Eurodisney: Vale a Pena Visitar?

Está indo pra Paris e tem dúvidas se vale a pena dar uma esticada até a Eurodisney? Então confira a experiência de quem foi e obtenha algumas dicas e informações úteis.

Eurodisney

Eurodisney

Quando estava programando meu roteiro de visita à Paris, reservei 2 dias para fazer passeios para fora da capital francesa, como forma de “bate e volta”.

Um deles foi logo reservado para visitar o Palácio de Versalhes, que eu sempre fui louca para conhecer.

Para o outro dia, a princípio, pensei em dar uma fugida até algum dos castelos franceses que ficam relativamente próximos à Paris.

Mas aí, fuçando o meu guia de viagem, acabei me deparando com a possibilidade de fazer um passeio para a Eurodisney. E então, o “gigante acordou”.

Explico... Por causa de um encantamento incondicional que eu ando pela Europa nos últimos anos, acabei deixando os EUA (que até então era meu encantamento incondicional) totalmente em segundo plano. E visitar Orlando e os parques da Disney sempre foi uma das minhas viagens preferidas. Apesar de alguns acharem um destino meio “batido”, eu sempre adorei!

Saudades da Disney...

Saudades da Disney...

Portanto, quando me deparei com a possibilidade de ir a algum parque oficial da Disney novamente, todo aquele encantamento que estava adormecido veio à tona. E não pensei duas vezes: acabei escolhendo fazer meu segundo dia de bate-e-volta para Eurodisney.

Se foi uma boa pedida? Bom... Vamos ao post.

O que tem para visitar na Eurodisney?

O complexo – que na verdade se chama Disneyland Resort Paris – está localizado em Marne-la-Vallé, um distrito que fica cerca de 40 km a leste de Paris.

No resort você encontrará:

• 2 parques temáticos: o Disneyland e o Walt Disney Studios;

• O Disney Village – uma área de lazer com restaurantes, lojas e cinema;

• 7 hotéis do Grupo Disney;

• 7 hotéis que não pertencem ao Grupo, mas que são indicados por eles;

Golf Disneyland – um campo de golf.

E pra quem curte a natureza, o resort ainda conta com o Disney's Davy Crockett Ranch (um rancho com bangalôs, piscina, quadras de tênis, ideal para curtir em família) e também o Villages Nature Paris (uma opção de hospedagem mais moderna, mas sem perder o contato direto com a área verde local). Ambos ficam localizados a 15 minutos dos parques.

Outra coisa importante: quem se hospedar em qualquer um dos 7 hotéis Disney, no rancho ou no Village, tem acesso prioritário aos parques.

► Parc Disneyland

O Disneyland é o equivalente do Magic Kingdom do parque de Orlando, só que bem menor. Lá você encontra:

Main Street USA – simulando uma rua americana do começo do século 20, com lojinhas e restaurantes. É onde ocorrem os tradicionais desfiles dos personagens, conhecido como Disney Parade.

Frontierland – com atrações relacionadas ao “Velho Oeste”. A atração mais concorrida é a Big Thunder Mountain.

Adventureland – com atrações ligadas a aventuras e explorações. Os mais concorridos são as atrações do Indiana Jones e do Piratas do Caribe.

Fantasyland – com atrações ligadas aos clássicos da Disney como Dumbo, Pinocchio, Alice no País das Maravilhas, Peter Pan e, é claro, as princesas Disney. Destaque para o tradicional Castelo do parque, que aqui é o da Bela Adormecida (o do parque de Orlando é o da Cinderela).

Discoveryland – com atrações relacionadas a atrações futurísticas. Destaques para a Space Mountain, o Star Tours e o Star Wars Hyperspace Mountain. E ainda pode ter um encontro cara a cara com um ator vestido de Darth Vader.

NÃO PERCA!

Aproveitando o lançamento do novo filme, a Disneyland Paris estará promovendo o Festival do Rei Leão e da Selva, que acontecerá entre 30 de junho a 22 de setembro de 2019. Quem é fã da estória não pode deixar de conferir. Veja a programação AQUI.

► Parc Walt Disney Studios

O Walt Disney Studios é similar ao de Orlando, mas também menor. É dividido em seções:

Toon Studios – com atrações ligadas aos desenhos animados. Os mais concorridos são o Crush’s Coaster.

Backlot – com atrações relacionadas à ação e efeitos especiais. Os mais procurados são o Rock’N’Roller Coaster avec Aerosmith.

Production Courtyard – com atrações ligadas aos estúdios Disney de cinema e TV. O destaque inegável é a Twilight Zone Tower of Terror.

Disneyland --- Walt Disney Studios

Disneyland --- Walt Disney Studios

► Disney Village

É uma área de entretenimento, com restaurantes, lojinhas, cinema e música ao vivo. Fica bem no centro do complexo e possui várias redes conhecidas, como Mc Donald’s, Starbucks, Planet Hollywood, entre outros.

Como foi meu passeio pela Eurodisney?

Como disse no início, eu estava bastante animada com a visita, pois já havia um bom tempo que eu não ia a um parque da Disney.

Minha programação para a Eurodisney consistia em passar o período da manhã no Disneyland, o período da tarde no Walt Disney Studios e, no final do dia, dar uma volta pelo Disney Village, onde jantaria e retornaria mais tarde pra Paris.

Eu sabia que seria um pouco corrido, mas minha ideia era só fazer uma visitinha mesmo – até porque eu tinha noção que os parques não chegaram aos pés dos originais da Flórida. Era só pra matar um pouco a saudade mesmo.

Só que o passeio, no final das contas, acabou sendo um desastre!

Você verá no relato abaixo que eu bem que tentei, mas sabe aqueles dias em que tudo dá errado? Pois é...

Isso não quer dizer que seja uma má ideia ir até lá. Vou contar os perrengues que passei para que sirva como dica do que não fazer em sua ida à Eurodisney.

Saindo cedo de Paris, peguei o RER (o trem suburbano) que levava até os parques. A viagem durou cerca de 30 minutos e foi seguindo pela periferia leste de Paris até a estação Marne-la-Vallé / Chessy – que é o ponto final e onde descemos.

A estação sai no meio do complexo, num pátio que fica bem próximo da entrada para os 2 parques e o Disney Village (fica tudo pertinho, um ao lado do outro).

Cheguei bem na hora da abertura. E aí...

Perrengue 1 do dia: quando saí da estação, dei de cara com uma multidão assustadora na entrada dos parques.

Não era aquela aglomeração que se forma quando um lugar acaba de abrir não... Era realmente MUITA gente, daquelas de que se te empurrarem, você não cai no chão porque fica escorado na pessoa do lado.

A muvuca na entrada

A muvuca na entrada

Tudo bem, eu admito... Era um domingo, de céu claro, dia de levar as crianças pro parque, tal e coisa, coisa e tal... Só que como era inverno e baixa temporada (meado de fevereiro), eu imaginei que, na pior das hipóteses, o parque estaria um pouco cheio.

Mas nunca passou pela minha cabeça que ia encontrar LOTADO – coisa que se espera no verão e nos períodos de férias (pelo visto, deve ser “inentrável” nessa época...).

Além disso, estava um frio descomunal nesse dia, daqueles de doer os ossos. Tá certo que quem nasceu e cresceu num país tropical, não tem parâmetro pra definir o que seria o frio europeu. Mas o local além de descampado, ainda rolava um vento bem razoável. Não tinha termômetro lá, mas já peguei sensação térmica de zero grau (com vento) e era menos frio do que estava nesse dia.

Bom... Diante da multidão tentando entrar no Parc Disneyland, fui conferir como estava a entrada do Walt Disney Studios. Encontrei também muito cheio, porém menos pior que o primeiro.

Eu já tinha ido até lá mesmo e então resolvi encarar. E aí, aconteceu algo que me fez querer sumir: me dei conta de que havia esquecido dos ingressos para os parques.

Você deve estar pensando aí: “Não acredito que ela largou os ingressos no hotel em Paris! ”.

Não, meus caros... Fiz pior do que isso: eu esqueci totalmente de COMPRAR os ingressos na chegada à Paris.

Eu havia programado dar uma passada no quiosque de informações turísticas do aeroporto, assim que eu chegasse, para comprar: os ingressos da Eurodisney, o meu Paris Museum Pass e pegar algumas informações úteis por lá.

Vai saber que bicho me mordeu nesse dia, fiz tudo o que tinha que fazer, MENOS comprar os ingressos para a Eurodisney. E isso porque estava anotado num caderninho!

O mais incrível é que "nem me toquei" depois que tinha dado esse furo. Simplesmente deletei! Até porque sempre coloco os ingressos e passes comprados com antecedência dentro de uma pastinha que fica “morando” na minha bolsa até o fim da viagem. Por isso, só dei por falta deles na entrada da Eurodisney.

Pensei: “Tudo bem, é só ir até a bilheteria e comprar”. E aí...

Perrengue 2: Encontrei uma horda ainda maior na fila da bilheteria.

Juro por Deus que nesse momento eu cogitei seriamente abortar o passeio e pegar o trem de volta pra Paris.

A famosa caixa d'água

A famosa caixa d'água

Mas aí, olhei a caixa d’água com as orelhinhas do Mickey, aquele clima de parques da Disney que eu adoro tanto, me lembrando os dias maravilhosos que passei em Orlando...

Pensei: “Eu não tenho nada programado pra fazer em Paris hoje e já to aqui mesmo... Além do mais, esse povo vai dispersar todo lá dentro depois”.

E então, decidi encarar.

Depois de um pesadelo de 40 minutos na fila pra comprar o ingresso (“1 jour–2 parcs”, ou seja, 1 dia–2 parques), fui para a entrada do Walt Disney Studios. Nessa hora até que foi rápido e eu pensei que o pior já tinha passado.

Ledo engano...

Já comprou seus ingressos?

Não deixe para a última hora e muito menos para comprar durante a viagem. A Get Your Guide oferece um ambiente simples, seguro e com a garantia do menor preço para você comprar com antecedência seus ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências nos principais destinos do mundo, inclusive Eurodisney.

O parque é uma miniatura de Walt Disney Studios de Orlando. Bem pequeno mesmo, de modo que aquela multidão NÃO se dispersou lá dentro. Pelo contrário, ocuparam todas as filas das atrações, que davam voltas e mais voltas.

Eu já visitei os parques da Flórida no verão, quando as filas são homéricas. E mesmo assim, elas não chegavam nem perto daquelas que encontrei na Eurodisney.

Foi aí que lembrei do serviço gratuito chamado FastPass, em que você coloca o seu ingresso numa maquina na entrada da atração e recebe um bilhete que diz a hora que você poderá retornar, ficar numa fila especial e entrar mais rapidamente.

Pensei: “Pronto! Meus problemas acabaram”. Mas aí...

Perrengue 3: Quem disse que eu encontrava as máquinas do FastPass?

A confusão de gente era tanta que eu não estava conseguindo achá-las. E como desgraça pouca é bobagem, quem disse que nessa hora apareceu algum funcionário que pudesse me dar alguma informação? E muito menos alguém que falasse inglês.

Achando finalmente uma dessas maquininhas – a que era relativa à atração Rock’N’Roller Coaster avec Aerosmith – percebi que as pessoas que estavam na minha frente (sim, tinha fila lá também) saíam reclamando que o horário marcado era para dali a quase 3 horas!

Veja bem: eu já tinha perdido um tempão na fila da bilheteria, um tempo procurando as máquinas, um tempo (curto) na fila pra tirar o FastPass e ainda tinha que esperar esse tempo todo pra voltar até aquela atração e ainda esperar mais tempo na fila do FastPass (que também não estava lá essas coisas)? Que horas eu iria pro outro parque???

Resumo da ópera: não brinquei em praticamente nada!

Você tem noção? Eu fui a um parque oficial da Disney e só consegui entrar em 1 atração, onde encontrei a fila que estava menos pior: a do Armageddon Special Effects, que eu ainda não conhecia e detestei (tá explicada a fila...). UPDATE (2019): A atração era tão "boa", que nem está mais disponível atualmente.

Passeando pelo parque

Passeando pelo parque

Mas não desperdicei o meu ingresso também não (até porque não foi NADA barato). O parque era uma graça e bem temático, igualzinho o de Orlando.

Como os brinquedos estavam intransitáveis, me restou apenas passear por ele e fazer algo que sempre adorei nos parques da Disney: fuçar todas aquelas bugigangas das lojinhas (tiro fotos com todos os chapéus, tiaras, máscaras e etc).

Acabei almoçando numa lanchonete dentro do Walt Disney Studios (que estava lotada, é claro) e depois me dirigi para o Parc Disneyland, esperando ter uma experiência melhor. Sabe como é... Brasileiro não desiste nunca...

E outro balde de água fria: ele estava ainda mais lotado que o anterior!

Castelo da Bela Adormecida

Castelo da Bela Adormecida

O Disneyland é uma miniatura do Magic Kingdom de Orlando. Até o castelo é pequeno, se comparado com o famoso da Flórida. E diferente: o da Eurodisney é o da Bela Adormecida.

O parque estava tão cheio, mas tão cheio, que eu tinha que andar desviando das pessoas. Entrar nas atrações? Nem pensar! Só me restou mesmo tentar passear pelas “lands” todas.

Quem me conhece sabe que eu ODEIO lugar lotado. Eu poderia ter evitado tudo isso quando cheguei aos parques, mas não costumo desistir dos passeios por qualquer contratempo. Sempre acredito que vale a pena insistir. Se der tudo certo: ótimo! Se foi uma experiência ruim: ótimo também – e ainda serviu de lição.

Mas tudo tem limite e eu não estava curtindo mais nada naquela altura do campeonato.

Aliás, nem as crianças estavam se divertindo ali.

Dá pra curtir o parque com essa muvuca?

Dá pra curtir o parque com essa muvuca?

Aquelas que não estavam presas num carrinho, estavam o tempo todo de mãos dadas ou no colo dos pais (ou seja, presas também). Certamente os adultos tinham medo de perder seus pequenos no meio daquela multidão.

Não havia espaço pra nenhuma delas correr e brincar – algo que se espera que uma criança faça num parque de diversões.

Isso sem contar com a exposição à friaca! A grande maioria das crianças que andava no carrinho estava tão coberta que mal dava pra ver os olhinhos. Algumas até tinham um plástico postado na frente do veículo, funcionando de “para-brisas” – o que dificultava totalmente a visão (se eu que tava de fora não conseguia ver direito as feições da criança, imagina se ela estava enxergando alguma coisa???).

Aquelas que estavam com o rosto de fora tinham as bochechas bastante vermelhas, muitas até em tom violeta – uma prova concreta de que estava realmente um dia bastante frio.

Pra você ver como eu não estou exagerando, dá só uma olhada nesta foto abaixo, que tirei de uma das fontes que havia no parque. Tá vendo o gelinho? Pois é...

A água congelada da fonte do parque

A água congelada da fonte do parque

Não consigo entender... Sei que eu o europeu está acostumado com frio extremo, neve e etc, e que basta fazer um solzinho que sai todo mundo da toca. Mas levar um filho pra passear no parque e deixar ele preso e coberto num carrinho, sem poder correr e brincar, também não faz sentido pra mim. Mas enfim, aqueles pais tinham as suas razões e viva as diferenças!

Continuando a saga...

Eu tinha contratado um transfer para me buscar na entrada do parque, pois minha intenção era sair à noite de lá e fiquei com medo de encarar um trem suburbano no horário muito tarde. Só que eu queria muito ir embora e, se tivesse que fazer isso, eu teria que avisar a empresa para cancelar o serviço com o máximo de antecedência possível, conforme é solicitado no ato da reserva. E aí...

Perrengue 4: Quem disse que tinha algum telefone público ou wi-fi naquele parque?

Eu não podia nem ligar, nem mandar mensagem, nem um e-mail para avisar a equipe do transfer. Eu não tinha adaptado meu celular com um chip local (por problemas de comunicação nas lojas especializadas, onde só falavam o francês) e me descobri incomunicável naquele lugar.

Internet no celular durante a viagem

Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

Não perca a nossa resenha no post: Utilizando o chip da EasySim4U na Europa

Mas tudo bem: como ainda era dia, daria tempo de pegar o trem de volta e ligar pra empresa do hotel mesmo, cancelando tudo. Mas aí...

Perrengue 5: Quando decidi sair do Disneyland Park, foi justamente a hora que começou a Disney Parade.

Trata-se de um desfile de personagens Disney que é super tradicional nos parques deles. Ele ocorre no eixo principal – a Main Street USA.

Até aí, tudo bem: eu não queria assistir desfile nenhum. Só que para que ele pudesse acontecer, a administração do parque bloqueou a maioria dos acessos que levavam até a entrada/saída da Disneyland, onde desemboca esta tal rua principal.

Eu bem que tentei acessar a saída de todas as formas, mas sempre dava de cara com alguma corda de isolamento ou um paredão de gente, que se espremia pra assistir Mickey e companhia Ltda passar.

Resumo: eu fiquei literalmente PRESA dentro do parque, até acabar aquele troço.

Quando finalmente acabou (nunca um desfile demorou tanto!), já começava a escurecer e estava meio em cima da hora para voltar pra Paris e avisar a empresa do transfer.

Em vista disso, acabei decidindo esperar. Fui até o Disney Village parei para um descanso e um jantar. Depois, fui fazer hora na enorme loja da Disney que havia ali (que, pra variar, estava lotada).

Disney Village

Disney Village

Mas afinal, vale a pena ir à Eurodisney?

Esquecendo a experiência desastrada e analisando os fatos friamente, digo que valerá a pena dependendo do seu interesse.

Se você for muito fã da Disney e/ou tiver viajando com crianças, é uma ótima opção de passeio.

Mas, se estiver indo só por curiosidade... Honestamente... Não perca seu tempo e dinheiro.

Quem já conhece os parques de Orlando tende a projetar aquela grandiosidade toda nos similares menores, como é o caso da Eurodisney. Se você pretende dar uma esticada até lá, vá esperando uma espécie de “amostra grátis” de um parque Disney, ou irá se decepcionar.

Tanto o Disneyland quanto o Walt Disney Studios, apesar de pequenos, são lindos e bastante parecidos com os similares de Orlando e os brinquedos (dizem) são idênticos. Ouvi dizer que eles escolheram colocar lá basicamente as atrações top dos parques da Flórida.

Outra coisa que tem que se levar em consideração...

Quando vamos pra Orlando, geralmente reservamos 1 dia para o Magic Kingdom, 1 dia para o Walt Disney Studios e assim por diante. Mas a maioria das pessoas que visita Paris e quer ir à Eurodisney, a menos que tenha tempo sobrando, só tira 1 dia para visitar 2 parques.

Mas eles não são pequenos? Se comparar com os da Flórida, sim. Porém, eles não são minúsculos, de modo que você precisará de certo tempo para se deslocar entre as atrações, curtir o parque e ir pra fila dos brinquedos.

É possível sim fazer os 2 parques num mesmo dia. Mas se encontrar uma multidão de gente na entrada, lembre-se da minha experiência desastrada e saiba que não vale a pena.

Conversando com a motorista do transfer – que era brasileira – ela me contou que a Eurodisney vive cheia, em qualquer época do ano.

Claro que nos finais de semana a coisa fica pior, porque não só as pessoas utilizam a folga no trabalho (e na escola) pra passear com a família, como também muita gente aproveita que os parques fecham mais tarde nesses dias.

5 dicas para quem quer visitar a Eurodisney

Tendo em vista tudo o que relatei até aqui, tenho as seguintes dicas para que seu passeio seja bem sucedido:

1. Evite ao máximo visitar a Eurodisney nos finais de semana.

2. Se o dia estiver frio, não vá achando que o parque vai estar vazio por causa disso. O europeu não só está acostumado, como não liga pra esse detalhe.

3. Compre o ingresso com antecedência (ou pelo site ou nos postos de informações turísticas de Paris) e evite a fila da bilheteria.

Nosso blog indica a Get Your Guide, que possui parceria com a Disneyland Paris e revende ingressos online para os parques. O site é seguro e oferece várias combinações de bilhetes e opções de traslado. Confira aqui.

4. Abuse do FastPass. Apesar da minha experiência ruim, ele é uma ótima opção para fugir das filas homéricas dos brinquedos.

5. Evite voltar de RER (trem suburbano) muito tarde. Ele não só fica deserto, como é perigoso em horários muito tardios. Dê preferência a um serviço de transfer ou alugue um carro pra ir até lá. Ou então, fique hospedado no resort.

Como chegar à Eurodisney?

RER (o trem suburbano de Paris) – Pegue a linha A4 (vermelha) e salte na estação Marne-le-Vallé / Chessy (que é o ponto final). A viagem dura mais ou menos uns 30 minutos e deixa o visitante a poucos metros da entrada dos parques.

CARRO – Para quem quiser alugar um veículo, vá pela estrada A4, em direção a Nancy. Após cerca de 35 km, siga pela saída 14.

Alugar um carro pode ser uma ótima opção

A melhor forma de explorar um novo destino, com liberdade total, é alugando um carro. Em muitos casos você poderá economizar, evitando despesas com translados e deslocamentos em geral. Será que vale a pena? Faça uma cotação online na RentCars e encontre as menores tarifas entre as principais locadoras. Você tem a vantagem de poder pagar em reais, sem IOF, e ainda parcelar no cartão.

Informações para quem vai visitar a Eurodisney

• Para informações sobre horário de funcionamento – veja aqui.

• Para saber mais informações sobre o que a Eurodisney tem a oferecer – veja aqui.

• Para você, que está com intenção de visitar a capital francesa, não perca nossas dicas de sobrevivência para quem vai à Paris e não deixe de conferir outros artigos bem legais relacionados à Cidade Luz, acessando nossa página de destinos (Paris e França).

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Você recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Eurodisney!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

45 Comentários
  1. Vânia

    Olá.
    Queria saber se poderias tirar uma duvida.
    Não saber falar Inglês ou Francês, impede viajar há Disneyland Paris? :s
    bjs

    • Fernanda Rangel

      Oi, Vânia!
      Impedir não, mas vai ficar um pouquinho complicado…
      O francês normalmente já não gosta muito quando não nos arriscamos a falar algo no idioma deles. O máximo que eu presenciei, saindo do francês, foi falando o inglês.
      Não sei se um espanhol ajudaria, confesso que não tentei me comunicar com eles nesse idioma.
      Talvez na Disneyland tenha outras opções, já que é muito visitada por pessoas de toda a Europa. Mas só vi francês e inglês por lá.
      Abs

    • Marcos Martins

      Oi Fernanda o post esta muito bom e esclarecedor. Estamos indo para Paris eu minha esposa e meus filhos gêmeos de 5 anos, em agosto/2016, ficaremos 4 dias, pretendemos ir a eurodisney no dia 23(terça-feira) estavamos pensando em contratar transfer e e as entradas tudo por la no dia da chegada. Da para comprar os ingressos em Paris? Acha necessário algum acompanhante no parque que fale frances ou inglês? Obrigado.

      • Fernanda Rangel

        Oi, Marcos!
        Obrigada pelo elogio!
        Se eu não tivesse me esquecido, teria comprado o ingresso dos parques no guichê de informações turísticas do aeroporto, quando pousei em Paris (cheguei por Orly, mas há um posto semelhante também em Charles de Gaulle).
        Há a possibilidade também de vcs comprarem nas lojas FNAC de Paris, mas soube que nem todas vendem, por isso seria um risco tentar ver isso quando chegar lá.
        Por fim, ainda tem a opção de comprar pela internet.
        Quanto ao transfer, contratei os serviços da Conect Paris (site) e fui muito bem atendida por eles, que são brasileiros. O tramite foi feito todo por e-mail e antes da viagem. Porém, o pagamento era em dinheiro, diretamente com o motorista.
        Não vi necessidade de ter um guia dentro dos parques. Não sei se vcs já foram à Disney em Orlando, mas é tudo igual, só que em escala bem menor. Muita coisa tb está escrita em inglês.
        Abs

      • Thami

        Marcos, e vc foi pra Disney em agosto? Foi mto lotado, mta loucura? Ou valeu a pena?

  2. Luis Costa

    Olá, como funciona esses serviços de transfer?
    Dá pra agendar aqui do Brasil?
    Obrigado

    • Fernanda Rangel

      Oi, Luis!
      Quando visitei a capital francesa, utilizei o serviço da empresa Conect Paris.
      Os motoristas são brasileiros e eles oferecem várias opções de translado e até city tour. Vc paga pelo veículo utilizado (carro ou minivan, dependendo do número de passageiros), ou seja, se estiver em grupo, basta rachar o valor (foi o meu caso e ajudou bastante).
      Meu contato com eles foi feito por e-mail e na época (2012) eles me responderam rapidamente. Foram muito solícitos e competentes. Inclusive os motoristas. Foi um atendimento nota 10.
      Não é um serviço barato, mas é aquilo: paga-se pelo conforto…
      Abs

  3. renato f

    Fernanda !!!!
    Parabéns pelo Site e pelas informações !!!!
    Estou indo em janeiro/2016 justamente para Paris e Itália… minha ideia inicial e ficar 06 dias inteiros em cada Pais… vc consegue encaminhar um pequeno roteiro para esses Países ? Um grande abraço !!!
    Renato

  4. Ana Carolina

    Oi! Gostaria de saber qual é o horário de abertura da Disneyland… Não consigo achar essa informação em lugar nenhum!
    Obrigada!

  5. Jonathan Espindola

    Olá Fernanda,
    Vou viajar com minha família no Natal para Paris e queria ir na Eurodisney (com uma criança de 6 anos). Você acha que vale a pena ir no dia 25 de dezembro?
    Obrigado.

    • Fernanda Rangel

      Oi, Jonathan!
      Olha, deve ser lindo e especial estar lá numa data tão representativa, mas é muito provável que o parque esteja bem cheio.
      Se eu que fui em fevereiro, sem data especial, já peguei o parque entupido de gente, imagina no Natal?
      E outra: deve estar bastante frio nessa época. Mas os europeus não ligam pra isso não. Como eu contei no post, eles encapotam as crianças e vão assim mesmo.
      Se o objetivo é curtir o clima de Natal no parque, assistir aos desfiles temáticos, ver shows (deve haver algum especial nessa época), será um passeio lindo. Mas estando o parque lotado, não espere conseguir entrar nos brinquedos, porque é muito provável que eles estejam cheios.
      Abs

  6. Samantha Soares

    Olá,
    Fui à EuroDisney em 2012, em pleno verão europeu e foi uma experiência fantástica. Super recomendo para quem tem criança ou quem já cresceu mas se encantou pela magia Disney.

    Abs,

  7. PAULA CATHERINA

    Vim parabenizar a matéria sobre sua ida à Disney Paris. Muito bem descrito e organizado!

    As pessoas pesquisam muitos blogs e etc.. Mas poucos são objetivos assim! Vlw

    Fui este ano, ha poucas semanas, em agosto com meu noivo à Disney Orlando -MÁAAAGICOOOOO-

  8. Amanda

    Abrindo o site da Disney pelo link que tem no postar o ingresso da Disney ficou mais barato! 51 euros ao invés de 62 (o mini) acho que porque o site não ta como sendo do Brasil, mas sim EUA! Comprei assim, por esse preço e aparentemente ta tudo certo, já to com meu ingresso

    • Fernanda Rangel

      Oi, Amanda!
      Será que esse preço não era em dólar, ao invés de euro?
      De qq forma, se a cotação no dia da compra estava melhor que o do euro, então saiu mais barato mesmo. 😉
      Abs

  9. Bruno Marugan

    que furada, se fodeu pesado!

  10. Bruno

    Olá fernanda !!! Amei o post . Na Euro têm montanha russa e tal … Ou apenas coisas mais leves ? Obrigado !

    • Fernanda Rangel

      Oi, Bruno!
      Obrigada pelo elogio!
      Se vc tiver se referindo às montanhas russas altas e cheias de voltas que encontramos nos parques dos EUA, então não. Lá tem coisas mais lights, até porque a Eurodisney é pequena, se comparada aos parques de Orlando.
      Mas tem algumas atrações boas e tradicionais, como a Torre do Terror (Twilight Zone Tower of Terror) e o Rock’N’Roller Coaster avec Aerosmith, ambas do Walt Disney Studios, e a Big Thunder Mountain no Disneyland Park. Não sei se vc conhece a Disney de Orlando, mas nenhuma dessas atrações que citei aqui são “radicais”. Mas são divertidas.
      Abs

  11. Roberto

    Dependendo da época que se vá, vale sim à pena, fui no final de abril e inicio de março, foi muito bom, avia bastante gente mas nada de exagero de esperas nem filas absurdas, deu pra aproveitar bastante.

    • Fernanda Rangel

      Oi, Roberto!
      Eu acredito que não dei sorte mais pelo fato de ter escolhido visitar os parques num dia de final de semana. Não sei se foi o seu caso, mas talvez um dia de semana seja melhor e a chance de estar lotado seja menor.
      Obrigada por relatar pra nós a sua experiência!
      Abs

  12. Ewerton Almeida

    Oi Fernanda, tudo bom?
    Li seu blog a respeito da EuroDisney e fiquei um pouco, confesso, com medo hahaha, mas nada que me assuste tanto quanto Orlando no verão de 2014.. mas enfim, vou pra Paris em Julho desse ano e estou pensando em reservar um dia para cada parque, você sabe me dizer mais ou menos como seria essa experiência de ir um dia em cada parque e sendo verão em Paris? Ah, e também estou com dúvida sobre a compra dos ingressos e vi que pela Decolar eles vendem parcelado em até 6x e para mim seria a melhor forma (crise rs).. você sabe me informar sobre aquele lance de MINI e MAGIC? Tenho que realizar duas compras distintas?
    Obrigado desde já pela ajuda.

    • Fernanda Rangel

      Oi, Ewerton!
      Pois é, minha experiência foi frustrada, mas serviu para gerar um post de dicas do que NÃO fazer. Hehehehe… 🙂
      Olha, não saberia te dizer como devam ser as coisas em julho, mas tirando que é verão e temporada de férias na Europa, é quase certo que estará cheio. Se eu que fui em fevereiro, em pleno inverno, um frio desgraçado e tava lotado, imagina no verão?
      Te aconselharia procurar ir dia de semana (segunda e/ou terça seria o ideal) e evitar o final de semana a todo custo. Além disso, compre o ingresso com antecedência, para evitar a fila da bilheteria. E por fim, abuse do “Fast Pass”. Só assim pra evitar perder tempo dentro dos parques.
      Indo em 2 dias daria pra fazer tudo com bastante calma, mas sinceramente… Os parques são bem pequenos e infinitamente menores que os de Orlando. Se não tiver cheio, dá pra ir nos 2 no mesmo dia, numa boa.
      Dos ingressos, dei uma olhada no site e entendi que o MINI é um ingresso com data marcada, ou seja, vc compra hj e tem até o dia seguinte pra visitar os parques. Já o MAGIC vc compra e pode escolher qualquer dia para visitá-los.
      Mas pelo que vi aqui, essa possibilidade só vale para 1 dia de visita (1 day/2 parks). Para visitá-los em dias diferentes (consecutivos ou não), a tarifa é outra (veja este link e selecione a opção “multi-day”).
      Espero ter conseguido ajudá-lo!
      Abs

  13. SELMA ALVES DA SILVA FERREIRA

    Oi Fernanda..ficarei uns quinze dias em Paris…e estou pensando em incluir a Eurodisney em meu roteiro..estamos indo eu…meu esposo e um filho de dois anos…dá pra andar de carrinho de bebê por lá…como vi a muvucada que vc mostrou…me desanimei….

    • Fernanda Rangel

      Oi, Selma!
      Como vc está indo com uma criança e vai ficar 15 dias em Paris, acho que vale a pena dar uma esticada até lá sim. Mas aconselharia ir num dia de semana, de preferência uma segunda ou uma terça, pois a chance de estar muito cheio é bem menor.
      No meu caso, o que me chamou mais a atenção foi o fato de ter encontrado os parques muito lotados num mês de baixa temporada (fora das férias escolares) e com bastante frio. Mas também fui num domingo, um dia que, tradicionalmente, as famílias levam os filhos pra passear. Eu até esperava encontrar algumas filas, mas lotado não…
      Quanto ao carrinho, dá tranquilamente pra circular pelo parque. Tinham vários no dia da minha visita, apesar da muvuca.
      Abs

  14. Erika Bastos

    Fernanda, que perrengue!!! Espero que hoje vc já dê umas boas risadas dessa trágica experiência. O melhor dessas tragédias em viagens é guardar pra posteridade! Muita história pra contar!!!
    Estou aqui pesquisando sobre Disney Paris, também na dúvida se reservamos 1 ou 2 dias para visitá-lo. Viajamos com 2 meninos (5 e 7 anos), mas, considerando que teremos apenas uma semana em Paris, fico com dó de gastar mais de um dia num parque de diversões, com toda Paris esperando por nós! 😉
    De qualquer forma, seu relato (além de engraçado!) me ajudou a ter uma boa ideia de como a coisa funciona por lá! Obrigada!

    • Fernanda Rangel

      Oi, Erika!
      É verdade, os perrengues acabam rendendo as melhores histórias das viagens. E olha que já passei por perrengues bem piores do que esse aí em viagens posteriores, que renderam histórias hilárias. Mas no dia, a gente quer morrer ou matar um! 😀
      Apesar do meu programa furado, pra quem está com crianças é uma ótima pedida visitar a Eurodisney. Mas não sei se ocuparia 2 dias da minha semana em Paris pra isso.
      Se vcs pegarem um dia mais vazio (tentem ir numa segunda-feira ou numa terça), acredito que dará pras crianças brincarem num parque de manhã e no outro à tarde. Não há tantas atrações assim que exijam 1 dia inteiro em cada.
      Abs

  15. david santana

    Olá Fernanda, agradeço por existir pessoas como você , fico feliz por sua cordialidade em ajudar as pessoas .
    Nunca fiz uma viagem desse porte, sempre ficamos por aqui no Brasil mesmo, mas como sabe é o sonho de todo brasileiro conhecer a Disney .
    Minha filha completou 15 anos e prometi em levar ela e minha família a Disney em Orlando, mas um parente que mora em Nice na França me disse da Disney em Paris, que não fica muito longe de Nice,França, onde até pediu uma visita para ficarmos uns dias na residência dele, não sei o que vale a pena principalmente entre os parques, reservei 15 dias para esta viagem.
    Pode me dar um concelho ?
    Abraços….

    • Fernanda Rangel

      Oi, David!
      Obrigada pelo elogio! 😀
      Acho que a sua filha vai gostar da Eurodisney, principalmente se ela nunca esteve nos parques de Orlando (que são infinitamente maiores e com muito mais atrações). Apesar do meu programa furado que contei no post, é um passeio bacana sim – desde que siga as minhas dicas relatadas do que NÃO fazer pra tornar a visita um programa de leão.
      Eu ficaria uns dias em Nice, na casa do seu parente, e depois iria pra Paris. Na verdade, o parque fica mais perto da capital francesa do que de Nice…
      Da França, conheço apenas Paris (com esticada à Eurodisney e Versalhes). Sugiro uma olhada na nossa página de destinos, onde há todas as minhas dicas e relatos sobre a França.
      Abs

  16. Paula Teles

    Olá Fernanda. Muito obrigada pelas dicas. Vou ficar 4 dias em Paris após o fim de um intercâmbio e gostaria de saber onde encontro ai informação sobre os outros 7 hotéis que eles indicam por que lá dentro infelizmente não dá pra mim. E o que eu poderia fazer em dois dias em Paris com pouca grana provavelmente. Desde já obrigada!

    • Fernanda Rangel

      Oi de novo, Paula! 😀
      Os hoteis (do complexo e parceiros) indicados pela Disneyland Paris são esses aqui.
      Vou dar um palpite aqui que vc não pediu, mas darei assim mesmo… Hehehe…
      Se vc tem 4 dias em Paris, tire 1 pra Eurodisney e deixe 3 pra capital francesa. O parque é uma graça e, apesar da minha jornada frustrada, é um programa bacana de se fazer. Mas nada se compara aos parques dos EUA, então tirar 2 dias pra ele ao invés de aproveitar em Paris, acho que não vale a pena. Mas isso é uma opinião minha, se vc tem muita vontade de conhecer a Eurodisney, então tá valendo. 😉
      Quanto às dicas sobre gastar pouco em Paris, há um artigo ótimo do blog “Conexão Paris” que traz todas essas informações que vc me pediu. Dê uma olhadinha aqui.
      Abs

  17. Gisele Sangali

    Boa noite! Parabéns pelo blog, amei as dicas! Minha filha mais nova vai fazer 12 anos no dia 31/01/2017 e ela quer comemorar na EuroDisney! Você saberia me informar se eles têm promoção do tipo aniversariante não paga?
    Obrigada
    Abs

    • Fernanda Rangel

      Oi, Gisele!
      Não encontrei nenhuma informação sobre desconto ou gratuidade para aniversariantes que visitam a Eurodisney.
      A única coisa que encontrei foi que, se vc pedir, eles oferecem um bolo em um dos restaurantes do complexo e ainda pode convidar os personagens da Disney pra participar da “festa”. Dê uma olhadinha nas informações aqui.
      Abs

  18. Gisele Sangali

    Oi Fernanda, agradeço pela resposta. Você é muito querida!
    Vou olhar as informações que me passou.
    Feliz 2017!
    Abs

  19. Tiago Rosa

    Olá, achei muito bom seus comentários e bem engraçado. No meu ponto de vista para quem adora parques e quem tem este objetivo e uns 5 dias no minimo em Paris, vale a pena sim conhecer o parque,. é um passeio super agradável.
    Diferente de você a minha experiencia foi bem tranquila, adorei o parque o dia que eu fui estava vazio, foi diversão garantida.

    • Fernanda Rangel

      Oi, Tiago!
      Obrigada por ter vindo nos relatar as suas impressões! 😀
      Não sei se eu voltaria a visitar a Eurodisney no dia que retornar a Paris. Mas reconheço que foi uma grande falta de sorte o dia da minha visita. O parque é lindo, divertido e é sim uma boa opção de passeio, desde que a pessoa não chegue lá comparando tudo com os parques de Orlando e siga essas 5 dicas que dei no post para evitar entrar em furadas.
      Abs

  20. ivan

    Obrigado pelas dicas Fernanda. Estou indo para Paris e Londres final do mês com esposa e filho. Foram mto úteis.

  21. Mariana

    Adorei ler o seu relato!

Totos os direitos reservados