Cuidados ao Viajar para Buenos Aires

Entenda os riscos que um turista corre nos dias atuais ao viajar para Buenos Aires na Argentina. Saiba como evitar problemas e aproveitar sua viagem.

Obelisco à noite em Buenos Aires

Obelisco à noite em Buenos Aires

Buenos Aires é a segunda maior capital metropolitana da América Latina. Com uma população de mais de 13 milhões de habitantes, é também o centro cultural de maior importância da Argentina e um dos principais da América do Sul.

A cidade é conhecida como a “Paris da América Latina”. Não que seja uma “cidade luz” propriamente, mas o clima e a arquitetura lembram um pouco a capital francesa.

Quando fui a Buenos Aires há alguns anos atrás, em 2009, a cidade ainda tinha um pouco de glamour e era uma boa opção para compras.

Infelizmente, porém, nos últimos tempos, talvez por reflexo do momento político conturbado que a Argentina vem vivendo, a capital portenha tornou-se um destino onde se deve ter bastante cautela.

Diversos amigos que estiveram lá recentemente relataram episódios de golpes e furto de seus pertences em hotéis, restaurantes, aeroportos e táxis.

Também não faltaram as vítimas de dinheiro falso. Esse, aliás, é um problema histórico enfrentado pelos turistas, de um modo geral, que visitam Buenos Aires. A dica é sempre optar por fazer câmbio com agências de confiança ou em casas especializadas, de preferência no Banco de La Nación do Aeroporte Ezeiza, logo na chegada (desde que você não leve reais, pois a cotação deles não está compensando mais ultimamente). Também não recomendável dar nota alta para pagar o táxi.

Sempre tenha dinheiro trocado à mão. Um amigo deu uma nota de $50 pesos ao taxista e este devolveu o dinheiro dizendo que não tinha troco, só que entregou uma nota falsa.

Já contratou o Seguro Viagem?

Não corra riscos desnecessários e evite viajar preocupado, contrate um seguro viagem e aproveite ao máximo suas férias. Faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05

Outro golpe muito comum é entregar uma nota para pagar a corrida e o taxista devolver uma menor dizendo que está faltando dinheiro. Eles se aproveitam do fato do turista não estar familiarizado com a moeda de lá. A dica é entregar a nota falando valor em voz alta: "Aqui está uma nota de 50 pesos!"

Outra dica é pegar táxis de cooperativas, facilmente reconhecíveis por uma placa luminosa e evitar ao máximo pegá-los na rua de repente.

No caso das compras, já se foi o tempo que era muita vantagem comprar em Buenos Aires. Ultimamente com a inflação em alta, os preços já não são aquela maravilha para brasileiros. De qualquer forma, sempre vale a pena dar uma esticadinha até os outlets do Palermo.

Outra triste notícia que tive é de que os brasileiros estão sendo muito maltratados em BsAs. E isso vai muito além da histórica rivalidade no futebol. Portanto, pense duas vezes se não quiser ter uma experiência ruim em sua viagem. Do contrário, se você não for “pavio curto”, ainda assim guardará agradáveis lembranças da capital argentina.

A dica é ficar sempre atento e colocar na cabeça que você está em uma cidade grande. O difícil é permanecer em constante estado de alerta quando o que a gente gostaria mesmo era de relaxar e curtir as férias.

Confira todo o nosso conteúdo sobre Buenos Aires.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece plano de dados em 210 países, com conexão de internet ilimitada. Você informa o número de dias da viagem, recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Compre ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências com a GetYourGuide. A empresa, presente nos principais destinos, oferece vantagens como a garantia do menor preço e a possibilidade de reserva online antecipada, garantindo seus bilhetes antes da viagem.

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

34 Comentários
  1. lucia

    OTIMA INFORMACAO AMEI VOU DIVULGAR ,A CINCO ANOS ATRAZ QUANDO ESTIVE EM BUENOS AIRES FUI ROUBADA NO PROPIO AREROPORTO NA ADUANA O SENHOR ABRIU A MINHA MALA E DICE SE A SENHORA QUER ENTRAR COM ESTES PRESENTINHOS TERA QUE ME DAR 300 DOLAR ,OU SENAO TEM QUE PAGAR 500 NO BANCO A MINHA DOR DE ESTOMAGO FOI TAO GRANDE QUE PREFERI PAGAR OS 500 E NAO DAR 300 PARA O MARGINAL ,QUER UM CONSELHO NAO VA A BUENOS AIRES NAOOOOOOOOOOO VA A ARGENTINAAAAAAAAAAAA

    • Pablo Alde

      Senhora, isso não e roubo, isso se chama imposto e limite de importação: O limite de produtos que pode passar na alfandega sem pagar impostos e o equivalente a, atualmente, 200 dólares em fronteiras terrestres e 500 por avião. Na época que a senhora viajou os limites eram 150 e 300 respectivamente. No Brasil também e cobrado.

    • Anibal

      Viajando de Montevideo, Buenos Aires e Santiago. Embarquei em Montevideu e em Buenos Aires na esteira de desembarque de bagagem notei a falta de uma maquina fotográfica que levava para fotografar a final de esqui no Chile, minha esposa um perfume usado e quando cheguei ao Chile meu perfume tambem tinha sumido, em Buenos Aires reclamei a falta da Camera, fiz ocorrência no próprio aeroporto, malas foram pesadas e ocorrência feita e atrasado para embarcar no aeroporto internacional em Buenos Aires, fui a guiché da Aerolinea Argentina, que mandou pegar táxi até o próximo aeroporto que a companhia restituir, paguei 50dolares pela corrida e taxista emitiu nota de 60dolare(queria que eu tivesse vantagem), nao tem ninguem sério? ??Ir de carro é pior, aduana, polícia, metem a mão, corrupção generalizada. Entrei em contato com Aerolinea Argentina que pediu e enviei, ocorrencia, ticket malas, nota fiscal da camera, embarque, identidade da minha irmã (estávamos entre três, eu, esposa e minha irmã) , e todas as malas foram embarcadas em nome da minha irmã . No final de toda dor de cabeça recebi uma proposta da empresa de pagar por tudo, 27 dólares, a princípio achei ser brincadeira. Que estímulo ao roubo de malas….. Adeus Buenos Aires, nunca mais!!!!

  2. Willian W

    Estive em Buenos Aires em janeiro, não tive problemas mais sérios, a não ser aqueles de turista
    em cidade desconhecida. A dica é se preparar bem antes, ter informações o suficiente e isso pq é uma viagem qualquer, nao pq é em Buenos Aires.
    Na mesma viagem vi Brasileiros tendo um pouco de dificuldade, do tipo pegar um ônibus tentando perguntar aos berros ao motorista se o veículo passaria numa rua específica da capital. todos ao mesmo tempo e com perguntas diferentes. Eu se fosse o motorista trataria mal tbm (tenha calma!), nada que um mapa e umas perguntas pra algum policial que esteja por perto não resolvam.
    Quanto ao cambio, fui na minha agência do banco do Brasil, pedi a autorização para transações internacionais. E quando cheguei la fui direto ao Banco Patagônia que abriga alguns caixas eletrônicos do banco do brasil e lá fui muito bem atendido por um funcionário que me ensinou e me tirou todas as dúvidas sobre saques no país. Outra dica: a cadas saque vc só poderá pegar no máximo ate 1000 pesos, entao toda vez q for sacar tente pegar o máximo possível, pq vc pagará somente uma taxa que é fixa independente do valor.

    Buenos Aires é uma cidade incrível, bonita, cheia de cultura. Não seja mal educado e seja sutil, não fique falando alto nos lugares e reclamando que o povo de lá que é mal educado. Brasileiro tem a mania de ser bem espalhafatoso, falo pq eu presenciei tudo isso que to falando.

    Boa viagem pra quem vai. Saudades da cidade, com certeza voltarei.

    • Vinícius Miranda

      Obrigado pela contribuição, Willian.

      O turista precisa entender que ele está em contato com outra cultura e precisa se comportar de acordo e respeitar para ser respeitado.

      Particularmente faço o máximo possível para não me aborrecer quando estou viajando, afinal estou querendo curtir meu passeio. Por isso, a gente acaba engolindo alguns desaforos para não estragar as férias. Claro, se a situação foi séria, não tem jeito.

      Um abraço!

  3. Gabriela Lages

    Voltei de Buenos aires há 5 dias. Não tive problema algum relacionado com taxista, mas claro que só paguei com notas pequenas e contadas. Já em quesito compras, comprei um casaco de couro por 130 REAIS (numa loja chamada Trotter, maravilhosa!!), uma blusa da Lacoste por 80 reais (região outlets da aguirre, vale muito a pena!) e uma bolsa. Foi maravilhoso!

  4. Garanhao italiano

    Meu sonho ir a Buenos Aires. vou realizar no máximo até 2014.

  5. Bruno

    Fui pra buenos aisres algumas vezes, e honestamente não indico. É bonita sim, mas nada demais.
    Como vou muito a trabalho, sei como os turistas são tratados la.
    A maioria dos golpes (roubos) acontecem com taxistas.

    ATENÇÃO!! O principal golpe deles la acontece com o taxista que te pega no aeroporto. A maioria das pessoas troca o dinheiro no aeroporto, e ainda não esta familiarizada com as notas deles. Ai quando voce vai pagar o taxi, voce da uma nota de 50 por exemplo, ele pega, e devolve uma nota de 10 e diz que voce deu 10 ao invez de 50. Eles tentam isso toda vez. A não ser que voce pegue um taxista honesto. Já tentaram isso comigo umas 5 vezes.
    Receber nota falsa lá é rotina. Eles adoram dar dinheiro falso.

  6. 100% BRASUCA

    NÃO TEM O QUE FAZER EM BUENOS AIRES LIXO !
    A REPUBLIQUETA ARGENTINA ESTA FALIDA !!!

  7. marcio

    Fui no começo do ano passado, em Fevereiro de 2012.

    Vale a pena sempre visitar um país diferente, este seria a terceira vez que fui para Buenos Aires. Qualquer viagem sempre tem uns contratempos, mas é normal.

    Somente tive alguns problemas.

    Logo que cheguei, que pegamos um taxi alternativo, que estava cobrando um valor um pouco mais alto que a tabela. Prejuízo mesmo, foi somente este.

    O Hotel que agente se hospedou, o serviço era bem ruim, os quartos estavam meio sujos, e não tinham toalhas suficientes, provavelmente é a crise que passa Buenos Aires.

    No mais, não tive problemas, atendem normalmente sem problemas, não tive nenhum problema de rivalidade Brasil x Argentina.

    Para falar a verdade, fui com pouca expectativa, pois sei que estão passando por um momento muito difícil. Mas, foi melhor do que imaginei. A cidade esta arrumado. Melhores que o rali aqui de São Paulo, cheio de buracos. Sem muitas pichações. Parques bem cuidados.

    Na cidade, você pode pegar o metro e caminhar, poderá ir para os principais pontos turísticos.
    Nesse quesito, esta bem estruturado. Tem uns metros que parece bonde, é bem interessante. Parece que voltou para século passado. Feito tudo de madeira. É uma volta ao passado.

    As comidas são boas, os churrascos, antigamente o “Sigue la Vaca”, tinha preço espetacular, muito saboroso e ainda vinha um vinho razoavelmente bom. Mas desta vez, achei o preço mais salgado. Para comprar esta um pouco mais difícil, por causa da restrição de importação e cambio.

    Uma coisa que gosto muito de lá, são as “empanadas”, são bem mais saborosos que aqui, mas tem que saber onde achar.

    Falo o Portunhol, ai me viro bem. Um outro caso que lembrei e não muito agradável, foi que um ambulante estava vendendo água em garrafa, e estava meio caro, aí pedi para baixar o preço. A resposta foi “Aca no es Brasil”. Ok, tudo bem. Perdeu uma venda e compramos em outro lugar.

    Nada de radicalismo, em qualquer país tem os seus lados e pontos positivos e negativos. As viagens são um meio de conhecer outras culturas e pensamentos.

    Como turista, você sempre tem que respeitar a cultura do país onde esta a viagem, assim, sempre será tratado bem, se você faltar com o respeito, também receberá a falta de respeito.

    Uma excelente viagem!!!!!!!!

  8. Rita de Cassia

    Estive em Buenos Aires com o meu marido e adoramos. A cidade é muito bonita, o povo em geral cortes e prestativo, a comida muito boa e o vinho e as empanadas maravilhosas. Com relação ao transporte aeroporto-hotel, pagamos direto no aeroporto para a empresa que faz esse serviço e não tivemos nenhum contra tempo. Fizemos cambio no banco de la nacion que fica no aeroporto sem problema e nos cambiaram satisfatoriamente. Só tivemos um dissabor quando fomos a Porto Madeiro com mais um casal do Sul que por sinal, falava muito bem o castelhano. Jantamos por lá e na volta resolvemos caminhar para conhecer um pouco mais e tirar algumas fotos e após pegamos um táxi que passava pela rua à noite. O taxista falava demais e percebemos que o taxímetro do carro estava com algum problema ,pois virava muito rápido além do camarada ainda dar muitas voltas. O motorista não nos deixou em frente ao hotel e além do mais quis trocar a nota que pagamos e nos dar o troco com nota falsa. Percebemos o golpe e deixamos prá lá.Tratamos de pular do carro rapidamente com o troco falso antes que algum comparsa dele pudesse nos abordar e nos roubar.Foi vacilo nosso, confesso!Temos que seguir as regras de segurança! Para pegar taxi, só os indicados pelo hotel ou restaurantes e observar e anotar a placa e o registro do motorista. Outro dia fomos jantar no restaurante ” Las lazarenas”, churrascaria criolla tipicamente argentina. O garçom era pouco cortes, velho e viciado. Pagamos caro e não fomos bem servidos e nos sentimos ainda enganados. Pedimos uma garrafa de vinho que verificamos no cardápio um valor e na hora de pagar o senhor, nos cobrou mais caro dizendo que a garrafa que pedimos era maior. Não perdemos a posse, pagamos e nunca mais voltamos e tampouco indicamos. Fica aí algumas dicas para quem queira viajar para não se deixar abalar com pequenos dissabores.

  9. Adriana

    Estive em Buenos Aires em 2009, achei tudo lindo até a minha máquina ser levada da mão da minha amiga, mas comprei outra, ruim foi perder 300 fotos!
    Voltarei semana que vem, e dessa vez mais preparada, cuidadosa e muito grata por essas dicas sobre os taxistas!

  10. sueida de barros emgydio

    Sou uma brasileira vivendo ha 2 anos em Buenos Aires estou muito decepcionada é o pior País do mundo para viver os argentinos são arrogantes nunca fui tão mal tratada aqui eu fiquei com anorexia eu peço que se alguem tem vontade de viver aqui esqueça vai sofrer todo tipo de preconceitos vai se tornar depressiva . Os argentinos são invejosos dos brasileiros, são podres .

  11. Alan Lardieri

    Adorei as dicas sobre as notas falsas, nos serviu muito na nossa viagem a Buenos Aires.. realmente é preciso ter muito cuidado, vimos varios turistas serem estafados…conseguir cambio atraente é muito fácil porem tambem é muito arriscado fazer cambio com os cambistas q estao na rua Florida por exemplo…é vantajoso sim levar reais e trocar por pesos no cambio paralelo, logico, tendo muito cuidado com quem fazer o cambio, pois correm muitas notas falsas na cidade…Recomendo muito a guia Karina para fazer todo tipo de passeios, traslados e shows de tango,o transfer de ida e volta eze-hotel… ela é Brasileira filha de Argentino morando a muitos anos em Buenos Aires.
    por exemplo ela consegue shows de tango por R$120,00 com tudo incluido, optamos pelo Tango Porteño a R$180,00..porem muito mais barato que em qualquer lugar, o Sr. Tango estava apenas R$5 a mais.
    os traslados do aeroporto de EZE ao hotel esta R$80,00.. muito simpática e atenta em todos os sentidos, nos passou todos os datos dela que vou compartilhar com vcs. tambem faz cambio no hotel a uma taxa exelente 3,5 no momento.
    Karina Enebelo
    kaenebelo@hotmail.com

    • Vinícius Miranda

      Olá Alan,
      Que bom que nossas dicas te ajudaram e melhor ainda foi você ter retornado para passar o feedback.
      São atitudes assim que fazem com que a gente consiga mensurar realmente o alcance do nosso trabalho. Obrigado mesmo!!
      Ah, e valeu por deixar o contato da Karina!!
      Abraços

    • Karina

      Fiz cambio e contratei show de tango com a Karina, recomendo, muito honesta.

  12. José Roberto bueno

    Cuidado com taxistas que querem vender show de tango . Um ingresso para um show com senor tango , mais famoso na cidade você pagará 100,00 reais sem o jantar. Me ofereceram por 110,00 dólares . Portanto cuidado. Nos restaurantes e normal quando percebem que você e brasileiro cobrarem diferente do valor do cardápio. Cobram tudo a parte, e além do preço. Portanto discuta com o garçom o preço de arroz , salada, ovos, batatas pois e aí que tentam te enganar. Cuidado se vc for de navio . No porto taxistas te oferecem passeios por pontos turísticos tudo em reais. O passeio se concentra em algumas voltas ao redor da cidade que não valem o preço proposto de 250,00 reais por carro . Vá a pé pois o centro e muito próximo do porto e negociações por lá são muito mais baratas que taxistas do porto. Existe a opção do trem para ir a lá boca bairro famoso pelo estádio lá bombonera. Mas muito cuidado por la . Evite passeios noturnos pois risco de assaltos e bem maior. Tenha sempre pesos argentinos para pagamento de contas pois na hora da conversao te enganam facilmente .

  13. Aline

    Agradeço à Vinicius pela página que me ajudou muuuuuuito.

    Contratei os serviços de guia com a Karina Enebelo.

    Pessoa excelente, super do bem !!!! E isso é importantíssimo quando se está em outro lugar que vc não conhece absolutamente nada nem ninguém!!!!! rsrsrs Eu fui com minha família, num total de 7 pessoas, contando com criança de colo, adolescente, terceira idade, etc… e mesmo sem conhecer nada eu que coordenei nossos dias e quais passeios faríamos. Fiquei com essa responsabilidade…rsrs…

    Graças a Deus, meses antes de viajar peguei os contatos do Alejandro e de Karina. Apesar de algumas diferenças de preços, optei em dar continuação com a Karina.

    E por ai, foram vários e-mails, watszap, Nextel, falei com ela de todas as formas, e sempre me atendia prontamente com muita simpatia e educação.

    Ela me indicou o Hotel Tribeca, que achei ótimo, se tratando de famílias com crianças, foi excelente. A rua do hotel é meio deserta, mas nada muito absurdo.

    Troquei reais com a Karina, e contratei todos os passeios também com ela.

    Cheguei a verificar os preços e as vezes tinha alguma coisa um pouco mais barato, do que com ela. Mas pra ser sincero, acho que não compensa, pq com ela eu tinha segurança no transporte, nos horários sempre pontuais, e isso conta muito.

    Gente, vc não paga nada além do justo, e ter um contato num lugar distante, não tem coisa melhor. Tudo que eu precisava ligava pra ela, que me dava várias opções.

    Minha sugestão, depois dessa experiência:

    1 – Leiam todos os comentários dessa página, façam contato com a Karina, com antecedência para que dê tempo dela te dá todas as dicas de acordo com o que vc tem em mente para fazer;

    2 – Gosto é uma coisa muito pessoal!!! Então se alguém não gostou de um passeio, ou um restaurante, não quer dizer que vc não vá gostar, ok?!

    3 – Eu li sobre os comentários de todos os passeios, e daí fiz meu próprio roteiro, em lugares que senti vontade de conhecer, e não me arrependi de nenhum!!!!!!!!!!
    O único que estava no meu roteiro e não fomos, foi na Colônia, pq como erámos 7, ficou um pouco salgado o valor.

    4 – Nós andamos bastante a pé, pegamos táxi que era bem baratinho, compramos várias lembrancinhas, fomos ao Tango Carlos Gardel, super chique, tradicional, e jantar excelente, fomos no Teimaikem (achei o máximo, apesar de estar chovendo), Delta Tigre, tour de compras, city tour, feirinhas, etc….

    Fale com Karina, diga que Aline do Rio de Janeiro indicou, e peça um desconto…hehehehe

    Bjsss galera, bom passeio!!!!!!

    • Vinícius Miranda

      Olá Aline,
      Fico feliz que tenha te ajudado e mais contente ainda por ter retornado e compartilhado sua experiência conosco.
      Isso só enriquece ainda mais o nosso blog com informações úteis!
      Eu é que agradeço a sua participação!
      Abraços

  14. Jéssica

    Gostaria de deixar um alerta sobre os caras que ficam na Calle Florida (início, próximo a Galerias Pacífico) vendendo passeios…Voltei de Bs As esta semana e quase eu e minha irmã entramos numa fria… Um senhor nos abordou nesta rua e com uma conversa de que tinha família brasileira, falando português tentou nos vender passeios. Ele nos levou para uma galeria, uma loja que ficava beeem nos fundos chamada “Viajes Intermedias” lá nos apresentou a um vendedor que falou por pelo menos 10 minutos sem parar e quando demonstramos que não tínhamos interesse em comprar o cara virou um bicho!! Só faltou bater na gente…Muito cuidado com estes tipos… Não sei se era golpe mas a reação do sujeito foi um susto para nós…

    • Vinícius Miranda

      Olá Jessica!
      Obrigado pelo seu relato.
      É preciso ter atenção com pessoas que nos abordam tentando levar para dentro de alguma loja. Todo cuidado é pouco em qualquer lugar.
      Um abraço!

      • Jéssica

        É verdade Vinícius…Não sei o que deu em nós, pura bobeira… Graças a Deus não aconteceu nada. Fico feliz em poder ajudar alertando outras pessoas 🙂

  15. Márcio Peralta

    “Paris da América Latina” kkkkkk. Uma vergonha! A todo tempo temos q ficar atentos! Em lojas, restaurantes, hotéis, taxista ( principalmente) e etc…Mesmo tomando cuidado tive problemas. Não conseguimos ficar tranqüilos. Conheço vários países e só optei este ano por visitar BsAs devido proximidade, facilidade, custo e por ser a 1a. viagem internacional com minhas filhas. Procurei ao máximo evitar transtornos e focar nas atracões para não decepciona-las, mas é impossível. Evidente q para elas as atracões e novidades ficaram acima de tudo mas para quem possui experiência de vida e viagens é apavorante. Uma vergonha!

  16. sergio carvalho

    Estamos em Buenos Aires desde quinta feira. Sexta roubaram o celular da minha esposa na fila da agencia do onibus amarelo da prefeitura. Sabado roubaram a bolsa da minha sogra na rede Mostaza, tipo um mc donalds, con tudo. A policia nao ajuda em nada. Claro sao roubos rapidos, bobos por descuido. Mas por tudo passamos dois dias, a cidade e bonita mas nao compensa por tudo que se passa. Tentam te passar para tras a todo momento, sao raros os argentinos que te ajidam mesmo. Nao recomendo a ninguem nem meu inimigo a vir para Buenos Aires. Jamais voltarei aqui. Decepicionado e esperando amanha para irmos embora, conaeguimos adiantar nossa passagem pq ficar aqui mais um dia seria uma tortura. Buenos Aires nem por foto.

  17. Anonimo

    Faço minha as palavras do Sérgio Carvalho “buenos Aires nem por fotos”. roubaram dois iPhone 6 o meu é o de minha filha numa agilidade . Tudo muito rápido jogaram algo na roupa da minha filha paramos pra limpar, quando aprece um cidadão e oferece guardanapo para ajudar na limpeza, nesse meio tempo, não sabemos como , ele pegou no bolso do casaco da minha filha os dois iPhone . De uma agilidade nem percebemos, quando nos demos conta de que fomos vítimas de furto o cara já estava longe. Procuramos a polícia e os guardas mas nada eles puderam fazer. Tristeza foi perder todas as anotações fotos arquivos etc. Contidas nos aparelhos. Buenos Aires nunca mais.

    • anonimo

      Buenos aires é terrível , cidade desgastante , povo com energia pesada , a maioria são pessoas rancorosas com ar de superioridade , não tem respeito nem por eles mesmo , doido de quem quer morar em buenos aires

  18. MARGARETH FRANCO

    Estou agora em Buenos Aires (11:00 horas 28.FEV.2016) e quero deixar minha contribuição para aqueles que pretendem vir para esta cidade. Estamos em grupo.
    1º Cuidado com taxistas . Nosso amigo foi roubado com seguinte golpe…. Nosso amigo entregou um nota de 100 pesos pela corrida. O motorista disse que estava precisando de Reais, pediu se ele poderia pagar em reais. O motorista devolveu a nota de 100 pesos e nosso amigo pagou em reais. Conclusão: recebeu nota falsa de 100 pesos do motorista.
    2º Neste mesmo passeio. Outro amigo trocou reais por pesos em uma banca de jornal em plena Florida. Recebeu nota falsa!!!!!!!!!!
    3º Três amigas pegaram um taxi. O motorista cobrou uma taxa superior a tabelada cobrou o dobro).
    Portanto, muito cuidado em Buenos Aires.

  19. Marcos

    Cidade de malandros pior lugar gue eu já fui

Totos os direitos reservados