Costa Amalfitana: Roteiro 1 Dia em Positano e Amalfi

Confira este roteiro de visita à Positano e Amalfi, as cidades mais conhecidas da Costa Amalfitana, uma das regiões costeiras mais lindas do mundo.

Costa Amalfitana

Costa Amalfitana

Localizada na Campania, próxima à Baía de Nápoles e com vista para o Mar Mediterrâneo, está a região costeira que sai do sul da Península de Sorrento e se estende até Salerno: a famosa Costa Amalfitana, uma das mais belas da Itália.

Ela é bastante procurada pelos turistas, graças à excepcional paisagem que se tem de lá e que permanece no imaginário das pessoas como um dos símbolos da Itália.

Há várias cidades que fazem parte da Costa Amalfitana: Ravello, Positano, Amalfi, Scala, Maiori, Minori, Praiano, entre outras.

Como meu tempo era curto (só tinha 1 dia para visitá-la), acabei escolhendo as 2 principais cidades para conhecer: Positano e Amalfi (que dá nome à Costa).

Neste post, contarei como fiz para ir até lá e como foi o meu dia pela Costa.

Como chegar à Costa Amalfitana?

Independente de onde você estiver vindo, há 3 formas de chegar:

ÔNIBUS – é a mais prática. Há linhas que vem (e vão) para Nápoles, Sorrento e Salerno. Em Positano, deixa o passageiro na saída da cidade, conhecida como La Sponda. Em Amalfi, deixa em frente ao porto.

Bilhete Unico Campania

Bilhete Unico Campania

Os bilhetes são emitidos por um consórcio formado por empresas que administram o transporte público da região: o Unico Campania. Há várias opções de passagem, que variam de acordo com a validade, desde minutos até dias. Para saber mais, visite o site oficial.

A empresa que administra as linhas que circulam pela região é a Sitabus. Há um site (não oficial) que divulga alguns itinerários, para você ter uma ideia (veja aqui).

BARCO – é outra boa forma de chegar até a Costa. A única desvantagem são os preços das passagens, que costumam ser um pouco mais caras que as do ônibus. Mas não é nada que não seja pagável. A vantagem é a viagem em si, pois a vista do barco é incrível.

Há várias empresas que ligam Nápoles, Salerno e as ilhas próximas (Capri e Ischia) às cidades da Costa entre si. Duas conhecidas são a Gescab e a Travelmar.

CARRO – há quem prefira alugar um carro para visitar a Costa. Eu não acho uma boa ideia, pois além de ter que deixar o veículo praticamente fora da cidade (elas são realmente minúsculas e praticamente só para pedestres), há a questão das estradas sinuosas e situadas na beirada do despenhadeiro. Achei um pouco perigoso.

Farei mais considerações sobre isso mais à frente no texto.

E O TREM?? Não há estações de trem nas cidades da Costa Amalfitana. Se tiver vindo de alguma cidade que tenha este meio de transporte, você precisará saltar em Nápoles, Sorrento (a melhor opção) ou Salerno e depois pegar um ônibus ou barco. Vale lembrar que os bilhetes da Unico Campania também servem para os trens regionais.

Já contratou o Seguro Viagem?

Você sabia que quando se viaja para a Europa a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatória? Então, faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com o melhor custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05.

Visitando a Costa Amalfitana

Eu estava hospedada em Sorrento. Saí de manhã do hotel e fui até a frente da estação de trem, de onde saem os ônibus que iam até a minha primeira parada: POSITANO.

No ponto de ônibus, havia um stand com um funcionário que vendia as passagens. Eles costumam ajudar os turistas a escolherem a melhor opção: basta dizer qual será o seu itinerário.

Caso não haja o stand no ponto de ônibus, não se preocupe. Os bilhetes podem ser adquiridos em qualquer tabacaria da cidade. A mais próxima dali é a que está dentro da estação de trem.

Logo chegou o ônibus (que é estilo os de turismo) e havia uma fila razoável esperando por ele. No horário certo, ele partiu em direção à Positano.

A estrada é um capítulo à parte: totalmente sinuosa, em mão dupla (só alguns trechos possuem mão única), muito estreita, e ainda por cima, na beirada de um alto despenhadeiro.

A estrada no despenhadeiro --- Dividindo espaço com um carro

A estrada no despenhadeiro --- Dividindo espaço com um carro

Sei que tem gente que prefere alugar um carro, mas sinceramente... Essa viagem não é nada divertida pra quem dirige, pois tem que ter uma atenção triplicada. Dá para o motorista curtir a paisagem no caminho? Nem pensar! Já imaginou ter que dividir uma pista estreita, toda cheia de curvas, na beira de um abismo, com outros carros (e ônibus), muitas vezes vindo na direção oposta?

Incrivelmente, os veículos costumam se entender bem nessa estrada e você não ouve nenhuma buzina. Mas, sem dúvida, é uma viagem para quem está acostumado a estradas perigosas e sinuosas.

No meu caso, ficaria tensa se tivesse que dirigir nela. E como tensão na estrada não combina com uma viagem de férias, achei muito melhor o conforto do ônibus, com um motorista que está acostumado com aquelas curvas na beirada do abismo...

Após cerca de 1 hora de viagem, cheguei a Positano. O ônibus me deixou no último ponto antes de sair da cidade, conhecido como La Sponda (o motorista costuma avisar os passageiros quando chega nesse local).

Falando assim, parece que vamos ficar longe do centro, mas não se preocupe: Positano é muito pequena.

Quando desci do ônibus, meu queixo caiu... Que vista!

Positano vista da Sponda

Positano vista da Sponda

A cidade é realmente minúscula. Parece perdida no meio da pedreira. As construções estão dispostas em cascata na encosta, dando um aspecto bastante peculiar. E engana-se quem acha que trata-se de uma cidadezinha pacata e comum: ela é hiper luxuosa, com os hotéis mais caros da região e frequentada por ricos e famosos.

Seguindo a pé da Sponda em direção ao meio da cidade, você vai descendo por aquele labirinto de ruas - e aqui, a graça é se perder. Vemos muitas lojinhas com artesanato e artigos de praia (cangas, chapéus e saídas de praia). Mas os destaques mesmo são aquelas especializadas no Limoncello (o licor do limão típico da região) e nas sandálias rasteiras (feitas à mão, na hora e ao gosto da freguesa).

Os preços dos artigos por lá não são baratos, mas compatíveis com o ambiente, já que Positano é uma cidade frequentada por gente rica.

Durante a descida, de repente me deparei com a catedral da cidade: a Igreja Santa Maria Assunta. Ela é bem simples, mas bonita. Tem alguns aspectos bizantinos, com uma cúpula de mosaicos, que é mais bem visualizada por quem esta de longe.

Igreja Santa Maria Assunta

Igreja Santa Maria Assunta

Foi construída no século 13 para abrigar uma imagem da Virgem Maria (que na verdade não é uma estátua, mas sim uma figura talhada numa tábua).

Curiosidade: A lenda ligada a essa imagem da Virgem acabou virando símbolo da cidade. Um barco vindo do Oriente estava de passagem pela região quando ocorreu uma calmaria repentina no mar, que impediu o seu avanço. Em seguida, os marinheiros teriam ouvido a imagem da Virgem Maria, que estava com eles na embarcação, dizer “Posa!” (ou seja, “pousem”). Impressionados, eles aportaram na vila de pescadores (que havia no local onde hoje está Positano) e doaram a imagem para os moradores. Depois disso, eles conseguiram seguir viagem. E a cidade ficou com o nome derivado dessa lenda.

Continuando o passeio pelas vielas, acabei chegando à praia. Ela é bem diferente do que estamos acostumados aqui no Brasil: até possui areia na parte que fica próximo às construções, mas perto do mar, ela é toda de cascalho.

A praia de cascalho

A praia de cascalho

E as pessoas que a frequenta parecem nem ligar. Nunca me esquecerei da cena que vi de um garoto brincando nela. Como toda criança que vai à praia, ele ficava rolando naquele cascalho, feliz da vida, como se estivesse nas areias de Ipanema. Depois levantou e saiu correndo para o mar, com o corpo todo vermelho. E a mãe não estava nem aí: sorria pro filho, achando aquela cena linda e perfeita...

Tá explicado porque os estrangeiros ficam enlouquecidos quando conhecem as praias brasileiras. Eles estão acostumados com umas bem estranhas no país deles.

Informação importante: as praias de Sorrento e da Costa Amalfitana possuem um esquema diferente do que o brasileiro está acostumado. Existe a praia pública, onde todos podem acessar, e a praia particular, onde é necessário pagar para utilizar. Quando visitei Positano, não havia uma separação muito nítida entre as duas O ideal é perguntar, mas na dúvida, se você vir uma faixa de areia (ou melhor, de cascalho) com espreguiçadeiras, cadeiras e barracas, pode contar que é a parte paga.

A praia de Positano (vista do alto e de perto)

A praia de Positano (vista do alto e de perto)

Nos arredores da praia, parei para um almoço leve. Ficar ali sentada, aguardando a refeição chegar, vendo o vai-e-vem de gente, a brisa do mar... Foi maravilhoso.

Aliás, eu adorei Positano. Linda e agradável. Passaria o dia todo ali facilmente, me embrenhando por aquelas vielas. Mas a tarde tinha outro destino.

Após o almoço, fui até o porto (que fica próximo à praia) e comprei a passagem que me levaria até Amalfi.

Enquanto aguardava o barco chegar, reparei uma coisa interessante: na Costa Amalfitana e arredores (incluindo Sorrento e Ilha de Capri), o porto e a praia estão, literalmente, lado a lado e há uma harmonia incrível entre eles. Um não invade o espaço do outro, mesmo que a linha de separação seja muito tênue. E ainda por cima, não há uma gota de óleo no mar, não há poluição. É inacreditável!

O barco chegou e lá fui eu. A viagem de Positano até Amalfi é linda! A vista daquela costa é incrível e rende belas fotos. Uma pena que, nessa hora, o tempo começou a ficar nublado.

Indo de barco para Amalfi

Indo de barco para Amalfi

Chegando ao porto de AMALFI, segui caminhando em direção ao centro da cidade, passando por uma espécie de portal.

Ela aparenta ser um pouco maior que Positano, mas é só impressão. Achei tão minúscula quanto sua vizinha, embora dados estatísticos digam que há mais habitantes aqui do quem em Positano.

Vista de Amalfi --- Porta Marina

Vista de Amalfi --- Porta Marina

Amalfi era uma próspera e importante república marítima na Antiguidade. Para se ter uma ideia de sua importância, eles tinham o controle do comércio no Mediterrâneo, que foi tomado das mãos dos árabes. Foi em Amalfi que surgiu o código marítimo mais antigo do mundo, que ficou em vigência por toda a Idade Média – a Tavole Amalfitane. A hegemonia durou até 1131, quando entrou em decadência após uma série de fatores (políticos e naturais).

Passando pelo portal da cidade (Porta Marina), fui me embrenhando pela viela de entrada, com várias lojinhas de artesanato, suvenir e Limoncello, até chegar à praça principal da cidade, que fica ali perto.

Duomo de Amalfi

Duomo de Amalfi

Nela, encontra-se a maior atração turística da cidade: o Duomo de Amalfi, em homenagem a Santo André (Sant’Andrea). Uma das fachadas mais bonitas que vi na Itália.

Construída no século 10, em estilo bizantino, fica no alto de uma escadaria e possui uma fachada de pedras coloridas e um belíssimo mosaico dourado no topo, com a figura de Cristo. Há ainda uma torre do sino bem alta, com uma cúpula bizantina.

A porta de bronze da igreja possui, entre outras figuras, uma imagem de Santo André. Dizem que dá sorte colocar a mão na cabeça dele, que já está desgastada de tanto que já foi tocada. Quando visitei, estava isolada, acredito que por questões de preservação.

Duomo de Amalfi

Duomo de Amalfi

Por dentro é bonita, mas perto daquela linda fachada, achei o interior relativamente simples. Reza a lenda, que o corpo de Santo André estaria na cripta localizada no subsolo da igreja.

Outro destaque é o Claustro do Paraíso. Datado do século 12, fica ao lado do Duomo. De fato, é bastante bonito, com uma arquitetura em estilo bizantino e um ambiente bem tranquilo. Ao redor, vemos vários sarcófagos e fragmentos em latim. A entrada é paga (3 euros, em Maio de 2013).

Claustro do Paraiso

Claustro do Paraiso

Saindo de lá, fui dar uma volta pelas ruas do entorno, com mais lojinhas vendendo os mesmos artigos vistos em Positano. Depois, parei para um descanso, numa das gelaterias mais recomendadas da Costa: a Porto Salvo. É uma loja pequenininha que fica logo na entrada da praça principal, de quem vem do porto. E o gelato era bom mesmo. Aprovadíssimo!

No final do passeio, voltei para o porto e descobri que não haviam barcos que me levassem de volta para Sorrento, somente ônibus. Aguardei pelo próximo e segui viagem (cerca de 1 hora e meia até o meu destino). Mais uma vez, a estrada era cheia de curvas e com uma vista deslumbrante da janela.

Pretende se hospedar na Costa Amalfitana?

Preparamos 2 posts com dicas de hoteis nas principais cidades da Costa. Não deixe de conferir!

Dicas de Hotéis na Costa Amalfitana: Positano, Amalfi e Ravello

Dicas de Hotéis na Costa Amalfitana: Praiano, Maiori e Minori

Considerações finais

Conhecer essas 2 cidades da Costa Amalfitana foi maravilhoso – um belo dia de descanso e passeios agradáveis. Como você pode perceber, não há quase atrações turísticas nelas. Os grandes atrativos mesmo são as praias e o passeio por suas vielas.

Eu optei por fazer as coisas com mais calma e curtir o clima de Amalfi e, principalmente, de Positano. Mas se você sair bem cedo e não ficar perdendo muito tempo passeando pelas vielas e apreciando a vista, dá para encaixar neste roteiro uma visita à cidade de Ravello, que fica mais próxima à Amalfi.

Quer mais dicas? Então não deixe de ler nossas Dicas de Sobrevivência Para Quem Vai à Itália e também nosso Roteiro de 18 dias pela Itália.

Ou, se preferir, acesse nossa página completa de destinos e confira todo nosso conteúdo sobre a Itália.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Você recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Compre ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências com a GetYourGuide. A empresa, presente nos principais destinos, oferece vantagens como a garantia do menor preço e a possibilidade de reserva online antecipada, garantindo seus bilhetes antes da viagem.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Costa Amalfitana!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

51 Comentários
  1. PETRONIO

    Quero aquí dizer que suas informações foram valiosas para mim, que já estou com reserva de hotel em Sorrento, rumo à Potenza e Sicilia.
    Estarei de carro, porem suas avaliações estão me levando a concluir que realmente será melhor o deslocamento Sorrento/Positano usando transporte público, muito embora já por duas vezes tenha feito dirigindo automóvel por toda a estrada da Costiera rumo à Potenza.
    Continue sempre oferecendo estas ótimas informações.
    Atenciosamente, Petronio Faraco

    • Fernanda Rangel

      Oi, Petronio!
      Obrigada pelo elogio!
      Fico muito contente por estar conseguindo atingir um dos meus maiores objetivos aqui no blog: ajudar aqueles que estejam planejando uma viagem.
      Abs

  2. Renata passos

    Ola gostei muito do site. Irei com meu marido para Roma em fevereiro a trabalho por 3 dias. Pretendemos seguir a viagem mais 6 ou 7 dias. Ja conhecemos Roma, Milao, Toscana e Veneza. O que vcs sugerem para nós? Muito obrigada e parabens pela simplicidade e conteudo do site! Excelente!!

    • Fernanda Rangel

      Oi, Renata!
      Obrigada pelo elogio!
      Sugiro que vocês dêem uma esticada até a Costa Amalfitana. Fiquei 4 dias por lá, mas reconheço que o ideal teriam sido 5 dias. Foi maravilhoso.
      Fiquei sediada em Sorrento (saí de Roma e fui direto pra lá, com conexão em Nápoles). Tirei 1 dia pra visitar essa cidade (muitíssimo agradável). No dia seguinte, fiz esse passeio pela costa, que descrevi no post. No 3º dia fui até a Ilha de Capri. E no 4º dia, fiz uma visita à Pompéia de manhã e Nápoles à tarde.
      Tenho posts aqui no blog sobre o meu dia em Sorrento (com dica de hotel) e na Ilha de Capri. Em breve, sairão os posts sobre Pompéia e Nápoles.
      Esse último dia foi muito corrido, o ideal teria sido 1 dia inteiro pra cada. Mas eu não tinha 5 dias no roteiro, e tive que improvisar. Sorte que eu não gostei muito de Nápoles, o que acabou não sendo nenhuma catástrofe.
      Outra opção pra vcs e ir até a Sicília. Infelizmente não a conheço ainda, mas certamente ire até lá numa próxima ida à Itália.
      Abs

  3. Arlene

    Oi Fernanda,
    Tudo Bem, tenho visto seu site e sempre gosto dos seus posts, comentários sobre detalhes de cada
    lugar que nos ajudam a tomarmos as melhores decisões . Eu e meu esposo estaremos indo para
    Itália em junho próximo.
    Chegaremos em Milão, iremos pra Veneza, Florença, Pisa, Roma, Nápoles…Depois chegando na Costa
    Amalfitana, gostaríamos de saber sua opinião onde seria melhor nos hospedarmos, sendo que pro-
    vavelmente visitaremos Capri, Sorrento, Positano, Amalfi, Salerno. Teremos uns 3 dias e depois re-
    tornaremos para Milão de trem, o qual provavelmente pegaremos em Salerno.

    Muito obrigada pela ajuda.
    Um grande abraço.

    • Fernanda Rangel

      Oi, Arlene!

      Quando visitei a região, fiquei em Sorrento e recomendo bastante, pois é uma cidade bastante agradável e perto de tudo.

      Salerno eu não conheço, mas seria bastante funcional pra vcs, já que pretendem partir de lá pra Milão. A cidade só fica mais longe um pouco desses destinos do que Sorrento, mas nada que seja impossível de fazer.

      Uma opinião pessoal: se vcs tem 3 dias, eu tiraria Salerno. Fiquei 4 dias na Costa Amalfitana, com base em Sorrento: 1 foi pra conhecer esta cidade, 1 para visitar Positano + Amalfi, 1 para Capri e 1 para Pompeia + Nápoles (que foi super corrido).

      Qdo voltarem para Milão, vcs podem partir de Sorrento. O único inconveniente seria ter que pegar 2 trens (de Sorrento pra Nápoles e desta para Milão). Mas é viável – eu fiz isso, quando saí de Sorrento em direção à Florença.

      Abs

  4. Gislene

    Estou com uma programação quase igual a sua para a Italia e estou adorando suas recomendações .
    Como pretendo dormir na Costa Amalfitania uma noite estou indecisa entre Amalfi e Positano, me parece que positano é mais lindo , porem como quero ir a Ravello acredito se for direto a Amalfi , chego no hotel e a tarde vou a Ravelo com mais calma durmindo em Amalfi e no dia seguinte pela manha retorno a Positano via barco , passo o dia lá e retorno a noite a Sorrento . Minha duvida os horarios de retorno do onibus são compativeis , ou por sair de Positano encontro o onibus cheio e dificil voltar a Sorrento . Outra qual lugar é melhor para passar a noite . Grata
    Sei que não é o lugar , mas uma mala de 23 Kg vc considera grande , pela foto parece igaul a sua, rssss

    • Fernanda Rangel

      Oi, Gislene!
      Obrigada pelo elogio!
      Se eu tivesse que pernoitar na Costa, eu escolheria Positano. É mais bonita e agradável. Não que Amalfi não seja, mas Positano é mais graciosa.
      Pelo roteiro que vc quer fazer, pergunto: no dia que for passear em Positano e depois ir pra Sorrento, como vc fará com a sua mala? Não tem lugar pra deixá-la na marina (pelo menos eu não vi, no dia da minha visita).
      Uma opção: chegar a Positano e se hospedar lá. Aproveite esse dia na cidade. No dia seguinte, pegue um barco, visite rapidamente Amalfi de manhã e siga pra Ravello depois. Na volta, pegue o barco (ou o ônibus) para Positano, apanhe a mala no hotel e siga pra Sorrento.
      Eu peguei um ônibus de Amalfi até Sorrento por volta das 18h. Super tranquilo.
      Há um site (não oficial) sobre a Costa Amalfitana que oferece uma tabela de horários dos ônibus da região. Dê uma olhada aqui.
      E sobre a mala… Recomendo levar uma que tenha, no máximo, 65 a 67 cm de altura (considerada por aí como uma mala M). A que eu levei era maior que isso e foi uma catástrofe, como relatei lá no post do roteiro de 18 dias. Nunca mais faço isso na minha vida! Recentemente fiz uma “Eurotrip” de trem e levei essa mala M + uma mochila e deu muito mais certo.
      Espero ter conseguido ajudá-la!
      Abs

  5. Erika Dovera

    Fernanda, parabens pelo site estou em Amalfi seguindo todas as suas dicas inclusive a sorveteria.. valiosas dicas.. desde Roma sigo todas elas e a viagem esta mais facil com o auxilio do blog.. ja estou ja 18 dias viajando e fazendo o seu roteiro de 18 dias na italia com algumas alteracoes alterando a sequencia das cidades mas em linhas gerais estamos visitando todas as cidades e pontos turisticos q vc recomendou

    • Fernanda Rangel

      Que bacana, Erika! 🙂
      Fico muito contente do blog estar ajudando na sua viagem. Esse é o nosso maior objetivo.
      Mas o destino também colabora, né?! A Itália é um país incrível. Morro de vontade de voltar.
      Continue curtindo bastante essa terra linda aí!
      Abs

  6. Graziela

    Que blog maravilhoso! Seguindo cada dica sua aqui pela região desde Florença, à Cinque Terre, descendo a Sorrento e amanhã sigo até a Sicilia. Ainda bem que existem pessoas que se dispoem a compartilhar suas experiências, para que outras aproveitem da melhor maneira possivel. Obrigada!

    • Fernanda Rangel

      Eu que agradeço o elogio, Graziela! 🙂
      Fico muito contente por ter ajudado de alguma forma. Afinal, era esse meu objetivo.
      Sua viagem deve ter sido incrível. Aliás, a Itália é o máximo, não é? Um dia ainda vou até a Sicília.
      Abs

  7. Lorena

    Oi, Fernanda! Muito obrigada pelo compartilhamento de maravilhosas informações. Tem me ajudado muito a montar meu roteiro (to empacada para fecha-lo). Eu gostaria de saber, desculpe minha inconveniência, se você lembra quanto +/- gastou com os meios de transportes por dia. Pode contar? xD

    O que eu mais gosto do seu roteiro é que você dá a informação detalhada de como chegar aos locais. Tentando montar meu roteiro, toda hora consulto o seu! kkkk

    • Fernanda Rangel

      Oi, Lorena!
      Eu que agradeço o elogio e fico contente por estar conseguindo ajudar no seu planejamento (fechar roteiro para a Itália é uma tarefa árdua, sei bem o que vc está passando…).
      Olha, não teve um valor fixo gasto por dia não, porque nos 4 dias que fiquei na região utilizei barco, ônibus, trem… Como encontrei pouquíssimas informações na web antes da viagem, fui utilizando o meio de transporte que achava mais conveniente, seguindo algumas dicas que eu ia tentando buscar lá na hora.
      Guardei alguns bilhetes numa caixinha, na intenção de utilizar para o blog, e vou te dar algumas tarifas que podem te ajudar: Bilhete de ônibus válido para 24h: 7,60 euros. Bilhete de trem válido para 100 minutos: 2,20 euros. Bilhete de barco de Positano até Amalfi: 8 euros.
      Lembrando que essas são tarifas de maio de 2013. Já deve ter tido um reajuste aí.
      Dê uma olhada no site da empresa que administra o transporte da região (Unico Campania), onde devem haver mais tarifas e informações úteis pra vc (veja aqui)
      Uma ótima viagem pra vc (e fique à vontade pra navegar aqui no blog 😉 )

  8. Juliana

    Olá Fernanda,
    Estou indo para Nápoles no início de fevereiro, vc acha possível passar o dia em Positano e voltar?
    Ou vale a pena dormir em positano?
    Obrigada!!

    • Fernanda Rangel

      Oi, Juliana!
      Positano é minúscula, em poucas horas já deu pra conhecê-la. Mas por outro lado é uma graça de cidade e não dá vontade de ir embora…
      Pelo fato de ser um dos lugares mais caros da Itália em termos de hospedagem, aconselharia passar o dia apenas.
      Mas se o seu sonho for passar um dia num lugar diferente e lindo, aí pode valer a pena (realizar algo que desejamos não tem preço).
      Abs

  9. Laura

    Oi Fernanda, tudo bem? Adorei seu post e apesar de já fazer algum tempo que você visitou a Costa ainda é bem válido. Eu e meu marido estamos pensando em ir para a Costa em junho/16. Pelas fotos acho que vou adorar Positano por isso queria montar uma base lá para visitar Amalfi, Capri, Ravello. Seria um passeio com tempo e calma e sem carro pois como você diz, quem consegue apreciar a vista dirigindo. Penso em ficarmos uns 5 dias em Positano e depois ir conhecer Cinque Terre. Você sabe qual a melhor maneira de ir de Positano à Cinque Terre sem carro? Abraços!

    • Fernanda Rangel

      Oi, Laura!
      Obrigada pelo elogio! 🙂
      Positano é um encanto de cidade. Gostei mais até do que Amalfi. Mas Sorrento é meu xodó, pois foi onde fiz minha base para passear pela costa. Não deixe de ir até lá tb.
      Mas vamos à sua pergunta.
      Não visitei Cinque Terre e por isso não tenho minha experiência pra te contar. Mas pelo que andei vendo, será meio contramão…
      Pra começar, vc precisará pegar um ônibus para ir de Positano para Sorrento. Depois, pegar um trem de Sorrento pra Nápoles. E de Nápoles, algumas conexões de trem até a região próxima a Cinque Terre.
      Parece que existe um ônibus que liga Amalfi a Nápoles, mas não sei onde fica o ponto final exatamente. E se for de barco até lá, vai ter que se deslocar da marina até a estação ferroviária (Napoli Centrale).
      Dê uma olhada neste post do blog Viaje na Viagem que explica bem as opções de como chegar a Cinque Terre.
      Abs

  10. Bruna

    Fernanda, se você só tivesse duas noites e quisesse curtir a praia com calma.. Você ficaria hospedada em Sorrento mesmo ou optaria por Positano?

    • Fernanda Rangel

      Oi, Bruna!
      Eu ficaria em Sorrento. Embora tenha adorado Positano, esta é uma das cidades com hospedagem mais caras da Itália.
      As praias da Costa Amalfitana, de um modo geral, são de cascalho e as melhores faixas são as praias pagas.
      Eu ficaria em Sorrento e curtiria a praia por lá no dia da chegada. No dia seguinte, iria até Positano e curtiria a praia por lá e voltaria à noite pra Sorrento.
      Abs

  11. elizabeth fraga

    boa tarde adorei seu esclarecimento… eu posso conhecer em um dia positano, amalfi, ravelo…. e depois voltar par sorrento?

    • elizabeth fraga

      vale a pena dormir e sorrento?

      • Fernanda Rangel

        Oi, Elizabeth!
        Obrigada pelo elogio!
        Até dá pra fazer as 3 no mesmo dia, pois todas são pequenas e sem muitas atrações. Mas, sinceramente, acho que vai ser corrido…
        Além da vista linda do Mediterrâneo que elas tem, vale a pena deixar-se perder entre as vielas destas cidades e isso acaba ocupando um pouco do tempo. Mas se for bem sucinta, dá pra fazer as 3 num mesmo dia e voltar pra Sorrento depois.
        E por falar nisso… Vale a pena sim! Sorrento é uma graça de cidade e uma ótima opção de base para quem quer conhecer a Costa Amalfitana, Ilha de Capri e arredores.
        Abs

  12. Adriana

    Fernanda, estou Planejando minha viagem para Itália. Para conhecer Capri, Sorento, Positano e Amalfi estabelecerei base em Nápoles. Irei de Nápoles a Sorrento de trem (Circumvesuviana), agora começam minhas dúvidas:
    Vi que tem um ônibus da empresa SITA que faz o roteiro turistico saíndo de Sorrento, passando por Positano e Amalfi. Mas li relatos de que este passeio dura uma hora e relatos dizendo que dura o dia todo, você sabe me dizer quanto tempo leva?
    Dá para fazer esse passeio de ônibus e ainda ir a Capri no mesmo dia e voltar para Napoles?
    Onde posso fazer a cotação da passagem de trem e do ônibus Sita?
    Obrigada

    • Fernanda Rangel

      Oi, Adriana!
      Eu peguei esse ônibus da SITA em Sorrento e segui até Positano. Deu mais ou menos 1h de viagem. De Positano, preferi ir de barco até Amalfi, para fazer um passeio diferente. Mas lembro que, na época, eu poderia ter pego o mesmo ônibus que vim de Sorrento e seguido até Amalfi. Aí não sei bem quanto tempo seria de viagem, mas certamente não é o dia todo. As cidades ficam próximas, o que faz demorar a viagem é a estrada perigosa entre elas. O motorista precisa dirigir devagar e com atenção.
      Eu chamaria de “passeio de dia todo” o fato de visitar Positano e Amalfi no mesmo dia. Contando os deslocamentos e o passeio em cada uma, vc irá gastar 1 dia.
      Pensando na disponibilidade dos ônibus e itinerários, infelizmente, a SITA não tem site. Na verdade, há um que se auto-intitula “não oficial” e que emite alguns horários. Não sei até que ponto é confiável…
      Fui pra lá em 2013 totalmente “no escuro” e, pelo visto, 3 anos se passaram e nada mudou.
      Quanto às passagens, é como disse no texto: são bilhetes de minutos/horas vendido pelo consórcio “Unico Campania” (site). Dá pra comprar tranquilamente lá na hora: há stands nos pontos dos ônibus.
      Abs

  13. lval

    Fernanda, muito bom o blog, tirei várias boas dicas para minha viagem à Costa Amalfitana em novembro, vou me hospedar em Sorrento, mas o gerente do hotel me mandou uma dica, de não pegar trem de Nápoles a Sorrento, por motivo de segurança! isso é certo?, me recomenda um “private transfer” com guia em inglês, será que estão puxando a sardinha para sua …você sabe!

    • Fernanda Rangel

      Oi, lval!
      Obrigada pelo elogio!
      Não vi nada demais no trem entre Sorrento e Nápoles e as viagens que fiz foram super tranquilas (andei 5 vezes). Só o trem que é bem diferente da malha da Trenitalia, ou seja, ele não tem poltronas acolchoadas e nem lugar pra colocar bagagens. É como se fosse um trem de metrô, sabe como?
      O público que vi passar por esse trem também era bem tranquilo e não vi ninguém mal-encarado. Nem vi assaltos.
      Mas sabe como é: estive lá há 3 anos atrás, por isso não tenho certeza absoluta se as coisas continuam tranquilas (o nosso próprio país não é o mesmo de 2013…).
      Mas eu desconfiaria desse interesse do gerente sobre o “private transfer”, principalmente se ele te indicar uma empresa. Ele pode estar puxando sardinha sim e deve ganhar comissão. Além do mais, costuma ser bem caro ter motorista particular na Europa.
      Uma alternativa seria pegar um barco de Nápoles até Sorrento. Já me disseram que dá pra ir de metrô da estação de Nápoles até o porto da cidade. E ir de barco é bem seguro – e um passeio agradável.
      Se optar pelo trem mesmo, só indico evitar horários de rush (começo da manhã e final da tarde). Eles costumam ficar lotados e estando de mala, será um transtorno (passei por essa situação e hoje acho graça, mas no dia foi tenso).
      Abs

      • lval

        Valeu pela dica de novo Fernanda, já usei várias vezes os trens na Itália -incluso aqueles internos- e nunca vi nada estranho, eu achei tb que o gerente estava puxando para sua… Vou usar o mesmo, não só para ir de Nápoles a Sorrento, como para visitar Pompeia e Herculano nos dias seguintes. Grato novamente pelas suas belas dicas (e fotos no blog). Abraços

  14. Davidson de Aquino Moreno

    Olá Fernanda, Tudo bem ?
    Primeiramente , quero te parabenizar pelo blog, é show, e com certeza irá ajudar muitos turistas como eu…
    Estou indo com a minha esposa para Itália agora em novembro de 2016, e graças as suas dicas resolvi dar uma esticada até a costa amalfitana…
    Na época que você foi, você lembra quais foram os valores dos trens que você usou para ir de Roma a Napoles, Napoles a Sorrento, Sorrento a Positano , o barco de Positano a Amalfi e o ônibus de Amalfi a Sorrento ?
    Gostaria de ir até lá, mas como não estava no meu orçamento, gostaria de saber quanto se gasta + ou – para ir de trem, até mesmo para saber se não vale a pena alugar um carro…
    Se não for abusar muito, você pode informar + ou – os valores que você gastou indo de trem de uma cidade para outra durante sua trip pela Itália, e se vale a pena compra antecipado para pagar menos ?
    Mais uma vez, parabéns pelo blog e desde já agradeço pelas dicas.
    Abraço
    Davidson Moreno

    • Fernanda Rangel

      Oi, Davidson!
      Eu que agradeço o elogio!
      Alugar carro é uma opção, mas acho que sairá mais caro e tem a questão das estradas sinuosas, conforme relatei no texto. E lugar pra estacionar não me pareceu fácil ou prático na região da costa. Não sei quanto ficaria no total, mas talvez saia mais caro do que ir de transporte público.
      Dando uma olhada em alguns bilhetes que usei nessa viagem (não tenho todos), paguei o seguinte: 8 euros (barco Positano-Amalfi); 18,30 euros (ida + volta de barco Sorrento-Capri); 7,60 (bilhete de ônibus para circular pela Costa Amalfitana, válido por 1 dia); 2,20 (trem de Sorrento para Nápoles).
      Infelizmente não tenho todos os valores, mas coloquei aqui pra vc ter uma ideia. Lembrando que essa viagem ocorreu há 3 anos e provavelmente já deve ter tido um aumento de lá pra cá.
      Realmente não há esses dados disponíveis na web. Tive dificuldade na época e acabei tendo que ver tudo na hora. E, pelo visto, o problema continua…
      Quanto à viagem de Roma até Nápoles, não teria como te dizer: na época do meu planejamento (início de 2013) o site da Trenitalia estava com problemas na venda das passagens online com cartão de crédito, de modo que precisei usar o passe da Rail Europe pra garantir os deslocamentos com antecedência (não quis arriscar comprar lá na hora). Não o recomendo, porque não é a opção mais barata.
      Ainda bem que o problema do site da Trenitalia foi resolvido há tempos. Sugiro dar uma pesquisada lá, pois há divulgação dos valores das passagens e todas as possibilidades de deslocamento dentro da Itália.
      Abs

  15. Raphael

    Olá Fernanda,
    Parabéns pelo blog!
    Vou fazer um cruzeiro com minha esposa com parada de 1 dia em Salermo. Estou pensando em conhecer Positano e Amalfi através de barco. Você acha viável pelo tempo disponível? Outra dúvida, as passagens de barco consigo comprar na hora mesmo?

    Muito Obrigado

    • Fernanda Rangel

      Oi, Raphael!
      Obrigada pelo elogio!
      Não sei se entendi, mas vc quis dizer conhecer Salerno, Positano e Amalfi em 1 dia, é isso?
      Se for, acho meio corrido… Positano e Amalfi praticamente não possui atrações turísticas, sendo a paisagem e o passeio por suas ruas os grandes atrativos. Contando deslocamento entre elas e o passeio em cada uma, pode ficar puxado se colocar Salerno no mesmo dia.
      Mas se a ida a Positano e Amalfi for um dia extra, aí sim: super recomendo!
      Quanto às passagens, comprei lá na hora sem problemas. Mas fui em maio. Não sei dizer se no auge do verão (ou seja, na alta temporada) seja tão tranquilo. Se for o caso de vcs, talvez seja mais garantido comprar online.
      Abs

  16. Gerarda

    Olá Fernanda! Estou programando uma viagem de 7 dias para Roma em setembro deste ano. Gostaria de aproveitar a viagem para conhecer um pouco da Costa Amalfitana, em especial, Positano. Gostei muito de todas as suas dicas e quero aproveitar para esclarecer uma dúvida: a chegada do meu voo em Roma será por volta das 16h30 e eu queria ir para Positano já neste dia, dormir lá a primeira noite para começar o passeio de 1 dia no dia seguinte e depois voltar para Roma, onde ficarei hospedada o restante da viagem. Estou receosa quanto ao horário. Você acha que consigo transporte para chegar em Positano no dia da minha chegada em Roma? Essa opção de dormir lá já neste primeiro dia é mais prático de que fazer um bate e volta de Roma (considerando que estarei com malas)? Grata, Gerarda.

    • Fernanda Rangel

      Oi, Geralda!
      Vai ser contramão… Pra ir de Roma para Positano, vc terá que pegar um trem de Roma até Nápoles, saltar, pegar outro trem até Sorrento, saltar e pegar um ônibus até Positano. E encaixar os horários de cada um desses transportes para formar o trajeto.
      Como seu vôo chega 16:30, levando em consideração a saída do avião, pegar malas, imigração (caso vc chegue á Europa pela Itália), ir pro centro de Roma, pegar o trem e seguir o itinerário acima… Vc vai chegar bem de noite. Teria que pesquisar nos sites da Trenitalia e do ônibus pra saber sobre os últimos horários.
      Minha opinião é a seguinte: já que vc quer pernoitar em Positano e passar o dia seguinte todo lá, será mais fácil programar isso para o final da viagem. Não sei que horas é o seu vôo de retorno, mas acho que vai ficar mais fácil casar os horários pra chegar ao aeroporto.
      Abs

  17. Michaella

    Oi Fernanda, tudo bom?
    Queria sua ajuda a respeito de Positano. Quero me hospedar lá, mas lí vários posts dizendo que as ladeiras são muito íngremes e que se torna bem cansativo para quem não está em ótima forma física…
    Ao mesmo tempo li seu post dizendo que é uma cidade bem pequena. Enfim, de fato não quero ficar exausta nas ladeiras mas fico pensando se não é exagero das pessoas, visto q o lugar é pequeno.
    Pode me dar sua opinião ? Bj

    • Fernanda Rangel

      Oi, Michaella!
      Positano é uma cidade bem pequena, porém encrustada numa pedreira e com os edifícios caindo em cascata.
      Minha experiência foi descendo, ou seja, saltei do ônibus no alto da cidade e vim descendo pelo labirinto de ruas até chegar à praia. Mas assim… Quando a gente tá descendo, ainda mais prestando a atenção na paisagem e nas casas e lojinhas pelo caminho, acaba que não temos uma real noção de quão íngreme pode ser aquela rua. Não fiquei cansada e não fiz nenhum esforço nessa caminhada, mas eu estava descendo… Talvez se tivesse subindo, eu teria mais ideia se são tão íngremes assim.
      Mas lembro perfeitamente que tinham várias “ruelas” formadas apenas por escadas (e não só ladeiras) e que os edifícios estão dispostos de forma bem íngreme na pedreira. Creio que se o seu hotel estiver lá no alto e vc tiver voltando da praia, certamente irá se deparar com ruelas de escadas pelo caminho e isso vai gerar um esforço razoável até lá em cima.
      Abs

  18. Rebeca

    Oi, Fernanda. Tudo bem?
    Obrigada pelo seu relato.
    Estou indo agora em maio e gostaria de saber qual foi a data da sua viagem. Eu pretendo utilizar os ônibus SITA também mas tenho medo de estar muito trânsito em maio.
    Outra dúvida, você fez Sorrento-Positano de ônibus e Positano-Amalfi de barco, certo? E depois para voltar para Sorrento? Fez de barco ou ônibus? Li alguns relatos que o último ônibus que sai de Amalfi é muuuito cheio rsrs
    Pode me ajudar?
    Obrigada e abraços!

    • Fernanda Rangel

      Oi, Rebeca!
      Eu visitei a Itália tb em maio. Aliás, um mês ótimo pra ir pra lá, pois os dias são mais longos e a temperatura está amena, sem o calorão do verão ou o frio do inverno.
      Não peguei transito na Costa, não. Tava super tranquilo.
      De Amalfi peguei um ônibus de volta a Sorrento (o terminal fica ao lado do porto). Peguei o que saía às 18:00 e o veículo foi cheio, mas deu pra comprar a passagem na hora sem problemas. Mas se vc quiser garantir, pode comprar a passagem de retorno assim que chegar a Amalfi. Ela não é uma cidade grande – apesar de agradável, não há tanta coisa assim a se visitar por lá. Eu mesma fiquei umas 2 ou 3 horas apenas.
      Abs

  19. Marcelo Zagnoli

    Oi Fernanda, tudo bem?
    Farei uma viagem de 21 dias para a Itália na ultima semana de Julho e aqui está sendo uma fonte riquíssima de ajuda.
    Parabéns pelo trabalho.
    Gostaria de uma ajuda/opinião, se puder.
    Chegaremos em Roma na terça à tarde e minha intenção é ir para Nápoles no mesmo dia.
    Iremos utilizar transporte público o tempo todo.
    Entre quarta e sábado, pretendo visitar:
    – Pompéia
    – Capri
    – Alguma cidade da Costa Amalfitana, talvez Positano e Amalfi no mesmo dia.

    Pretendo retornar no sábado para Roma, porque queremos acordar cedo e ir ver a missa do Papa no domingo.
    Dentro dessa disposição, o que vc me recomendaria fazer nesses 3 dias?
    Estou em dúvida da ordem de lugares e do que, de fato, vai dar pra fazer nesse tempo. Principalmente no sábado, já pensando no retorno pra Roma e no esforço que será tentar assistir a missa em pleno verão.
    Agradeço demais se puder me ajudar.

    • Fernanda Rangel

      Oi, Marcelo!
      Desculpe a demora pela resposta. E obrigada pelo elogio!
      Pelo que entendi, vc tem 3 dias inteiros na região e 4 cidades que vc deseja conhecer: Nápoles, Pompeia, Capri e Costa Amalfitana. Certo?
      Sugiro fazer 1 dia pra Capri, 1 dia para visitar Positano e Amalfi, com um passeio rápido por Sorrento (essas 3 cidades são minúsculas. Saindo cedinho, dá pra fazer as 3 num dia) e 1 dia Pompeia de manhã e voltar a Nápoles à tarde para conhecê-la até de noite (já que vc ficará hospedado na cidade, dá pra aproveitar ao máximo pq os dias no verão são mais longos).
      E no sábado vc pode complementar a visita a Nápoles de manhã e viajar pra Roma no final do dia, pernoitando por lá. Assim, vc já estará na cidade no domingo de manhã pra a missa no Vaticano.
      Espero ter conseguido ajudá-lo!
      Abs

      • Marcelo Zagnoli

        Oi Fernanda, tudo bem?
        Obrigado pelas dicas, eu já estava pronto para seguir fielmente a sugestão, mas acabei tendo que fazer algumas alterações no roteiro.
        Vou chegar na Itália e ficar 5 dias em Roma e depois ir para a Costa Amalfitana, onde ficarei de 3 a 4 dias antes de seguir para Florença.
        Vou montar minha base em Sorrento, conforme sua recomendação.
        A dúvida agora é em relação à visita à Pompeia, se é melhor fazer no inicio, no meio ou no final deste período da região.
        Se for no inicio (antes de chegar a Sorrento) penso que terei problemas com as malas (a da minha esposa e meu mochilão). Talvez eu ganhe tempo mas pode ficar complicado devido as malas, não sei se tem lugar para guardar na estação.

        Talvez, o melhor seria ir para Sorrento, deixar as malas no hotel e depois partir para os passeios (Capri, Pompeia, Amalfi/Positano).

        O que você acha?

        • Fernanda Rangel

          Oi, Marcelo!
          Ficando 4 dias, vc vai fazer basicamente o meu roteiro. Saí de Roma direto pra Sorrento (com troca de trem em Nápoles) onde fiquei sediada pelos 4 dias seguintes. O dia da chegada usei pra conhecer Sorrento, o dia seguinte foi pra Costa Amalfitana, o 3º foi pra Capri e o 4º foi compartilhado Pompeia + Nápoles. No 5º dia de manhã, segui viagem para Florença.
          Não sei se vc chegou a ver todos os meus artigos, mas contei resumidamente como foi no post Roteiro de 18 dias pela Itália.
          Agora, se vc só tiver 3 dias, talvez fique muita coisa pra visitar em pouco tempo. Não acho que compensa fazer tudo correndo pra caber num roteiro, entende? No final, acaba que a pessoa não consegue visitar nada direito…
          Se vc quiser MUITO conhecer a região da Baía de Nápoles e Costa Amalfitana, eu tentaria reservar 4 dias no seu roteiro só pra ela.
          Quanto a estação de Pompeia, sinceramente não me lembro de ter visto guarda-volumes por lá. Ela era tão minúscula que tenho dúvidas se teria. Não arriscaria ir de mala e cuia pra lá logo no 1º dia. Eu deixaria para qualquer um dos outros.
          Abs

  20. Rebeca Fiamozzini

    Oi, Fernanda! Tudo bem?
    Só passei aqui de novo para agradecer! Me inspirei no seu roteiro para fazer Positano e Amalfi e deu super certo. A única coisa que eu mudei foi a volta… Eu acabei voltando de barco de Amalfi para Sorrento porque tinha muito trânsito na Costa.
    Muito obrigada!
    Abs.

    • Fernanda Rangel

      Oi, Rebeca!
      Eu que agradeço o elogio e o seu depoimento! 😀
      Fiquei muito contente pelo post ter lhe servido de guia para a sua visita.
      Espero poder continuar ajudando no planejamento para as próximas viagens!
      Abs

  21. Junia Bassan

    Oii Fernanda, poderia passar as informações sobre valores dos ônibus, trem e barco que você utilizou nesse roteiro entre sorrento e as praias?? Vou tentar fazer um roteiro igual, muito obrigada!

    • Fernanda Rangel

      Oi, Junia!
      Na parte do post em que falo de “como chegar à Costa Amalfitana”, eu disponibilizei os links das empresas, para que o leitor possa ter acesso aos valores atualizados (já que a minha viagem foi em 2013).
      No caso do barco (entre Positano e Amalfi), usei o serviço da Travelmar.
      Abs

  22. selma costa

    Boa noite Fernanda. Chego a Napoles em 8 setembro (já tenho hotel reservado). Estou pensando em fazer o seguinte roteiro e gostaria da sua opinião:
    dia 9 : ir de trem para Sorrento , pegar o barco para Capri; voltar de Sorrento à Napolis de trem
    dia 10 -ir de carro alugado para Sorrento, deixar o carro lá, ir de onibus para Positano e depois Amalfi e voltar de Amalfi para Sorrento de onibus. Voltar entao de Sorrento para Napoles no carro alugado (achei melhor assim pq na volta para Napoles os onibus devem estar cheios)
    Dia 11: Ir a Pompeia de manha de onibus ou trem e conhecer Napoles a tarde;
    Dia 12 vou para Roma.
    Vc acha este roteiro viável?

    • Fernanda Rangel

      Oi, Selma!
      Viável é, mas tem alguns “poréns”…
      >> Você não precisa sair de Sorrento para ir a Capri. Há barcos que ligam Napoles à ilha.
      >> Já que vai alugar um carro até Sorrento, o melhor seria esticar dirigindo até a Costa Amalfitana. A estrada é cheia de curvas, mas não é impossível de dirigir tb. Se vc estiver insegura, tudo bem, mas vai ficar mais barato vc pegar um trem entre Nápoles e Sorrento e depois ônibus até a Costa, do que pagar uma diária de aluguel de carro, pra ele passar o dia “esquecido” em Sorrento.
      >> Eu fiz Pompeia e Nápoles num mesmo dia e achei corrido. O ideal seria 1 dia inteiro pra cada. Mas como vc vai ficar hospedada em Nápoles e setembro é um mês em que escurece tarde, então pode ser que dê pra fazer os 2 no mesmo dia. Mas mesmo assim, acho corrido.
      Em suma, minha sugestão é a seguinte:
      Dia 9 = Ir de barco de Nápoles até Capri e passar o dia lá. Se conseguir fazer a ilha em menos de 1 dia, ainda dá pra conhecer parte de Napoles nesse dia, na volta.
      Dia 10 = Vá de trem até Sorrento e pegue um ônibus para a Costa. Na volta, pare um pouco em Sorrento e visite-a. Volte de trem no final do dia.
      Dia 11= Chegue cedinho em Pompeia e aproveite a manhã lá. Na volta, conheça Nápoles.
      Não sei a hora do seu retorno para Roma no dia 12, mas se puder, aproveite a visita em Napoles nesse dia. Pq aí, te libera para conhecer Pompeia com mais calma no dia anterior.
      Abs

  23. Isadora Camargo

    Olá Fernanda, boa noite!
    Adorei seu roteiro/dicas, vou comemorar uma data especial na Costa Amalfitana, porém ficarei hospedada em Capri, assim contratei uma fotógrafa, mas vamos ter pouco tempo, vamos iniciar o ensaio em Capri e estamos em dúvida de uma das duas cidades mais conhecidas da Costa para finalizar o ensaio, qual você indicaria, Amalfi ou Positano para as fotos?
    Outra coisa, ficarei hospedada em Napoles 01 noite, iremos a Pompeia, compensa ir para Sorrento após Pompeia?

    • Fernanda Rangel

      Oi, Isadora!
      Obrigada pelo elogio!
      Para ensaio fotográfico, indico Positano, sem sombra de dúvidas! Muito mais bonita e charmosa.
      Outras boas opções são Sorrento (especialmente o mirante da Villa Comunalle) e Ravello. Não visitei essa última, mas há um belo mirante por lá (Villa Rufolo) que acho que seria ótimo para um ensaio fotográfico.
      E sobre Pompeia + Sorrento, dá sim pra visitar as 2 num mesmo dia. Eu penso que Pompeia deveria ser um dia inteiro de visita, mas quem estiver com o roteiro apertado, dá pra escapulir até Sorrento sim.
      Abs

Totos os direitos reservados