Diário de Viagem – Roma: Chegando na Itália

Após uma viagem incrível pela Itália, decidi registrar aqui no blog a experiência do meu dia-a-dia de forma bem detalhada. Confira como foi o meu primeiro dia em Roma.

Termini em Roma

Termini em Roma

Por mais que uma viagem seja inesquecível, sempre perdemos alguma informação com o passar do tempo. Pensando nisso, decidi fazer um diário de viagem. Ao mesmo tempo que procuro deixar registrados os principais acontecimentos, tento passar minhas experiências, dicas e informações.

Assim como eu, muita gente fica apreensiva quando se vê em um lugar que não conhece e principalmente não sabe falar o idioma. Eu não sei falar italiano e, apesar de terem me dito que é fácil se virar por lá, não estava muito seguro em relação a isso. A começar pelas placas. Era preciso me familiarizar com várias expressões para entender para onde eu deveria ir.

Neste diário de viagem, procuro registrar com maiores detalhes, a minha experiência na Itália ilustrada com fotos, pois acho fundamental, não só as informações dos pontos turísticos, mas também poder identificar e se localizar no lugar onde se está.

Nos meus roteiros, eu sempre procuro usar ferramentas do Google Street para me projetar nos lugares onde irei. Isso me ajuda muito e me dá segurança para, mesmo que por alguma razão eu não esteja seguindo exatamente o roteiro que tracei, não me sinta perdido e inseguro.

Bem, iniciarei essa série de matérias, falando sobre Roma, onde fiquei cinco dias.

Cheguei em Roma com minha esposa por volta das 13h30min, pelo aeroporto Fiumicino, vindo de Portugal. Como ambos os países fazem parte do Espaço Schengen, não houve necessidade de passar novamente pelo controle de imigração.

Após pegar as malas, saímos no desembarque no Terminal 3 e nos dirigimos ao terminal ferroviário para pegar o trem em direção à região do Termini, onde ficava meu hotel. Seguimos para o lado esquerdo até o elevador e subimos até o segundo andar. Cruzamos a passarela e seguimos as placas indicativas da estação de trem ("Stazioni Ferroviaria"). O aeroporto é enorme e possui 5 terminais. Todos eles acessam a estação de trem pelo segundo andar. Não tem erro.

Aeroporto Fiumicino em Roma

Aeroporto Fiumicino em Roma

Ao chegar na “Stazioni Ferroviária” fomos até o guichê para comprar o bilhete do trem "Leonardo Express" (14 euros). O trem parte a cada 30 minutos e o percurso até o Termini leva também 30 minutos.

Comigo aconteceu o seguinte: Assim que cheguei no guichê, solicitei e paguei pelo bilhete do trem expresso e fui alertado para que me apressasse, pois o mesmo sairia em instantes. Cheguei a observar o letreiro luminoso e realmente o trem estava de partida. Dirigi-me à plataforma em frente, validei o bilhete na maquininha e entrei no primeiro trem que estava parado. Sinceramente não me recordo de ter visto outro.

Máquina de validação do bilhete da Trenitália

Máquina de validação do bilhete da Trenitália

Acontece que depois de aproximadamente uma hora dentro do trem, achei estranho que o Termini nunca chegava e fomos perguntar ao fiscal que informou que estávamos no trem errado. Fomos orientados a descer na próxima estação e pegar o trem de volta para a estação Tiburtina e de lá seguir de metrô até o Termini. Assim fizemos. Saltamos na estação Fidene, atravessamos para o outro lado e pegamos o mesmo trem na direção oposta.

Dentro do trem fomos abordados por um fiscal que solicitou nosso bilhete. Apresentamos o bilhete do “Leonardo Express” e quando ele informou que aquele bilhete era de outro trem, tivemos a nossa primeira experiência com a língua italiana. No início foi meio tenso e tentamos explicar o que tinha acontecido. Acho que pelo fato de termos comprado o bilhete mais caro (aquele custava 8 euros e nós pagamos 14 pelo outro), ele não nos multou. Foi por pouco, porque no início ele aparentou estar bastante irritado e parecia que não nos aliviaria. Mas depois, percebeu que estávamos mesmo perdidos e nos orientou a descer na estação Tiburtina e ainda nos ajudou com as malas. Tivemos ainda que comprar um BIT (bilhete regular: custa 1,5 euro e é válido para até 100 minutos em ônibus + 1 corrida de metrô) para o metrô.

Chegando na estação Tiburtina, seguimos até o metrô (linha B – sentido Laurentina) e enquanto conversávamos sobre nosso primeiro perrengue, fomos abordados por uma brasileira, de nome Telma, que percebendo a nossa situação, nos orientou o caminho do metrô e foi conversando com a gente até chegarmos no Termini. Muito simpática e prestativa, Telma nos contou que mora em Roma há 10 anos e costuma receber amigos brasileiros em sua casa. Uma pena não termos pego o contato dela.

Já contratou o Seguro Viagem?

Você sabia que quando se viaja para a Europa a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatória? Então, faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05

Ao chegar no Termini, por volta das 16h30min, seguimos para a loja da TIM que ficava no segundo piso, para comprar um chip para celular.

O Termini é um verdadeiro shopping center. Possui diversas lojas e restaurantes e fizemos um lanche ali mesmo. Em seguida fomos retirar o nosso Roma Pass no guichê da companhia que ficava dentro do Termini. O guichê do Roma Pass fica próximo à saída do lado esquerdo do Termini pela Via Giovanni Giolitti

Guichê do Roma Pass no Termini em Roma

Guichê do Roma Pass no Termini em Roma

No caminho em direção ao guichê do Roma Pass, enfim conhecemos o trem “Leonardo Express” que deveríamos ter pego. Não tinha erro. O trem tem uma logomarca com o nome inscrito e normalmente para na plataforma nº 25 do Termini (a última do lado esquerdo de estação). Para quem pretende fazer o percurso (Termini-Aeroporto ou Aeroporto-Termini) é a melhor opção pela praticidade e tempo.

Trem Leonardo Express em Roma

Trem Leonardo Express em Roma

De posse do nosso Roma Pass, finalmente era hora de ir para o hotel. Saímos do Termini pela Via Giovanni Giolitti, entramos na Via Giobert e dobramos à esquerda na Via Principe Amedeo, onde ficava o Hotel Be First B&B, duas quadras à frente, onde ficamos hospedados.

Após o check-in e um descanso, seguimos recomendação do dono do hotel e fomos até o Trastevere para jantar no restaurante “Trattoria da Teo”.

Às 20h, saímos em direção ao Termini e pegamos o metrô (linha B – sentido Laurentina) e saltamos na estação Circo Massimo. Precisei comprar um novo BIT porque o outro já tinha expirado.

Ao sair da estação, me deparei com o Circo Massimo e o Palatino ao fundo, um pequeno aperitivo do que estava a nos aguardar nos próximos dias. Fomos caminhando pela Via del Circo Massimo (uma leve ladeira) e pela Via della Greca, passando pela Bocca dela Verità (mas já estava fechada) e atravessamos o Rio Tibre (ou Tevere) até o Trastevere (por isso o nome, capiche?). Seguimos pela Via dei Vascellari até a Piazza del Ponziani onde ficava o restaurante (caminhada de 20 minutos – cerca de 1,2Km).

Ruínas do Circo Massimo e do Palatino

Ruínas do Circo Massimo e do Palatino

A Trattoria estava cheia, mas nós já havíamos feito a reserva do hotel. Foi a sorte, pois não conseguiríamos entrar sem reserva. Comi um nhoque a bolonhesa muito saboroso. O atendimento foi excelente e o preço bem razoável: bandeja de frios (mussarela de búfalo e presunto) + vinho + dois pratos de massa por 49,50 euros). Ao nosso lado havia um casal de americanos de Nova York e depois de uma rápida conversa sobre o Brasil, brindamos à Copa do Mundo que começaria alguns dias depois.

Trattoria da Teo no Trastevere

Trattoria da Teo no Trastevere

Após o jantar, caminhamos pelas agradáveis ruas do Trastevere e pegamos um táxi de volta até o hotel.

Informações: Existem diversas maneiras de se locomover do aeroporto até o Termini. Há os traslados particulares que são os mais caros. Os táxis normalmente têm um preço fixo de 50 euros. Há também os shuttler, ônibus e trens. Depois vim a saber que o trem que peguei errado era o trem local (FM 1 Local) que custava 8 euros. O “Leonardo Express” é a maneira mais rápida e cômoda de se chegar ao Termini e por isso havia optado por ele. Infelizmente teve aquele imprevisto. Confira outras informações sobre como se locomover em Roma.

LIÇÃO DO DIA:

Se você não conhece o lugar ou está inseguro se o transporte é realmente o que você pretende, pare e pergunte. Se perder aquele, não se preocupe. Os ônibus, metrôs e trens passam com uma regularidade razoável. Se eu tivesse parado para perguntar ou esperado para confirmar se o trem era aquele mesmo, teria perdido no máximo 30 minutos até a partida do próximo, mas teria economizado pelo menos uma hora e meia no final das contas. Fica a dica.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Você recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Compre ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências com a GetYourGuide. A empresa, presente nos principais destinos, oferece vantagens como a garantia do menor preço e a possibilidade de reserva online antecipada, garantindo seus bilhetes antes da viagem.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Roma!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Confira toda a minha trajetória pela Itália nos links abaixo:

Dia 2 - Roma: da Fontana di Trevi a San Giovanni in Laterano

Dia 3 - Roma: do Coliseu aos Museus Capitolinos

Dia 4 - Roma: da Basílica de São Pedro ao Pantheon

Dia 5 - Roma: Museus do Vaticano e Galleria Borghese

Dia 6 - Pisa e Florença: da Torre de Pisa ao Duomo de Florença

Dia 7 - Florença: do Davi de Michelangelo à Galleria degli Uffizi

Dia 8 - Florença: da Piazzale Michelangelo aos Jardins de Bóboli

Dia 9 - Veneza: da Ponte Rialto à Praça de San Marco

Dia 10 – Veneza: do passeio de gôndola ao Palácio Ducale

Dias 11 e 12 - Milão: Duomo, Parque Sempione e Última Ceia

Se tiver alguma dúvida ou sugestão, não deixe de fazer seu comentário abaixo. Agradecemos sua participação.

Galeria de Fotos:

20 Comentários
  1. Silvia

    Vinicius
    Estou indo em setembro com meus pais, marido e filho de 4 anos e malas… e viável e acessível (elevadores) eu pegar esse trem… com todo isso
    Obrigada
    Silvia

    • Vinícius Miranda

      Olá Silvia.
      Você precisa ter em mente que em diversas situações será necessário levantar as malas para subir e descer escadas nas estações de trem onde não existem as rolante (Ex. Pisa), para subir e descer do trem, nos hotéis que não tiverem elevadores, etc. Você ainda terá o agravante de estar com uma criança e duas pessoas mais velhas (se forem idosos fica mais difícil ainda). Mas é viável com certeza.
      Agora o mais importante e que serve para qualquer viagem de trem pela Europa: leve malas menores (prefira as médias). Não leve malas grandes e pesadas. Além de dificultar o transporte, elas ainda podem estourar com o entra e sai de estações e sobe e desce de escadas.
      Especificamente em relação ao traslado de trem do aeroporto de Roma até o Termini, não vejo qualquer dificuldade no transporte com as malas. Dentro do aeroporto tem elevadores e escadas rolantes que levam até o ponto de partida do trem.
      De um modo geral, é preciso ficar atento na hora do desembarque nas estações, pois muitas pessoas saem ao mesmo tempo e é um processo que tem que ser feito de forma bem rápida.
      No caso do traslado do Leonardo Express isso não será problema, pois o Termini é o ponto final.
      Espero ter te encorajado e ajudado.
      Grande abraço e boa viagem.

  2. Laércio Carvalho

    Por gentileza !!!

    Gostaria de saber se nos albergues é possível quebrar um galho com o próprio almoço ou jantar ?!
    Existem cozinhas nos albergues ???…Como funciona???…Estou pensando no máximo em economia para uma semana !!!
    Obrigado antecipadamente;
    Laércio

    • Vinícius Miranda

      Olá Laercio,
      Infelizmente não tenho experiência de hospedagem em albergues.
      O ideal seria você procurar por sites especializados neste tipo de hospedagem e procurar manter contato diretamente com a administração do albergue para tirar suas dúvidas.
      Agora, não sei o seu caso, mas não acho muita vantagem atrelar almoço e jantar na hospedagem, pois te prende muito ao longo do dia. É uma economia que, no meu ponto de vista, não compensa.
      Existem restaurantes de todo tipo de preço. Há alguns com menu turístico que você chega a pagar 10 euros pelo primeiro e segundo pratos + uma bebida, ou menos.
      Espero ter ajudado.
      Um abraço.

  3. simone

    Vinicius,
    Estou pretendo ir a Roma em Janeiro de 2016, por ler vários post, acho melhor me hospedar próximo a Estação Termini, não consegui ainda uma informação sobre como chegar a Pisa, li que do aeroporto, de trem pode chegar em 30min. , mas não diz de que aeroporto, como funciona o Roma pass? Como foi seu passeio as outras cidades?

  4. Roberto/Cida

    Caro Vinicius

    Estivemos (eu e esposa também) em Roma no final de nov/2014 e, acredite, até hoje estava me culpando por ter entrado no mesmo trem errado do aeroporto para o Termini Roma. Com o seu relato, que coincide quase exatamente com o que fizemos, acabo de me conformar em não ter sido o único a cometer esse equívoco. Duas pequenas diferenças em relação ao que vocês passaram: a primeira se deu quando fui comprar os bilhetes e fomos até ofendidos pelo bilheteiro pois ele tinha acerto com os taxistas para convencer os passageiros a desistirem do trem em favor do taxi. Quando resisti, só faltou sair da bilheteria pra nos agredir. Depois, também pegamos o mesmo trem que vocês, porém, como ficamos conversando e aproveitando a viagem “romântica de trem”, descobrimos o erro só quando o trem chegou na estação final da linha (+- 1h40min de percurso). Aí, com ajuda de um italiano que arranhava um inglês básico, conseguimos retornar até Tiburtina e em seguida fazer a baldeação para o metrô até o Termini Roma.
    De resto, passamos antes por Paris e depois Firenze com extensão pela região toscana até Pizza, depois Veneza maravilhosa, para, então, embarcar em um cruzeiro de travessia (19 dias) passando por lugares lindíssimos (Malta, Barcelona, Lisboa, Ilhas Canárias, Ilha da Madeira entre outros).
    Tudo isso pra te contar que o único lugar que tivemos dificuldade de comunicação foi com os italianos. Sou de origem italiana e me decepcionei com a forma com que eles nos trataram. Eta povo grosso e mau educado. Contudo, todos os lugares pelos quais passamos, serão lembrados pelo resto de nossas vidas e, esse único erro de pegar o trem errado em todo esse roteiro, é sempre motivo de grandes gargalhadas quando estamos contando nossa viagem aos amigos. Obrigado pelo seu relato e me solidarizo com vocês. Abraço, Roberto/Cida

    • Vinícius Miranda

      Roberta/Cida,
      Obrigado pelo relato de vocês. Tenho muita vontade de fazer esse cruzeiro também. Um dia irei.
      Quanto ao comportamento dos italianos, eu não tive essa impressão que vocês tiveram. Pelo menos comigo. Senti que eles tratam bem os brasileiros. diferente dos espanhóis que são bem grosseiros.
      É claro que eles são eufóricos, falam alto e muitas vezes, pode parecer que estão sendo grosseiros. Mas acho que é o jeito deles falarem mesmo.
      Enfim, cada um tem uma experiência e acho bacana compartilharmos!!

  5. Mayara Silva

    Olá Vinícius! nossa, muito úteis suas dicas, daqui 2 meses vou estar indo pra Roma pela primeira vez e ainda por cima vou estar só haha, morrendo de medo de me perder hahaha, mas já deu pra pegar infos valiosas sobre o aeroporto e a estação termini, eu queria perguntar se você poderia me dizer mais ou menos como foi a compra do chip na loja da tim? se tem muitas opções, se vale a pena eu já estudar elas pra chegar lá com o chip escolhido e tals, não sei como vou me entender com o atendente no meu inglês que só deus e sem nada de italiano haha, obrigada!

  6. Mayara Silva

    Aliás, acabei de ver que ja tem uma publicação sobre isso haha, vou ler, obrigada!

  7. Thaíse Castro

    Olá Vinícius!

    Primeiramente, parabéns pelo fantástico site!
    Vou para a Itália em Janeiro com o meu marido, chegaremos dia 21 e ficaremos até dia 30. Chegaremos em Roma e sairemos de Roma também.
    Estávamos pensando em passar uns 4 dias em Roma e depois conhecer algumas cidades próximas. O vôo da volta sai às 16:10, então temos tempo de voltar de onde estivermos bem cedo para Roma.
    Estou tentando montar um roteiro, mas estou perdida! Minha ideia é visitar cidades próximas para não perdermos muito tempo no transporte. O que você sugere? Pensei em Roma – Florença – Napóles – Pisa… Estou com dificuldades em montar um roteiro legal, não sei quantos dias passar em cada cidade… Quero conhecer os lugares sem correria, ter tempo de me sentar em um café ou restaurante legal em uma daquelas praças lindas, apreciar a paisagem, essas coisas! Me ajuda? haha.
    Desde já, muito obrigada!

    • Vinícius Miranda

      Olá Thaíse,
      A Itália tem tantas possibilidades!!!!
      Como você chegará por Roma, minha sugestão é que opte ou por seguir ou para Florença ou para Nápoles. Você tem apenas 10 dias, portanto, fica difícil conhecer lugares tão distantes sem correria. Se optar por Florença você pode conhecer cidades próximas como Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena… Se optar por ir para Nápoles, há Pompeia, Costa Amalfitana, Capri…
      Aqui no blog nós temos um vasto conteúdo que pode te ajudar bastante, inclusive para você definir quantos dias seriam necessários em cada cidade.
      Mãos a obra, porque o trabalho é grande e muito difícil escolher. rsrsrs
      Abraços

  8. Fabiana

    Olá Vinicius,
    Estou indo para Roma no final de fevereiro e estou com aquele friozinho na barriga causado pelo combo não sei o idioma/não sei andar pelo lugar.. rss
    Suas descrições aqui são tão detalhadas que estou separando e imprimindo.. hehehe.. tenho certeza que vou consultar umas mil vezes!
    Obrigada!

    • Vinícius Miranda

      Legal Fabiana,
      Pode usar à vontade!!!
      Eu também levo minhas colinhas nas viagens. Preparo vários caderninhos com as informações que necessito e fico consultando o tempo todo.
      Espero que ajude
      Boa viagem

  9. Fabio Renato Basilio

    Boa tarde, estou com algumas dúvidas finais e solicito tua ajuda…
    Estou indo para Itália, chegando em Roma no dia 01/07 e retornando por Veneza em 20/07:
    – Roma de 01/07 (sexta) a 07/07 (quinta). 05 dias inteiros. Prteendo fazer 1 bate/volta a Nápoles e Pompeia…é melhor no sábado ou na terça? M (

  10. Fabio Renato Basilio

    Boa tarde, estou com algumas dúvidas finais e solicito tua ajuda…
    Estou indo para Itália, chegando em Roma no dia 01/07 e retornando por Veneza em 20/07:
    – Roma de 01/07 (sexta) a 07/07 (quinta). 05 dias inteiros. Pretendo fazer 1 bate/volta a Nápoles e Pompeia…é melhor no sábado ou na terça? Menor não europeu paga meia em Pompéia?
    – Florença de 07/07 a 13/07 (quarta), parando em Assis no trajeto de ida. Pretendo deixar os dias 08 (sexta) e 10 (domingo) para Florença e fazer bate-volta para Lucca/Pisa no sábado, 5Terre na segunda e San Gimignano/Siena na terça…seriam os melhores dias…ouvi dizer que 5 Terre lota muito no fim de semana.
    – Milão de 13/07 a 18/07 (segunda), pretendo ficar em Milão no dia 13 e 17 (domingo), fazer 1 bate-volta para Sankt Moritz na quinta, 1 b/v para Como/Bellagio na sexta e 1 b/v paras Turim no sábado…o que acha?
    – Lique menores ed 18 anos não estão pagando no Coliseu e 1 dos meus filhos não paga metrô…pensei em não comprar o roma Pass para eles…o que acha? a segunda atração eu pretendia usar era a Galeria Borghese, onde também eles tem desconto…

  11. Alanna

    Oi, estou adorando as dicas e estou com uma dúvida com relação ao RomaPass. Qual o local de retirada dele dentro do Termini? Vi que você falou que fica perto da saída, mas olhando pelo google maps eu não achei. Se lembra se ele fica próximo de alguma loja?
    Grata

    • Vinícius Miranda

      Alanna,
      O guichê do Roma Pass fica no interior do Termini, próximo à saída do lado esquerdo pela Via Giovanni Giolitti, na lateral das plataformas de desembarque, próximo dos guichês de locadoras de veículos.
      Abçs

Totos os direitos reservados