Dicas Para Quem Vai Alugar Um Carro no Canadá

Se você está planejando alugar um carro em sua viagem ao Canadá, não deixe de conferir essas dicas para tornar sua viagem muito mais prazerosa e segura.

Aluguel de carro no Canadá

Aluguel de carro no Canadá

Uma das grandes vantagens de alugar um carro numa viagem é ter a liberdade de fazer seus passeios no seu próprio ritmo e seguir o roteiro que melhor lhe convém.

Mas, por outro lado, também pode gerar certa insegurança – especialmente se formos dirigir em outro país. Por mais que as placas de trânsito sejam universais, cada lugar tem suas regras próprias e costumes.

Quando fui fazer meu planejamento de viagem para o Canadá, descobri que eu não poderia contar muito com o transporte público interurbano, se quisesse fazer um passeio para fora dos grandes centros.

Isso me pegou um pouco de surpresa, pois estava acostumada a viajar pela Europa, onde há excelentes opções para quem quer se ver livre do volante nas férias.

E aí, bateu um receio e logo veio aquela pergunta óbvia: “Será que eu vou conseguir me virar?”.

A resposta não tem muito mistério: dá pra se virar sim, mas será preciso ter um bom planejamento para evitar imprevistos e “furadas”.

Imaginando que você deva estar aí com as mesmas dúvidas que eu tive, resolvi fazer esse post que trará uma série de dicas para que você possa ser bem sucedido(a) nessa empreitada de alugar um carro no Canadá.

Todas elas são baseadas em minhas pesquisas pré-viagem e, é claro, também na experiência que tivemos ao dirigir por lá..

► Qual a melhor época do ano para dirigir no Canadá?

A primeira coisa a se pensar no seu planejamento é a época do ano que a viagem será feita.

O Canadá possui um inverno rigoroso. Se você não está acostumado(a) a dirigir na neve, seria bom evitar o carro entre os meses de dezembro e março – onde certamente encontrará gelo nas pistas.

Às vezes, a neve já começa mesmo no final do outono (lá pelo final de novembro). Nesse ano de 2018, por exemplo, já estava nevando em Ottawa antes mesmo de começar o inverno.

Estrada canadense no inverno

Estrada canadense no inverno

Estrada canadense no final do verão / início do outono

Estrada canadense no final do verão / início do outono

Também pode acontecer de ainda haver um resto de neve bem no comecinho da primavera (abril). Mas, felizmente, ela costuma se dissipar logo, conforme vai chegando o auge da estação.

No meu caso, visitei o Canadá na transição do verão para o outono, ou seja, bem longe do risco de encontrar gelo nas estradas.

Em suma: a menos que você queira mesmo dirigir na neve, o mais seguro seria alugar um carro se você for visitar o Canadá nos meses de temperatura mais amena / quente (entre maio e o meado de outubro).

► Qual locadora devo escolher para alugar um carro no Canadá?

Há várias opções de locadoras mundo a fora e quando nos deparamos com isso, surge a duvida: qual delas fechar negócio?

A dica que recebi de pessoas que estão habituadas a alugar carro é a seguinte: opte sempre pelas grandes locadoras (as mais conhecidas).

Aluguel de carro

Aluguel de carro

O motivo é simples: por terem uma estrutura melhor, essas locadoras acabam trocando os carros com mais frequência, a fim de evitar aborrecimentos com enguiços, reboques ou algo parecido ("nome" é tudo, não é mesmo?). Por isso, a tendência é ter carros um pouco melhores.

Isso é regra? Não. Mas a probabilidade de você ter um carro mais “rodado” numa locadora de menor porte, que não teria tanta estrutura para trocar os veículos com frequência, é maior.

Outra vantagem é que as grandes locadoras geralmente tem uma oferta maior de carros, inclusive para o caso de você decidir trocar de categoria lá na hora.

No meu caso, aluguei através do site da RentCars, que correspondeu às minhas expectativas.

Ela não só me ajudou a comparar o valor do aluguel nas principais locadoras (não precisei ficar entrando no site de cada uma pra fazer a cotação), como ainda me proporcionou uma série de vantagens na hora de fechar o negócio: preço em real (e SEM IOF), além da possibilidade de parcelamento.

Alugar um carro pode ser uma ótima opção

A melhor forma de explorar um novo destino, com liberdade total, é alugando um carro. Em muitos casos você poderá economizar, evitando despesas com translados e deslocamentos em geral. Será que vale a pena? Faça uma cotação online na RentCars e encontre as menores tarifas entre as principais locadoras. Você tem a vantagem de poder pagar em reais, sem IOF, e ainda parcelar no cartão.

► Alugar carro com antecedência ou quando chegar ao Canadá?

Isso também dependerá da época do ano e do dia da semana. Na alta temporada, a tendência é ter maior procura. E nos finais de semana, também.

Mas, por experiência própria, a minha dica é: alugue com antecedência!

Alugue com antecedência e garanta o carro

Alugue com antecedência e garanta o carro

Quando visitei Quebec, deixei pra alugar o carro (para um bate-volta) quando chegasse lá e me dei mal: não havia carros disponíveis nas principais locadoras da cidade!

Me surpreendeu como um lugar tão turístico como Quebec pudesse ter tão pouca opção. E olha que nem estava mais a alta temporada...

O que descobri depois foi que, no dia anterior, tinha aportado um enorme navio de cruzeiro na cidade. E a maioria dos turistas que vieram nele decidiu descer e sair alugando os carros da cidade pra passar o dia em alguma redondeza.

Eu poderia ter ido ao aeroporto para tentar alugar um veículo por lá (as filiais dos terminais aéreos costumam ter uma oferta maior de carros). Mas ele não só era longe do centro, como também era totalmente contramão para onde seria o meu “bate-volta”. Não valeria a pena.

No final, pra não perder o dia, acabei apelando pra uma excursão com guia. Só que foi péssimo: o passeio ficou corrido e não pude aproveitar direito o que eu queria.

Em suma: garanta a sua reserva com antecedência. Mesmo na baixa temporada, nunca se sabe quando os imprevistos podem ocorrer.

► Qual veículo escolher para viajar de carro pelo Canadá?

Isso vai depender do número de pessoas que irão nesse carro e a quantidade de malas.

As locadoras costumam classificar seus veículos em categorias, como “econômico”, “intermediário”, “compacto”, “luxo”, “SUV” e por aí vai. Mas como cada uma classifica do seu jeito, o ideal é pensar nas características do carro que você procura de acordo com o número de passageiros e a bagagem transportada.

Alugamos um SUV compacto da Mitsubishi

Alugamos um SUV compacto da Mitsubishi

Alugamos um SUV compacto da Mitsubishi

Alugamos um SUV compacto da Mitsubishi

Se forem 2 pessoas no carro com 2 malas (no máximo), dá pra alugar um carro hatch (geralmente classificado como “econômico”). Se for em 3 ou 4 pessoas, o ideal é alugar um sedan ou um SUV compacto – que terá mais espaço para acomodar os passageiros e um melhor espaço no porta-malas (levando em conta que cada um terá pelo menos uma mala).

De 5 pra cima, aí recomendaria carros maiores (minivan ou mais). Ou se for o caso de ter outro motorista, cogitar alugar mais de um veículo.

Se for apenas um passeio “bate-volta” sem malas, um carro econômico daria para até 4 pessoas tranquilamente. Já com mais pessoas, cogite um sedan, um SUV ou mais.

No meu caso, viajei com mais 3 pessoas (sendo 4 no total), cada uma com uma malinha pequena. Cogitamos encarar um econômico, mas depois pensamos que ficaríamos com o carro “entulhado” e pesado. Acabamos optando por um SUV compacto – o que resultou numa escolha acertada.

OBS: No Canadá, os veículos trafegam pela direita (tal como no Brasil). O assento do motorista fica do lado esquerdo do carro.

E mais: todos os veículos disponíveis nas locadoras são de câmbio automático (considerado “padrão” por lá).

► Devo alugar um GPS para dirigir no Canadá?

Apesar das estradas e ruas serem bem sinalizadas, ninguém tem dúvida de que, para dirigir em um lugar que não estamos acostumados, é necessário ter um GPS a disposição para não nos perdermos.

Google Maps como GPS

Google Maps como GPS

A questão é que quando vamos ver o preço da diária do aparelho nas locadoras, descobrimos que eles costumam ser bem salgados. E com tantos aplicativos de navegação por aí, pensamos logo: "Por que aluga-los?

Mas por outro lado, muitos aplicativos dependem de uma boa internet para funcionarem direito. Afinal, ninguém quer ficar na mão no meio da estrada, não é verdade?

No meu caso, optei por usar o aplicativo Google Maps – e fui bem sucedida. E ele ainda tem a vantagem de poder baixar os mapas com antecedência e navegar off-line, caso a internet falte no caminho.

Mas felizmente, isso NÃO aconteceu comigo. Nas estradas que andei no Canadá, o chip que eu estava usando (EasySim4U) funcionou perfeitamente em todo o trajeto – e em velocidade 4G/LTE, uma das melhores.

Internet no celular durante a viagem

Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando. A Easysim4u oferece planos ilimitados nos Estados Unidos e Canadá com conexão de internet 4G. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

UTILIZEI ESSE CHIP NO CANADÁ! Leia nossa resenha no post: “Utilizando o chip da EasySim4U no Canadá”.

► Qual documentação é preciso para poder dirigir no Canadá?

Vai depender de quanto tempo a pessoa vai ficar no país.

Quem vai a passeio / turismo (o foco desse blog), basta usar a carteira de habilitação brasileira com fotografia. Ela é válida em todo o território do Canadá.

Carteira de habilitação brasileira (CNH)

Carteira de habilitação brasileira (CNH)

A carteira internacional PID (Permissão Internacional para Dirigir) só é exigida quando o viajante for dirigir na província de Alberta ou ficar um período maior no país.

E esse tempo limite varia em cada província canadense...

Em Ontario (Toronto, Niagara, Ottawa) e Manitoba (Winnipeg), a carteira brasileira pode ser usada por até 3 meses (90 dias).

Já nas províncias de Quebec (Montreal, Quebec City) e British Columbia (Vancouver), ela pode ser usada por até 6 meses (180 dias).

Na província de Alberta (Calgary), o turista pode usar a carteira brasileira por até 1 ano, desde que esteja acompanhada da PID.

OBS: Para alugar um carro no Canadá, o condutor tem que ter no mínimo 21 anos de idade e deve estar habilitado há pelo menos 1 ano.

E mais: quem tem idade entre 21 e 24 anos é considerado “jovem condutor” pelas locadoras e, por isso, paga uma taxa extra na hora de alugar um carro.

Já quem tem 25 ou mais, o preço do aluguel é o habitual.

► Vale a pena alugar um carro para circular dentro das cidades canadenses?

Não acho uma boa ideia...

Pra começo de conversa, tem a questão do estacionamento. Nos grandes centros (Toronto, Montreal, Vancouver) há poucas vagas disponíveis e se tiver algum estacionamento privativo, prepare-se para desembolsar uma grana.

Além disso, cada província tem suas próprias regras de trânsito. Às vezes, ficamos dias numa região e, quando estamos começando a nos habituar com as regras locais, mudamos pra outra província, que provavelmente terá outras imposições.

As cidades maiores possuem um amplo e eficiente serviço de transporte público que te leva pra qualquer canto. O carro não é estritamente necessário.

No caso de Toronto, ainda tem um agravante: a cidade possui um “senhor” trânsito no horário de rush.

Sim... Toronto tem trânsito nos horários de rush

Sim... Toronto tem trânsito nos horários de rush

Pensando nas cidades menores, além do transporte público, o deslocamento pelos principais pontos turísticos costuma ser viável indo a pé.

No Canadá, o carro costuma ser útil (e muito) para quem for fazer um deslocamento entre cidades.

O transporte interurbano canadense não oferece muitas opções para quem quiser encarar um “bate-volta” pra uma cidade próxima ou mesmo ir de um local a outro.

Durante meu planejamento de viagem, muitas vezes me vi na situação de que o carro era a única opção viável. Foram os casos da escapada até Sainte-Anne-de-Beaupré próximo a Quebec e também para Niagara Falls, à partir de Toronto.

► Como são as estradas no Canadá?

Bem conservadas e com excelente sinalização. Pelo menos nas que passei.

Minha viagem foi pelo leste do Canadá e dirigimos pela estrada entre Toronto e Niagara Falls (ida e volta) e pela estrada Niagara Parkway.

Estrada para Niagara Falls (QEW)

Estrada para Niagara Falls (QEW)

Niagara Parkway

Niagara Parkway

Mas... Andei de trem em alguns trechos nessa viagem e, como ele costumava ia beirando a estrada, eu pude perceber que elas também eram bem conservadas e sinalizadas nos trechos entre Quebec e Montreal, entre Montreal e Ottawa, e também entre Ottawa e Toronto.

Limite de 50 km/h

Limite de 50 km/h

Cada província possui uma regra quanto a limite de velocidade. E geralmente encontramos placas indicando o permitido naquela determinada rodovia.

Mas caso não haja sinalização a respeito, de um modo geral, os limites de velocidade costumam ser:

Autoestradas (highways em inglês ou autoroutes em francês) = 100 Km/h

Estradas secundárias = 80 Km/h

Zonas urbanas = 50 Km/h

► Pedágios nas estradas do Canadá

Reza a lenda que a maioria das rodovias não possui pedágios. Mas há algumas bem conhecidas, como a Ontario Highway 407 que atende a Grande Toronto (GTA).

O pedágio eletrônico da Highway 407

O pedágio eletrônico da Highway 407

Essa autoestrada é também conhecida como ETR – Express Toll Route, pois o seu pedágio (toll, em inglês) faz a cobrança de forma automática e eletronicamente.

Ou seja, as placas dos veículos são reconhecidas automaticamente e a cobrança vai direto para a locadora. E esta, por sua vez, debitará o valor depois no seu cartão de crédito.

No meu caso, tive a sorte de ter escapado deles. Apesar de ter ido de carro entre Toronto e Niagara Falls (e vice versa), procurei seguir por outra rodovia – a Queen Elizabeth Way (QEW) – onde não tinha nenhum pedágio pelo caminho.

Algumas rodovias canadenses que contam com pedágios: Quebec AutoRoute 30 // Ontario Highway 412 // British Columbia 5.

A título de informação, o valor cobrado no pedágio varia de acordo com o horário, tipo de veículo e a distância percorrida.

► Há placas em inglês e francês no Canadá

No Canadá se fala inglês e francês

No Canadá se fala inglês e francês

Outra coisa importante é atentar para o idioma da região que for visitar.

No Canadá, fala-se inglês na maior parte do território. Porém, na província de Quebec fala-se o francês.

Placas de trânsito são universais, mas tem situações em que o idioma fará a diferença.

Por exemplo, a placa de “Pare” não Canadá em inglês é STOP. Já no lado francês é ARRÊT.

E não para por aí. Eis algumas palavras úteis, na hora de interpretar algumas placas:

Palavras úteis para dirigir no Canadá

Palavras úteis para dirigir no Canadá

► Abastecendo o carro no Canadá

Quando alugamos um carro, geralmente recebemos o veículo com o tanque cheio. E o ideal é devolvê-lo assim – caso contrário, terá que arcar com a despesa do abastecimento na locadora, que cobra bem mais caro pelo litro de gasolina que os postos comuns.

Por falar neles, diferentemente do que acontece no Brasil, não há frentistas nos postos de gasolina do Canadá. Quem quiser colocar o combustível, tem que fazer isso por conta própria.

Parece complicado, mas não é.

Não tem frentista no Canadá

Não tem frentista no Canadá

Com o carro estacionado e desligado, tire a mangueira da bomba, coloque na abertura do tanque do carro, escolha o combustível, digite o valor a ser abastecido (ou nada, caso queira encher o tanque) e aperte o gatilho.

O abastecimento iniciará e quando atingir o valor desejado (ou quando o tanque estiver cheio), a bomba irá desativar. Tire a mangueira com cuidado e coloque novamente no lugar de origem.

Cada bomba terá um número. Memorize-o e se dirija a loja de conveniência do posto. Lá no caixa, fale o número da bomba que você usou e o funcionário irá consultar o valor total no sistema. Pronto! É só pagar.

Qual combustível escolher? A menos que o seu veículo não permita, sugeriríamos optar pela gasolina comum (ou “regular”, como eles chamam por lá). Ela é mais barata e geralmente atende a maioria dos veículos que alugamos.

ATENÇÃO: No Canadá é proibido o uso do celular próximo às bombas de combustível. Reza a lenda que os funcionários ficam de olho nas pessoas que param para abastecer e se flagrarem alguém tirando uma foto ou conversando no celular, prepare-se para levar uma bela “chamada”. Dizem que pode dar até polícia.

Outra coisa diferente da nossa rotina: lá no Canadá, os postos de gasolina NÃO ficam na beirada da autoestrada.

Ou seja, se você quiser abastecer o carro, tem que procurar a placa com o símbolo clássico da bomba de combustível e seguir as setas. Elas irão te levar até o posto mais próximo (e geralmente em algum lugar fora da sua rota).

Os postos de gasolina ficam fora da estrada

Os postos de gasolina ficam fora da estrada

Basta seguir as placas com o símbolo da bomba de gasolina

Basta seguir as placas com o símbolo da bomba de gasolina

No início, não me preocupei tanto com isso. Afinal, era só seguir as placas...

Não sei se foi falta de sorte, mas justamente a que escolhi me levou a dar tantas voltas fora da minha rota, que até o GPS ficou confuso na hora de “me devolver” ao caminho original.

Mas nem sempre é assim. Há alguns postos de gasolina que, mesmo estando fora da estrada, ainda são visíveis a partir dela. Mas prepare-se para alguns estarem realmente escondidos.

Outra coisa importante: se for dirigir por estradas menores ou áreas rurais, abasteça antes de chegar a elas, pois a maioria NÃO conta com postos de gasolina nas redondezas.

► Dicas extras

• O canadense dirige com muita cautela e respeita as leis de trânsito. Aquelas “bandalhas” que às vezes estamos acostumados a fazer aqui no Brasil, não são bem vistas no Canadá.

• Avistou uma placa “STOP” (ou “ARRÊT”) pelo caminho? É pra parar de verdade, mesmo que não haja uma viva alma no entorno. No Canadá, não existe aquele hábito de apenas diminuir a velocidade nas esquinas. Lá é pra parar totalmente. Se um policial vir alguém desrespeitando essa regra, é multa na certa!

• Reza a lenda que é muito raro ter blitz ou ser parado por algum policial ao dirigir no Canadá. Mas se acontecer com você, fique tranquilo(a). Encoste o carro, abaixe os vidros e coloque as duas mãos no volante – de modo que fique à vista do policial. Não saia do carro, se não for solicitado. Espere a aproximação do policial e faça exatamente o que ele pedir.

• Quem for dirigir em Ontario, verá que algumas estradas possuem uma faixa exclusiva sinalizada com um losango. Trata-se da chamada HOV (High Occupancy Vehicle), uma pista especial para carros em que haja 2 ou mais passageiros dentro.

Essa faixa também é sinalizada com placas específicas indicando não só onde ela começa e acaba, como também determina o mínimo de pessoas que precisa estar dentro do carro para poder trafegar ali (2 pessoas, 3 pessoas e etc).

HOV – A faixa exclusiva para quem estiver com 2 ou mais passageiros dentro do carro

HOV – A faixa exclusiva para quem estiver com 2 ou mais passageiros dentro do carro

O motivo de ela existir: foi a forma que o governo encontrou de estimular a “carona amiga” e diminuir o volume de carros nas estradas (e, por consequência, poluir menos o ar).

Ou seja: quem estiver dirigindo acompanhado, ganha o “bônus” de andar numa via expressa, com menos trânsito e chega mais rápido ao destino.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos ilimitados nos Estados Unidos e Canadá com conexão de internet 4G. Você informa o número de dias da viagem, recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Compre ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências com a GetYourGuide. A empresa, presente nos principais destinos, oferece vantagens como a garantia do menor preço e a possibilidade de reserva online antecipada, garantindo seus bilhetes antes da viagem.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Canadá!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

6 Comentários
  1. Luciana Quadra

    Boa tarde Fernanda! Viajaremos em agosto, 2 casais, SP-NY, pensamos em alugar um carro e atravessar para o Canadá, precisamos do visto de turista, ou só a autorização obtida on line é suficiente? Obrigada

    • Fernanda Rangel

      Oi, Luciana!
      O visto eletrônico canadense (eTA) é só para quem for entrar no Canadá por avião.
      Como vcs estarão de carro, então tem que ser tirado o visto convencional de turista.
      Abs

  2. Andrea

    Olá!
    Ótimo post, muito informativo!
    A única dúvida que tenho é, onde encontro essa informação clara de quais províncias precisam de PID e quais não?
    Obrigada!!

    • Fernanda Rangel

      Oi, Andrea!
      Eu que agradeço o elogio!
      Conforme citei no post, só as cidades da província de Alberta que exigem o uso da PID, junto com a carteira brasileira. De resto, pode usar só a nossa CNH mesmo.
      Isso se vc for ficar um período curto no Canadá. O tempo varia de acordo com a província (tb informamos no post).
      Abs

  3. Luís Alexandre

    Muito boas as suas dicas !!! Por gentileza, qual a sua opinião em alugar um carro no Canadá e cruzar a fronteira para visitar algumas cidades nos EUA? Certo de sua atenção, aguardo o seu retorno. Muito obrigado

    • Fernanda Rangel

      Oi, Luís!
      Eu que agradeço o elogio!
      Não tive essa experiência de cruzar a fronteira entre Canadá e EUA de carro. Por isso, não saberia te dar detalhes…
      Pelo pouco que sei, vc terá que ter o visto canadense convencional (e não o eTA). O visto eletrônico só serve para quem entra no Canadá por avião. Como vc vai lá para os EUA e voltar depois de carro para o Canadá, pode haver conflito na hora da imigração no retorno, se vc tiver portando o eTA.
      Há relatos que eles abrem exceções, mas nem mesmo o site do Governo deixa isso claro. O máximo que eles dizem é que é melhor tirar o visto convencional, junto ao Consulado do Canadá.
      De resto, acho que nãoo tem problema. Provavelmente vc terá que passar por toda aquela burocracia da imigração americana e, uma vez liberado, eles deixarão vc passar com o carro.
      Abs

Totos os direitos reservados