Keukenhof: Visitando o Parque de Flores na Holanda

Se você tem vontade de visitar o lindíssimo parque holandês de tulipas (que também tem outras flores), então não perca este post com dicas e impressões de quem já esteve lá.

Keukenhof

Keukenhof

O cultivo de flores é considerado uma das paixões nacionais na Holanda e o país é um dos maiores produtores do mundo.

Mas uma flor, em especial, é a preferida dos holandeses: as lindas, coloridas e vistosas tulipas.

Diferentemente do que muitos pensam, a tulipa não é de origem holandesa. Ela foi trazida da Turquia no século 17 e se adaptou muito bem às terras dos Países Baixos, sendo amplamente cultivada. Por isso, acabou virando um produto tipicamente holandês.

Reza a lenda que a relação das flores com a Holanda surgiu porque a população precisou coloca-las em suas casas para que o cheiro delas amenizasse o mau odor que vinha da rua. Verdade ou mito, o fato é que as tulipas acabaram caindo no gosto popular e viraram um dos símbolos da Holanda, junto com os moinhos, tamancos de madeira e as bicicletas.

Tulipas em Keukenhof

Tulipas em Keukenhof

Em 1949, os produtores de flores começaram a organizar exposições anuais num grande parque florestal próximo à cidade de Lisse, que depois se transformou num dos jardins mais lindos e visitados do mundo: o Keukenhof.

Com milhões de bulbos de flores plantados em seus 32 hectares, o Keukenhof só fica aberto cerca de 2 meses por ano – entre o final de março e meado de maio. No outros, ele fica fechado.

Entrada do Keukenhof

Entrada do Keukenhof

Por esta razão, programei minha visita à Holanda pro final de Abril de 2015 para conseguir pegar o Keukenhof aberto e poder conferir de perto aquelas imagens espetaculares que sempre me encantaram nas revistas e na internet.

Foi um sonho realizado, pois o parque é muito mais lindo ao vivo do que eu imaginava. E ainda dei uma sorte tremenda, pois o tempo estava perfeito no dia da minha visita, com sol e céu azul (algo pouco comum na Holanda, segundo as más línguas). Foi mágico!

Neste post, trago todas as informações úteis para que você possa programar sua visita ao Keukenhof, além de dicas e também as minhas impressões pessoais que poderão ajudar no seu planejamento.

O que ver e fazer em Keukenhof ?

Trata-se de um parque com uma ampla área verde composta por muitas árvores, plantas, lagos, pracinhas com chafarizes e, é claro, canteiros de flores de várias espécies e cores diferentes.

Uma vez lá dentro, vamos andando por passarelas (ou “ruas”) que passam por entre os canteiros e que nos permite não só ver de perto a beleza das pétalas, como também a disposição delas pelo parque – que compõem aquela paisagem multicolorida famosa e característica de Keukenhof.

O belo parque Keukenhof

O belo parque Keukenhof

Na entrada do parque é distribuído um mapa que nos ajuda a tentar não se perder lá dentro. Ele também fornece os temas e horários dos eventos e exposições que ocorrem naquela temporada.

DICA: Apesar de recomendar adquirir o mapa, a graça mesmo é deixar-se perder pelo parque. Vá seguindo sempre em frente, sem pensar muito em itinerário. Além do mais, há placas indicativas espalhadas pelo local, que ajudam os visitantes a não se perder totalmente.

Com relação ao parque em si, o clichê é inevitável: ele é deslumbrante! Eu, que sempre fiquei hipnotizada pelas imagens do Keukenhof antes mesmo de conhecê-lo, garanto: nenhuma foto faz jus ao que vemos ao vivo e a cores (literalmente) por lá. Ele consegue ser ainda mais lindo.

Tem que tirar o chapéu pra quem consegue visualizar essas belas combinações na hora de plantar os canteiros

Tem que tirar o chapéu pra quem consegue visualizar essas belas combinações na hora de plantar os canteiros

É realmente incrível o talento dos holandeses para cultivar as flores. Como é que eles conseguem visualizar o resultado final de um monte de canteiros multicoloridos na hora de plantar os bulbos? E ainda manter isso perfeito, do jeito que encontramos no parque? Tem que tirar mesmo o chapéu.

Uma coisa que achei interessante foi a variedade de espécies de flores que há por lá. Eu imaginava que fosse basicamente um parque de tulipas, mas não. Elas até predominam, mas há vários outros tipos de flores espalhados por Keukenhof (nos canteiros e nos pavilhões): narcisos, jacintos, rosas, lírios, orquídeas... É quase uma “biblioteca de flores”.

Várias espécies de flores em Keukenhof, além das tulipas. Algumas pétalas parecem feitas artesanalmente

Várias espécies de flores em Keukenhof, além das tulipas. Algumas pétalas parecem feitas artesanalmente

Pra quem adora fotos, como eu, é impossível ir a Keukenhof e não fotografar cada detalhe. Algumas flores tem as pétalas tão perfeitas que parecem até de mentira. A natureza é mesmo maravilhosa...

Sobre as tulipas, só posso dizer o seguinte: elas são lindas e muito vistosas. Há várias espécies pelo parque, cada uma mais colorida que a outra.

Aliás, que cores lindas e vivas! Tem algumas que parecem até pintadas a mão.

As maravilhosas tulipas. Algumas parecem que foram pintadas a mão

As maravilhosas tulipas. Algumas parecem que foram pintadas a mão

Para quem vai à Keukenhof com crianças, além de elas poderem correr livres e brincarem entre os canteiros de flores, ainda há parquinhos com brinquedos, um labirinto verde e até uma mini fazendinha para elas se divertirem.

Van Gogh feito de flores

Van Gogh feito de flores

A cada temporada, a organização traz um tema para o parque. No ano que visitei (2015), eles estavam comemorando os 125 anos do falecimento de Vincent Van Gogh. E por conta disso, havia canteiros com o desenho do rosto do pintor holandês e também uma exposição relacionada a ele.

Além das maravilhosas flores, há alguns destaques que você não pode deixar de visitar quando for à Keukenhof:

Os pavilhões

Há 4 edifícios no parque, cada um deles trazendo exposições diferentes relacionadas às flores. E a programação varia a cada temporada.

Eles estão espalhados pelos 4 cantos do Keukenhof e levam nomes que homenageiam a Família Real Holandesa: Juliana, Oranje Nassau, Willem-Alexander e Beatrix.

Há ainda um 5º pavilhão, chamado Wilhelmina (mais uma homenagem), onde fica um restaurante e um posto médico.

Os pavilhões Oranje Nassau (esq) e Beatrix (dir)

Os pavilhões Oranje Nassau (esq) e Beatrix (dir)

Passeando pelo parque, fatalmente você irá se deparar com eles pelo caminho. Não deixe de entrar e apreciar as belas surpresas que há no interior.

Como o parque estava homenageando Van Gogh, no Pavilhão Oranje Nassau rolava uma exposição das flores relacionadas aos quadros do artista, com destaque para seus lendários girassóis.

Exposição de flores no Pav. Oranje Nassau (esq) e os girassóis de Van Gogh (dir)

Exposição de flores no Pav. Oranje Nassau (esq) e os girassóis de Van Gogh (dir)

O “tapete” de flores

Sabe aquela imagem maravilhosa de uma plantação de flores, dispostas em faixas coloridas e lembrando um tapete? Pois é, tem um exemplar desses em Keukenhof.

Mas para a minha imensa tristeza, o campo adjacente ao parque estava bastante incompleto na época que visitei. Eu esperava encontrar um mar de flores multicoloridas, mas só havia algumas faixas perdidas pra contar a história.

Faixas incompletas de flores. Magoei...

Faixas incompletas de flores. Magoei...

Foi a parte frustrante do passeio, pois eu estava sonhando em ver esses campos de perto.

A frustração só não foi completa porque durante a viagem entre Amsterdam e Keukenhof, vi várias dessas plantações da janela do ônibus. Ou seja, no final das contas, eu acabei vendo (e fotografando) vários deles. Mas não de dentro do parque.

Algumas plantações vistas do ônibus no trajeto até Keukenhof

Algumas plantações vistas do ônibus no trajeto até Keukenhof

DICA DE PASSEIO: Uma ótima dica para quem quiser apreciar de perto (e com calma) as plantações de flores da Holanda é fazer um tour pela “rota das flores” (também conhecida como Bollenstreek). Ela compreende a faixa de terra que fica entre as cidades de Haarlem e Leiden, onde fica a maior concentração de plantações de flores. E ela pode ser percorrida tanto de carro, quanto de bicicleta.

Há várias possibilidades de itinerários e basta escolher o percurso que mais lhe convém pelas ferramentas de busca e itinerários disponíveis pela web. Caso vá encarar a jornada de bike (que pode chegar até 40 km de distância, se percorrida por inteiro), confira as possibilidades neste site de rotas de ciclovias (que está todo em holandês, necessitando da ajuda de um tradutor online).

O moinho

Além das tulipas, outro famoso símbolo holandês não ficou de fora de Keukenhof: o moinho. Até porque ele é a cara da Holanda rural e caiu muito bem no contexto de um parque de flores.

O moinho de Keukenhof

O moinho de Keukenhof

Já contratou o Seguro Viagem?

Você sabia que quando se viaja para a Europa a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatória? Então, faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite esse cupom especial do Black November, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 15% pagando no cartão ou economize 20% no boleto. Utilize o código: BLACK.

No meu caso, acabei vendo outros moinhos no passeio que fiz à Zaanse Schans, mas pra quem for ficar poucos dias na Holanda e não quer perder a chance de ver um exemplar autêntico, terá essa oportunidade durante a visita à Keukenhof.

Inclusive, é possível subir até a plataforma que há no alto dele, de onde temos uma bela vista aérea do campo de flores adjacente ao parque e suas lindas faixas coloridas (que, infelizmente, eu encontrei parcialmente “pelado”, como você pode perceber pelas fotos abaixo).

Mais faixas incompletas de flores

Mais faixas incompletas de flores

Ao subir até a plataforma, prepare-se para a escada sem-vergonha que há por lá. Não são muitos lances, mas ela é bem íngreme, com degraus estreitos e um pouco altos. Bem no estilo das casas holandesas, mas numa versão menor e pior, na minha opinião.

Definitivamente, como criadores de escadas, os holandeses são ótimos plantadores de tulipas...

Como chegar ao Keukenhof ?

O parque é facilmente acessível e há 2 possibilidades pra quem quiser visita-lo:

>> Indo de ônibus:

Na temporada de funcionamento do Keukenhof, são disponibilizados ônibus especiais que levam o visitante direto até o parque: o Keukenhof Express.

Keukenhof Express

Keukenhof Express

Em 2015 havia 3 linhas expressas disponíveis.

Duas delas, menos utilizadas, são: a linha 854, que liga a estação central de trem da cidade de Leiden ao parque, e a linha 850 que liga o ponto do ônibus urbano 50 em Lisse ao parque (o "50" faz o trajeto entre as cidades de Haarlem e Leiden).

Como a grande maioria dos turistas está mesmo em Amsterdam, a mais utilizada é a linha 858 que liga o Aeroporto Schiphol ao Keukenhof.

Ônibus 858 que liga Schiphol ao Keukenhof

Ônibus 858 que liga Schiphol ao Keukenhof

Todas as linhas do Keukenhof Express levam o visitante até o terminal que há na entrada principal do parque – e que é o mesmo local onde você deverá pegar o ônibus para retornar ao seu local de origem.

Para encontrar o ponto do ônibus 858 em Schiphol, será preciso seguir algumas placas...

Uma vez no hall principal do aeroporto, procure pelas placas que direcionam para o “Arrivals 4” e vá seguindo as setas. Em um determinado momento, você irá se deparar com um corredor longo e reto, cheio de lojas. Siga em frente e, no final dele, você encontrará uma porta giratória de saída, ao lado de um Starbucks.

Nesse ponto, você notará que a placa do “Arrivals 4” pede para continuar à direita. Ignore-a e saia pela porta giratória.

Seguindo pelo corredor de lojas (foto da esq), você chegará ao Starbucks e irá IGNORAR essa placa (foto da dir). Saia pela porta giratória em frente.

Seguindo pelo corredor de lojas (foto da esq), você chegará ao Starbucks e irá IGNORAR essa placa (foto da dir). Saia pela porta giratória em frente.

Pronto: você encontrou o ponto do ônibus!

O próximo passo é entrar na fila e esperar pelo veículo.

DICA IMPORTANTE: Chegue cedo ao aeroporto e tente pegar o ônibus do primeiro horário.

A procura pelo passeio geralmente é grande. Como há um limite máximo de pessoas que pode viajar no veículo e eles passam somente a cada 10 ou 15 min (dependendo do horário), filas homéricas costumam se formar no local. Há dias em que as pessoas perdem um tempo precioso ali esperando (se não conseguiu embarcar naquele ônibus, o outro é só daqui a 10 ou 15 min).

Ninguém merece passar por uma furada dessas numa viagem de férias, não é mesmo?

O ponto do ônibus em Schiphol (já vazio, porque era final do dia)

O ponto do ônibus em Schiphol (já vazio, porque era final do dia)

Por incrível que pareça, a maioria dos turistas só começa a aparecer no ponto depois das 9 ou 10 horas da manhã. Inclusive, pude perceber isso lá no parque: depois das 10 começa a encher bem, mas nada a ponto de lotar (o local é muito grande pra isso).

Aproveite essa “preguiça matinal” da maioria dos turistas e vá cedo! Eu cheguei às 8 da manhã ao ponto do ônibus e já tinham umas 25 pessoas na minha frente. Consegui embarcar no primeiro veículo, mas fui de Schiphol até Keukenhof em pé (uma viagem que durou 40 min).

Até o momento da publicação deste post, o site do Keukenhof ainda não tinha disponibilizado os horários dos ônibus para a próxima temporada. Por isso, fique de olho no site oficial e procure embarcar no 1º ônibus que estiver disponível (em 2015 era o das 08:30).

>> Indo de carro:

Outra forma de chegar ao parque é alugando um carro. Há um amplo estacionamento nas imediações de Keukenhof.

Caso seja essa a sua escolha, nós aqui do blog indicamos a RentCars que te ajuda a comparar preços de várias locadoras e vários modelos de carro de maneira rápida e segura. O grande diferencial é que você paga o valor em reais, sem IOF, e pode dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveitar um desconto de 5% no boleto bancário.

Outras dicas importantes para quem vai visitar Keukenhof

Keukenhof

Keukenhof

Separe o dia todo para visitar o parque. Leve em consideração que o local é enorme e vai exigir tempo para caminhadas e apreciação das atrações com calma (seria um desperdício visita-lo correndo). Isso tudo além do tempo de deslocamento até o parque. No caso de quem vem de ônibus de Amsterdam, conte com o tempo de chegada ao aeroporto, ida até o ponto, espera na fila para pegar o ônibus e a viagem de 40 min até o parque. E tudo isso de novo na volta.

Vá com um calçado confortável que aguente um passeio por um parque florestal, onde o chão às vezes é irregular. Sugiro tênis ou bota.

• Por razões óbvias, é proibido subir nos canteiros. Além de não ser de bom tom, pode acabar destruindo-os. Quem burlar essa regra vai acabar levando uma baita bronca dos funcionários que estão perambulando pelo parque.

Keukenhof

Keukenhof

• A fome apertou? Há restaurantes lá dentro que servem café, lanche e até comida. Eu almocei uma lasanha à bolonhesa (deliciosa, por sinal) e fiz um lanche no final da tarde com chocolate quente e uma fatia de bolo.

• Para quem quiser ficar conectado durante o passeio, há Wi-Fi gratuito disponível por todo o parque.

Não compre souvenirs nas lojinhas do parque. A menos que seja algo muito especial relacionado ao Keukenhof, lá é tudo bem mais caro do que nas lojas de souvenir de Amsterdam. Dois exemplos: vi um porta-escovas em formato de tamanco por 11 euros em Keukenhof e um lenço lindo decorado com tulipas por 15 (este eu acabei comprando, com receio de não acha-lo depois). No dia seguinte, encontrei os 2 itens em Amsterdam: o mesmo lenço por 10 euros e o porta-escovas por apenas 4.

O parque não fica aberto o ano todo. O período de funcionamento varia a cada temporada, mas ocorre basicamente entre o final de Março e meado de Maio. O site oficial divulga, com antecedência, o período de abertura. PARA 2019 será de 21.03 até 19.05, funcionando diariamente das 08:00 às 19:30.

DICA DE OURO: Fuja das filas homéricas da bilheteria e compre seu ingresso online. Você pode optar apenas pela entrada do parque ou então pelo Combi-Ticket, que inclui também o ingresso do ônibus expresso (ida e volta).

Keukenhof

Keukenhof

O voucher é enviado para o seu e-mail e a data da visita é livre, ou seja, você pode utilizá-lo quando quiser, desde que seja dentro do período de abertura do parque, é claro. Basta imprimir e apresentar ao funcionário da entrada (e ao motorista do ônibus, caso for o Combi-Ticket).

Os ingressos não são vendidos o ano todo. Por isso, acompanhe os preços e a venda online neste link para o site oficial.

• Não deixe de conferir, ainda, a nossa sugestão de roteiro de 3 dias em Amsterdam para que você possa ter uma ideia de o que fazer e visitar nessa encantadora cidade.

• E por fim, se preferir, acesse nossa página de destinos e leia todo o nosso conteúdo publicado sobre a Holanda.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Aproveite esse cupom especial do Black November, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 15% pagando no cartão de crédito ou economize 20% no boleto bancário. Utilize o código promocional: BLACK.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Você recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Keukenhof!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

7 Comentários
  1. Marcia Nichelatti

    Esse parque de flores é mesmo incrível. Adorei suas fotos. Abraço!

  2. Daniele salvador

    Oi Fernanda! Tenho dúvidas qto ao ônibus 858. Compra-se o ticket para pgto antes? Paga-se dentro do bus? Qual o valor da passagem?
    Farei uma conexão na Holanda e esperarei 9 horas para o próximo vôo. Impossível perder este tempo e não ir ao parque =)

    Agradeço!

    • Fernanda Rangel

      Oi, Daniele!
      Vc poderia comprar lá no aeroporto, há um guichê no hall central que vende o ticket.
      Mas aconselharia vc comprar tudo pela internet, pois é um ticket-combo “ônibus + ingresso para o parque”. Ainda mais porque seu tempo será curto… (particularmente, acho que vai ser meio corrido, pois só de deslocamento vc gastará 1h20 – e isso sem contar com o tempo de espera pelo ônibus e as filas para pegá-lo, que são inevitáveis tanto para quem compra na hora quanto quem compra com antecedência).
      Boa sorte e uma ótima viagem!
      Abs

  3. Jeferson

    Fernanda parabéns pelo site! Você poderia me informar se o parque fica aberto no inverno? Em janeiro? Obrigado.

    • Fernanda Rangel

      Obrigada pelo elogio, Jeferson!
      Conforme informei no texto, ele abre apenas na primavera e varia a cada ano, sendo basicamente entre o final de março e meado de maio.
      Abs

  4. Patricia Amorim

    Boa tarde Fernanda!
    Dicas bem detalhadas, adorei.
    Estou planejando em ir para Keukenhof no meu último dia em Amsterdam, deixarei a cidade as 18h. Consigo fazer esse tour e retornar antes de partir meu trem? Quanto tempo mais ou menos dura o passeio com o deslocamento?

    Agradeço teu retorno.

Totos os direitos reservados