Nova York com um Bebê de 1 Ano e Poucos Meses

Será que é possível viajar para Nova York com uma criança de poucos anos? Confira algumas dicas e alertas baseados em nossa experiência.

Pai e Filho no Top of the Rock

Pai e Filho no Top of the Rock

Certamente Nova York não é uma cidade para crianças pequenas, o que não quer dizer que seus filhos não possam te acompanhar nessa aventura. Se este destino é o seu objetivo e você precisa viajar acompanhado de um bebê, é possível sim organizar uma programação que seja possível fazer com seu filho.

No meu caso, tivemos poucos dias para conhecer a cidade, o que complicou um pouco nosso roteiro, mas é perfeitamente possível se você tiver criatividade e bom senso. Continue lendo o artigo para saber o que fazer em Nova York com seus filhos.

Antes de começar com as dicas, um lembrete. Não esqueça de fazer um seguro viagem para qualquer imprevisto. É realmente muito importante, principalmente quando se viaja para fora do país com crianças. Você pode fazer uma comparação online agora mesmo entre as principais seguradoras no site da Seguros Promo e escolher plano que melhor te atender, em relação a cobertura e ao preço.

Bom, alguns pontos precisarão da sua atenção como a forma de se locomover pela cidade. Não adianta você planejar andar por todas as ruas da Big Apple pois será uma programação muito puxada para o seu pequeno.

Dica 1: City Tour

Primeira dica: se hospede o mais próximo da Times Square possível e compre um City Tour Hop-on Hop-off, para vários dias. No meu caso compramos um pacote de 3 dias, podendo fazer qualquer tour de ônibus, e ainda ganhamos entradas para um cruzeiro de 90 minutos por Manhattan e a entrada em um dos decks de observação a sua escolha, Empire States ou Top of the Rock.

City Tour em NY com Bebê

City Tour em NY com Bebê

Usamos os ônibus do city tours para nos locomover pela cidade, inclusive com áudio em português. Então descíamos em um determinado ponto de interesse, conhecíamos aquele local pessoalmente, e pegávamos novamente o tour seguindo o restante do trajeto. O ponto de partida e chegada são sempre próximos a Times Square.

Importante ter em mente que não é rápido pegar um ônibus fora do ponto de partida. Algumas vezes o city tour passa cheio e você precisa ter paciência. Não recomendo ficar descendo e subindo em várias paradas pois se perde muito tempo. Para cada tour, escolha um ponto para descer e explorar, e faça sua programação com alguma sobra de tempo. No final da tudo certo.

Se você gostou dessa dica, vale a pena dar uma olhada no site da Get Your Guide e conferir o preço. A grande vantagem é poder efetuar seu pedido online, de forma antecipada. O voucher você recebe por email, sem perder tempo no seu destino e evitando preocupações com o câmbio.

Para dicas de Hotéis próximos à Times Square, confira este outro artigo.

Já contratou o Seguro Viagem?

Não corra riscos desnecessários e evite viajar preocupado, contrate um seguro viagem e aproveite ao máximo suas férias. Faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05

» Quer encontrar um seguro viagem barato de verdade? Nesse artigo você encontra um passo a passo detalhado que te ajuda a economizar!

Dica 2: Parquinho e Playground

Criança Passeando pelo Battery Park

Criança Passeando pelo Battery Park

Outro ponto importante para que o seu filho fique bem durante sua viagem é o tempo para brincadeira. Seu pimpolho precisa ter um tempo para se divertir, correr, pular. Tentamos em todos os dias reservar algum horário onde ele pudesse ir a um parquinho ou playground. O próprio Central Park pode ser uma opção, mas existem várias opções pela cidade. Não precisa ser muita coisa, nada de muito especial. Um gramadinho com um escorrega já resolve.

Esse é o momento que você estará lá pelo seu filho, acompanhando a diversão dele, assim como ele acompanha a sua no restante da viagem. Não sei se você percebeu, mas para ele ver a estátua da liberdade não diz muita coisa.

Dica 3: Carrinho de Bebê

Criança Dormindo no Museu em NY

Criança Dormindo no Museu em NY

O carrinho de bebê guarda-chuva. Mesmo que seu filho já saiba andar, fica inviável deixá-lo andando todo tempo. O ritmo dele certamente será muito diferente comparado as pessoas de Nova York, então na prática ele ficará se locomovendo quase sempre no carrinho.

É importante que o seu carrinho tenha um bom fechamento, de preferência no estilo guarda-chuva. Você pode levar o carrinho no taxi, no city tour, no cruzeiro, enfim, onde precisar. O detalhe é que eles transportam o carrinho, fechado. Durante o trajeto seu filho está por sua conta.

Invista no conforto do seu filho e leve um carrinho que recline totalmente e permita ao seu bebê tirar um bom cochilo deitadinho.

Internet no celular durante a viagem

Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando. A Easysim4u oferece planos ilimitados nos Estados Unidos e Canadá com conexão de internet 4G. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

Dica 4: Top of the Rock

Decks de Observação do Top of the Rock

Decks de Observação do Top of the Rock

Prefira o Top of the Rock ao Empire States. O deck de observação do Empire States pode até ter uma vista melhor, na opinião de alguns, mas o espaço físico é muito restrito. As pessoas ficam amontoadas e é até difícil conseguir uma foto junto à grade. Imagina você lá com uma criança pequena e um carrinho de bebê.

Por outro lado o Top of the Rock no Rockefeller Center é espaçoso e confortável, além de ter 3 andares a sua escolha. Você poderá circular pelo local com o carrinho do seu filho e inclusive deixá-lo apreciar a vista atrás do vidro.

Dica 5: Programação Noturna

Programação noturna com bebê é bem complicado. Nada de shows da Broadway. O máximo que fizemos foi o tour noturno, mas ainda assim achei que foi bem cansativo para ele e para mim. Meu filho dormiu durante quase todo o passeio, mal acomodado nos meus braços, sem falar que o clima esfria a noite e o ônibus é aberto.

Uma voltinha pela Times Square, dando um giro pela Loja da M&M pode ser uma boa pedida. A loja é muito colorida e cheia de bonecos gigantes.

O importante é você respeitar a rotina do seu filho. Claro que o ambiente será outro, a programação também, mas ele precisa se alimentar, dormir, descansar e brincar, de preferência na hora certa. Claro que isso sacrifica um pouco a sua viagem, mas acredite, é possível e vale a pena.

Ainda pretendo publicar como foi exatamente o nosso roteiro nesta viagem a New York, mas neste artigo o objetivo foi dar umas dicas gerais para quem pretende viajar com crianças pequenas, alertar sobre algumas dificuldades e mostrar sugestões que facilitem o passeio.

Se você tem alguma outra dica ou alerta, por favor, deixe o seu comentário.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos ilimitados nos Estados Unidos e Canadá com conexão de internet 4G. Você informa o número de dias da viagem, recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Compre ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências com a GetYourGuide. A empresa, presente nos principais destinos, oferece vantagens como a garantia do menor preço e a possibilidade de reserva online antecipada, garantindo seus bilhetes antes da viagem.

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

66 Comentários
  1. Louise

    Olá Rafael! Estou planejando uma viagem para NYC com meu bebê, que, à época, estará com 1 ano e 3 meses. Minha disponibilidade é para final de dezembro, inverno portanto. Vi suas dicas e gostaria de saber o que você acha, por conta da baixa temperatura. Você deu ênfase a dar um tempo para parquinhos e playground…mas e no inverno? você tem alguma sugestão?

    • Rafael Miranda

      Olá Louise.
      Eu realmente acho importante dedicar algum tempo diário da viagem para a criança. Sugeri alguns parquinhos e playgrounds, mas pode ser feito algo no próprio hotel.
      Acho que o maior problema em relação a temperatura é a fragilidade das crianças tão pequenas. Essa mudança de clima costuma não ser muito bem recebida pelos pequenos.
      Na minha viagem, após NY, fomos para a Califórnia, e meu filho chegou a ter uns dias de febre. Pegou uma virose mas graças a Deus ficou bom durante a viagem. Mas atrapalhou bastante nossa programação, principalmente na programação noturna.
      Enfim, no seu lugar eu repensaria essa época da viagem com o seu pequeno, buscando um período de verão.

  2. Camilla

    Bom dia, Rafael.
    Final de março e início de abril é uma boa época para viajar com um bebê (1 ano) para Nova York? Fico preocupada com relação ao clima.
    Adorei suas dicas.
    Obrigada!

    • Rafael Miranda

      Olá Camilla.
      Nesse período de final de março e início de abril já seria primavera lá nos EUA. Claro que o ideal é ir no verão, ainda mais com criança pequena que é muito sensível a mudança de clima.
      Na primavera eu acho possível, com algum cuidado especial. Só fique de olho porque o inverno este ano especificamente tem sido muito rigoroso por lá. Não sei se na primavera já vai estar de fato um clima melhor.
      Boa viagem!

  3. JUSCIMARA

    Estou indo para NY em fevereiro e estou na dúvida se preciso levar cadeira infantil para carro, meu filho tem 2 anos, como fica no caso de taxis e traslado aeroporto hotel aeroporto, vc pode me ajudar?

    • Rafael Miranda

      Olá Juscimara.
      Esse é um tema importante que eu deveria ter abordado neste artigo. Obrigado pela pergunta e oportunidade de explicá-lo.
      A prefeitura de Nova York exige que crianças dessa idade estejam sempre em acentos de segurança, exceto no Taxi, Ônibus e Metrô.
      Repare que até mesmo para aqueles Shuttles do aeroporto os acentos são obrigatórios, e as empresas não oferecem. Exigem que a pessoa traga o acento, o que é inviável para quem está desembarcando no aeroporto.
      A minha solução foi andar sempre de taxi, com meu filho no colo. Também andamos de ônibus, estilo city tour, sempre com o bebê no colo, sem problema.
      Espero ter ajudado. Boa viagem!

      • Juscimara

        Obrigada por me responder tão rapidamente! Estou na maior dúvida, pois saio de Orlando rumo a Nova yorque para tres dias com meu esposo e 4 filhos, sendo o caçula de 2 anos, e estava pensando pegar o shutle no aeroporto…mas lembrei desse problema e estou achando complicado levar bagagem de 4 filhos + cadeira…qual a melhor opção para meu caso, pode me ajudar? Agradeço desde já a atenção, adorei todas as suas dicas serão muito úteis!

        • Rafael Miranda

          Então Juscimara.
          Estando com criança pequena, de colo, a melhor opção normalmente é ir de taxi do aeroporto para o hotel. Até em relação ao custo, considerando que você estará com várias pessoas juntas pagando apenas uma corrida.
          Em Nova York os taxis podem transportar no máximo 4 pessoas, exceção feita às crianças de colo. Quando viajei eramos 4 adultos e um bebê de 1 ano e pegamos o taxi os 5 sem problema.
          No seu caso são 2 adultos e 4 crianças, sendo que, pelo que entendi apenas uma é de colo. Logo, tirando o bebê, são 5 pessoas. Não caberia num taxi comum.
          Porém, existem taxis maiores que podem transportar até 5 pessoas, e seria uma solução para você.
          No aeroporto acho que você consegue relativamente fácil. Só pedir para a pessoa que organiza a fila e ela selecionará um taxi com essas características para você. O mais difícil é a volta, do hotel para o aeroporto, pois lá o pessoal não tem esse costume de pedir um taxi, e dificilmente pegando o taxi na rua ou em algum ponto você terá a sorte de achar um desses grandes. O valor da corrida é o mesmo, mas eles costumam esperar uma gorjeta (tip) mais generosa.
          A solução seria, ainda no trajeto de ida para o hotel você pegar o contato com o taxista e tentar combinar dele te levar de volta ao aeroporto 3 dias depois.
          No pior caso teriam que pegar 2 taxis. Ou levar o tal acento de segurança.
          Existem empresas, de brasileiros inclusive, especializadas em translados em NY. Eles possuem vários tipos de carros e como a sua família é bem grande pode compensar, principalmente pela segurança. Só buscar no Google por translado, ny, taxy, brasileiro, que você acha. Nunca usei.

  4. JUSCIMARA

    Obrigada Rafael, vou pesquisar msm…realmente preciso me organizar qto a isso para não ter problemas…obrigada mesmo pela ajuda!

  5. Carolina Castro

    Oi Rafael,
    Aqui é a Carol, do Abel…tudo bem?
    Encontrei seu blog por acaso e estou adorando!
    Vou a Ny em abril com minha filha que terá 1 ano e 3 meses ficar 9 dias e tenho dúvidas em relação à alimentação. Como vc fez com seu filho? Comprava comidinha em supermercados, comia na rua… estou perdida. A minha filha ainda mama no peito e odeia mamadeira! Ela já come comidinha caseira, mas lá vai ser complicado achar, né?
    Também estava pesquisando hoteis em Times Square, e não encontrei nenhum com microondas e frigobar para ajudar nas refeições da pequena. Em que hotel vc ficou hospedado?
    Me ajuda?
    Se tiver outras dicas quero todas ok?

    • Rafael Miranda

      Oi Carol, que surpresa agradável ver seu cometário aqui no blog.
      Sua filha está linda, tenho acompanhado as fotos pelo Facebook.
      Bom, quando fui a NY, meu filho tinha praticamente a mesma idade da sua filha, mas ele não mamava mais do peito. Acho que mamando no peito é até mais fácil. No meu caso tive que comprar o leite dele lá e levar as mamadeiras do dia na bolsa.
      No seu caso a questão é só a papinha. Nós compramos tudo lá, mas não foi tão simples.
      Eu recomendo você levar daqui uma papinha que ela gosta, que seja suficiente para os primeiros dias. Tem gente que leva para todo o período, ai você teria que ver se é viável, porque é mais um volume e bem pesado.
      Tendo papinha do Brasil para 2 ou 3 dias, você tem tempo para procurar e comprar lá uma papinha que te agrade. Lá tem muitas opções, mas nem tudo agrada, nem tudo é para a idade certa. Acabei comprando papinha da Gerber, que segue uma linha tipo as da Nestle.
      Falo de papinha pronta porque comida lá é complicado. Cada dia se come num lugar, e nem sempre você consegue uma refeição bacana, muita vezes acaba ficando no fastfood mesmo. Para criança pequena não rola. Agora, no dia que você for comer num lugar legal, ai acho que vale a pena procurar algo para sua filha. Muitos restaurantes tem facilidade para comida de criança. Só não vá contando com isso.
      Nós levávamos na bolsa toda a comida do dia, papinhas e mamadeiras. Cada dia você da a comida da criança num lugar diferente. Tem até uma foto do meu pequeno mamando no Museu de História Natural.
      Sobre os Hoteis. Não conheço nenhum hotel na Times Square que tenha microondas, geladeira ou frigobar. Isso é muito difícil por lá. Também procurei na época e não encontrei. Eu fiquei hospedado num hotel super bem localizado mas que eu não recomendo. Ele tem um custo inferior aos outros mas o serviço e conforto comprometem bastante, ainda mais com criança.
      Não tem jeito, tem que procurar um que te atenda e que seja bem localizado. Eu gosto de usar o Booking e ver as avaliação dos hospedes, ajuda muito. Dá uma olhada nesse artigo sobre Hoteis em NY. Tem um deles que tem geladeira e micro-ondas, o Radio City Apartments.
      Acho que falei de tudo. Qualquer coisa é só perguntar.
      Boa viagem!

  6. Talita

    Olá!
    Estava pesquisando aqui depoimentos de pessoas que foram para NY com bebes, e achei seu blog. Estamos planejando pra ir pra lá em março agora e fiquei com uma duvida… O carrinho guarda chuva vc levou do Brasil? Ou comprou por lá? É facil transporta-lo dentro dos onibus que fazem o city tour? Proximo a times square tem supermercados tipo walmart p/ comprarmos as papinhas? Qual hotel q vc ficou e nao recomenda? Obrigada!

    • Rafael Miranda

      Olá Talita.
      Como assim “ficou com uma dúvida”? São várias dúvidas 🙂
      O carrinho eu levei do Brasil. Achei que foi útil no aeroporto também, já que você pode ficar com ele até a porta do avião. Eu pensei em comprar lá, mas além de não ter o carrinho no aeroporto, o custo dos carrinhos mais confortáveis não é tão baixo, e acho importante o carrinho ser bem confortável, reclinável, etc.
      Transportei o carrinho tranquilamente, no taxi, nos ônibus do CityTour, e no passeio de barco.
      Em Nova York não tem Walmart, o que me fez bastante falta. Mas lá tem uma Duane Reade em cada esquina. Comprei muita coisa lá: água, pão e até fralda, etc.
      Outras opções são o Walgreens e o Kmart, este último foi onde compramos as papinhas.
      O hotel que eu me hospedei foi o Carter Hotel. Já fiz um artigo sobre ele contando todos os detalhes: //www.paraviagem.com.br/carter-hotel-times-square-nova-york-vai-encarar/
      Boa viagem!

  7. Elisabete

    Olá Rafael! Adorei suas dicas. Irei para NY agora em abril com uma filha de 3 anos e um filhinho que estará com 1 ano e 2 dias! Minha dúvida é a seguinte: onde trocar as fraldas? Tem fraldários espalhados pelo central park, por exemplo? Desde já agradeço…

    • Rafael Miranda

      Ola Elisabeth.
      Em alguns lugares você tem facilidade para trocar fralda, como num museu, mas muitas vezes tem que dar um jeitinho.
      Como falei no artigo, nós estávamos sempre com o carrinho de bebê, e trocávamos a fralda ali mesmo. Carrinho totalmente reclinado, com um trocador para proteger, um trocando a fralda e o outro com os apetrechos: fralda, lenço umedecido, talco, pomada, etc.
      Enfim, não espere muita facilidade em todos os locais e esteja preparada para improvisar.
      Boa viagem!

  8. karine

    oi, Rafael

    achei otimo seu blog, vou para ny 9/04 com minha filha de 1 ano e 4 meses
    e suas respostas foram muito uteis
    porem tenho mais duvidas
    as papinhas que vc comprou sao as similares da nestle, pq la não existe as mesmas que encontramos aqui?
    vc indica algum restaurante que sirva arroz e feijão?rsrs pq minha filha adora!!
    e o voo foi tranquilo, vc tem alguma dica, o meu é direto (sp/ny) estou um pouco preocupada, vc levou algum brinquedo?
    obrigada, karine

    • Rafael Miranda

      Olá Karine.
      As papinhas que comprei em Nova York foram as da Gerber, que segue bem o estilo da Nestle. Tem papinha salgada e doce para todas as idades.
      Não sei indicar nenhum restaurando com comida brasileira que não seja contra-mão. Em NY tem muita coisa pra se fazer e o local para refeição precisa encaixar com a sua programação.
      Na minha viagem meu filho comeu basicamente papinha. Também nos preocupamos de comprar frutas e dar a ele ao longo do dia.
      O meu voo também foi direto, no caso do RJ para NY. Acho melhor voo direto, porque o tempo total da viagem fica bem menor. Sair da aeronave em menos tempo mas ficar esperando no aeroporto durante escala ou conexão com criança pequena não é vantagem nenhuma, ao contrário.
      No nosso caso, meu filho foi no nosso colo. É bem desconfortável e difícil dormir com ele no colo. Em todos os voos tentamos chegar cedo no check-in e tentar pegar aquele primeiro assento da classe econômica que fica de frente para a divisória. Tem bem mais espaço e facilita muito. Não conseguimos em todos os voos, e foi muito mais complicado quando voamos nos assentos normais.
      Em relação aos brinquedos, é complicado. Não pode ser nada que faça barulho, nem que seja pequeno para não cair e perder, nem redondo para não cair e rolar. Nós levamos algumas coisas, principalmente brinquedos novos, que ele não conhecia ainda. Assim ele ficava entretido mais tempo.
      No final da tudo certo, mas você precisa estar preparada.
      Boa viagem!

    • adriana

      Olá Karine,

      Ano passado fui com meu filho que na época tinha 2 anos e meio e só comia arroz e feijão, e macarrão…foi difícil, mas quase em frente ao hotel que fiquei (HILTON GARDEN INN) tem um brasileiro, com arroz e feijão preto, chama-se Brazil Grill e fica na oitava avenida. Porém, se ele só come feijão carioca como o meu, mais pra baixo tem um que vende.Não lembro o endereço certinho, mas o pessoal do restaurante brasileiro sabe informar. Não pense que é uma delícia de arroz e feijão, mas engana bem. Agora vou voltar em maio com meu filho de 3 anos e meio e uma bebê de 4 meses (maluca…). Será que posso amamentar em locais públicos?

      • Rafael Miranda

        Nossa Adriana, acho 4 meses é muito pequeno para essa viagem. Tem qu ter coragem. Tomara que dê tudo certo.
        Obrigado pela colaboração. Vou anotar sua sugestão de restaurante brasileira para futuras viagens.
        Realmente amamentar em público lá nos EUA é uma coisa que eu não sei como funciona. Já viajei para lá várias vezes e não me lembro de ver ninguém amamentando em público.
        Mas por outro lado, as crianças precisam se alimentar, tem que ter uma forma.

      • Fernanda

        Olá! Fui a NY com minha filha quando ela estava com 9 meses, amamentei em todos os lugares, mas usava aquela capa de amamentação. Lá não vimos ninguem amamentando nas ruas, mas fazer o que ( parece que as pessoas não são muita incentivadas a amamentar)!
        As papinhas da Gerber são as mesmas da nestle! Mas feitas para cada pais.
        Tenho uma dúvida, voltaremos a NY em maio, minha filha está com 2a5m, posso levar o carrinho no avião?
        Obrigada pelas dicas,
        Fernanda

        • Rafael Miranda

          Olá Fernanda.
          Obrigado pelos comentários sobre amamentação e papinhas.
          Em relação ao carrinho você não pode levá-lo dentro da área de passageiros da aeronave.
          O que eu fiz, e recomendo, e despachar o carrinho no momento de entrar na aeronave. Você entra no avião e deixa o carrinho do lado de fora, já devidamente etiquetado. Os funcionários da empresa vão colocá-lo na parte de bagagens e depois de aterizar no próximo aeroporto, deixarão novamente do lado de fora.
          Para isso o carrinho precisa ser daquele modelo guarda-chuva, que fecha e fica bem compacto.
          A grande vantagem é que você fica com o carrinho disponível enquanto está no aeroporto, mesmo na área de embarque.
          Também é possível despachá-lo no check-in, normalmente.
          Boa viagem!

  9. Gilmara

    Olá
    Me diz uma coisa, esse onibus tipo city tur é de que empresa, como posso encontrar?
    Att.

    • Rafael Miranda

      Olá Gilmara.
      O city tour que fizemos é da empresa City Sights NY, ônibus de cor azul.
      Fiz a compra online e levei o voucher para retirar os tickets no balcão da empresa, que fica ao lado do museu Madame Tussauds, pertinho da Times Square.
      Espero ter ajudado!

  10. Sheila

    Adorei o post, ótimas dicas. Tenho uma viagem programada para NY daqui a dois meses e estou que nem louca pesquisando sugestões. O carrinho de bebê é o que mais me preocupa, não sei se levo daqui ou alugo lá. Algumas amigas disseram que é fácil encontrar carrinhos “for rent”, mas nem sempre estão em boas condições, e levar o carrinho daqui é muito trabalho. Parabéns pelo blog, muito sucesso, beijinhos!

    • Rafael Miranda

      Olá Sheila.
      Também passei por essa dúvida e optei por levar o carrinho daqui. Foi a melhor coisa que eu fiz.
      Dá um pouco de trabalho, mas as vantagens compensam.
      Boa viagem!

  11. Vanessa Garcia

    Olá Rafael!
    Achei o seu blog mto bom e esclarecedor!! Eu e meu marido vamos pra NY em outubro, alugamos um apto no Brooklyn e ficaremos 25 dias com nossos 2 filhos (de 3 e 1 ano). A opção pelo apto foi pq pelo preço ser baixo, poderemos ficar mais tempo e fazer a viagem com mais calma. Além disso, pensamos tb na possibilidade de cozinhar um arroz e feijão pra nossa primogênita q não vive sem. Ocorre que descobrimos q nosso filho de 1 ano é alérgico à proteína do leite e a pediatra recomendou um leite especial (Aptamil Pepti). Procuramos nos sites do Walmart e no Amazon, mas não encontramos. Esse leite é difícil de encontrar até nos mercados grandes do Brasil. Nosso filho gasta cerca de 8 latas de 400gr por mês!!! Como passar na imigração com tanta lata de leite? Dá pra passar pelo controle de bagagem? Passou por alguma experiência semelhante? Claro q conto com a sensibilidade dos funcionários por se tratar de um bebê alérgico, mas sei que tudo pode acontecer. O que vc acha?

    • Rafael Miranda

      Olá Vanessa.
      Meu filho também teve alergia a proteína do leite, mas no nosso caso acertamos sua alimentação com leite de soja. Não tivemos nenhuma dificuldade de achar fórmula infantil de soja lá.
      Na verdade, nos Estados Unidos existem muito mais opções de fórmulas do que aqui no Brasil, é questão de achar um produto equivalente ao que você usa aqui. O Aptamil Pepti é uma fórmula infantil hipoalergênica à base de proteína do soro do leite extensamente hidrolisada. Certamente existe algo equivalente lá.
      Dê uma olhada na lista de fórmulas do site do Walmart americano.
      Agora se você optar mesmo por levar várias latas do leite daqui do Brasil, eu recomendaria você dividi-las colocando 2 latas na sua mala, 2 na do seu marido, e 2 na mala de cada um dos filhos. Essa divisão pode evitar problemas, mas mesmo que vocês sejam parados, bastaria explicar que o seu filho tem essa restrição alimentar e você precisa de 8 latas para alimentá-lo no período que estará nos Estados Unidos. Restrição alimentar de criança é um ótimo argumento, desde que as latas estejam lacradas.
      Espero ter ajudado. Boa viagem!

    • Bruno Martins Ribeiro Bastos

      Vanessa, deu certo?

  12. Juliana

    Olá Rafael!! Tudo bem?
    Achei o seu blog pesquisando sobre viagem com bebês… =]
    Vi que você comentou que foi para california também… Quero ir com meu bebe de 7 meses fazer a costa de são franciso a los angeles em Março..
    O que você acha? Viável ou muito cansativo? E referente ao clima? Será que o frio de São Francisco será um problema? Ouvi que venta muito por lá…
    Muito obrigada!
    Ju

    • Rafael Miranda

      Olá Juliana.
      Realmente fomos para a Califórnia com nosso filho após Nova York e a viagem foi excelente, inesquecível.
      Veja bem, meu filho tinha 1 ano e 4 meses, o dobro da idade do seu filho. Isso faz bastante diferença, mas sinceramente não sei se facilita ou atrapalha.
      Em relação a alimentação talvez até facilite. Só acho que ele talvez seja ainda muito novinho e acaba correndo mais risco numa aventura dessas.
      Se você realmente resolver ir, se programe para o verão. Em San Francisco já faz frio no verão, imagina no inverno. Ideal seria tentar empurrar mais pra frente, pelo menos para maio.
      Realmente tem um ventinho bem fresco lá, mas aí é questão de manter o pequeno sempre bem agasalhado e tomar cuidado com o final do dia que a temperatura cai bastante.
      O meu roteiro pela Highway 1 foi bem leve. Tentei reduzir os trechos de carro dormindo em um número maior de cidades que as pessoas costumam fazer. Foi a melhor coisa que fiz, pois assim deu para conhecer melhor cada cidade. No final ainda ficou um gostinho de quero mais.
      Espero ter ajudado.

  13. Renata

    Olá adorei seu relato,
    estou para NY com meu marido no final de outubro e ficamos até 10 de novembro, dentro destes dias vamos para Virginia para casa de uma prima. Ficaremos na casa dela por mais tempo.
    Você acha que esta época do ano é ruim para levar nosso filho de 1 e 2 meses? Por causa do frio.
    Minha maior dúvida é quanto a recreação dele, ou seja andar, brincar e comer.
    Para me locomover usaria o metro e um carrinho guarda chuva.
    Vamos ficar 7 dias em NY e acho o suficiente para conhecer com ele.
    Me de sua opinião sobre isto, ajudaria muito.

    • Rafael Miranda

      Olá Renata.
      Certamente estará frio em Nova York. Eu moro no RJ e aqui estamos acostumados com calor. Sentimos muito essas mudanças de clima, principalmente as crianças.
      O que eu acho que é um problema não é o frio em si, e sim a mudança do clima. Se você mora em Porto Alegre e já vive numa temperatura mais baixa, pode ser tranquilo levar as crianças, sempre bem agasalhadas, claro.
      Agora se você mora num local mais quente do Brasil, tipo Cuiabá, eu já acho que elas podem sentir muito e até ficarem resfriadas, e não te recomendaria ir nessa época.
      Se decidir ir, tome muito cuidado com os horários e a alimentação dos seus filhos. Eles precisam comer bem para evitar problemas. E tente reservar um horário para eles brincarem. Eles podem acompanhar vocês normalmente durante o dia, mas é importante que vocês também os acompanhem em seu período de descontração.
      Boa viagem!

  14. Heloisa

    Ola, estou indo em Julho com meu filho de 1 ano e 6 meses. Você acha que ficar em New Jersey e uma boa? Como faco para despachar o carrinho apenas quando entrar no avião? Estou querendo ver o roteiro que vocês fizeram… quem sabe, me ajude a decidir onde ir? ob

    • Rafael Miranda

      Olá Heloisa.
      Em relação ao carrinho é simples, fique com ele até chegar na aeronave. No momento de entrar no avião, você passará o carrinho para a pessoa responsável da cia aérea. Depois, quando desembarcar, o carrinho será entregue no mesmo local, assim que você pisar fora do avião.
      Eu recomendo tentar embalar o carrinho na hora. Eu levei alguns daqueles sacos pretos de lixos, e na hora envolvi o carrinho com eles. A maioria das pessoas não faz isso, mas existe a chance do carrinho voltar um pouco sujo e até molhado, dependendo das condições do tempo.
      Sobre a localização, eu particularmente prefiro investir um pouco mais na hospedagem e ficar hospedado o mais próximo possível do que quero conhecer na viagem. Eu fiquei num hotel bem próximo da Times Square e foi ótimo para viabilizar os nossos roteiros.
      Muitas vezes o que se gasta de dinheiro e tempo com os deslocamentos por ficar numa região mais afastada não compensa a economia.
      Não publiquei o roteiro exato dessa viagem, mas nosso blog tem muita informação de Nova York, em especial um roreito de 5 dias que pode ser muito útil para você.
      Espero ter ajudado. Boa viagem!

  15. Fernanda

    Em qual hotel vc ficou hospedado?

  16. Larissa

    Parabéns pelo blog!
    Visitei-o para ler suas dicas e não pude deixar de registrar meu elogio! 😉
    Eu também viajo com meu filho para diferentes lugares (destinos nacionais e internacionais)
    e por isso, gosto de ler as opiniões e dicas de outros pais sobre a próxima cidade que visitarei.
    levando o meu pequeno…

    • Rafael Miranda

      Obrigado Larissa.
      É muito legal quanto os leitores curtem nosso conteúdo a ponto de enviar um comentário agradecendo.
      Certamente isso nos motiva a continuar escrevendo os roteiros e dicas de viagem.

  17. Vivian

    Ótimas dicas!!! Adorei, em dois dias eu e meu marido vamos com nosso baby de 1 ano e 6 meses para NY. Obrigada pelo post.

  18. Sylvia

    Ola! Vou com meu bebe de 1 ano para NYC. Você acha que e tranquilo esquentar as papinhas/comidinhas tipo Gerber nos restaurantes normais, fast food ou ate em museus/atracoes? Sera que eles ajudam nisso, colocando no micro-ondas? Como você fez? Leite , agua e suquinhos e tranquilo pois pode ser em temperatura ambiente mas penso nas comidas..vou no inverno então estarão geladas 🙁 Como você fez com as papinhas? Obrigada!!

    • Rafael Miranda

      Olá Sylvia.
      De uma forma geral as pessoas e os estabelecimentos tem uma certa boa vontade quando os clientes estão com crianças pequenas. Sempre tentam ajudar.
      Eu pessoalmente não posso falar muito sobre isso, pois desde pequenos acostumamos nossos filhos a comerem essas papinhas em temperatura ambiente, então não foi necessário pedir para esquentar.
      Mas entendo que numa época de muito frio, seja necessário.
      Eu acho que você não vai ter problemas com isso não.
      Boa viagem!

  19. Sylvia

    Rafael, obrigada, : ) Achei uma solução, vou comprar potes termicos e esquentar antes de sair do hotel. Outra duvida. Você pegou taxi ou transfer do aeroporto ate o hotel? Um dos shuttles que eu fecharia informou que criança so pode ir com car seat mas não vou levar aqui do Brasil e eles não oferecem. Parece que com taxi eles liberam, não precisa, so que o valor é bem alto do JFK ate Manhattan. Você conhece algum transfer que deixe o bebe ir no colo? Obrigada

    • Rafael Miranda

      Olá Sylvia.
      É verdade, tive esse mesmo problema em relação ao assento de segurança. Os shuttles exigem mas não oferecem, enquanto que de taxi, ônibus e metrô, que são transportes públicos, é permitido a crianças andar no colo do responsável.
      Eu fui de taxi, eramos 4 adultos e uma criança, e o valor final saiu mais barato do que se pagássemos o shuttle para todo o grupo. No shuttle o custo é por pessoa, enquanto que no taxi é por veículo.
      Espero ter ajudado!

  20. VIVIANE

    Adorei o BLOG muito booommm,pretendo ir para NY em setembro, estou super ansiosa porque sera a primeira viagem com meu baby de 1 ano e 6 meses , gostaria de uma indicação de um hotel legal já que estamos com babys,tb não falo nada de Inglês, vc acha que consigo me virar la no portunhol rs , esta indo eu meu marido e meu filhote… obrigada pelas dicas…

    • Rafael Miranda

      Olá Viviane.
      No texto eu chego a colocar um link com dicas de hotéis próximos a Times Square. O hotel que eu me hospedei tinha tantos pontos negativos que eu não recomendo. Acho que a melhor opção é selecionar um dessa lista.
      Em Nova York o pessoal fala inglês mesmo, não é como a Florida ou o sul da Califórnia que tem muitos latinos. Na verdade em NY tem gente te todo o mundo e você vai ouvir de todos os idiomas.
      De uma forma geral, as pessoas que lidam com turistas tem já uma boa vontade para tentar entender o que esta sendo dito, mesmo que não seja em inglês. No final das contas vai dar tudo certo.
      Seria legal você aprender algumas palavras básicas e estar sempre com o Google Translate preparado no celular para qualquer problema.
      Espero ter ajudado.

  21. Raquel

    Parabéns pelo post! Adorei as dicas! Eu e meu marido já fomos a new york, mas estamos indo agora início de setembro com nosso bebê que estará com 7 meses… Estávamos pensando em levar o canguru e não carrinho, por ser mais pratico… Tu achas que é melhor levar o carrinho?

    • Rafael Miranda

      Olá Raquel.
      O canguru ou até aqueles slings são certamente mais práticos mas eu vejo dois problemas.
      Um deles é que o pai ou a mãe carregará o peso da criança durante todo o tempo. Em uma viagem a Nova York se anda bastante e pode ficar bem cansativo.
      Outro ponto é que criança nessa idade sempre tem uns horários de sono ao longo do dia. Um carrinho de bebê dará bem mais conforto para o bebê nesses momentos.
      Esses são alguns pontos, mas cabe mais a vocês avaliarem o que seria melhor de acordo com o estilo de viagem que pretendem.
      Espero ter ajudado.

  22. Maria Eduarda

    Olá Rafael!
    Parabéns pelos excelentes esclarecimentos! Adorei o post! Já me ajudou muito, mas gostaria de mais uma dica..
    Irei conhecer um pouco de NY em novembro com meu filho na véspera dos dois anos dele. O carrinho que tenho é grande e pesado. Havia planejado comprar um tipo guarda chuva por lá. Você sabe alguns lugares práticos em Manhattan?
    Estou tranquila qnto a ficar no aeroporto sem carrinho. Ele adora andar, não é de ficar no colo e irei com mais familiares para ajudar nesse período curto.
    Desde já muito obrigada.

    • Rafael Miranda

      Olá Maria Eduarda.
      Eu não saberia indicar de forma precisa mas certamente existem boas lojas para se comprar um carrinho de bebê em Nova York. O problema é o tempo que se perde durante a viagem para isso, sem falar no deslocamento.
      O que eu recomendaria é que você efetuasse a compra pela internet e mandasse entregar no seu hotel. Claro, você precisa se informar no hotel se isso é possível e se existe alguma taxa.
      Em minha última viagem de carro pela Califórnia eu comprei pela internet (se não me engano no Walmart) um assento de segurança para meu filho, e mandei entregar no hotel. Como a viagem era longa, saiu bem mais barato comprar o assento do que alugar o da locadora. Me organizei em relação ao prazo para que a entrega acontecesse 1 ou 2 dias antes da minha chegada. Deu tudo certo.
      Espero ter ajudado.

  23. Lucas Pereira

    Olá. Passando apenas para parabenizar pelo site e agradecer por todas as dicas. Li praticamente todos os comentários e com as respostas, matei todas as minhas dúvidas. Acredito que programei toda a minha viagem com estas dicas. Irei c minha esposa e meu Filho de 1 e 4 meses. Espero q dê tudo certo.

  24. Andreia

    Adorei as dicas e os comentários também ajudaram muito.
    Gostaria que me ajudasse a montar um roteiro de 7 dias em NY com bebê. Estaremos indo no final de Abril e meu filho terá 2 anos de idade.
    Chegaremos numa sexta à tarde e optamos ficar em apartamento.
    Levarei um carrinho guarda chuva como recomendado, mas como ele não tem a posição de deitar, iremos locar um carrinho. Você tem alguma recomendação de empresa?
    E também se fosse possível me ajudar a criar um roteiro que fosse mais direcionado a diversão e comodidade do meu filho, e pudesse unir a nossa diversão como pais.
    Escolhi alguns lugares que você mesmo mencionou em seus artigos e outros não, como , Children museum of Manhattan, Sony wonder technology, museu de história natural, Central Park, Washington square park, Times Square, passeio de barco Staten Island ferry, the top the rock , grand central terminal.
    São tantos lugares, mas eu não sei por onde começar. Você pode me ajudar?
    Mesmo que não possa me ajudar especificamente, já agradeço pelos seus artigos, nos ajudou muito a desmitificar a viagem com o pequeno.

    • Rafael Miranda

      Olá Andreia.
      Na verdade o objetivo desse artigo é contar a nossa experiência com um bebê em Nova York. Fizemos exatamente isso, tentamos montar um roteiro que fosse interessante para os adultos mas também para as crianças, respeitando seus limites.
      Não temos como dar esse atendimento personalizado ajudando cada leitor a criar seu roteiro. A ideia é que, baseado em nossa experiência os leitores possam montar seus próprios roteiros, adequando-os aos seus interesses.

  25. Bruno Guida

    Boa tarde!
    Li todas as dúvidas e me ajudaram bastante a planejar alguns pontos da nossa viagem!
    Vamos em Junho (verão) pra NYC e seu BLOG é bem legal!
    Parabéns!!
    PS: hospedagem em NYC é realmente cara! Os valores em Reais são altos, ainda mais no centro de Manhattan, mas pelo que li, você recomenda investir um pouco mais na localização do hotel e reduzir o desgaste e tempo nos deslocamentos, certo?
    Obrigado!

    • Rafael Miranda

      Sim, Bruno, os hotéis lá são bem caros no geral.
      Tem várias formas de analisar essa questão dos custos, e depende muito das possibilidades de cada pessoa, mas de uma forma geral eu acho válido investir um pouco mais na hospedagem e ficar numa região central.
      Você economiza dinheiro inclusive, mas principalmente tempo nos deslocamentos e tempo durante a viagem é algo precioso.
      Que bom que o conteúdo do blog está ajudando. Boa viagem!

  26. Camila

    Oi, é possível andar com bebê de táxi /Uber ? Precisa ter cadeirinha?

    • Rafael Miranda

      Olá Camila.
      No taxi é permitido transportar crianças no colo do responsável, assim como no ônibus e metrô.
      No caso do Uber é necessário ter a cadeirinha. Segundo o site da empresa, ao solicitar o UBER existe a opção de escolher o carro que está equipado com a cadeirinha para criança. Eles cobram o adicional de $10 dólares na tarifa.
      Espero ter ajudado.

  27. Claudia Arâs

    Oi, Rafael! Em primeiro lugar, parabéns pelo blog. Costumamos viajar com nossos filhos por aí, mas é a primeira vez que vamos viajar em três adultos (eu, marido e minha mãe) , uma criança de sete e meu caçula de dois anos. Chegaremos em NYC via Aeroporto de Newark (EWR), e pretendia pegar um uber, já até comprei o chip local va internet, para usar o app lá. Nosso hotel é no So-Ho. Então, apesar de quando fomos de casal par lá termos usado apenas o metrô, desde o aeroporto JFK, agora pretendemos usar mais o uber, já que somos muitos e com duas crianças, sendo que uma ainda anda mais no colo mesmo, fez dois anos esta semana. Vamos no alto verão e com apenas três malas médias e um troller daqueles bem confortáveis, usamos muito o mesmo na Europa. O que vc acha? desde já muito grata!
    Claudia Arêas

    • Rafael Miranda

      Olá Claudia.
      Fique atenta que, diferentemente do transporte com metro, ônibus ou taxi, no caso do Uber é necessário que as crianças sejam transportadas na cadeirinha.
      Segundo o site da empresa, ao solicitar o Uber existe a opção de escolher um carro que está equipado com a cadeirinha infantil. Será cobrado um adicional de $10 dólares na tarifa.
      Também é preciso verificar se o motorista aceitará a corrida considerando que transportará na verdade 5 passageiros, quando o limite é 4. Sim, é verdade que um deles tem apenas 2 anos, mas você pode sim ter esse tipo de problema.
      Espero ter ajudado.

  28. Beatriz

    Boa noite Rafael.
    Vou com um bebê de 8 meses você sabe se ele paga o ônibus de turismo?
    Se levar o bebê conforto ele pode ser usado como cadeirinha no carro como no Brasil?
    Obrigada

    • Rafael Miranda

      Olá Beatriz.
      Se me lembro bem crianças menores de 3 anos não pagam, mas recomendo você conferir essa informação no site que for comprar os ingressos. Recomendamos o GetYourGuide.
      São 3 tipos de acentos de segurança: o bebê conforto, a cadeirinha propriamente dita e o booster (aquele que só deixa a crianças mais alta). Se o seu bebê conforto é desses que pode ser fixado com segurança no veículo, até onde sei você poderá utilizá-lo sem problema.
      Espero ter ajudado.

  29. Pedro

    Olá, estaremos com bebê de nove meses e vamos posar no JFK. Gostaríamos de saber se conseguimos pegar ônibus ou van com o bebê sem cadeirinha. Muito obrigado

    • Pedro

      Queridos, vi que vocês já responderam em 25/5/2018 a outro leitor! Obrigado e parabéns pelo blog e por ajudar as pessoas!

Totos os direitos reservados