitas coisas sobre a era medieval.

Na White Tower, encontramos um belíssimo museu de armas e armaduras medievais. Na Broad Arrow Tower, há uma exposição interativa que mostra como os soldados da Idade Média formavam uma máquina de guerra. Na Wakefield Tower, há uma exposição sobre a tortura na época medieval, com exibição da réplica dos aparelhos utilizados. Na Martin Tower, há uma exposição sobre como eram feitas as coroas dos monarcas (com exibição de algumas peças originais, sem as pedras preciosas). E há muito mais...

Imperdível também é a exposição das joias da atual realeza. Lindíssimas!

Sem sombra de dúvida, um passeio que você não pode deixar de fora do roteiro.

Entrada: Paga (preços). Informações: leia o nosso post sobre a visita à Torre de Londres (EM BREVE) ou consulte o site oficial.

9. Tate Modern

Tate Modern

Tate Modern

Localizado no bairro de Southwark, na margem sul do Tamisa e em frente à Millenium Bridge, está um dos museus de arte moderna mais populares de Londres e do mundo.

Aberto no ano 2000 num edifício de tijolos que mais parece uma fábrica (na verdade era o prédio de uma usina), o Tate Modern abriga obras de artistas renomados como Salvador Dali, Pablo Picasso, Matisse, entre muitos outros do século 20.

O museu faz parte do Grupo Tate, que administra um grande acervo espalhado por 4 museus pela Inglaterra: 2 em Londres – o Tate Modern e o Tate Britain (outro ótimo museu de arte), um em Liverpool e outro na cidade litorânea de St. Ives.

Quem é fã de arte moderna, não pode perder.

Entrada: Grátis. Informações: site oficial.

10. Tate Britain

Tate Britain

Tate Britain

Como disse acima, este museu faz parte do Grupo Tate. Esse aqui está situado na Millbank (próximo ao Tamisa, a leste de Pimlico e sul de Westminster).

O Tate Britain é o museu mais antigo do grupo e expõe obras de arte de vários artistas britânicos, como Hogarth, Constable, J.M.W. Turner (que tem uma ala só pra ele), entre outros.

As obras datam do século 15 ao 20.

Entrada: Grátis. Informações: site oficial.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Aproveite esse cupom especial, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 10% pagando no cartão de crédito ou economize 15% no boleto bancário. Utilize o código promocional: SEGURA.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Você recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Compre ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências com a GetYourGuide. A empresa, presente nos principais destinos, oferece vantagens como a garantia do menor preço e a possibilidade de reserva online antecipada, garantindo seus bilhetes antes da viagem.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Londres!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

Totos os direitos reservados