Roteiro de 3 Dias pela Costa Oeste da Flórida

A costa oeste da Flórida não se resume apenas a praias. Mesmo no verão, é possível montar uma programação com um pouquinho de tudo. São tantos atrativos que tivemos dificuldade na hora de escolher.

Pôr do sol em Clearwater na Flórida

Pôr do sol em Clearwater na Flórida

Em nossa road trip pela Flórida em julho/17, demos uma esticada na costa oeste para conhecer algumas cidades bem interessantes, cada qual com suas características peculiares. Tínhamos poucos dias e tivemos uma grande dificuldade de escolher quais cidades e quais atrações iríamos visitar. Principalmente pelo fato de estarmos em um grupo bastante eclético, digamos assim.

Éramos quatro pessoas: uma criança de 10, uma senhora de 69 e um casal de trinta e poucos. Ou seja, um desafio concliar uma programação que agradasse a todos e que respeitasse o ritmo e as limitações de cada um. Também queríamos montar um roteiro que não se resumisse apenas a praias. Sempre gostamos de incluir um pouco de cultura nos nossos roteiros. E descobrimos que a costa oeste da Flórida se encaixa perfeitamente nesse perfil.

Felizmente conseguimos bolar um roteiro bem legal conjugando um pouquinho dos interesses de cada um. É realmente uma ótima alternativa pra quem quer fugir daquele circuito Miami - Orlando já meio batido.

A seguir contarei como foram esses dias e darei algumas dicas do que fazer em Naples, Sarasota, St. Petersburg, St. Pete Beach e Clearwater.

Dia 1: Naples

Naples virou notícia em 2017 em razão da passagem do furacão Irma que trouxe um rastro de destruião para a região. Só de imaginar que dois meses antes estivemos na cidade, bate uma tristeza...

A cidade é conhecida por ter uma população de classe social mais elevada, geralmente ricos aposentados americanos que decidiram trocar a agitação dos grandes centros urbanos para envelhecer em um lugar mais tranquilo.

Mas não pense que por causa disso, Naples seja uma cidade monótona. Pelo contrário! Apesar de tranquila, a cidade é movimentada. Pode parecer um contrasenso, mas não é. Há movimento, mas é tudo muito organizado. As ruas são limpíssimas, arborizadas, floridas e com jardins super bem cuidados. Realmente bastate agradável.

Vê-se com facilidade carros de luxo transitando pelas ruas pra todo lado. As casas são um capítulo a parte. Verdadeiras mansões, uma mais linda que a outra. Parece uma mini Beverly Hills.

Naples na Flórida

Naples na Flórida

Naples na Flórida

Naples na Flórida

Além, é claro, de possuir um dos pores do sol mais famosos da Flórida. E foi por causa do pôr do sol que decidimos incluir Naples em nosso roteiro.

Chegamos em Naples, vindos de Miami pela I-75, numa viagem de aproximadamente 2 horas. Pegamos chuva da metade do caminho em diante até chegar na cidade. Nossa ideia era dar um passeio pelo Tin City assim que chegássemos em Naples e almoçar por lá, mas acabamos desistindo por causa da chuva e fomos direto para o hotel, onde fizemos o check-in.

O Tin City Waterfront Shops & Dining é um complexo de lojas e restaurantes bem na entrada da cidade, na beira de um canal. Dali também saem passeios de barcos. Parece ser um local bastante agradável e infelizmente não tivemos oportunidade de conhecer, pois nossa passagem pela cidade foi relâmpago.

Já devidamente instalados no hotel Hampton Inn Naples-Central, e depois de passada a chuva, decidimos sair para conhecer a cidade. Como era feriado (4 de julho), alguns estabelecimentos estavam fechados. Tivemos uma certa dificuldade de estacionar o carro na rua, pois a cidade estava bastante cheia. Procuramos parar o carro nas proximidades do Pier (entre a 12th Ave e a 13th Ave). Caminhamos pela 3rd St e Gordon Dr apreciando o vai-e-vem das pessoas, as lojas e as belíssimas mansões de tirar o fôlego. Tudo muito arborizado, limpo e bem cuidado.

Por volta das 19:30 seguimos para a praia, perto do famoso Píer onde ficamos aguardando o pôr do sol. Como havia chovido durante o dia, o céu estava bastantre nublado e nossa experiência acabou não sendo exatamente como imaginávamos, apesar de que o céu encoberto faz um efeito bem legal no pôr do sol. De qualquer maneira, a atmosfera do local era tão aconchegante, que curtimos mesmo assim. A praia estava lotada, mas era tudo bem organizado.

Pôr do sol em Naples na Flórida

Pôr do sol em Naples na Flórida

À noite, fomos até o Bayfront Place, um local bem agradável ao ar livre, arborizado, com chafariz, várias lojas e restaurantes, ótimos para um passeio, tomar um café ou um sorvete.


SE SOBRAR TEMPO:

A 5th Avenida é a rua principal da cidade. Vale a pena dar uma esticadinha até lá para explorar as lojas e restaurantes.

A cidade possui alguns shoppings como o Waterside Shops e Coasland Center, além de um outlet (Naples Outlet Collection).

Ao lado do Waterside Shops, está o Baker Museum, um museu de arte moderna e coNtemporânea, com um acervo bastante interessante. Gostaria de ter tido tempo para visitar.

O Naples Zoo e o Botanical Garden também são uma boa opção de passeio, especialmente para quem viaja com crianças em dias mais frescos e sem chuva.


ESTACIONAMENTO:

Como falei acima, foi bastante difícil estacionar nas proximidades do Píer. Além do horário (chegamos já no entardecer), era feriado. Acredito que isto tenha dificultado ainda mais.

Eu dei várias voltas até decidir estacionar em cima de uma calçada mesmo. Fiquei com medo, pois o local não era apropriado e havia grande possibilidade de ser multado. Inclusive na frente de várias casas havia plaquinhas de "proibido estacionar" ou aquelas faixas de isolamento "tipo CSI" trançadas nas árvores das calçadas bloqueando a passagem, o que também me deu a sensação de que era comum estacionarem nas calçadas. Como notei que havia muitos carros estacionando mesmo assim, resolvi arriscar, escolhendo uma parte que não tivesse bloqueio.

É claro que o correto seria estacionar em uma vaga marcada e utilizar o parquímetro, mas como falei acima, dei muitas voltas e não consegui. Estou aguardando até hoje a multa chegar.


SOBRE O HOTEL HAMPTON INN NAPLES-CENTRAL:

Dormimos apenas uma noite neste hotel e ele atendeu às minhas expectativas. O Hampton Inn está passando por reformas, mas isso não atrapalhou em nada a nossa estadia. Nosso quarto era de tamanho padrão para duas camas king (4 pessoas). O hotel tinha uma boa localização na Tamiani Trail (uma das avenidas principais da cidade). O custo-benefício foi muito bom e o café da manhã era ótimo para os padrões americanos. Recomendo para estadias curtas.

Alugar um carro pode ser uma ótima opção

A melhor forma de explorar um novo destino, com liberdade total, é alugando um carro. Em muitos casos você poderá economizar, evitando despesas com translados e deslocamentos em geral. Será que vale a pena? Faça uma cotação online na RentCars e encontre as menores tarifas entre as principais locadoras. Você tem a vantagem de poder pagar em reais, sem IOF, e ainda parcelar no cartão.

Dia 2: Sarasota - St. Petersburg

Fizemos o check-out no hotel Hampton Inn Naples-Central por volta das 9h e pegamos estrada (seguindo pela I-75 - trecho sem cobrança de pedágio) em direção a Sarasota. Em cerca de 2 horas chegamos em nossa primeira atração do dia: o John and Mable Ringling Museum of Art.

Localizado na cidade de Sarasota, o The Ringling Museum foi idealizado pelo empresário circense John Ringling e sua esposa Mable Ringling que construíram no local a sua residência de invero, a belíssima Ca' d'Zan, em estilo gótico veneziano, às marges da baía de Sarasota.

 Entrada do John and Mable Ringling Museum of Art

Entrada do John and Mable Ringling Museum of Art

A propriedade conta ainda com um Museu de Arte, inspirado na Galeria Uffizi de Florença, com milhares de obras dentre pinturas, esculturas, desenhos, fotografias e artes decorativas de todo o mundo. No interior do museu há um pátio com um belo jardim renascentista, cheio de esculturas em estilo romano e grego. Há inclusive, uma réplica do Davi de Michelangelo. O acervo faz parte da coleção particular de John Ringling e é considerado um dos mais importantes dos EUA.

The Ringling Museum

The Ringling Museum

The Ringling Museum

The Ringling Museum

Destaque também para o Museu do Circo, o primeiro do tipo a documentar a história do circo. No acervo há uma coleção de posters, cartazes e impressões de arte com a temática de circo, roupas, adereços e equipamentos de circo (tem até um canhão que atirava o homem-bala), esculturas, maquetes e até vagões de trem onde a família Ringling viajava. Uma atração bastante curiosa e interessante para todas as idades. Não preciso nem falar que faz o maior sucesso entre a criançada. Infelizmente tive um problema com minha câmera e perdi muitas fotos que tirei neste museu.

Museu do Circo - The Ringling

Museu do Circo - The Ringling

Museu do Circo - The Ringling

Museu do Circo - The Ringling

Há ainda no local, um jardim (Rose Garden), que na época que visitamos não estava florido, mas que parece ser lindíssimo pelas fotos que vi do local, além de um playground com brinquedos para crinaças.

A visita completa ao museu pode ser feita em cerca de 2 horas. Logo na entrada somos recepcionados por anfitriões extremamente educados e prestativos que fazem questão de nos entregar um mapa e explicar todos os detalhes do local e das atrações.

Na frente do Ca'd'Zan há um deck com vista para a baía de Sarasota, onde chegamos a ver golfinhos pulando. Há ali cadeiras e ombrelones onde é possível se sentar para apreciar a vista. Neste dia (como na maioria dos dias que passamos na Flórida) fazia muito calor e não conseguimos ficar muito tempo ali, mas num dia mais fresco seria bastante agradável sentar-se e apreciar com calma a bela vista da Baía de Sarasota. A visita ao interior do Ca' d'Zan é paga a parte e optamos por não conhecer.

Ca'd'Zan - The Ringling

Ca'd'Zan - The Ringling

Ca'd'Zan - The Ringling

Ca'd'Zan - The Ringling

OUTRAS DICAS:

 O museu funciona diariamente das 10h às 17h. Às 5as feiras o parque fecha às 20h e você pode programar sua visita para a parte da tarde. Além de mais fresco, ainda pode aproveitar o pôr do sol sobre a Baía, a partir do deck do Ca' d'Zan.

 O museu possui um amplo estacionamento próprio e gratuito bem em frente à entrada.

 Consulte o site oficial do museu para mais informações sobre localização, horários de funcionamento e preços de ingressos.

Ca'd'Zan - The Ringling

Ca'd'Zan - The Ringling

Após a visita partimos em direção a San Petersbug, onde visitaríamos o Museu Dali. O trajeto é feito em menos de uma hora pela I-275 N. A estrada é uma atração à parte. O visual é bem bacana, com destaque para a enorme ponte Sunshine Skyway que passa sobre a Baía de Tampa.

Ponte Sunshine Skyway

Ponte Sunshine Skyway

No caminho, aproveitamos para fazer um parada na cidade de Bradenton para almoçar. Optamos pelo restaurante Olive Garden, que já era nosso velho conhecido e ficava na estrada mesmo, sem necessidade de fazer nenhum desvio.

Chegamos em Sarasota e fomos direto para o Museu Dali. O museu possui o maior acervo de obras de Salvador Dalí, fora da Europa e conta com 7 das 18 obras consideradas obras primas do artista.

Já era mais de 16h e tínhamos pouco tempo, pois o museu fechava às 17h30 (a última entrada é às 17h15). Então, deixamos a visita ao jardim externo e à lojinha pro final e corremos para a galeria principal que fica no 3º andar, mas antes, pegamos o audioguia (gratuito) para ajudar a nossa visita.

Museu Dali em St. Petersburg na Flórida

Museu Dali em St. Petersburg na Flórida

O audioguia (disponível em inglês e espanhol) é fundamental para entender um pouco mais das obras impressionistas deste fantástico artista espanhol. Há muita informação nas suas pinturas que uma pessoa leiga acaba deixando passar despercebido. Portanto, o audioguia ajuda a tornar a visita muito mais interessante e enriquecedora, especialmente para as crianças.


DICA:

Na hora de retirar o audioguia não deixe de pedir um formulário com uma atividade para crianças. Nela há fotografias de vários quadros de Dali de um lado e as respectivas descrições do outro e a criança precisa identificar cada uma delas, com a ajuda do audioguia. No final, ao devolver o audioguia, a criança ganha um brinde. Achei a sacada genial, principalmente porque o estilo de Dali não se mostra muito atraente para as crianças a primeira vista. Foi realmente uma experiência bastante interessante e meu filho adorou.


No 1º andar também há uma salinha onde as crianças podem fazer outras atividades, mas encerra uma hora antes do museu fechar e não chegamos a tempo.

Além de pinturas, o museu possui uma galeria com ilustrações, objetos idealizados por Dali, além de roupas, rascunhos, gravuras e fotografias.

Pena que tivemos pouco tempo no museu e nossa visita ficou um pouco corrida. Sugiro no mínimo 2 horas para aproveitar o museu por completo.

Museu Dali em St. Petersburg na Flórida

Museu Dali em St. Petersburg na Flórida

Como falei acima, no saguão de entrada há uma loja com diversos artigos estilizados, desde camisetas, livros, brinquedos, a artigos de decoração com a temática de Dali, tais como o famosos relógio derretido e o bigode enrolado. São peças realmente exclusivas e uma ótima dica de lembrancinhas para familiares e amigos.

Do lado de fora, a arquitetura do prédio do museu por si só é uma atração a parte e rende fotos super interessantes. O edifício foi construído no ano de 2010 e, a primeira vista, parece meio sem graça por trás, parecendo uma grande caixa de concreto. Mas, ao contorná-lo até a parte da frente, destaca-se uma grande estrutura de vidro arredondado vindo do teto, como se estivesse escorrendo até o chão, dando uma sensação de movimento ao prédio, algo bem característico do surrealismo, o que faz uma simbiose perfeita com a temática do museu. E o contraste do prédio com o jardim dá um toque ainda mais especial ao lugar.

Museu Dali em St. Petersburg na Flórida

Museu Dali em St. Petersburg na Flórida

Museu Dali em St. Petersburg na Flórida

Museu Dali em St. Petersburg na Flórida

OUTRAS INFORMAÇÕES:

 Eu comprei meu ingresso antecipadamente no site do museu porque havia lido que as filas ficavam bem cheias e preferi evitar perda de tempo, já que minha programação estava apertada. Porém, ao chegar no local não vi tanto movimento e a bilheteria estava bem vazia, provavelmente por causa do horário. Se sua visita for a parte da manhã ou em finais de semana, talvez faça sentido comprar com antecedência. Na dúvida é sempre bom já garantir a compra antecipada (o preço é o mesmo da bilheteria). O único problema é que se surgir um imprevisto que te impeça de ir, você acaba ficando no prejuízo, pois não há reembolso. Pelo menos o ingresso não é com dia nem hora marcada, o que acabaria engessando a programação, atrapalhando bastante caso houvesse necessidade de ajuste no roteiro ou mudança de data.

 Há um estacionamento ao lado do museu a um custo de 10 dólares. Eu particularmente achei meio absurdo cobrarem pelo estacionamento se a pessoa tiver o ingresso do Museu (no The Ringlin, por exemplo, o estacionamento era grátis). Como meu tempo era curto e não queria arriscar procurar uma vaga na rua e não encontrar, acabei encarando.

 Bolsas e mochilas devem ser deixadas em um locker (gratuito) anexo a museu. Só é preciso tomar cuidado na saída pra não esquecer de buscar seus pertences. Aconteceu comigo. Depois de visitar o museu, me distraí tirando fotos na parte externa e acabei seguindo direto pro carro. Quando já estava deixando o estacioanmento, lembrei da minha mochila no locker e voltei correndo. Já havia um funcionário no local abrindo os armários. Se chego um segundo depois, minha mochila, com passaporte, já teria sido levada para o achados e perdidos e eu teria dificuldade em reavê-la naquele dia, pois o museu já estava fechado.

Já contratou o Seguro Viagem?

Não corra riscos desnecessários e evite viajar preocupado, contrate um seguro viagem e aproveite ao máximo suas férias. Faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05

Saindo do Museu Dali, seguimos viagem em direção a Clearwater, um trajeto de cerca de 1 hora pela I-275 e U-19 (sem pedágio), passando antes num supermercado na estrada para abastecer nossa geladeira e despensa.

Chegamos em Clearwater já ao anoitecer e fomos recepcionados por um bonito pôr do sol logo na subida da ponte que dá acesso à cidade, seguido de uma pancada de chuva bem forte. Atenção na subida da ponte pois há radares de velocidade.

Pôr do sol em Clearwater na Flórida

Pôr do sol em Clearwater na Flórida

Fizemos nosso check-in no Pelican Pointe Hotel, bem pertinho da praia e já tivemos uma ótima impressão da cidade que iríamos conhecer no dia seguite.


SOBRE O PELICAN POINTE HOTEL:

Ficamos hospedados 2 noites neste hotel e nosso quarto era bem amplo. Havia uma pequena cozinha americana com fogão, microondas, cafeteira, frigobar e uma saleta anexa ao cômodo onde ficavam as camas. O banheiro tinha uma banheira e a pia ficava em uma bancada grande do lado de fora, o que facilitou bastante pelo fato de sermos quatro pessoas. As camas eram bem confortáveis. Nossa diária não tinha café da manhã. O hotel tem elevador e máquina de gelo perto das escadas. A localização é ótima, na avenida Gulfview Boulevard, a 5 minutos a pé da praia. O hotel oferece guarda-sol, cadeiras e toalhas de praia de cortesia, mas é preciso retirar bem cedo, porque a quantidade é pequena. Nós nem tentamos, pra falar a verdade.


SE SOBRAR TEMPO:

 Entre Naples e Sarasota, está a cidade de Fort Myers, famosa por ter sido escolhida por Thomas Edison e Herry Ford para construírem suas residências de inverno. Eles eram muito amigos e construíram suas casas uma ao lado da outra. O local se tornou uma atração na cidade e é cheio de curiosidades. Para maiores informações, acesse o site oficial do museu.

 Em St. Petersburg existem várias atrações que parecem ser bem interessantes também. Uma delas, o Centro de Artes Morean possui uma exposição de esculturas de vidro do artista Dale Chihuly, que possui obras expostas até no Museu do Louvre.

Ainda não reservou seu Hotel?

A melhor forma de escolher onde se hospedar em sua próxima viagem é pesquisando em sites comparadores como o Booking e o Hoteis.com. De forma rápida você consegue comparar vários hotéis que se encaixam no seu perfil, avaliar as qualificações dadas por outros hóspedes e assim achar um local bacana que cabe no seu bolso.

Dia 3: St. Pete Beach - Clearwater

Nosso dia começou cedo na praia de St. Pete Beach, eleita a 3ª melhor praia dos EUA pelo TripAdvisor em 2017. Saímos do hotel Pelican Pointe em Clearwater em direção a St. Pete Beach pela Gulf Boulevard (trecho sem pedágio), num percurso de aproximadamente 45 min. A estrada de mão dulpa, passa por uma área residencial e a velocidade é controlada. Como saímos bem cedo, não tivemos nenhum problema com o trânsito, mas é provável que em horários de pico, o acesso seja mais complicado.

Um dos desafios era encontrar vaga para estacionar o carro. Eu tinha lido que os estacionamentos ficavam lotados muito rápido e por isso procurei chegar o mais cedo possível para não ter esse problema. Felizmente deu certo! Chegamos por volta de 9h30 e conseguimos estacionar com tranquilidade num estacionamento com parquímetro bem no acesso à praia (entre os números 4612 -4652 da Gulf Blvd).

O pagamento podia ser feito com moedas ou cartão de crédito (U$2,25/h). Cada vaga possui um número. Bastava se dirigir ao parquímetro e digitar o número correspondente à vaga e colocar o tempo de permanência. Tudo muito prático e organizado. Inicialmente programamos 2 horas pra sentir como seria o local. Depois que vimos que a praia era uma delícia, acabei retornando ao parquímetro e colocando mais tempo.

Na véspera tínhamos ido no supermercado para tentar comprar cadeiras de praia e guarda-sol, porque sairia muito mais barato do que alugar na hora. Mas não conseguimos, pois estava esgotado. Ao chegarmos na praia o aluguel do kit (1 cabana + 2 espreguiçadeiras) estava saindo por 25 dólares. Conseguimos negociar para incluir mais uma espreguiçadeira.

St. Pete Beach na Flórida

St. Pete Beach na Flórida

St. Pete Beach na Flórida

St. Pete Beach na Flórida

As praias nos EUA costumam ter placas com regras de comportamento, itens proibidos e permitidos etc. Tudo muito organizado e normalmente respeitado pelos banhistas.

Eu não tinha observado na hora que cheguei, mas as regras da praia proibiam consumo de bebida alcóolica. Só que eu tinha levado uma bolsa térmica com água, suco e 3 latinhas de cerveja e inocentemente as consumi. Na hora de ir embora é que percebi que não era permitido. Felizmente ninguém notou minha infração e depois eu soube que se tivessem visto eu poderia ter levado uma bela multa ou até mesmo ter sido expulso do local. Fica então o alerta para lerem com bastante cuidado as regras das praias assim que chegar.

A praia de St. Pete Beach é uma delícia. O mar de águas verde esmeralda, bem calmas e mornas, nos convida a ficar de molho o tempo todo, sem vontade de sair da água. A areia branquinha e fina, sem pedras ou conchas dá um toque ainda mais aconchegante ao local.

St. Pete Beach na Flórida

St. Pete Beach na Flórida

St. Pete Beach na Flórida

St. Pete Beach na Flórida

As pessoas eram bem tranquilas, educadas, respeitosas. Não tinha música. Cada um ficava na sua. O público era mais familiar, com muitas crianças. Apesar do belo dia de sol quente, não tinha muvuca e não estava lotada. Me pareceu uma praia frequentada por moradores locais, sem aquela badalação de turistas. Realmente muito agradável.

Também pude observar que não havia vendedores ambulantes. Cada família tinha sua cooler com comida, água e bebida. Não vi lixo na areia e também havia várias caçambas de lixo espalhadas pela praia.

Não sentimos o tempo passar. Quando a fome bateu é que percebemos que já era hora de partir. Decidimos ir até St. Petersbug para comer no Five Guys a pedido do meu filho. Porém, ali nas redondezas de St. Pete Beach há várias opções de restaurantes e fast foods. Inclusive em frente ao ponto em que ficamos, há supermercado e um shopping.

St. Pete Beach na Flórida

St. Pete Beach na Flórida

De volta a Clearwater, demos uma passada no hotel para descansar e esperar o sol baixar um pouco. À tarde, fomos caminhar pela orla de Clearwater Beach e assistir ao famoso pôr do sol.

No caminho, pudemos observar que a praia é realmente bastante movimentada. De fato, o tipo de público é diferente daquele que observamos em St. Pete Beach. Em Clearwater, já se via um pouco mais de badalação, porém com um astral bem legal.

Clearwater na Flórida

Clearwater na Flórida

Clearwater na Flórida

Clearwater na Flórida

Clearwater na Flórida

Clearwater na Flórida

Clearwater na Flórida

Clearwater na Flórida

Nossa caminhada nos levou até o Pier 60. No local funciona todos os dias, uma feirinha de artesanato que começa 2 horas antes do pôr do sol e vai até 2 horas depois. A medida que vai anoitecendo, o público vai chegando e o lugar vai se enchendo de artistas de rua, música ao vivo, tobogã inflável e parquinho infantil.

Pier 60 em Clearwater Beach na flórida

Pier 60 em Clearwater Beach na Flórida

Pier 60 em Clearwater Beach na Flórida

Pier 60 em Clearwater Beach na Flórida

Para acessar a parte final do pier, tem que pagar (1 dólar). O local é frequentado principalmente por pessoas que querem um pouco de sossego para pescar. Nós fomos até lá curtir o visual e conseguimos ver pelicanos bem de perto e golfinhos pulando no mar.

Feirinha de artesanato do Pier 60 em Clearwater

Feirinha de artesanato do Pier 60 em Clearwater

Pôr do sol no Pier 60 em Clearwater

Pôr do sol no Pier 60 em Clearwater

/td>

Na volta para o hotel, paramos para comer frutos do mar no Salty's Island Bar & Grille, um restaurante perto do hotel que achamos bastante agradável, com preços razoáveis e muito saboroso.

Pôr do sol em Clearwater na Flórida

Pôr do sol em Clearwater na Flórida

Pôr do sol em Clearwater na Flórida

Pôr do sol em Clearwater na Flórida

Adoramos conhecer Clearwater, uma cidade praiana bem típica. Agitada, bem frequentada, cheia de barzinhos e restaurantes.


SE SOBRAR TEMPO:

 Visite o Clearwater Marine Aquarium. Além de abrigar milhares de espécies marinhas, o aquário funciona como um local de reabilitação para animais feridos resgatados. O símbolo do local é o golfinho Winter, que inclusive já foi tema de filme. Winter foi resgatado com 3 meses de idade com muitos ferimentos e teve a cauda amputada. Um programa bastante interessante para toda a família.

A costa oeste da Flórida possui inúmeras opções de parques, passeios e praias, uma mais linda que a outra. Pelo pouco que conhecemos, pudemos perceber que cada cidade por onde passamos possui características bem próprias e marcantes. A geografia do lugar, cheia de ilhas e pontes também é perfeita para um passeio de carro.


Atrações para toda a família é o que não falta nessa região da Flórida. Gostamos muito de conhecê-la e desejamos retornar em breve.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos ilimitados nos Estados Unidos e Canadá com conexão de internet 4G. Você informa o número de dias da viagem, recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu St. Pete Beach!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

7 Comentários
  1. ROSSELBERTO HIMENES

    Beleza, gostei das dicas

  2. Kate

    Muito bacana! Adorei as dicas. Vc acha que Novembro é uma boa época pra fazer esse roteiro, e com um detalhe, uma criança de 4 anos?

    • Vinícius Miranda

      Olá Kate,
      Novembro é outono no hemisfério norte. Não é uma época ruim. Mas tem que ficar atenta porque a temporada de furacões vai de junho a novembro. O ideal seria na primavera (março a junho).

  3. felipe giacomet

    Olá! Com criança, vcs já foram com todos os hotéis reservados previamente ou foram andando e achando hotel conforme dava vontade de ficar na cidade?

    Quando viajei com minha esposa fizemos isso de ir “sem destino” e parar onde desse vontade, mas com criança acho um pouco arriscado ficar sem acomodação. Por outro lado, ter um roteiro já totalmente definido te deixa na obrigação de horário, viagem, etc.

    • Vinícius Miranda

      Olá Felipe,
      Sim, nós fomos com tudo reservado, pois além de estarmos com criança era alta temporado e não quis arriscar.
      Claro que você fica com um roteiro meio engessado, mas com planejamento, dá pra fazer tudo com tranquilidade.
      Uma sugestão é fazer reservas canceláveis. Se, durante a viagem, houver necessidade de ajustar o roteiro, você consegue fazer as modificações. No Booking você encontra vérios hotéis com essa possiblidade.
      Abçs

  4. Geovânia Urquidi

    Olá, Vinicus!

    Adorei suas dicas! Me ajudaram demais pois estava meio perdida! Só posso viajar no período de 01 a 06/mar/19, vc acha q daria pra fazer este roteiro ou pelo menso a metade dele?

Totos os direitos reservados