Diário de Viagem – Veneza: da Ponte Rialto à Praça de San Marco

Veneza é um verdadeiro labirinto e o grande barato da cidade é exatamente se perder por suas ruas e canais.

Veneza

Veneza

Meu nono dia na Itália amanheceu chuviscando. Tomamos café bem cedo no Hotel Sempione em Florença e seguimos para a estação de trem com destino a Veneza. Já de posse dos bilhetes de trem, comprados pela internet no site da Trenitalia, nos dirigimos à plataforma indicada no letreiro e nos posicionamos em frente à placa indicativa do vagão.

Quando as portas do trem se abriram, do nada apareceram várias pessoas, parecia uma família de 5 ou 6, puxando nossas malas sem que tivéssemos pedido. Eu me assustei com aquela abordagem e disse que não precisava de ajuda, mas foi em vão. Eles forçavam a barra dizendo que queriam nos ajudar a embarcar com as malas e localizar o nosso assento. Quando localizei minha poltrona e sentei, ficaram três sujeitos insistentemente pedindo dinheiro em troca da "ajuda". Me neguei a pagar dizendo que não tinha solicitado nenhuma ajuda e precisei gritar com eles para que se afastassem. Quando perceberam que eu não daria dinheiro algum, foram atrás de outras pessoas e depois finalmente saíram do trem.

Foi bastante tenso e desagradável. Estas pessoas são pedintes como tantos outros que havia em Florença e em Roma. Só acho que a companhia que administra a estação de trem não poderia permitir que essas pessoas entrem nos vagões e fiquem coagindo os passageiros dessa forma. Pedir na rua ou do lado de fora do trem, a gente até admite, mas permitir que entrem no trem, achei demais. Deveria haver um fiscal na porta do vagão controlando a entrada dos passageiros.

Passado o susto era hora de relaxar. O trem (linha frecciargento) era bem confortável. Era primeira classe. Explico.

Normalmente eu não compraria passagem de 1ª classe, mas quando fui comprar pela internet, não havia a opção mais em conta da 2ª classe (aquela não reembolsável). O preço mais barato disponível da 2ª classe era o mesmo da não reembolsável de 1ª classe. Claro que não perdi a oportunidade de tirar onda!! Havia até serviço de bordo. A viagem durou 2 horas.

Chegamos em Veneza às 10h35min e ao desembarcar na estação de trem Santa Lucia, me deparei com aquela cidade tão singular. Parece que a gente está entrando em outra dimensão, pois é tudo muito diferente. A atmosfera rapidamente te contagia e você quer mais é sair desbravando aquilo tudo.

Fomos caminhando até o Hotel La Locanda di Orsaria que ficava bem pertinho da Estação de trem.

Obs: Optamos por ficar hospedados em Veneza propriamente dita do que em Veneza Mestre (a parte continental de Veneza). Tem gente que prefere se hospedar em Mestre porque dizem que as diárias são mais baratas. O inconveniente é ter que pegar um trem pra ir até Veneza turística e outro para voltar todo dia. Como eu fiquei em Veneza apenas dois dias, achei que o custo mais barato não compensaria o deslocamento.

O quarto do hotel já estava liberado e ainda recebemos um upgrade para um quarto melhor. A recepcionista nos entregou um mapa da cidade, marcou os pontos importantes e nos deu várias dicas. Subimos até o quarto, deixamos as malas e descemos para explorar Veneza.

O diário de viagem de Veneza será um pouco diferente dos outros. Veneza é um verdadeiro labirinto e o grande barato da cidade é exatamente se perder por suas ruas e canais. Não saberia detalhar com precisão o caminho que percorri nos dois dias que estive por lá. Como já haviam me dito, Veneza é uma cidade para se conhecer a pé se embrenhando por aqueles becos e pontes, descobrindo, a cada curva, um cantinho mais pitoresco que o outro e tirando muitas fotos.

Confira mais informações sobre como locomover-se em Veneza aqui no blog.

A cidade tem uma vida cultural agitada. Possui vários museus, exposições frequentes, mas definitivamente, depois de uma overdose de arte e cultura em Roma e Florença, realmente não acreditava que fosse encontrar algo mais impressionante do que já tinha visto, por isso optei por curtir a própria cidade, sem roteiro preestabelecido, sem correria, nem hora marcada.

Ficaríamos apenas dois dias em Veneza e optamos por fazer tudo a pé no primeiro dia e deixar para comprar o bilhete do vaporetto de 24h apenas no segundo dia.

Seguindo a indicação dada pela recepcionista do hotel, fomos caminhando pela região do Canareggio (pela Via Terá Lista di Spagna) em direção a Ponte Rialto, observando as placas "Per Rialto". No caminho fomos apreciando a arquitetura local, o vai e vem das pessoas e as lojas.

Cannaregio em Veneza

Cannaregio em Veneza

De cara você já vê as vitrines com as famosas máscaras de carnaval de tudo quanto é tipo e preço. Outro artigo que chama muita atenção são os cristais de Murano. Cada peça mais linda que a outra. Mas são caríssimas. As menores não saem por menos de 15/20 euros.

Máscaras de Veneza

Máscaras de Veneza

Paramos para almoçar num restaurante que achamos simpático, chamado Madalenna. A comida não era sensacional. Optamos pelo menu turístico (primeiro e segundo prato + bebida por 12.90 euros). Comi uma massa de entrada, frango empanado com batata frita e refrigerante.

Canais de Veneza

Canais de Veneza

Depois de uma caminhada de cerca de 2 horas, finalmente chegamos na Ponte Rialto, a mais antiga e mais famosa da cidade, local de visita obrigatória para quem está em Veneza.

Durante muito tempo, a Ponte Rialto era a única forma de atravessar o Grande Canal de um lado para o outro da cidade. Posteriormente foram construídas mais duas pontes, mas ainda assim, ela é considerada símbolo de Veneza. O local é excelente para dar uma parada, tirar fotos e observar o movimento das pessoas e de barcos.

Ponte Rialto sobre o Grande Canal

Ponte Rialto sobre o Grande Canal

Por ela passam milhares de pessoas diariamente. Ao longo de sua extensão existem dezenas de lojas de souvenir, mas não há nada de excepcional nelas que não possa ser encontrado nas centenas de lojas espalhadas pela cidade, além é claro, de serem mais caras. Vale mesmo pela visita. Aliás, em qualquer lugar, as lojas e restaurantes mais próximos dos pontos turísticos são mais caras.

Já contratou o Seguro Viagem?

Você sabia que quando se viaja para a Europa a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatória? Então, faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05

Lojas da Ponte Rialto

Lojas da Ponte Rialto

DICA: Em Veneza, se você realmente se interessar por algum artigo de alguma loja, compre de uma vez, ao invés de procurar preço mais em conta. Dificilmente você conseguirá retornar à mesma loja e poderá ficar sem o souvenir, já que os preços não variam tanto.

Gôndolas de Veneza

Gôndolas de Veneza

Seguindo as placas, fomos levados até a Piazza de San Marco, única praça de Veneza, e principal destino turístico da cidade. A praça possui um grande charme e enorme importância histórica, pois foi palco de importantes eventos da República de Veneza. Foi descrita por Napoleão Bonaparte (outros dizem que foi Alfred de Musset), como le plus élégant salon d'Europe (o salão mais belo da Europa). Ao seu redor estão prédios como a Basílica de San Marcos, o Palácio Ducale, o Campanário e a Torre do Relógio.

Palácio Ducale em Veneza

Palácio Ducale em Veneza

Confesso que me decepcionei um pouco com a Basílica, já que não tive oportunidade de contemplá-la por inteiro, pois estava cheia de andaimes na fachada. Mais uma vez, fui prejudicado pela onda de reformas e manutenções que tomou conta da Itália nesta temporada.

A Basílica estava parcialmente interditada, de modo que não era possível entrar nela. Só pude apreciar uma parte do seu interior cujo teto, todo de mosaicos dourados, era lindíssimo. Imagina o resto!? Pelo que soube, o teto é mesmo a parte mais bonita.

Basília de San Marco. Interior da Basílica no detalhe

Basília de San Marco. Interior da Basílica no detalhe

Mas dizem que o altar também é lindo. E atrás dele, tem a Palad'oro, um grande painel coberto de pedras preciosas. Criada no século X por ourives medievais, é formada por 250 peças folheadas a ouro. Para visitá-la é necessário pagar a parte.

Obs: Não é permitido entrar na Basílica com bolsa grande ou mochila que devem ser depositadas em um guarda-volumes que fica do lado esquerdo da igreja.

Depois, sentei na Piazza para descansar um pouco e ver o vai e vem das pessoas. Em seguida fui subir até o alto do Campanário (8 euros), a torre do sino com 98 m de altura. No topo da torre há um cata-vento dourado com a figura do Arcanjo Gabriel. A torre atual é uma reconstrução de uma outra que desabou em 1902. Antes, porém, ainda no século XV, a torre original foi seriamente danificada em razão de um forte relâmpago. Lá de cima, tive uma bela vista em 360 graus da cidade.

Vista da Praça de San Marco do alto do Campanário

Vista da Praça de San Marco do alto do Campanário

Depois fomos caminhando até a orla da laguna, ao lado do Palácio Ducale para ver a famosa Ponte dos Suspiros.

Ponte dos Suspiros em Veneza

Ponte dos Suspiros em Veneza

Era cerca de 16h, o tempo começou a virar e decidimos começar nossa caminhada de volta para o hotel que ficava perto da estação ferroviária, no outro extremo da cidade.

Fomos caminhando pela sestiere de San Marco, seguindo as placas na direção “Per Rialto”, atravessamos a ponte e seguimos pelas sestieri de San Polo e Santa Croce, na direção "La Ferrovia”. No caminho, paramos em um barzinho no Campo de Le Beccarie (próximo do Mercado de Peixe), onde eu tomei uma “birra”, o nome que eles dão à cerveja. Aliás, cerveja gelada na Itália é uma dificuldade, além de caríssimo. Minha esposa tomou um spritz, uma bebida local meio amarga.

Veneza

Veneza

Depois caminhamos até a Ponte degli Scalzi (uma das três pontes que atravessam o Grande Canal), atravessamos e chegamos no hotel. Descansamos um pouco e à noite, saímos para fazer um lanche ali por perto.

LIÇÃO DO DIA:

Assim que cheguei em Veneza, percebi que não adianta andar com mapa da cidade ou procurar por um restaurante ou loja específica. Você simplesmente não vai conseguir encontrar, pois os mapas além de serem meio confusos ainda são incompletos. O grande barato de Veneza é andar sem roteiro e contar com o acaso. Garanto que o acaso vai te proporcionar experiências incríveis.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Você recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Compre ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências com a GetYourGuide. A empresa, presente nos principais destinos, oferece vantagens como a garantia do menor preço e a possibilidade de reserva online antecipada, garantindo seus bilhetes antes da viagem.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Veneza!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Não deixe de acompanhar meu diário de viagem pela Itália nos links abaixo:

Dia 1 – Roma: Chegando na Itália

Dia 2 - Roma: da Fontana di Trevi a San Giovanni in Laterano

Dia 3 - Roma: do Coliseu aos Museus Capitolinos

Dia 4 - Roma: da Basílica de São Pedro ao Pantheon

Dia 5 - Roma: Museus do Vaticano e Galleria Borghese

Dia 6 - Pisa e Florença: da Torre de Pisa ao Duomo de Florença

Dia 7 - Florença: do Davi de Michelangelo à Galleria degli Uffizi

Dia 8 - Florença: da Piazzale Michelangelo aos Jardins de Bóboli

Dia 10 – Veneza: do passeio de gôndola ao Palácio Ducale

Dias 11 e 12 - Milão: Duomo, Parque Sempione e Última Ceia

Se tiver alguma dúvida ou sugestão, não deixe de fazer seu comentário abaixo. Agradecemos sua participação.

Gôndolas de Veneza

Gôndolas de Veneza

Galeria de Fotos:

7 Comentários
  1. LEIDA

    Gostaria de saber em que epoca vcs foram? Nós vamos entre 21 de setembro e 03 de outubro. Como será o tempo? Suas dicas foram muito boas ,pois, tbem vamos passar só 2 dias em Veneza.

    • Vinícius Miranda

      Como vai Leida!?
      Eu fui no finalzinho da primavera (início de junho).
      Você irá no começo do outono, uma época que considero muito boa, pois o clima estará mais ameno, sem o calorão do verão europeu e muito menos as baixas temperaturas de um inverno.
      Um abraço!

  2. Marleide

    Parabéns,pela informações,gostaria de informações ficarei 2 dias em saindo de Florença de trem para Veneza chegando dia 22 de setembro 2015,irei hospedar no Al Nuovo de Teson,qual é melhor opção de locomoção.

    • Vinícius Miranda

      Olá Marileide,
      O Hotel Nuovo Teson fica localizado na sestiere de Castello e a melhor forma de chegar até lá é de vaporetto.
      Assim que você desembarcar na estação Santa Lúcia há um ponto de parada do vaporetto bem em frente. Adquira o bilhete e siga até a parada de nome Arsenale.
      Abraços

  3. Hauana

    Parabéns pelo relato! Estou sonhando com essa cidade, vou mês de vem!
    Obrigada pelas dicas!

  4. Maria Inês

    Adorei seu diário e dicas de Veneza. Passamos Por Madri, Holanda, Lisboa, e estamos em Veneza por 3 dias. Tudo deu certo, aproveitando bastante. Parabéns pelo seu blog. Dia 3/07 voltaremos para Lisboa onde ficaremos por 15 dias.
    Grata.

Totos os direitos reservados