Como Dirigir nos EUA: 15 Dicas Que Você Precisa Saber

Sabe como dirigir nos EUA? Acredite, você PRECISA ler essas 15 dicas fundamentais, com regras de trânsito americanas e documentos obrigatórias para alugar um carro nos Estados Unidos.

Carro Alugado em Viagem pela Califórnia

Carro Alugado em Viagem pela Califórnia

Alugar um carro e dirigir nos EUA por conta própria é algo que eu recomendo pela liberdade e praticidade. Por outro lado, muitas pessoas ficam com medo de dirigir nos Estados Unidos, onde desconhecem as leis de trânsito.

Considero essa uma preocupação legítima, mas não acho que deva ser um impedimento para você aproveitar sua viagem da melhor forma. Claro, não é qualquer destino que você vai precisar de um veículo, mas se o aluguel de carro for a melhor opção para sua viagem, não deixe de fazê-lo por insegurança.

15 Dicas para dirigir nos EUA

Pensando nisso preparei este artigo com 15 dicas para quem precisa saber como dirigir nos EUA pela primeira vez. Nada melhor do que informação para dar essa confiança que estava faltando.


1. Documentação Necessária

A primeira pergunta que surge é. Posso dirigir nos Estados Unidos com a minha Carteira de Habilitação ou precisarei tirar uma PID (Permissão Internacional para Dirigir)?

Para alugar o seu veículo, você precisará apenas da sua habilitação. Bom, na verdade precisará também do passaporte e de um cartão de crédito internacional, mesmo que na entrega do carro opte por outra forma de pagamento. O cartão funciona como uma garantia. Algumas poucas locadoras aceitam um depósito calção, mas é bem raro.

Carteira de Habilitação Brasileira

Carteira de Habilitação Brasileira

Mas voltando a questão da habilitação, sim, a carteira de motorista brasileira é aceita nos Estados Unidos. No momento do aluguel do carro, basta apresentá-la, desde que dentro da validade, e não terá problemas.

Claro, você precisa ter idade para dirigir nos EUA. A lei americana permite que maiores de 16 anos dirijam, mas normalmente as locadoras autorizam apenas maiores de 18. Fique atento pois se você tiver menos de 25 anos, a locadora cobrará um adicional considerável na locação do carro. A idade ideal para o aluguel de veículos nos estados americanos é acima de 26 anos.

Permissão Internacional para Dirigir

A controvérsia é em relação a obrigatoriedade ou não da PID (em inglês, International Driving Permit). Segundo o site do governo americano é preciso consultar o Departamento de Veículos Automotores de cada estado para se certificar dessa exigência. Pelo levantamento que fiz, apenas 20% dos estados americanos exigem a PID enquanto que os outros quase 80% permitem que o turista brasileiro dirija apenas com sua habilitação nacional.

Exemplos de estados americanos que exigem a PID: Arkansas, Connecticut, Hawaii, Kentucky, Massachusetts, Michigan, New Hampshire, New Jersey, Texas, Vermont e Wisconsin.

O assunto é polêmico e, na dúvida, é sempre melhor prevenir. Caso você seja parado por um policial, ele certamente solicitará seus documentos, e poderá ter dificuldade para entender as informações da sua habilitação, afinal é um documento que os americanos desconhecem, escrito em português.

Permissão Internacional para Dirigir

Permissão Internacional para Dirigir

A maioria das pessoas recomendam que você tire uma Permissão Internacional para Dirigir, justamente para evitar contratempos nesse tipo de situação. Eu particularmente acho que cabe a cada pessoa essa decisão, dependendo da clareza da informação a respeito da não obrigatoriedade e até do nível de inglês, caso seja necessário argumentar a respeito.

Alguns estados em particular eu considero bem mais tranquilos em relação a essa questão da habilitação: Florida, Califórnia e Nevada. Além de não exigirem a PID, são destinos onde o aluguel de carros costuma ser muito comum no roteiro da viagem e já estão acostumados a receber muitos brasileiros.

Se ainda assim você decidir tirar a sua PID, basta dirigir-se ao posto do DETRAN de sua cidade e se informar sobre o procedimento.

2. Como Alugar um Carro no EUA?

Não deixe para alugar o carro quando chegar no aeroporto. A melhor estratégia para garantir o menor preço é fazer uma reserva online com antecedência. A diferença de preço de uma reserva feita pela internet e do valor de balção pode ser realmente enorme, o dobro do preço.

A minha recomendação é utilizar os serviços da RentCars, uma empresa brasileira que oferece uma comparação de preços de aluguel de veículos entre as principais locadoras do Brasil e do mundo, com a garantia do menor preço. Faça uma consulta sem compromisso, basta informar o destino, data e local de retirada. Uma busca completa será feita e serão apresentados vários modelos de carros de algumas locadoras, com diferentes tamanhos e coberturas. Escolha o que melhor te atender.

Comparação de Preços e Modelos de Carros na RentCars

Comparação de Preços e Modelos de Carros na RentCars

Um grande diferencial é o pagamento, feito sempre em reais, evitando assim a cobrança de 6,38% de IOF. Já é uma economia e tanto. Como opções de pagamento você pode parcelar em até 12 vezes ou ainda pagar a vista no boleto com um desconto de 5%.

Em alguns casos, dependendo da locadora selecionada, o serviço te informará que uma parte pequena do valor será cobrado na hora da locação, em moeda local. Normalmente essa situação é fruto da inclusão de algum adicional como GPS ou assentos de segurança para crianças. Considere também essa questão em sua análise.

Fuja dos Upgrades

Com a reserva do veículo em mãos, basta ir ao balcão da locadora escolhida e solicitar a retirada do carro. Fique atento pois as locadoras sempre tentam te empurrar algum upgrade, seja um veículo maior e mais caro, ou algum seguro adicional, ou ainda a dispensa de devolver o carro com o tanque cheio, que tem um custo. Eu recomendo que você não aceite nada que seja oferecido pois isso vai mudar drasticamente o valor do aluguel do veículo.

Seja firme, diga que você quer exatamente o que esta descrito na sua reserva e nada mais. Verifique o valor do contrato e só assine se for exatamente igual ao da reserva. Se for diferente, reclame até que seja cumprido o que diz em sua reserva.

Enfim, com o contrato assinado, basta ir ao estacionamento e escolher um dos veículos dentro da categoria contratada.

Internet no celular durante a viagem

Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando. A Easysim4u oferece planos ilimitados nos Estados Unidos e Canadá com conexão de internet 4G. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

3. Transporte de Crianças

É sempre importante falar sobre as leis de transporte infantil nos Estados Unidos. São muitas regras e elas podem ter pequenas variações de estado para estado. Farei algumas recomendações gerais que vão garantir que você não esteja fora da lei, mas sempre vale a pena observar a lei específica de cada região.

Criança no Bebê Conforto Virada para Trás

Criança no Bebê Conforto Virada para Trás

A primeira dica é sempre andar com as crianças no banco de trás e com cinto de segurança ou um dos modelos de assento de segurança infantil. Alguns estados possuem regras que proíbem menores andarem no banco da frente então o melhor a fazer é deixá-los sempre atrás por garantia.

Existem 3 tipos de assentos de segurança e algumas regras que consideram a idade e o peso das crianças. É importante ficar atento a elas no momento que for reservar o veículo para evitar problemas durante a viagem. De uma forma geral funciona da seguinte forma:

Tipos de Assentos de segurança

Rear-Facing Infant Seat: É aquele assento próprio para as crianças menores e deve ser instalado costas para menores de 1 ano, ou seja, de forma que a criança fique virada para a mala do carro. Quando fixada de frente pode comportar crianças até 2 anos em média, dependendo do peso.

Foward-Facing Infant Seat: É a cadeirinha tradicional, fixada de frente, e muitas vezes com um cinto próprio de 5 pontas. Pode acomodar crianças de 3 a 6 anos.

Booster: É aquele assento pequeno, onde a criança apenas fica sentada para deixá-la mais alta, usando o cinto de segurança original do veículo. Recomendado para crianças maiores de 6 anos que não possuam altura adequada para usar o cinto de segurança.

Booster e Assento de Segurança

Booster e Assento de Segurança

Fique atento às idades exatas e pesos recomendados por cada estado americano. Essa é uma explicação geral, que provavelmente te atenderá, mas podem haver diferentes exigências ou detalhes específicos de um estado para o outro. Veja mais detalhes sobre as leis de segurança de passageiros infantil nos EUA.

4. Abastecimento no EUA

Ao alugar um carro no EUA você normalmente retira o veículo com o tanque cheio. Na devolução existem algumas possibilidades: devolver cheio, devolver vazio ou pela metade e pagar a diferença, ou ainda contratar um adicional que te permite devolver o carro sem essa preocupação, e claro, pagar do mesmo jeito.

Mesmo para quem contrata o serviço de tanque cheio, muitas vezes um tanque apenas não é suficiente. E digo mais, não tem porque pagar o combustível na locadora, que é muito mais caro. Então, de um jeito ou de outro, é sempre bom saber como abastecer o carro quando for dirigir nos Estados Unidos.

Diferente do Brasil, lá não existem frentistas, exceto em situações especiais e com um custo bem elevado. Na prática você mesmo precisa abastecer o seu carro. E com que funciona?

Tipos de Gasolina na Bomba de Combustível

Tipos de Gasolina na Bomba de Combustível

Primeiro escolha que combustível você irá utilizar. Aqui no Brasil chamamos de gasolina normal, lá é chamado de unleaded ou regular. É sempre a mais barata e sinceramente não vejo porque faria sentido investir em uma gasolina mais cara num carro alugado. Nem pense sobre isso, coloque a gasolina unleaded ou regular e pronto.

O primeiro passo é parar o carro ao lado da bomba de gasolina. Se preocupe em colocar o carro de forma que a portinha do combustível fique próxima a mangueira da bomba, isso vai facilitar sua tarefa.

Como Pagar?

Para os americanos é bem simples, eles colocam o cartão de crédito na bomba, preenchem as informações e escolhem o que vão abastecer, pegam a mangueira e apertam o gatilho com ela encaixada no tanque do carro. O problema é que ao colocar o cartão, o sistema na grande maioria das vezes solicita um Zip Code, que seria o nosso CEP. Claro que ele não aceita CEP brasileiro, e muitas vezes você acaba não conseguido usar o seu cartão de crédito internacional.

A maneira mais fácil é pagar diretamente no caixa, dentro da lojinha do posto. Assim que parar ao lado da bomba, você vai reparar que todas elas são numeradas. Memorize o número da sua bomba e vá até o caixa dentro da lojinha. Chegando lá você informa que quer colocar tantos dólares de gasolina na bomba número tal. Poderá pagar com dinheiro ou cartão, dependendo do posto.

O funcionário irá liberar esse crédito na bomba escolhida. Basta se dirigir ao carro, pegar a mangueira, encaixar na entrada do tanque de gasolina e apertar o gatilho. Alguns ficam presos e soltam sozinhos quanto atingido o limite do valor. Outros, a maioria, você precisa ficar segurando, mas quando chega no limite ele faz um estalo e desarma.

Quanto Abastecer?

Abastecendo o Carro por Conta Própria

Abastecendo o Carro por Conta Própria

Não se preocupe em encher o tanque. Eu recomendo na primeira vez que você for abastecer, depois que o veículo já tiver com bem menos de meio tanque, colocar entre 10 e 20 dólares. Mas antes observe bem onde o marcador de gasolina estava e depois compare com a posição que ele foi após abastecer. Assim você já vai entender quanto do tanque você consegue encher com 10 ou 20 dólares. Use essa referência nos próximos abastecimentos, sempre deixando uma margem para evitar encher o tanque.

Tá, mas e se eu me enrolar, achar que dá pra colocar 40 dólares e quando for abastecer o tanque ficar cheio com 35 dólares. Bom, não tem problema nenhum. Basta voltar ao caixa, dentro da lojinha, e solicitar o troco. Ele terá essa informação em seu sistema, mas pode ter um pouco de má vontade.

5. Estacionar na Rua

Quando você para o carro num estacionamento não há com o que se preocupar, mas em cidades mais movimentadas muitas vezes é necessário estacionar na rua, ao lado da calçada. Neste caso é muito importante ficar atento as cores indicativas para saber onde é o onde não é permitido parar.

Nos Estados Unidos a lateral da calçada é pintada com cores diferenciadas, cada uma com um significado para orientar os motoristas em relação as regras de estacionamento naquele local.

Calçada com Marcação Vermelha em Hollywood

Calçada com Marcação Vermelha em Hollywood

Cores e Seus Significados

Vermelho: Se a lateral da calçada estiver pintada de vermelho significa que é proibido estacionar naquele local. Um dos motivos mais comuns é por ser um espaço destinado ao carro de bombeiro, normalmente ao lado de um hidrante, ou simplesmente ser a parte final da calçada, muito próximo a curva.

Branco: Já no caso da cor branca, significa que aquele local é específico para embarque e desembarque. Você poderá parar o carro se for deixar ou buscar alguém mas não é permitido ficar estacionado.

Azul: As calçadas com a cor azul são restritas para portadores de necessidades especial, cujos veículos estejam devidamente registrados, com o adesivo ou cartão indicativo.

Verde: Quando a calçada estiver com a lateral verde quer dizer que aquele espaço permite estacionamento mas apenas por um breve período, normalmente para carga e descarga, ou nas proximidades de uma farmácia, por exemplo. O tempo máximo de permanência é de 15 minutos em média, e costuma estar indicado em uma placa ao lado do local.

Cinza: Por fim, a cor cinza, ou simplesmente o fato da lateral da calçada não estar pintada, significa que aquele é um local permitido para estacionamento. Alguma regra adicional pode existir e estarão indicadas em placas no local. Também pode haver um parquímetro sobre o qual falo mais detalhadamente abaixo.

Já contratou o Seguro Viagem?

Não corra riscos desnecessários e evite viajar preocupado, contrate um seguro viagem e aproveite ao máximo suas férias. Faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05

6. Parquímetro

Algumas cidades americanas onde o trânsito é mais intenso e a quantidade de vagas nas ruas é reduzida, é comum encontrar parquímetros nas calçadas, ao lado das vagas. Não deixe de estacionar por causa disso, afinal se tem o parquímetro é porque essa é uma região complicada para se achar uma vaga.

Utilizando o Parquímetro

Utilizando o Parquímetro

A forma de usar o parquímetro é simples, porém obrigatória. Estacionar numa área onde existe esse controle sem efetuar o devido pagamento pode te trazer multas que vão certamente doer no seu bolso.

O procedimento é o seguinte. Estacione o carro de forma alinhada, e ficando exatamente ao lado do parquímetro. Então basta efetuar o pagamento, informando quantas horas pretende ficar estacionado.

Existem vários modelos mas a ideia é sempre a mesma. É feito para que qualquer pessoa possa usar. Alguns aceitam moedas, notas e até cartões de crédito.

7. Pedágio nos EUA

Em muitas estradas nos Estados Unidos você encontrará pedágios. No geral eles são bem baratos e o procedimento para pagamento é bem simples, mas você precisa ficar bem atento. Basicamente existem 3 formas de pagar o pedágio.

A primeira é com um passe rápido, aqueles tags que identificam o veículo e te cobram no final do mês. Claro que nenhum brasileiro vai ter um tag desses, a menos que seja um diferencial da sua locadora de carros. Então, fique atento para não entrar na faixa rápida exclusiva para esse tipo de sistema.

A segunda forma é pagar o valor exato, normalmente em moedas. Existe uma faixa com um faixa exclusivamente para pessoas que já possuem o valor exato. Você deve reduzir a velocidade, praticamente parando o veículo e jogar as moedas dentro do recipiente. Normalmente não há nenhum atendente. O sistema identificará as moedas liberará a sua passagem.

A terceira e última forma é destinada as pessoas que pagaram com notas e precisarão de troco. Será como no Brasil, você para ao lado da cabine, entrega o dinheiro e guarda o seu troco. Assim que o troco lhe for entregue a cancela abrirá para você seguir viagem. Nem sempre essa faixa terá um atendente, em alguns casos será uma máquina que receberá o dinheiro e dará o troco, mas o processo é o mesmo.

Fique Atento às Faixas

Faixas do Pedágio para Diferentes Formas de Pagamento

Faixas do Pedágio para Diferentes Formas de Pagamento

Cada tipo de pagamento tem a sua faixa e por isso é importante ficar sempre atento quando estiver se aproximando de um pedágio. Na dúvida vá sempre na faixa onde existe é oferecido troco (change provide) as as faixas destinadas a qualquer veículo (any vehicle).

Dependendo do estado e da cidade podem existir variações. Em alguns casos uma mesma faixa pode aceitar dois tipos de pagamento. Sempre existirão placas grandes com essas informações, você precisa ficar atendo ao se aproximar do pedágio.

8. Limite de Velocidade

Essa dica pode parecer meio óbvia, mas uma das principais infrações do turista brasileiro ao dirigir nos EUA é justamente o excesso de velocidade. E a multa pode ser bem pesada.

Dirigir nos EUA

Placa de Limite de Velocidade

Mas faz até algum sentido, uma vez que a unidade padrão de velocidade nos Estados Unidos é milhas por hora e não quilômetros por hora. No Brasil estamos acostumados a dirigir em estradas considerando 80 km/h ou 100 km/h como sendo o limite, dependendo da localidade. Se você se distrair e guiar a 100 mph, vai estar andando na verdade a 160 km/h.

Outro ponto que prejudica os distraídos é o fato dos carros alugados serem normalmente novos, automáticos e silenciosos. As estradas são ótimas, planas e sem buracos. É comum se pegar andando rápido demais sem perceber.

Por isso fique atento. Você não vai querer ser parado por excesso de velocidade, pois a multa pode te dar um baita prejuízo.

9. Virar a Direita no Sinal Vermelho

Essa é uma regra de trânsito que pode parecer bem estranha para os brasileiros. Nos Estados Unidos, na maioria dos sinais, existe a possibilidade de você "avançar" o sinal vermelho, caso esteja na pista da direita e vá virar para a direita naquele cruzamento. Eles chamam de Turn Right on Red.

Claro que você não pode entrar como um louco e virar no cruzamento avançando o semáforo. Você precisa parar o carro, olhar o trânsito e, caso não venha nenhum veículo, aí sim é permitido seguir para a direita avançando o sinal vermelho.

Carro Avançando o Sinal Vermelho ao Virar a Direita

Carro Avançando o Sinal Vermelho ao Virar a Direita

Muitos podem falar: "Poxa, legal, mas como eu não estou acostumado é melhor eu não fazer isso". É um pensamento comum e justificado, mas entenda que se você estiver ocupando a primeira posição da faixa da direita, o sinal estiver vermelho e não estiver vindo nenhum carro, o veículo atrás de você vai esperar que você siga avançando o sinal e virando a direita. Se você não o fizer, ele pode buzinar ou reclamar, afinal você não está seguindo a regra.

De uma forma geral você poderá fazer isso sempre que não for explicitamente proibido. Em alguns cruzamentos existem placas dizendo que não é permitido virar a direita no sinal vermelho. É sempre importante ficar atento a sinalização.

Não é tão comum, mas em alguns cruzamentos também é permitido virar a esquerda no sinal vermelho. Neste caso estará explicitamente indicado em uma placa e o procedimento é exatamente o mesmo.

10. Pistas Obrigatórias

No Brasil isso até existe em alguns casos, embora não seja muito respeitado. Para quem dirige nos Estados Unidos é bem comum e as pessoas realmente respeitam. São as pistas obrigatórias, ou seja, se você está naquela pista é porque vai seguir o seu fluxo, seja uma virada para a direita ou uma saída da estrada.

As faixas com essa característica são sinalizadas com a explicação e o termo only, que significa "apenas" em português. Ou seja, fique nessa faixa apenas se você vai pegar essa saída, ou virar a esquerda, ou o que estiver indicado.

Faixa de Virada a Direita Obrigatória

Faixa de Virada a Direita Obrigatória

Imagine que você está numa estrada e distraído acaba permanecendo numa pista sinalizada como exit only, ou seja, a faixa para os motoristas que pretender pegar a próxima saída da estrada. Em cima da hora, você percebe que aquela faixa vai te jogar pra saída da rodovia e é obrigado a fazer uma mudança drástica de faixa. O carro da pista ao lado nunca esperaria por isso, e pode haver um acidente ou gerar uma multa.

Mesmo dentro da cidade, por exemplo numa pista que permite virar a esquerda no sinal vermelho, se ela for turn left only e você não pretenda virar a esquerda, você terá que respeitar o semáforo e prenderá todos os carros atrás de você.

Alugar um carro pode ser uma ótima opção

A melhor forma de explorar um novo destino, com liberdade total, é alugando um carro. Em muitos casos você poderá economizar, evitando despesas com translados e deslocamentos em geral. Será que vale a pena? Faça uma cotação online na RentCars e encontre as menores tarifas entre as principais locadoras. Você tem a vantagem de poder pagar em reais, sem IOF, e ainda parcelar no cartão.

11. Retornos

Você pode estar ficando assustado com tanta regrinha mas a verdade é que dirigir nos Estados Unidos é fácil, principalmente se comparado ao Brasil. Os retornos por exemplo, em muitas situações é permitido fazê-los no meio da rua, sem ter que entrar em um quarteirão e contorná-lo.

Placa Permitindo a Retorno em U

Placa Permitindo a Retorno em U

Eles chamam de U turn, que seria o retorno em U. Em avenidas largas, com várias faixas nos dois sentidos, frequentemente a pista central se torna U Turn Only, ou seja, específica para quem pretende fazer o retorno.

Basta você permanecer nessa faixa e ao chegar no ponto final, onde se deve fazer o retorno, aguardar pelo sinal verde. Terão vários semáforos (ou faróis para os paulistas) um para cada manobra. Estará claro qual é o seu semáforo. Assim que ele ficar verde, o retorno em U pode ser feito.

Em alguns casos nem é necessário aguardar o sinal verde, sendo permitido o retorno de forma imediata. As placas americanas são bem explicativas (e criativas). É bem possível você encontrar uma placa com o texto U Turn Permitted on Green, deixando claro que o retorno só é permitido com o sinal verde.

12. Placa de STOP

Quando vemos uma placa de pare no Brasil o máximo que fazemos e reduzir a velocidade, dar aquela olhadinha e seguimos viagem. Nos Estados Unidos não é assim. Se você ver uma placa STOP você precisa obrigatoriamente parar o veículo, caso contrário será considerado uma infração.

Mas no fundo não tem mistério, você para, olha e segue assim que for possível.

Cruzamento com Placa de STOP em Todas as Direções

Cruzamento com Placa de STOP em Todas as Direções

O engraçado é que em alguns cruzamentos, todas as quatro direções possuem uma placa STOP. Eles chamam de STOP 4-Way ou ainda STOP All Way. E aí, quem para e quem anda? Bom, você é obrigado a parar o carro e então olha o cruzamento. Já existe algum carro parado? Se sim, espere eles seguirem, um a um, até chegar a sua vez. Basicamente a regra e respeitar a ordem de chegada.

13. Bebida e Direção

Como toquei nesse assunto logo acima vamos aproveitar para falar a respeito. Nos Estados Unidos eles chamam de DUI (Driving Under Influence) e essa infração é considerada gravíssima. Você certamente terá problemas se for parado por um policial e ele identificar que você dirige sobre influência de bebida alcoólica ou algum outro entorpecente.

Esse é o tipo de coisa que pode comprometer a sua viagem, então respeite a lei. Se você estiver numa situação onde realmente queira tomar uma bebida alcoólica, não dirija, pegue um taxi ou um uber.

14. Abordagem Policial

Se você estiver dirigindo pelas ruas ou estradas americanas e uma viatura policial se posicionar atrás do seu veículo, sinalizando com uma sirene, ligando a barra luminosa no topo do veículo ou mesmo falando pelo alto falante, significa que ele está solicitando a sua parada para averiguação.

Iniciando uma Abordagem Policial no Trânsito

Iniciando uma Abordagem Policial no Trânsito

Não se desespere, ao contrário, agir com calma pode ser um diferencial para evitar problemas. O primeiro passo é ligar a seta, indicando que você entendeu a solicitação e pretende parar o carro assim que possível.

Reduza a velocidade e aguarde uma oportunidade para parar o veículo. Numa estrada basta parar no acostamento, bem a direita, sempre priorizando a segurança.

Atenção! Para o policial esse é um momento crítico. Ele não sabe o que acontece dentro do carro, se encontrará uma família feliz, durante uma viagem de férias, ou se existem pessoas perigosas, armadas, que ofereçam risco a sua segurança. Por isso é muito importante que você fique imóvel, com suas mãos à mostra, preferencialmente no volante. Oriente todos os passageiros a fazer o mesmo, ficarem imóveis com as mãos à mostra.

Não se antecipe. Não saia do carro, se não for solicitado. Espere a aproximação do policial e faça exatamente o que ele pedir, com movimentos lentos. Sempre que for pegar alguma coisa, sua carteira ou seu passaporte, informe ao policial o que irá fazer, mesmo que ele mesmo tenha solicitado tal documento.

Revista no Veículo

Um detalhe interessante. O policial só pode revistar o seu veículo se ele tiver um indício forte de alguma irregularidade ou se você permitir. Por exemplo, se ele conseguir ver uma arma ou drogas dentro do veículo, ele pode fazer uma revista. Porém se ele não tiver nenhum desses indícios, ele precisa solicitar a sua autorização para revistar o veículo. Você pode dar essa autorização ou não, e se você não permitir, e tudo mais estiver ok, ele será obrigado a te liberar.

Certamente você terá que ter muita segurança e confiança para falar na cara do policial americano que você não permite que ele reviste o seu carro. Mas por outro lado, que interesse você teria nessa revista? O risco é ele achar algum problema. Na prática é bem pouco provável que ele solicite uma revista se você de fato for apenas um turista viajando pela região, mas caso ele peça sua permissão para revistar o carro, a minha sugestão de resposta seria: "Senhor, não vejo motivo para uma revista ao veículo". É uma maneira educada de dizer que não, e já reforçando que não há nada de errado.

15. Sirene em Carros de Emergência

Ao dirigir nos EUA você pode ser surpreendido por uma ambulância, caminhão de bombeiros e até uma viatura policial andando em velocidade com a sirene e/ou o giroscópio ligado. E aí, como proceder?

Bom, a sua reação natural, acostumado com o comportamento no Brasil, seria de reduzir e dar passagem. É exatamente isso que você deve fazer. A diferença é que os americanos são mais drásticos nessa questão de abrir caminho para os carros de emergência.

Dirigindo em minha cidade eu muitas vezes apenas reduzo ou chego um pouquinho para o lado. Lá não, os americanos realmente param os veículos, tiram ele da pista, mesmo quando não se está na faixa da ambulância ou caminhão de bombeiros.

Abrindo Caminho para a Ambulância

Abrindo Caminho para a Ambulância

Eu vi essa situação e achei até engraçado, em uma rua com 3 faixas e quase nenhum veículo, observei que um grande caminhão de bombeiro se aproximada. Mudei para a faixa da direita, e reduzi a velocidade, mas reparei um carro que estava na faixa da esquerda saiu da pista e parou o carro na grama.

Não acho que você precise fazer isso, mas saiba que lá eles esperam mais que uma simples reduzida e chegada para o lado. Tenha certeza que você está abrindo bastante espaço para os carros de emergência passarem.

E agora, está pronto para dirigir nos EUA?

Se você tem alguma outra dica ou gostaria de fazer alguma correção neste texto, fique a vontade. Utilize o espaço de comentário, afinal o objetivo é sempre aperfeiçoar o artigo. Assim ajudamos ao máximo as pessoas que pretendem alugar um carro e dirigir nos EUA por contra própria.

Vai Viajar?

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos ilimitados nos Estados Unidos e Canadá com conexão de internet 4G. Você informa o número de dias da viagem, recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

37 Comentários
  1. Paulo F. Souza

    Excelentes dicas, muito bem explicadas. Vou para Miami em dezembro e estas orientações ajudaram demais. Obrigado.

    • Rafael Miranda

      Bacana Paulo.
      Que bom que o artigo foi útil. Ele me deu bastante trabalho, mas tentei prepará-lo de forma bem completa e didática. Obrigado pelo comentário.
      Abraço e boa viagem!

      • Roberta moaes

        Olá.
        Irei para los angeles com meu marido. Eu falo ingles, ele não. Existe alguma restrição para ele dirigir sem falar ingles?

    • Roberta moraes

      Olá.
      Irei para los angeles com meu marido. Eu falo ingles, ele não. Existe alguma restrição para ele dirigir sem falar ingles?

  2. Roseane

    Foi a melhor explicacao que encontrei, estou indo para California no dia 24 de setembro e vou viajar 20 dias de carro circulando. Muito obrigada por compartilhar.

  3. Amanda C.

    Ótimas dicas! Estava com medo de dirigir nos EUA mas depois de ler seu artigo vou arriscar

    • Rafael Miranda

      Que bom que o artigo te ajudou, Amanda.
      Uma dica, antes de reservar seu carro, faça uma busca na RentCars, uma empresa nacional que te permite fazer o pagamento em reais, sem cobrança de IOF, com a garantia do menor preço e facilidades de pagamento.
      Boa viagem!

  4. Mauricio

    Também achei o artigo muito bom.
    Vou para a Florida em dezembro.
    Os policiais falam o espanhol por lá?
    Também gostei da dica de pagar a locação em reais.

    • Rafael Miranda

      Olá Mauricio.
      Difícil dizer se todos os policiais falam espanhol. A princípio não, o idioma oficial é o inglês.
      Mas é verdade que na Florida existem muitos imigrantes latinos assim como as pessoas que trabalham com turismo e comércio costumam saber um pouco de espanhol para lidar com os turistas.
      Se o policial tiver origem latina, é provável que ele saiba falar espanhol, mas eu não contaria com isso. Teoricamente uma eventual abordagem policial será sempre falada em inglês.
      Espero ter ajudado.

  5. Jose rubens

    Muito bom as dicas foram super importantes. Valeu mesmo obrigado

  6. Carlos

    Ajudou em muito os esclarecimentos dados. Valeu pela dica , mais perto de minha viagem vou dar uma olhadinha novamente .

  7. Jussara

    Gostaria de uma orientação sobre o seguro para os carros alugados, contra colisão, terceiros e roubo.
    Obrigads

    • Rafael Miranda

      Olá Jussara.
      Existem vários tipos de proteção possíveis e quanto mais protegido mais caro será o valor do aluguel do veículo. A proteção básica é para o veículo, em caso de colisão: CDW/LDW (Collision Damage Waiver/Loss Damage Waiver). A partir daí você tem outras proteções adicionais para roubo ou para os ocupantes do carro ou ainda para terceiros.
      Eu normalmente faço apenas a proteção básica, que inclusive é oferecida por diversos cartões de crédito.
      No caso de você se interessar por proteções adicionais, o ideal seria esclarecer detalhes e custos diretamente com a locadora.
      Espero ter ajudado.

  8. Luiz A. Chaves

    Quando for estacionar em uma ladeira, por menor inclinação que tenha, deixe sempre a direção virada para um dos lados, de maneira que os pneus nunca fiquem paralelos ao meio fio. Já tomei multa de US$ 50,00 por causa disso.

  9. Janaína

    Outra dica: Aqui no Brasil temos o hábito de, dentro da cidade, acender os faróis apenas quando já está escurecendo. Dirigindo em Los Angeles, descobri que você deve acendê-los às 17h, independente da luminosidade do dia. É uma regra. Sem saber disso, me deparei com diversos motoristas gritando para mim “lights, lights”.. rs.. Só então fui me informar e soube dessa necessidade.

    • Rafael Miranda

      No Brasil agora tem essa história de acender os faróis mesmo de dia, na estrada. Eu já to deixando acesso direto pra evitar problema. Talvez seja a melhor dica, quando alugar um carro no exterior, deixar os faróis acessos direto, mesmo de dia.
      Obrigado pelo comentário, Janaína.

  10. Evandro

    Parabéns pelas dicas, foi de grande ajuda e sanou várias dúvidas

  11. Maria cristina de oliveira garcia

    Olá, Rafael
    Gostei bastante do post, pois dirigir fora de casa pode causar um certo receio. Senti falta da explicação em relação a ônibus escolar. Bjss

  12. Mônica

    Oi Rafael,
    Nenhum lugar encontrei dicas tão oportunas para minha viagem.
    Estou ainda em dúvidas com relação ao pagamento dos pedágios; Pegarei um carro na Alamo do aeroporto de LA, no caso dos carros alugados, principalmente nas grandes locadoras, eles sempre vêm com a tag passe rápido ou isso não seria uma regra?
    Obrigada

    • Rafael Miranda

      Olá Mônica.
      Que bom que o conteúdo ajudou a tirar suas dúvidas.
      Até onde sei não é regra que os carros terão o tag de passe rápido. Já aluguei carro nos Estados Unidos algumas vezes, na Alamo inclusive, e não tinha. Mas já faz tempo.
      Acho que essa dúvida você vai precisar esclarecer diretamente na locadora. Mas não tem muito mistério, se tiver, você usa e vão cobrar no seu cartão. Se não tiver, você paga na hora. Neste caso tenha moedas em mão.
      Espero ter ajudado.

  13. Marcelo

    Olá Rafael,

    Muito legal suas dicas. Vou descer a HW1 agora no final de Julho/2018 e depois seguir de LA para Vegas. Li muito que nestes trajetos o sinal de celular não funciona. Caso o carro apresente algum defeito mecânico e pare na estrada em algum destes locais , tenho a seguinte dúvida é: existe algum serviço que guincho que fica circulando na estrada igual ao que temos aqui ? Tem telefones ao longo da rodovia ? Gostaria muito de receber dicas e sugestões. Obrigado a todos.

    • Rafael Miranda

      Olá Marcelo.
      Essa Roadtrip pela California é demais, também já fizemos e foi inesquecível.
      Fomos com um chip da T-Mobile e, embora a operadora seja excelente, de fato o sinal em partes da estrada não é dos melhores.
      Ainda assim acho que você conseguiria, com algum esforço, sinal para fazer uma ligação em caso de necessidade.
      Sinceramente não lembro de ter visto guinchos circulando a cidade. Também não observei essa questão dos telefones públicos na estrada.
      Espero ter ajudado.

  14. Cassia

    Nossa, melhor blog de viagens dos últimos tempos. Estão de parabéns pelo conteúdo, linguística, detalhes e vontade de querer passar as ótimas experiências de vocês!!

  15. Rogerio

    Rafael, muito bom mesmo o artigo, ótimas dicas. Uma dúvida, sabe se tem problemas viajar por vários estados americanos, com carro alugado? Ouvi dizer alguma coisa sobre restrições pra cruzar estados, isso procede?

    • Rafael Miranda

      Olá Rogério.
      Eu nunca ouvi falar sobre essa possível restrição de dirigir nos EUA para outros estados com um carro alugado.
      Já fiz uma viagem de carro pelos estados de Nevada e Califórnia sem nenhum problema. Inclusive nem existe uma fronteira formal entre os estados, neste caso pelo menos.

  16. Aska Ujita

    Olá Rafael, me desculpe… eu estou pesquisando isso, pois irei viajar em agosto, mas vi no site do detran e nem o cnh brasileiro e nem o PID é valido nos EUA. Ainda, existem restrições de estado sim… pois meu namorado tem a carteira colombiana e avisaram que ele não poderá usar a dele no estado de Virginia… que tera que tirar habilitação americana…. agora estou confusa.

  17. Rafael Battisti

    A Embaixada do Brasil nos EUA afirma que a PID é obrigatória:
    http://cgwashington.itamaraty.gov.br/pt-br/para_dirigir_nos_eua.xml
    Por via das dúvidas, emiti a minha, abç

  18. Rafael Battisti

    Olá Rafael, se o carro que eu for alugar tiver bagageiro pequeno, é permitido que eu coloque malas no banco traseiro? vlw

  19. Andrea Mesquita

    Olá!
    Minha filha mora na Califórnia. Posso dirigir o carro dela lá com minha CNH brasileira?

Totos os direitos reservados