Farellones com Carro Alugado no Inverno: Deu Ruim

Muitos brasileiros consideram a possibilidade de subir o cordilheira dos Andes, saindo de Santiago em direção a Farellones ou Valle Nevado usando um carro alugado. Veja como foi a nossa experiência.

Cordilheira dos Andes vista do Caminho Farellones

Cordilheira dos Andes vista do Caminho Farellones

Durante a temporada de inverno de 2018 fizemos uma viagem em família para o Chile e decidimos curtir a experiência em Farellones de uma forma diferente. Nossa ideia foi alugar um carro, subir a Cordilheira dos Andes por conta própria e passar 2 noites em um apartamento na montanha, alugado no Airbnb.

Como o título do artigo sugere, nossa viagem não seguiu exatamente como planejado. Ainda assim acho que a ideia é boa, desde que alguns cuidados seja tomados para evitar imprevistos. Como sempre falo, a gente passa os perrengues para que os nossos leitores e seguidores possam pegar as dicas e viajar numa boa.

Alugar Carro em Santiago

Durante a nossa estadia na capital chilena não precisamos de carro. Nosso roteiro foi todo baseado no transporte público de Santiago, principalmente o metrô. Eventualmente usamos o taxi, sempre solicitado pelo aplicativo EasyTaxi para evitar golpes.

Por esse motivo optamos por não alugarmos o carro no aeroporto, afinal seria necessário se deslocar da cidade até lá para pegar o veículo. Preferimos utilizar uma locadora de carros local, a Chilean Rent a Car, que tem agências também pela cidade.

Como eramos 4 adultos e 2 crianças, alugamos uma minivan de 7 lugares. O carro disponibilizado foi um Dodge Grand Caravan, que de fato atendeu as nossas necessidades de espaço interno e porta-malas.

Retirei o veículo na parte da manhã na agência da Chilean que fica no bairro Bella Vista. Em seguida retornei ao apartamento que havíamos alugado para buscar a família que já havia efetuado nosso check-out. Arrumamos as malas e sacolas de mercado no carro e seguimos viagem.

Alugar um carro pode ser uma ótima opção

A melhor forma de explorar um novo destino, com liberdade total, é alugando um carro. Em muitos casos você poderá economizar, evitando despesas com translados e deslocamentos em geral. Será que vale a pena? Faça uma cotação online na RentCars e encontre as menores tarifas entre as principais locadoras. Você tem a vantagem de poder pagar em reais, sem IOF, e ainda parcelar no cartão.

Subindo a Cordilheira

É bem fácil dirigir em Santiago e o caminho para Farellones ou Valle Nevado é bem simples. A única preocupação é em relação ao dia e horário da sua viagem. Dependendo da época do ano e do dia a subida da cordilheira pode ter restrições de sentido.

No dia que estávamos subindo, o caminho ficava liberado para subida e bloqueado para descida até às 14 horas da tarde. Após esse horário o sentido ficaria invertido, não sendo mais possível subir, apenas descer. Nossa ideia era subir o mais próximo deste horário para almoçar em Farellones. Não seria viável ir muito cedo porque para pagar 2 dias de aluguel de carro, considerando o horário de devolução, não poderíamos retirar o carro muito cedo para não estourar o tempo.

Passamos pelos carabineiros, policiais que ficam no início da subida, pouco depois das 13 horas. O horário estava perfeito, tudo estava dando certo.

Posto Policial no Caminho Farellones

Posto Policial no Caminho Farellones

Dirigindo um Carro Alugado no Caminho Farellones

Dirigindo para Farellones num Carro Alugado

Aproveito para lembrar que, mesmo que não seja necessário utilizar, é obrigatório ter correntes de neve dentro do carro. Essas correntes são colocadas nos pneus em caso de neve na pista. Os carabineiros muitas vezes param os carros que estão subindo e verificam se eles possuem as correntes. Quem não tiver não segue viagem. Nós alugamos as correntes junto com o carro, como um acessório opcional, mas é também possível alugar em lojas que ficam ali na estrada, estrategicamente próximas do início da subida.

Problema Mecânico no Carro Alugado

A subida pela cordilheira exige bastante do veículo. Até Farellones são 40 curvas e seguindo até o Valle Nevado são mais 17 curvas.

O carro que alugamos era grande e potente, teoricamente adequado para esse tipo de subida. Algumas pessoas recomendam veículos 4x4 para a subida, mas para quem vai alugar um carro o custo provavelmente inviabilizaria a aventura. Tive duas experiência com carro alugado no Chile, dirigindo em situações de montanha e neve. A minha opinião é que você precisa de um carro grande e forte mas não precisa ser necessariamente um 4x4. Já um modelo compacto ou econômico provavelmente vai te deixar em dificuldade.

Começamos a subida numa boa, subindo devagar, fazendo cada curva com bastante cuidado. Depois de algumas curvas comecei a sentir o carro sem força. Era preciso acelerar cada vez mais forte para percorrer as curvas, que são muito íngremes e acentuadas.

Curva 11 do Caminho Farellones

Curva 11 do Caminho Farellones

A situação foi piorando e quando chegamos na curva 11 o carro simplesmente não conseguiu subir. Ficamos parados no meio da curva sem conseguir nos mover. Eu acelerava e o carro não saia do lugar.

Imagina a situação. Eu, minha esposa, meus dois filhos pequenos de 4 e 6 anos e um casal de avós dentro do carro. Sem falar nas malas de todos e nas muitas compras que havíamos feito no mercado. O carro parado na curva 11, de um total de 40, no meio da cordilheira dos Andes. Não estava nevando, pelo menos isso.

Depois de sair do carro alguma vezes e avaliar a situação, decidi aproveitar a gravidade e deixar o carro descer de ré para tentar tirá-lo da pista, que já estava totalmente engarrafada.

E Agora?

Eu me considero uma pessoa bem descolada. Minhas viagens são sempre muito bem planejadas e quando acontecem imprevistos eu sempre consigo encontrar uma alternativa. Nesse dia eu travei. Pensava, pensava e não conseguia achar uma saída para aquela situação.

Não tínhamos mais hospedagem disponível em Santiago e já havíamos pago nossa estadia em Farellones, bem cara por sinal. Mas independente da questão financeira, como sair dali sem o carro funcionando perfeitamente? Tentar dirigir o veículo seria arriscado demais.

E o pior, o horário já avançava e em alguns minutos não seria mais possível subir a cordilheira. Não havia tempo para que algum tipo de socorro chegasse vindo de Santiago.

Bom, a coisa mais óbvia a se fazer era entrar em contato com a locadora. Eu sempre viajo com um chip de internet no celular. Embora ele não faça ligações no caso de viagens ao Chile, acredite, eu consegui usar internet perfeitamente mesmo estando no meio da estrada. Foi fundamental.

Internet no celular durante a viagem

Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando. A Easysim4u oferece plano de dados em 210 países, com conexão de internet ilimitada. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

Entrei em contato por WhatsApp com uma amiga brasileira que mora no Chile. A Rosi escreve um blog maravilhoso chamado Nós no Chile, que inclusive foi uma ótima fonte de pesquisa durante nosso planejamento de viagem.

A Rosi me deu algumas sugestões como parar algum veículo que estivesse descendo e pedir para que eles avisassem os carabineiros. Outra coisa muito importante que ela fez foi ligar para o serviço de assistência da estrada e informar sobre o nosso problema.

A Ruta Farellones tem um serviço de assistência espetacular que funciona durante a temporada de inverno. Carros da Subaru super equipados ficam percorrendo todo o trecho e prestando socorro. Se você vai fazer essa viagem de caro alugado, anote o número desse serviço: 1405.

Assistência na Rota Farellones

Assistência na Rota Farellones

Deus Existe

Quando estávamos ali, meio que travados, tentando uma solução que nunca viria, um carro parou e perguntou se precisávamos de ajuda. Olha, eu nem cheguei a responder, estava buscando as palavras quando reparei o veículos estacionando e o rapaz saindo para ajudar.

Jaime (se pronuncia Ráime) foi um anjo que Deus colocou no nosso caminho. Explicamos a situação para ele e nossas suspeitas sobre o problema mecânico. Ele avaliou o carro, ligou para um amigo mecânico e concluiu que nossas suspeitas estavam provavelmente certas. O problema era na junta homocinética e representava um risco real.

O próprio Jaime entrou no carro e conseguiu movimentá-lo melhor para colocar o veículo em uma posição segura, totalmente fora da estrada.

Em seguida ele ligou do seu celular para o Chilean e informou sobre o problema. Reclamou com a empresa e exigiu uma solução como se o problema fosse com ele. Depois de muita argumentação, a locadora falou que mandaria um guincho pegar o carro e que eu deveria aguardar ali, para assinar os papeis. Mas o guincho não chegaria tão cedo, afinal o horário de subida já havia encerrado e nenhum veículo poderia entrar na estrada naquele momento.

Única foto do Jaime que temos, tirada durante a carona

Única foto do Jaime que temos, tirada durante a carona

Eu já estava agradecido quando Jaime e sua esposa se ofereceram para nos dar carona até Farellones. A essa altura o anfitrião do apartamento que alugamos estava cansado de nos esperar na porta do apartamento. Claro que não caberiam todos, mas seria uma forma de levar as mulheres e crianças, deixando-as seguras e alimentadas. Aceitamos a ajuda. Jaime ainda entulhou em seu carro algumas malas e diversas sacolas de mercado.

Trocamos celular e ficamos em contato pelo WhatsApp. A ideia era que mais tarde um sobrinho dele viesse nos buscar. Até me emociono ao lembrar esse dia. Nunca terei como agradecer a ajuda que eles nos deram, mas sei que pessoas boas como eles recebem tudo em dobro de alguma forma.

Enfim Chegou o Resgate

Enquanto aguardávamos algum contato da locadora ou do Jaime, um Subaru chega ao local e estaciona ao nosso lado. O contato feito pela Rosi deu resultado e a assistência havia chegado.

Explicamos toda a história para o socorrista que nos ofereceu a única solução. Abandonar o carro na estrada e seguir com ele de carona até Farellones. Colocamos a minivan ainda mais para o canto e seguimos viagem. Ainda foi preciso carregar conosco várias malas e sacolas mas felizmente coube tudo dentro do Subaru.

Subaru Cheio de Malas e Sacolas

Subaru de Resgate Cheio de Malas e Sacolas

Cordilheira Vista de Dentro do Surabu de Resgate

Cordilheira Vista de Dentro do Surabu

Nesse horário a estrada já estava com o sentido contrário, com os carros descendo. O carro da assistência é o único que poderia subir, na contramão. Por sinal o veículo é perfeito para essas condições. O condutor seguiu com cuidado, muitas vezes dirigindo por cima da terra, deixando espaço para os que desciam.

Já mais tranquilos a essa altura, tentamos apreciar a vista que era deslumbrante. Em poucos minutos já estávamos no apartamento em segurança.

Já contratou o Seguro Viagem?

Não corra riscos desnecessários e evite viajar preocupado, contrate um seguro viagem e aproveite ao máximo suas férias. Faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite esse cupom especial do Black November, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 15% pagando no cartão ou economize 20% no boleto. Utilize o código: BLACK.

Felizmente não foi necessário neste caso mas é sempre muito importante ter um seguro viagem. Vale a pena dar uma olhada nesse outro artigo onde falo sobre seguro viagem para o Chile, ainda mais se você pretende esquiar na neve.

E a Volta de Farellones?

Bom, a essa altura havíamos resolvido um enorme problema e de uma forma bem satisfatória até. Enfim, estávamos em Farellones, no apartamento que tínhamos alugado, e poderíamos seguir com a programação normal da viagem. A ideia era acordar cedo no dia seguinte e curtir ao máximo o Parques de Farellones, que ficava a uma distância bem curta do apartamento.

Só que agora estávamos sem carro, como faríamos para voltar para o aeroporto de Santiago?

Para resumir a história, depois de muitas ligações e ajuda de amigos, fechamos um transfer que nos levaria da porta do apartamento em Farellones até o aeroporto. Não foi barato, mas considerei o valor justo. E como o contrato do aluguel do carro havia sido cancelado, depois de muitas mensagens e trocas de emails, nem sairíamos no prejuízo.

Bom, receber o valor de volta não foi nada fácil nem rápido. Cobranças extras foram feitas no cartão de crédito que me obrigaram a cancelá-lo e assim evitar mais problemas. No final das contas conseguimos receber os valores de volta de uma forma ou de outra, mas deu muita dor de cabeça.

Final Feliz

Para você ver como o mundo da voltas em tão pouco tempo. Depois de todo esse perrengue conseguimos chegar em Farellones. Algumas horas depois dos momentos de tensão estávamos almoçando num restaurante maravilhoso, com uma vista espetacular das montanhas. Ainda curtimos um pôr do sol deslumbrante e ficamos hospedados num refúgio pertinho do parque, no meio da neve.

Almoço com Vista da Cordilheira dos Andes

Almoço com Vista da Cordilheira dos Andes

Lindo Pôr do Sol na Cordilheira dos Andes

Lindo Pôr do Sol na Cordilheira dos Andes

A experiência de dormir (e acordar) em Farellones é incrível. Gostei muito de ter montado o roteiro dessa forma, sem contratar um passeio de bate e volta, mas entendo que não é qualquer tipo de viajante que toparia encarar essa aventura.

Se você prefere fazer o passeio de 1 dia com a segurança de uma agência, recomendo a Destino Chile, empresa especializada em receber brasileiros. Neste link você poderá solicitar um orçamento sem compromisso.

Lições Aprendidas

Depois de ler esse relato você deve estar desesperado achando que não vale a pena alugar carro para subir a cordilheira. Eu diria que existem vários pontos para serem considerados. A experiência de estar com o carro alugado em Farellones teria sido um diferencial. Permitiria um deslocamento ali na montanha, por exemplo até El Colorado.

A principal dica que eu dou para quem quer encarar essa aventura é: alugue o carro em uma locadora grande, dessas multinacionais. A grande vantagem é que os carros são sempre muito mais novos e o risco de um problema mecânico é sempre muito menor. Locadoras pequenas tendem a esticar a vida útil dos veículos e, nesses casos onde o carro é muito exigido, o risco acaba sendo muito maior.

No nosso caso valeria a pena ter ido ao aeroporto para pegar o carro numa locadora grande, mas não tínhamos pensado que esse problema poderia acontecer. Aproveito para recomendar a RentCars, um site que faz comparação de preços de aluguel de carros e que trabalha apenas com empresas de qualidade. Uma grande vantagem é a possibilidade de pagamento online antecipado, em reais e sem cobrança de IOF.

Dirigir na Neve

Outro ponto importante a considerar é a possibilidade de neve na estrada. Sem neve é super tranquilo dirigir pelo Camino a Farellones, embora seja íngreme e sinuoso. Com um carro potente não vejo nenhuma dificuldade em subir. Não foi o nosso caso, já que havia algumas semanas que não nevada, mas é possível e até provável você pegar neve na estrada em algum momento se estiver viajando no inverno.

Antes de encarar essa aventura eu estudei bastante como dirigir na neve, que cuidados tomar e até como instalar as "cadenas", correntes de neve, nos pneus. Levei um pequeno rodo, desses de limpar banheiro, para caso fosse necessário remover a neve de cima do carro. É proibido dirigir com neve em cima do carro já que ela pode cair na estrada e causar um acidente. Enfim, é importante pensar em tudo e estar preparado para essa aventura.

E você, já foi a Farellones? Já passou algum perrengue dirigindo nas montanhas ou na neve? Conta pra gente.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Aproveite esse cupom especial do Black November, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 15% pagando no cartão de crédito ou economize 20% no boleto bancário. Utilize o código promocional: BLACK.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece plano de dados em 210 países, com conexão de internet ilimitada. Você informa o número de dias da viagem, recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Farellones!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

7 Comentários
  1. Rosi Guimarães

    Oi Rafa,
    Parabéns pelo post, bem completo e com todas as informações pra ninguém mais passar perrengue. Obrigada por citar o Nós no Chile.
    Abraço!

  2. Aline

    Olá, adorei o seu post… vamos ao Chile em Julho e gostaria de perguntar se vc acha que um carro 1000 sobe até farellones? Vamos até Santiago de carro e gostaríamos de aproveitar e conhecer o parque. Abraço.

    • Rafael Miranda

      Oi Aline.
      Sinceramente eu não recomendo subir até Farellones com um carro 1000. A estrada é cheia de curvas e com pontos bem íngremes. Acho bem importante utilizar um veículo com mais potência.
      E tem a questão da estação também, em julho é alta temporada de inverno, existe a possibilidade de pegar neve em parte do caminho. Neste caso o uso de correntes nos pneus é obrigatório e se exige ainda mais do carro.
      Vocês poderiam avaliar contratar uma empresa para fazer esse passeio ou alugar um veículo adequado só neste dia.
      Espero ter ajudado.

  3. Victor Pietro Moreno

    Muito obrigado pelo relato, as pessoas geralmente não gostam de relatar os perrengues, apenas as coisas boas!

    Estou me planejando para fazer uma viagem de 14 dias, e pretendo alugar um carro para fazer um trajeto extenso. Santiago -> Puero Varas -> Bariloche -> Mendonza -> Santiago.

    Entretanto estou com uma pequena dificuldade para entender a parte da documentação para atravessar a fronteira, você teria alguma informação? Pelo que entendi é necessário apenas um Permiso Internacional provido pela locadora para atravessar a fronteira, e um seguro Carta Verde para adentrar a Argentina.

Totos os direitos reservados