Roteiro de 4 dias em Santiago do Chile

A capital chilena é o ponto de chegada para quem visita este belíssimo país. Confira uma sugestão do que fazer em 4 dias em Santiago do Chile.

Cidade de Santiago com destaque para a Torre do Costanera Center

Cidade de Santiago com destaque para a Torre do Costanera Center

Ir ao Chile sem conhecer a capital Santiago é como ir à Itália e não conhecer Roma, ou à França e não conhecer Paris. Não que eu esteja comparando estas cidades. O que quero dizer é que deixar de conhecer a capital de um país dá uma sensação de que ficou faltando alguma coisa.

Particularmente, acho que conhecer a capital é sempre uma experiência importante quando visitamos um país. Eu gosto de conhecer um pouco da história e tradição dos países que visito e as capitais costumam ter uma série de atrações bastante enriquecedoras nesse sentido.

Tá certo que muita gente que vai pro Chile, quer mesmo é conhecer as estações de esqui, curtir as paisagens maravilhosas, ir pro Atacama ou explorar o sul do país.... e Santiago acaba ficando um pouco negligenciada. Mas tem o seu charme. Tudo bem que é uma cidade muito poluída, e também possui suas mazelas, como qualquer outra cidade grande.

Mas, além de ser considerada segura, a experiência de conviver com a população local é bem interessante. Caminhar pelo Centro Histórico, visitar museus, subir aos Cerros São Cristóbal e Santa Lúcia, passear pelos diversos parques da cidade, convivendo com dia-a-dia dos chilenos foi uma experiência muito legal.

Evidentemente a programação que montei não foi cumprida à risca. Precisei fazer algumas modifcações, abortando algumas atrações e incluindo outras que inicialmente havia deixado de lado. Vale lembrar também que viajei acompanhado de minha esposa e filho, durante o inverno (entre os meses de junho e julho de 2015), de maneira que a programação precisou ser feita de acordo com o clima e conciliando os interesses de todos e não poderia ser tão acelerada (como eu gosto) para não se tornar inviável para o pequeno.

A seguir trago uma sugestão do que fazer em Santiago em um roteiro de 4 dias, além de dicas, informações e impressões que tive.

DIA 1: Centro Histórico - Paseo Ahumada - Mercado Central - Cerro Santa Lucia

Chegamos em Santiago por volta da meia-noite de um sábado. Fizemos o transfer até o apart Altura Suites localizado no Centro, na Huerfaños 547, reservado através do Booking. Fizemos o check- in por volta de 2h30min.

Depois de descansar um pouco para recarregar as energias, saímos para tomar café da manhã nos arredores pois o apart não tinha café da manhã incluído. Foi o único dia em que tomamos café na rua, pois nos outros dias compramos pão, queijo, presunto, suco e iogurte para lanchar no apartamento e assim economizar um pouco.

OBS: A propósito, alimentação é um item bastante caro no Chile. A comida não é barata de um modo geral. Claro que você pode fazer uma refeição por 5 mil pesos, mas se decidir sentar em um restaurante, não vai gastar menos de 10 mil.

Depois do café, seguimos caminhando pelo Paseo Huerfaños, observado o comércio que estava abrindo lentamente. E olha que já passava das 10h. Seguimos até a Augustina, passando em frente ao Teatro Municipal. em direção às casas de câmbio para trocar dinheiro. É o melhor local em Santiago para fazer câmbio, pois existem várias lojas uma do lado da outra. Basta escolher a que tem a melhor cotação. Confira nossas dicas sobre qual moeda levar para o Chile e cuidados a serem tomados.

Paseo Ahumada

Paseo Ahumada

Saindo dali, fomos caminhando pelo Paseo Ahumada, um grande calçadão de pedestres com diversas lojas, vendedores ambulantes, artistas de rua, cafés e restaurantes. Ali estão filiais de grandes lojas de departamento como Ripley, Falabella, Paris, dentre outras, além de farmácias, sapatarias. etc. Não achamos nada barato, com exceção de uma coisa ou outra.

Depois fiquei sabendo que no meado de julho, a coleção de outono/inverno havia entrado em liquidação. Uma boa dica pra quem estiver planejando a viagem para a próxima temporada.

É lá no Paseo Ahumada também que ficam os tradicionais Cafés com Pernas, cujas garçonetes atendem os clientes usando microsaias.

Aproveitei para comprar um chip pré-pago de celular na loja da Ripley.

A rua estava muito movimentada, com pessoas se esbarrando umas nas outras. De um modo geral a cidade toda estava bem cheia devido a Copa América que ocorria naquela época.

Como era meu primeiro dia e eu tinha sido fortemente recomendado a ter bastante atenção os pertences pessoais em razão dos batedores de carteira em locais de grande aglomeração, acabamos ficando um pouco tensos ali e procuramos seguir adiante em direção a Plaza de Armas. Não sei se felizmente ou infelizmente, o nosso radar está sempre alerta e a gente demora um pouco até se acostumar com a atmosfera diferente da guerra civil que infelizmente assola nosso país, especialmente no Rio. Depois que você entra no clima do lugar, se sente mais à vontade e começa a relaxar e curtir. Posteriormente, eu voltaria ao local para andar com mais calma.

Catedral de Santiago e a Plaza de Armas

Catedral de Santiago e a Plaza de Armas

A Plaza de Armas fica no coração do Centro Histórico de Santiago, sendo considerada o marco zero da cidade. O local é rodeado por algumas construções históricas como a Catedral Metropolitana, o Museu Histórico Nacional e o prédio dos Correios. Atualmente a é utilizada principalmente para atividades culturais com diversos artistas de rua mostrando o seu trabalho. Ótimo local para uma pausa. Há ali a estação de metrô Plaza de Armas (linha 5). Vale a pena visitar o interior da Catedral.

Mercado Central de Santiago

Mercado Central de Santiago

Seguimos caminhando até o Mercado Central. A princípio, a ideia era almoçar por lá, mas meu filho não suportou o cheiro de peixe e mariscos e tivemos que sair correndo. Não sem antes fotografar a famosa centolla. Não achei graça na região do entorno do Mercado Central. Pra falar a verdade, achei bem feio o lugar. Sem falar que os restaurante lá dentro são bem caros.

Dizem que existe um outro mercado em frente, do outro lado do Rio Mapocho com dezenas de restaurantes que tem preços mais populares, pois não é um local turístico, chamado Mercado Tirso de Molina.

Decidimos retornar até a Plaza de Armas e pegar o metrô até o Restaurante Ocean Pacific's, que foi fortemente recomendado por ser especializado em frutos do mar.

No caminho, fui alertado por uma pessoa que minha mochila estava aberta. Abriram-na sem eu perceber. A sorte é que a minha câmera estava no fundo, em baixo de um casaco e não roubaram nada. Foi um momento de distração.

Saltamos na estação de metrô Cumming e caminhamos cerca de 400 metros até o restaurante.

A comida do Ocean Pacific´s é saborosa, mas o ponto alto é sem dúvida a decoração caprichadíssima, cheia de detalhes e referências ao fundo do mar. São vários ambientes separados por escotilhas, dando a sensação de que estamos dentro de um submarino.

Eu não sou muito fã de mariscos. Optamos por uma porção de lula a dorê que estava ok, nada demais, e uma 'tabla de chupes", espécie de escondidinho, cuja massa é feita a base de miolo de pão embebido em leite, creme de leite, queijo ralado com recheios de camarão, caranguejo e "locos" (um molusco típico do Chile), gratinado e servido em uma tigela de barro. Confesso que poderia ter escolhido melhor o prato. O cardápio é super variado e certamente existem pratos maravilhosos pra quem curte frutos do mar.

Restaurante Ocean Pacific's

Restaurante Ocean Pacific's

DICA: o cardápio tem pratos a base de centolla que além de dos preços mais interessantes do que no Mercado Central, certamente são mais saborosos. No site do restaurante você pode visualizar o menu completo com fotos dos pratos e preços.

ATUALIZAÇÃO: Desde maio/19, o restaurante encontra-se fechado em virtude de um incêndio ocorrido no local. Não há previsão de reabertura.

Retornamos ao metrô (linha 5), seguimos até a estação Bellavista e caminhamos em direção ao Cerro Santa Lucia, um dos pontos turísticos mais famosos de Santiago.

O local é super agradável, possuindo área de lazer, barraquinhas com lanches, bancos para sentar e relaxar. Há um fiscal na entrada anotando o nome e RG de todos que entram para controle de segurança. Lá dentro há um castelo centenário no topo, onde se pode subir até um mirante de onde se tem uma bonita vista de toda a cidade. Por todo o parque também é possível observar belos chafarizes e diversas estátuas que homenageiam personagens históricos. O Cerro Santa Lúcia funciona todos os dias.

Cerro Santa Lúcia: acima a vista do topo do Castelo. Abaixo, esculturas e chafarizes

Cerro Santa Lúcia: acima a vista do topo do Castelo. Abaixo, esculturas e chafarizes

DICA: Para quem não quer/não pode/não gosta de subir escadas, uma dica é utilizar o elevador (acesso pela na Calle Santa Lucia, na altura da Huerfaños) e o melhor de tudo: é grátis. Atenção apenas ao horário de funcionamento do elevador: de 3ª a sábado, das 10h às 14h e das 15h às 18h (fechado aos domingos e 2ª).

Descemos pelas escadas que dão acesso à entrada principal do parque, na Av. Bernardo O'Higgins.

Atravessando a Avenida, há uma famosa feirinha de artesanato, ideal para compra de lembrancinhas. Ela funciona todos os dias das 11h às 21h.

Depois voltamos andando até o apart, passamos no mercado para comprar o lanche do dia seguinte e fomos descansar, pois o dia tinha sido bastante puxado.

Ainda não reservou seu Hotel?

A melhor forma de escolher onde se hospedar em sua próxima viagem é pesquisando em sites comparadores como o Booking e o Hoteis.com. De forma rápida você consegue comparar vários hotéis que se encaixam no seu perfil, avaliar as qualificações dadas por outros hóspedes e assim achar um local bacana que cabe no seu bolso.

DIA 2: Troca de Guarda no Palácio La Moneda - Museu de Arte Precolombino - Restaurante Giratório - Parque de las Esculturas - Costanera Center

Coloquei despertador para acordar na hora certa, pois a primeira programação do dia era conhecer o Palácio La Moneda, sede do governo chileno.

Uma de suas atrações mais concorridas é a troca da Guarda presidencial, cerimônia de 40 minutos de duração que acontece a cada dois dias, sempre às 9h50 da manhã (Se a troca cair num final de semana ou feriado, o horário é às 10h50). No ano de 2019 o calendário é o seguinte:

DIAS PARES: Janeiro, Abril, Maio, Agosto, Novembro e Dezembro

DIAS ÍMPARES: Fevereiro, Março, Junho, Julho, Setembro, Outubro

No dia que estive lá, a banda tocou "Aquarela do Brasil" durante a cerimônia. Eu achei bastate simpática a homenagem à plateia que, diga-se, era em sua maioria de brasileios.

O palácio possui uma fachada virada para a Plaza de la Cuidadania, de onde parte a macha da guarda, e outra para a Plaza de la Constitución onde termina a cerimônia.

Troca da Guarda e a fachada do Palácio La Moneda para a Plaza de la Cuidadania

Troca da Guarda e a fachada do Palácio La Moneda para a Plaza de la Cuidadania

Eu não tive oportunidade de fazer, mas existe um tour guiado por dentro do Palácio La Moneda, onde é contada um pouco da história do Chile, do palácio e seu funcionamento. A visita é gratuita, mas é preciso reservar com antecedência por email no site oficial do governo.

No subsolo da Plaza de La Cuidadania, há o Centro Cultural Palácio de La Moneda, um espaço com salas de exibição de filmes, exposições e shows culturais.

Saindo dali, segui em direção ao Museu de Arte Precolombino dedicado aos povos latino-americanos. Possui um acervo incrível com mais de 2 mil peças e utensílios dos habitantes que lá viviam antes da chegada de Cristóvão Colombo. Uma verdadeira aula de história das Américas. A coleção do museu está dividida de acordo com as regiões: Mesoamericana (México, Guatemala, Honduras, El Salvador e parte da Nicarágua), Intermédia (Equador e Colômbia), Caribenha (Caribe e Antilhas), Amazonas, Andes Centrale (Perú e Bolívia), Surandina (Argentina) e Chile. Há um setor direcionado para crianças com atividades interativas muito interessantes.

Museu de Arte Precolombino

Museu de Arte Precolombino

DICA: É possível baixar grátis para o celular os áudio-guias em português.

O museu fecha às 2ª feiras.

Saindo dali, caminhamos até a Plaza de Armas e pegamos o metrô linha 5 até a Estação Baquedano, fizemos a baldeação (super tranquila e muito bem sinalizada) para a linha 1 e seguimos até a estação Los Leones para almoçarmos no famoso e charmoso Restaurante Giratorio.

Como era almoço, não foi preciso fazer reserva, mas pra quem pretende jantar, é necessário reservar com antecedência. No horário de almoço, há a opção do menu executivo por 9.800 pesos com algumas poucas sugestões no cardápio. Acabei optando por um prato que não estava no menu executivo chamado "Camarones andinos, salsa finas hierbas y queso de cabra con arroz perla", por sinal, delicioso, apesar do preço salgado. Mas para ter uma vista daquelas, paga-se o preço. Um detalhe que dá um charme mais especial ao restaurante é o menu apresentado em um tablet. Muito bacana.

Restaurante Giratorio

Restaurante Giratorio

Ouvi gente dizendo que não se sentiu muito bem por causa do movimento de rotação do restaurante. Eu particularment não senti incômodo algum. O restaurante dá um giro completo em seu eixo em cerca de 1 hora, de modo que a movimentação é bem lenta, quase imperceptivel.

Eu achei o Giratório um programa imperdível, pois além de conciliar boa comida, é também um ponto turístico, com uma bela vista da cidade.

Depois do almoço, fomos caminhando pelo bairro de Providência por cerca de 10 minutos até o Parque de las Esculturas, uma área muito agradável e que rende fotos lindíssimas. O parque tem esse nome por causa das diversas esculturas espalhadas em seu entorno. É um programa bastante interessante para crianças.

Parque de las Esculturas

Parque de las Esculturas

Em seguida, a ideia era visitar a torre do Costanera Center, onde existe um mirante, mas infelizmente na época da viagem (junho/2015) ainda não estava aberto ao público. No início de agosto daquele ano, finalmente o mirante foi inaugurado. O arranha-céu é o maior da America Latina, com 63 andares e 300 metros de altura. Taí um bom motivo para retornar.

Assim como a Macy´s de Nova York, o shopping Costanera é organizado por setores (feminino, masculino, infantil, eletrônicos, restaurantes, decoração) divididos por andar, o que facilita bastante a procura pelo que nos interessa.

DICA: Os turistas podem obter uma pulseira ou folheto que dá direito a descontos, bastando dirigir-se ao guichê da On Tour no 2° piso, em frente a loja da Ripley e apresentar o RG ou passaporte. A lista completa das lojas que oferecem descontos pode ser acessada no site do Shopping Costanera Center.

Desistimos de passear pelo shopping, pois minha esposa estava com uma forte dor de cabeça desde cedo, possivelmente por conta da poluição, já que não chovia na cidade há muito tempo e o ar estava realmente muito seco e pesado. Então seguimos até a estação de metrô Tobalaba e retornamos ao hotel, fizemos um lanche lá mesmo e fomos dormir mais cedo.

Alugar um carro pode ser uma ótima opção

A melhor forma de explorar um novo destino, com liberdade total, é alugando um carro. Em muitos casos você poderá economizar, evitando despesas com translados e deslocamentos em geral. Será que vale a pena? Faça uma cotação online na RentCars e encontre as menores tarifas entre as principais locadoras. Você tem a vantagem de poder pagar em reais, sem IOF, e ainda parcelar no cartão.

DIA 3: Embalse el Yeso - Cerro San Cristóbal - Patio Bellavista

Este dia estava inicialmente reservado para conhecermos as estações de esqui próximas de Santiago. Mas como a neve não chegava e eu já sabia que as estações estavam fechadas, algumas até fazendo neve artificial, decidi mudar os meus planos.

Contratamos um motorista para nos levar até a represa de Embalse el Yeso, um lugar belíssimo onde existe um lago enorme com capacidade para mais de 250 milhões de metros cúbicos de água formada pelo degelo da cordilheira, com uma tonalidade incrível que oscila entre o azul turquesa e o verde esmeralda. A represa é a principal fonte de abastecimento de água da cidade de Santiago. As montanhas ao redor dão um charme especial à paisagem, pois ficam cobertas de neve quase o ano todo.

Embalse fica na região de Cajon del Maipo, distante cerca de 73 km de Santiago e cerca de 1h depois do povoado de San José de Maipo. San José é também ponto de partida para outros locais muito procurados da região como Baños Morales e Baños Colinas, Thermas del Plomo, El Morado, etc.

Estrada para Cajon del Maipo e Embalse el Yeso

Estrada para Cajon del Maipo e Embalse el Yeso

A viagem é uma atração à parte, pois a paisagem é muito pitoresca e fica ainda mais atraente pelo contorno das montanhas no horizonte. No caminho é possível encontrar pequenos riachos, cachoeiras congeladas e picos de montanhas nevados, mesmo no verão. Tem até um túnel de trem desativado e um acampamento militar abandonado no caminho.

Caminho para Embalse el Yeso: túnel desativado, acampamento militar abandonado, cachoeira congelada. Rio Maipo

Caminho para Embalse el Yeso: túnel desativado, acampamento militar abandonado, cachoeira congelada. Rio Maipo

Porém, o passeio deve ser planejado com cuidado. Não é recomendável ir por conta própria, principalmente durante o inverno. O caminho não é asfaltado, é todo pedregoso, cheio de curvas e precipícios. Não há mureta de proteção e em alguns trechos só passa um veículo por vez. Teve uma hora que o motorista precisou dar uma ré para a passagem de outro veículo, que eu senti um frio na barriga, ao olhar pela janela o penhasco tão perto. É perigoso para quem não está acostumado com este tipo de estrada, além da necessidade de um carro apropriado. Por isso, vale a pena contratar o passeio com uma agência. Na GetYourGuide você tem a garantia do menor preço, economiza tempo e dinheiro e faz seu passeio com mais comodidade e segurança.

Estrada de chão até Embalse el Yeso

Estrada de chão até Embalse el Yeso

Depois de andar por cerca de 1 hora por uma estradinha complicada, sacolejando dos pés à cabeça, enfim a recompensa:

Embalse el Yeso

Embalse el Yeso

As atrações do Cajon del Maipo têm sido bastante procuradas nos últimos tempos, pois o lugar é perfeito para fugir da poluição da cidade, respirar um pouco de ar puro e ter contato direto com a natureza.

É preciso acompanhar o clima, pois quando há muita neve as estradas são bloqueadas. As agências costumam informar os dias em que não é possível chegar até Embalse.

Quando eu fui, a estrada não estava coberta de neve e conseguimos chegar bem pertinho do lago. Foi um dos passios que mais gostei de fazer em toda a viagem, além de diferente de tudo o que já vi, pois a paisagem é realmente belíssima.

Restaurante Casa Bosque em Cajon del Maipo

Restaurante Casa Bosque em Cajon del Maipo

Recomenda-se levar água e lanche, pois lá não há nenhum local para comprar comida. É tudo muito rústico, quase não se vê ninguém pelo caminho. Na volta, paramos para almoçar no restaurante Casa Bosque, um lugar que parece ter saído da história da Branca de Neve e os 7 Anões, de tão peculiar. Comi um bife de chorizo que estava delicioso. O preço, como de hábito, salgado....

De volta a Santiago, pedimos ao motorista que nos deixasse próxio ao Cerro San Cristóbal. O acesso ao cerro pode ser feito por sete pontos de entrada do Parque Metropolitano de Santiago. O modo mais fácil de chegar ao topo é pegando o funicular, que sai do terminal na Calle Pio Nono a cada 30 min. A viagem dura 10 minutos e quem não tem medo de altura terá uma visão privilegiada de Santiago. Mas também é possível subir o cerro a pé, de bicicleta ou de carro.

A ideia era subir de funicular até o Zoológico que existe no caminho e depois seguir até o topo, mas já estava fechando, então, decidimos ir direto até o mirante. Para quem quer ir até o zoo, é preciso chegar até às 16h.

A expectativa era grande, pois o local fica a 900m de altura e é considerado o maior parque urbano do Chile e um dos maiores do mundo. Haviam me dito que de lá se tem a melhor vista de Santiago com a Cordilheira dos Andes ao fundo. Porém, como era final de tarde, a vista não estava boa devido à névoa formada pela poluição e quase não se via nada direito. Depois eu soube que nessa época de poucas chuvas, o ideal é ir pela manhã pois a vista fica mais limpa.

Subindo mais um pouco, há um santuário muito bonito dedicado à Virgem Inmaculada Concepción, local onde o Papa João Paulo II celebrou uma missa em 1987, em sua única visita ao Chile.

Cerro San Cristóbal: Virgem Inmaculada Concepción, feirinha e vista da cidade

Cerro San Cristóbal: Virgem Inmaculada Concepción, feirinha e vista da cidade

No site do Parque Metropolitano de Santiago é possível consultar os dias e horários de funcionamento e os preços do ingresso do funicular e do zoológico.

Lá no alto do Cerro há barraquinhas que vendem souvenir. Não tem tanta variedade quanto na feirinha do Cerro Santa Lúcia, mas é possível encontrar lembrancinhas bem legais com bom preço.

Descemos o Cerro e fomos caminhando pela Calle Constituición até a entrada da La Chascona, uma das casas-museu de Pablo Neruda. Eu não tinha pretensão de entrar, até porque o horário já não permitia. O lugar é sede da Fundação Pablo Neruda e foi uma das residências do famoso poeta chileno. As outras duas casas do artista ficam em Isla Negra (que eu ainda visitaria dois dias depois) e Valparaíso (que também não conheci).

Patio Bellavista

Patio Bellavista

Seguimos caminhando pela Calle Constituicion e observando o astral da região, repleta de bares e restaurantes. Entramos no Pátio Bellavista para conhecer. O local é cheio de lojas de artesanato, bares e restaurantes dos mais variados tipos. É point de encontro para noitadas. O ambiente é muito agradável e bem frequentado tanto por turistas quanto pelos próprios chilenos.

Depois de dar umas voltas por ali, retornamos caminhando para o apart. Atravessamos a ponte e continuamos pelo Parque Florestal até a sorveteria Emporio La Rosa, onde tomamos um hellado com brownie maravilhoso. O sorvete de lá é considerado um dos 25 melhores do mundo.

Já contratou o Seguro Viagem?

Não corra riscos desnecessários e evite viajar preocupado, contrate um seguro viagem e aproveite ao máximo suas férias. Faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05

DIA 4: Parque Arauco - KidZania - Bali Hai à noite

Após o café da manhã no apart, seguimos até a Augustinas para trocar mais um pouco de pesos e retornamos ao hotel para aguardar o transfer gratuito até o Shopping Parque Arauco (clique no link em laranja para obter infomações sobre o serviço).

Shopping Parque Arauco: Boulevard

Shopping Parque Arauco: Boulevard

Não achei os preços atraentes. Não comprei nada pra mim. Minha esposa conseguiu comprar algumas roupas na Ripley. O que achei que valeu a pena foi uma chuteira da Nike para o meu filho. Eu já tinha ouvido falar que calçado no Chile era mais barato que no Brasil e realmente a chuteira estava uns R$ 40,00 mais barata.

O shopping possui uma área externa conhecida como Boulevard que possui dezenas de bares, restaurantes e quiosques super agradável e bastante semelhante ao Pátio Bellavista. Almoçamos um hamburguer muito gostoso no restaurante Mr. Jack, especializado em sanduíches.

DICA: o Parque Arauco também oferece um cartão com descontos para os turistas, bastando comparecer ao balcão de informações no 1º andar próximo ao Starbucks com o passaporte. A lista completa das lojas que oferecem descontos pode ser acessada no site do Parque Arauco.

De tarde fomos ao KidZania, uma espécie de parque de diversões em formato de minicidade onde crianças de 4 a 13 anos podem explorar, experimentar e aprender um pouco do mundo das profissões da maneira que elas mais gostam: brincando.

É recomendável que o ingresso seja comprado com antecedência pela internet, para evitar o risco de estar esgotado na bilheteria. Quase deixamos de entrar por isso. Há um limite de pessoas que podem ficar lá dentro em cada turno e depois que os ingressos esgotam, a bilheteria fecha. Na hora que chegamos já estavam esgotados, mas depois de muita insistência, conseguimos entrar após aguardar a saída de algumas pessoas. Demos sorte.

Lá dentro, cada criança recebe 50 kidzos (a moeda local) para iniciar as atividades. Existem três tipos de atividades: as voluntárias, onde a criança não recebe nem paga nada para participar; as remuneradas, em que a criança recebe um valor para trabalhar; e as pagas, onde a criança paga para participar. As atividades tem uma duração aproximada de 15 minutos, fora o tempo de espera na fila.

Para quem não conhece como funciona, pode parecer um pouco confuso, mas depois que você entende a mecânica, fica mais fácil. Há restrições de altura e habilidades de ler e escrever em algumas atividades. Portanto, é importante verificar antes de entrar na fila. Há placas na entrada de cada atividade com as informações.

Particularmente achei que para as crianças menores, existem muitas restrições, principalmente porque há uma necessidade de interação com os monitores e a dificuldade da língua acaba tornando algumas atividades menos interessante. Para os adultos, o passeio torna-se um pouco cansativo se for um dia muito cheio, pois as filas ficam grandes e demoradas. Por isso é bom evitar os finais de semana.

Kidzania

Kidzania

O KidZania fica localizado no subsolo do Parque Arauco, na Av. Presidente Riesco 5330, Las Condes. Não funciona às 2ª feiras. Nos demais dias da semana é preciso acompanhar no site, pois os horários variam por dia. Normalmente aos domingos há um único turno, ou seja, o ingresso vale para o dia inteiro. Nos outros dias, o ingresso é válido por turno (manhã ou tarde). O ideal é chegar bem no começo do turno para aproveitar ao máximo. O ingresso não é barato. Criança paga 11.950 pesos e adultos pagam 7.950 pesos.

Depois de algumas horas de diversão no KidZania era hora de ir embora. Ainda precisava pegar o carro que havia alugado. Optei por pegar um táxi até o bairro Bellavista, onde ficava a locadora, e acabei entrando em uma furada, pois fomos pegos por um golpista que nos cobrou 14.000 pesos, sendo que a corrida não sairia por mais de 7.000.

À noite fomos ao Bali Hai, um tradicional e famoso restaurante que oferece show com danças folclóricas chilenas.

Como eu estava com carro alugado, optei por ir por conta própria. Eu já havia feito a reserva por email na véspera. Não é possível ir ao Bali Hai sem reserva prévia.

O preço do jantar por adulto (Menu Grand Carta) custa 29.200 pesos. Criança paga 12.500, além disso tem os 10%. Esse menu tem direito a um drink aperitivo, uma entrada, um prato principal e uma sobremesa. Não há bebida inclusa. Apenas a criança tem direito a dois refrigerantes.

Bali Hai

Bali Hai

O show tem 2h horas de duração aproximadamente e começa às 21h.

É possível estacionar no local, mas é preciso chegar com bastante antecedência (até 20h).

Para quem não está de carro, talvez valha mais a pena contratar uma agência, pois cobram em média 40 mil pesos por pessoa, já incluído o transfer, um buffet mais variado e bebida (só não sei dá direito a todo tipo de bebida).

O lugar tem uma decoração muito caprichada e cheia de detalhes. O show em si é interessante, mas não achei sensacional. Comparando um show típico com outro, gostei mais do tango na Argentina. Mas a comida é bastante saborosa. Achei que valeu a pena apesar de muito caro.

Considerações Finais

Esta sugestão de roteiro não foi exatamente a sequência que segui, pois eu tive alguns imprevistos que me obrigaram a dividir minha estadia em Santiago em duas etapas. Portanto, precisei fazer alguns ajustes para que a programação não ficasse tão bagunçada e pudesse ser publicada aqui.

Confira outras dicas importantes que é preciso saber antes de viajar para o Chile.

Acesse nossa página completa de destinos e confira todo nosso conteúdo sobre o Chile . Se ainda assim, você tiver alguma dúvida ou sugestão, não deixe de fazer seu comentário abaixo.

Agradecemos a sua participação.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece plano de dados em 210 países, com conexão de internet ilimitada. Você informa o número de dias da viagem, recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Compre ingressos para atrações, shows, espetáculos, eventos, tours, passeios e muitas outras experiências com a GetYourGuide. A empresa, presente nos principais destinos, oferece vantagens como a garantia do menor preço e a possibilidade de reserva online antecipada, garantindo seus bilhetes antes da viagem.

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

31 Comentários
  1. Marco Aurélio
    Marco Aurélio

    Vinicius, tudo bem?
    Vi que ficou no Altura Suites, na Huerfanos. Minha esposa e eu vamos pra lá em outubro e ficaremos neste mesmo apart. O que achou de lá? vale a pena?

    • Vinícius Miranda

      Olá Marco Aurélio,
      O Altura Suites é um apart muito bem localizado no centro de Santiago, com acesso fácil para diversos pontos da cidade, tanto a pé quanto de ônibus ou metrô. Ele fica próximo de duas estações de metrô (Bellas Artes e Santa Lúcia). Também está a poucos metros do elevador que leva até o Cerro Sta Lucia.
      Há uma entrada na Huerfanos e outra na Merced. Na Merced, há um supermercado bem ao lado, o que é bastante útil para comprar comida e levar pro hotel, pois não há café da manhã.
      Os apartamentos contam com microondas, fogão, geladeira e utensílios de cozinha, caso vocês desejem fazer comida e baratear um pouco os custos, pois alimentação é muito cara no Chile.
      Minha experiência no Altura Suites foi razoável. Eu estava com esposa e filho e neste ponto não achei muito legal, pois eles nunca deixavam toalhas de banho suficientes para os três. Se você estiver em casal, isso não seria um problema.
      Não há calefação, o que pode trazer transtornos em dias muito frios. Assim como não há ar condicionado, o que prejudica no verão. Acho que para outubro, não fará falta nenhuma.
      O check-in é bastante confuso em horários de pico, pois você, ao chegar na recepção, é direcionado a um escritório que fica no terceiro andar e lá faz o pagamento das diárias. O escritório é minúsculo e faz fila no corredor.
      Procure pagar em dólares ou cartão de crédito para ter direito à isenção do IVA. Mas tome cuidado, pois eles me sacanearam, dando troco em notas de dólares velhas e depois eu não consegui passá-las à frente. Procure pagar com dinheiro trocado (e notas novas) ou então receba o troco em pesos ou notas de dólar novas.
      Eu daria uma nota 7 para o Altura Suites. Acho que pelo custo x benefício vale a pena, se você for ficar poucos dias e não for muito exigente com conforto e limpeza extrema.
      Eu ficaria novamente lá se retornasse apenas com minha esposa para ficar poucos dias.
      Se você quiser outras sugestões de hospedagem em Santiago, dá uma conferida neste link: Dicas de Hotéis e Aparts em Santiago no Chile.
      Para dúvidas sobre que moeda levar: Dólar ou Real: Que Moeda Levar pro Chile?
      E antes de viajar, não deixe de conferir essas dicas: Dicas do Chile: O que Preciso Saber Antes de Viajar.
      E não deixe de conferir o nosso conteúdo completo sobre o Chile.
      Bom planejamento e boa viagem!!

  2. Larissa

    Olá Vinícius, achei suas dicas excelentes… Parabéns! tenho uma dúvida e gostaria de saber se você pode me ajudar: qual motorista você contratou para ir até o embalse el yeso? e como funcionaram os valores?
    muito obrigada desde já!

    • Vinícius Miranda

      Olá Larissa.
      Espero que as dicas ajudem.
      Sobre Embalse, nós fomos com o mesmo motorista de táxi que nos buscou no aeroporto. Mas eu recomendo fazer com agência, pois o custo x benefício é melhor. Se não me engano, ele cobrou 60 mil pesos para nos levar (éramos 2 adultos e 1 criança). As agências cobram na faixa de 35 a 40 mil por pessoa. O que aconteceu foi que eu modifiquei meu roteiro muito em cima da hora e não consegui vaga pelas agências, então o taxista se dispôs a nos levar. Mas se eu pudesse escolher, teria optado pelo serviço da agência, pois além de mais seguro, é mais completo e algumas até oferecem lanches (vinho, tábua de frios e até churrasco chileno).
      Em época de neve é mais perigoso, muitas vezes as estradas são bloqueadas, portanto, é importante consultar sempre antecipadamente com uma agência, pois eles sabem quando dá pra ir ou não.
      Infelizmente eu não teria uma agência específica para te indicar, pois não utilizei o serviço de nenhuma, mas existem várias que oferecem o passeio, inclusive de brasileiros que residem no Chile. É só procurar.
      Abraços

  3. Marcelle Evangelista

    Boa tarde.

    Adorei as dicas, mas fiquei com uma dúvida. Vc disse que Cerro Santa Lucia não funciona aos domingos e segundas e algumas pessoas me disseram que abre nesses dias. Você tirou essa informação de algum site?

    Marcelle Evangelista

  4. José Bouzon

    Olá, boa noite.
    Estou fazendo algumas pesquisas sobre Santiago e adorei seus comentários sobre a cidade. Estamos planejando a viagem para Abril e gostaria de saber se ficaste com o contato do taxista que te apanhou ao aeroporto e te levou até embalse el yeso? Vc comenta que o taxista teria cobrado 60 mil pesos e a agência teria cobrado 35 a 40 mil pesos por pessoa. O taxista cobrou 60 mil por cada pessoa? ou 60 mil pelas três pessoas? Na verdade vc acha que sairia mas barato o passeio pela agência pelo fato da mesma cobrar um pouco mais caro deviso a inclusão da alimentação? segurança? ou qual o motivo?
    Depois de Santiago, estou pretendendo dar uma esticada até o Atacama, mas só com um dos meus filhos que o mais velho. Me aconselharia alguma agência? alguma companhia de Ônibus, ou aérea?
    Muito Grato

    José Bouzon

    • Vinícius Miranda

      Fala Bouzon,
      Olha, não tenho mais o contato do taxista que me levou a Embalse. Troquei de celular e o registro não ficou guardado no cartão de memória. O preço era 60 mil pesos para os três.
      A questão do preço não deve influenciar muito nesse tipo de passeio, pois o que vale mais é a segurança. Mesmo ficando mais caro, a agência tem uma estrutura maior, e, algumas ainda oferecem o diferencial do lanche (não é um almoço. Eles costumam fazer um churrasco chileno e oferecem vinho).
      Sobre o Atacama, não tenho como te informar, porque não fui. Existem companhias de ônibus, mas acho que é muito longe pra encarar a viagem. Vai depender do tempo que você tiver disponível. Há vôos regulares para a cidade de Calama (a mais próxima de San Jose do Atacama). Eu fui a Puerto Montt utilizando a cia aérea Sky e gostei bastante. Outra opção é a LAN.
      Abraços

  5. Felipe

    Vinícius,

    Muito bom o seu roteiro, certamente usarei como base para montar o meu. Vou no dia 04 de abril para BA e depois ficarei do dia 07 ao dia 11 em Santiago, vou eu e minha namorada apenas, já temos passagens compradas e hotel fechado pelo booking, o hotel é o plaza san Isidro, você sabe me dizer se é bom? bem localizado? etc…
    Gostaria de saber também quanto devo levar para passar 4 noites, uns 1800 reais ta bom?
    Fora calçados, o que mais compensa comprar?
    Também gostei desse passeio que você fez até Embalse, poderia dar o máximo de informações possível?

    Agradeço muito pela atenção e fico no aguardo da sua resposta.

    Felipe

    • Vinícius Miranda

      Felipe,
      O Plaza San Isidro é um apart hotel. A avaliação do Booking é ótima e a localização é bacana, no Centro.
      Sobre a quantia a levar, tenta arredondar aí pra 2.000 reais pra você ficar tranquilo. Sem contar hospedagem, ok?
      Sobre compras, eu realmente não achei grandes vantagens lá não. Eletrônicos não compensa pois não pode parcelar e não dá garantia.
      Quanto ao passeio de Embalse, trata-se de um local muito bonito, mas sem qualquer estrutura. É um passeio de curta duração, ou seja, só mesmo para conhecer o local e tirar fotos. Eu acho que vale muito a pena. Procure fazer com agência, pois o local é de difícil acesso e alguns trechos até perigosos. Os detalhes da minha experiência você pode conferir na matéria.
      Abraços

  6. José Lopes Cavalcante

    Olá Vinícius!
    Estou me programando para ir ao Chile em meados de setembro e preciso de algumas dicas. E tenho certeza que você pode me ajudar muito.
    Primeiro gostaria de um lugar para me hospedar que seja mais em conta, mas que ofereça bares, lojas, entretenimento noturno e fácil locomoção para os passeios culturais.
    Se você puder gostaria de um roteiro para 4 ou 5 dias.
    Grato.

  7. Luisa

    Olá Vinicius!
    Esse passeio de Embalse el Yeso, vc lembra quanto pagou para um motorista te levar até lá? É tranquilo fazer bate e volta?
    Não sei se indo agora no inverno seria uma boa alternativa alugar carro e ir por conta própria. Talvez fosse melhor alguém que nos levasse. onde consigo informações a respeito?Obrigada desde já.
    Abraço,
    luisa

    • Vinícius Miranda

      Luisa,
      Segue resposta para pergunta semelhante já feita aqui no blog:
      “Sobre Embalse, nós fomos com o mesmo motorista de táxi que nos buscou no aeroporto. Mas eu recomendo fazer com agência, pois o custo x benefício é melhor. Se não me engano, ele cobrou 60 mil pesos para nos levar (éramos 2 adultos e 1 criança). As agências cobram na faixa de 35 a 40 mil por pessoa. O que aconteceu foi que eu modifiquei meu roteiro muito em cima da hora e não consegui vaga pelas agências, então o taxista se dispôs a nos levar. Mas se eu pudesse escolher, teria optado pelo serviço da agência, pois além de mais seguro, é mais completo e algumas até oferecem lanches (vinho, tábua de frios e até churrasco chileno).
      Em época de neve é mais perigoso, muitas vezes as estradas são bloqueadas, portanto, é importante consultar sempre antecipadamente com uma agência, pois eles sabem quando dá pra ir ou não.
      Infelizmente eu não teria uma agência específica para te indicar, pois não utilizei o serviço de nenhuma, mas existem várias que oferecem o passeio, inclusive de brasileiros que residem no Chile. É só procurar”.

      Não recomendo alugar carro e ir por conta principalmente durante o inverno, pelas razões que já expliquei. É um risco que não vale a pena correr. Vá com alguém que conheça o local.
      Dá pra fazer bate-volta tranquilo. São aproximadamente 2h de viagem.
      Abçs

  8. Carla Nunes

    Shoooow! Amei!
    Vou agora em Maio, ficarei 5 dias e peguei algumas dicas no seu blog, inclusive para ir até Embalse El Yeso por meio de uma agencia. =)

  9. Vinícius Miranda

    Carla!!
    Que legal que ajudou! Espero que tenha uma ótima viagem.
    E não esqueça de voltar aqui depois para deixar o seu relato.
    Abçs

  10. Rosi

    Olá Vinicius,

    estou indo ao Chile em 15 de dezembro com um casal de amigos que tem um filho de 3 anos.

    Tem alguma dica legal pra gente? Ja ta tudo ok, passagens, hotel… eu vou no dia 15 de dezembro,minha amiga chega la dia 14.

    Ela está querendo ir em um zoologico que viu pela internet, estamos querendo ir no Vale Nevado alguma dica?

    • Vinícius Miranda

      Olá Rosi,
      Santiago tem muita coisa legal para crianças
      Tem o “Kidzania”, “Fantasilândia”, um parque de diversões. O “Parque Safari” na cidade de Rancagua, próximo de Santiago. Tem também um zoológico no Cerro San Cristobal.
      Vale Nevado não vai ter neve. Não sei se é uma boa ideia.
      Abçs

  11. Giovana

    Olá,

    Chego em Santiago dia 22 de dezembro umas 13h e vou embora dia 23, por volta das 20h. Vou aproveitar minha escala (sou comissária) para passear por lá.
    Tenho pouco tempo. Do que vc viu, o que seria imprescindível conhecer?

  12. Patricia Leite Brito

    Oi Vinícius.
    Adorei o seu blog. Já estive em santiago há 12 anos atras, e adorei. Estou com tudo planejado para uma nova viagem em julho para apresentar o chile, e talvez a neve, ao meu marido e meus 3 filhos.
    Fiquei feliz em saber que tem várias atividades para crianças. e vou tentar tb fazer essa viagem ao Cajon del maipo.
    Valeu pelas dicas.

  13. JORGE LUIZ PENARIOL

    Ola Vinícius, suas dicas são excelentes, vão ajudar muito a viagem minha e esposa agora para julho para Santiago. Como devemos chegar la, mais ou menos no horário que você chegou, te pergunto, a chegada em Santiago, em pleno inverno, por volta da meia noite, saindo do aeroporto via taxi ou tranfer é administrável quanto ao frio ou a gente tem que chegar já devidamente empacotado?

  14. Suelen Palma

    Olá Vinicius,
    Tudo bem?
    Adorei seu post, vai me ajudar bastante já que ficarei apenas 04 dias na cidade.
    Estou indo em meados de Agosto e espero pegar frio por lá… vou ficar no bairro providencia e observei que tem muitas coisas bacanas por lá, inclusive o Giratório…rs. Falando nele, o ideal (pela vista) seria almoço ou jantar? E sobre o Uber na cidade… você acredita ser seguro? Vi que existem vários locais que podemos ir apé ou metrô porém penso no retorno noturno…

    Obrigada e parabéns!!!

    • Vinícius Miranda

      Oi Suelen,
      Fico feliz que o post tenha ajudado.
      A região de Providência é ótima e realmente tem bastante coisa para se fazer por perto.
      Sobre o Giratório, eu fui durante o dia, mas certamente a vista noturna deve ser bem bacana também. Fique atenta apenas à necessidade de fazer reserva caso você vá a noite.
      Em relação ao Uber, eu tomei conhecimento de que está funcionando por lá há cerca de 1 ano, mas não tive a experiência de usar porque quando fui ainda não funcionava. Porém, acredito que seja bem melhor e seguro (em relação aos golpes) do que os táxis que tem uma péssima fama. Eu não pensaria duas vezes em utilizar o Uber.
      Sobre andar a noite, recomendo que você tome os mesmos cuidados que tomaria aqui no Brasil. Apesar de Santiago ser considerada uma cidade segura, não vale a pena dar bobeira na rua. Dependendo do local e hora, é melhor pegar um Uber (ou táxi) pra ir pro hotel.
      Espero ter ajudado
      Abçs

  15. Giulliana Fischer

    Olá Vinicius, estou devorando e amando os seus posts e dicas. Esse principalmente foi bem útil. Eu viajo no começo de abril, serão apenas 4 dias dos quais dois eu farei vina e valparaiso e no outro Cajon. Nos dias que sobra quero conhecer alguns lugares como Sky Coatanera, Hard rock, ver a troca da guarda, algum cerro e andar pelo centro. Eu pre reservei um apart na rua huefarnos e agora estou na dúvida se é o melhor lugar pra se ficar…
    Gosto de sair à noite pra comer e me disseram que lá n tem nada a noite, que seria melhor ficar em bellas artes ou providência. É isso mesmo? O que acha?
    Obrigada!

    • Vinícius Miranda

      Olá Giulliana,
      Eu fiquei hospedado no Centro, exatamente na Huerfanos e achei ótima a localização, pois é próxima do metrô e dava pra fazer muita coisa pé. De fato, fica mais deserto a noite, mas não há maiores perigos.
      Agora, não tenha dúvida de que a região de Bellavista é mais badalada e movimentada a noite. Se sua intenção é curtir as noitadas e restaurantes da região, essa é o melhor localização.
      Dá uma olhada no nosso post com dicas de hotés e aparts em Santiago
      Abçs

  16. Conhecendo Santiago do Chile

    Adorei o roteiro proposto no post!
    Parabéns pelo blog!

Totos os direitos reservados