Visita ao Castelo de Warwick na Inglaterra

Já pensou em conhecer um autêntico castelo medieval na sua viagem à Inglaterra? Se a ideia te atrai, então veja como fazer para chegar e o que ver no milenar Castelo de Warwick.

Castelo de Warwick

Castelo de Warwick

Um dos grandes baratos da Europa é justamente o fato de quase tudo por lá ser muito antigo – algo totalmente diferente pra nós brasileiros, que estamos acostumados com uma história mais recente, de pouco mais de 500 anos.

Apesar das inúmeras construções e monumentos antigos espalhados pelo continente, nada é mais representativo desta história milenar do que os inúmeros castelos medievais que existem por lá.

Quando decidi fazer minha primeira viagem à Europa, não pensei 2 vezes e procurei logo arrumar uma visita a um castelo genuíno.

Imagina só: eu adoro história e me amarro nesses filmes que se passa na época medieval, com direito a duelos de cavaleiros com armadura e tudo mais. Como ia perder essa oportunidade?

O primeiro país que visitei no Velho Continente foi a Inglaterra e, pra minha sorte, havia várias opões por lá. E o 1º escolhido foi o Castelo de Warwick.

Foi um passeio muito bacana! Pra uma pessoa que adora história, de fato, foi inesquecível. O primeiro castelo a gente nunca esquece...

Minha visita ocorreu em Março de 2011, numa excursão de 1 dia (day trip) que a recepção do meu hotel de Londres havia indicado. Ela incluía também uma ida à Stratford-upon-Avon e uma ida à Oxford no mesmo dia.

No fundo, não foi uma boa ideia, pois minha passagem pelo castelo acabou sendo mais corrida do que eu gostaria. O guia deixou o nosso pequeno grupo na entrada e nos deu apenas 1h30 pra visitar tudo.

Pode parecer o suficiente, mas percorrer todo o complexo, que inclui o castelo propriamente dito e mais os jardins em volta, iria requerer bem mais do que isso. Um meio período, e isso sendo bastante sucinta.

Neste post, trago todas as informações para quem pretende conhecer este belo castelo, com dicas de como fazer para chegar e o que ver por lá (incluindo algumas das minhas impressões).

Como chegar ao Castelo de Warwick?

A construção está localizada na cidade de Warwick, numa colina que fica às margens do Rio Avon.

Contando que você esteja em Londres e queira ir por conta própria até Warwick, a melhor forma de chegar é indo de TREM.

Em Londres, pegue um na estação Marylebone. A viagem dura cerca de 1h 45 minutos até a única estação ferroviária de Warwick, que fica a cerca de 800 metros do castelo (isso dá um pouco mais de 10 minutos de caminhada).

Confira, neste link em laranja, o trajeto entre a estação de trem e o Castelo de Warwick marcado no Google Maps.

Caso você esteja vindo de outra cidade inglesa ou quer saber mais informações sobre os horários dos trens, consulte as opções no site da National Rail.

Outra forma seria indo de CARRO. Se você não tiver dificuldades com relação à mão inglesa (invertida), é uma possibilidade e dá pra estacionar nas imediações do castelo.

Nós aqui do blog indicamos a RentCars, que te ajuda a comparar preços de várias locadoras e vários modelos de carro de maneira rápida e segura. O grande diferencial é que você paga o valor em reais, sem IOF, e pode dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveitar um desconto de 5% no boleto bancário.

Confira as opções e preços dos estacionamentos, disponibilizados pelo site oficial.

O que ver no Castelo de Warwick?

Como disse acima, sempre tive vontade de conhecer um castelo medieval de verdade. E esse foi o primeiro que visitei.

Logo que passamos pelo portão de entrada da atração, nos deparamos com a bela construção, cercada por muralhas e torres.

Castelo de Warwick e o Rio Avon

Castelo de Warwick e o Rio Avon

Para uma pessoa que adora história (como eu) foi um deslumbramento esse primeiro contato. Eu já tinha visto algumas replicas de castelo por aí, como um cenário montado. Mas dessa vez, não. Era um de verdade! Bem ali na minha frente!

A fortaleza está situada numa colina que fica às margens do Rio Avon e é muito antigo: foi construído no ano 1068 por Guilherme, o Conquistador.

Cerca de 20 anos depois, passou para as mãos de Henrique de Beaumont, que foi nomeado o 1º Conde de Warwick. Começava aí uma vasta sucessão de famílias que utilizariam o prestígio do castelo e do título para obter poder. Até a própria Coroa Britânica chegou a ser a dona por um tempo, quando ocorreu um impasse com relação aos herdeiros da propriedade.

Por falar na Coroa, vários monarcas ingleses passaram por ali, incluindo as lendárias Rainhas Victória e Elizabeth I – mostrando que o Castelo de Warwick sempre foi muito prestigiado.

A última proprietária do castelo foi a família Greville, que assumiu o comando no início do século 18 e acabou por vender a propriedade para o Grupo Tussauds em 1978 – aquele mesmo que administra os museus de estátuas de cera pelo mundo a fora.

O Grupo transformou o Castelo de Warwick numa espécie de “museu medieval” e organizou tudo de uma forma que pudesse fazer com que o visitante se sentisse transportado para a Idade Média.

O complexo é composto pelo castelo e sua muralha, um belo parque verde no entorno e uma ilha situada no meio do Rio Avon.

O interior do castelo

Há vários portões de acesso na muralha e você pode escolher qualquer um deles para acessar o pátio interno, que possui um belo gramado no centro e várias atrações.

Pátio interno do castelo

Pátio interno do castelo

No dia da minha visita, fui recepcionada por atores vestidos a caráter, o que me ajudou a entrar no clima medieval do lugar.

Lá dentro, há várias coisas bacanas para fazer:

Caminhar pela muralha, percorrendo parte do seu perímetro e passando por algumas das torres (dá até pra subir numa delas).

• Visitar o antigo calabouço da Caesar Tower (conhecido como Gaol), onde há uma exposição de objetos e instrumentos de tortura medievais.

• Visitar a atração The Castle Dungeon, em que atores revivem as histórias mais horripilantes das masmorras do castelo e interagem com os visitantes (uma brincadeira para quem tem nervos de aço e impróprio para crianças).

Subir o Mound (ou monte), que é a parte mais alta do complexo e onde ficava o castelo original criado no século 11 por Guilherme, o Conquistador. Lá você tem uma vista incrível do complexo, do rio Avon e também da cidade de Warwick (reza a lenda que dá até pra ver a cidade de Stratford-upon-Avon!).

No sentido horário, começando da esq: Muralha, calabouço da Caesar Tower, o Mound e atores do "The Castle Dungeon"

No sentido horário, começando da esq: Muralha, calabouço da Caesar Tower, o Mound e atores do "The Castle Dungeon"

Já contratou o Seguro Viagem?

Você sabia que quando se viaja para a Europa a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatória? Então, faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com ótimo custo benefício. Aproveite essa oportunidade e tenha 5% de desconto utilizando o nosso cupom: PARAVIAGEM05

Mas o grande destaque da visita ao interior do Castelo de Warwick é mesmo o palácio.

O Grupo Tussauds organizou os aposentos colocando móveis antigos (há salas de estar e de jantar, quartos e até banheiros), objetos de época e, é claro, bonecos de cera vestidos a caráter, ilustrando bem aos visitantes como tudo era em outras épocas.

O interior do Castelo e os bonecos de cera

O interior do Castelo e os bonecos de cera

Apesar de ter gostado bastante de como o interior estava arrumado, eu esperava encontrar uma coisa mais medieval lá dentro. Na verdade, a decoração e os bonecos estão representando uma era mais recente – a vitoriana.

Mas fui recompensada no final, quando chegou a sala das armaduras. Há vários objetos de metal em exposição, como lanças, escudos, armas e armaduras. Tudo muito bem disposto para os visitantes apreciarem.

A sala das armas e armaduras

A sala das armas e armaduras

Se tiver visitando o castelo com alguma criança (principalmente se for uma menina), não deixe de dar uma passada na Princess Tower, onde há uma atração cujo tema é baseado nos romances de princesas e príncipes que costuma encantar as pequenas.

Aliás, o Grupo Tussauds vive criando atrações novas. Em 2015 eles inauguraram a Time Tower, que traz uma exposição muito bacana sobre a história do castelo, com imagens e simulações para o visitante conseguir visualizar como tudo era há séculos atrás. Uma pena que não havia sido criado em 2011 (,i>eu ia adorar)...

No interior também há muitas apresentações com atores vestidos a caráter. E a programação muda com frequência.

Os Jardins e a Ilha

Ao redor da muralha do Castelo de Warwick encontramos um belo parque com uma área verde bem cuidada, que se estende até a ilha que fica no Rio Avon.

Eles foram criados inicialmente como estratégia de defesa durante a Guerra Civil, no século 17. Quando os Greville assumiram a propriedade e decidiram transformá-la em sua “casa de campo” no século seguinte, contrataram um paisagista para criar os jardins decorativos que vemos hoje em dia.

3 principais nas dependências do Castelo de Warwick:

• O belo Jardim das Rosas (Rose Garden). Destruído após a 2ª Guerra Mundial, acabou sendo restaurado em 1986. O acesso fica relativamente escondido e próximo à entrada nordeste do castelo;

• O Jardim do Moinho (Mills Garden ou Mill & Engine House), localizado na parte sul do castelo, às margens do Rio Avon. Lá podemos ver de perto a usina utilizada por séculos para gerar energia elétrica ao castelo;

• O Jardim dos Pavões (Peacock Garden), onde vemos bonitos canteiros, um chafariz e encontramos as elegantes aves passeando livremente pelo local. Destaque para o belo Conservatory (a estufa) que há por lá.

Em sentido horário, começando da esq: Jd. das Rosas, Jd. do Moinho, o Conservatory e Jd. dos Pavões

Em sentido horário, começando da esq: Jd. das Rosas, Jd. do Moinho, o Conservatory e Jd. dos Pavões

Depois de visita-los, siga caminhando em direção ao Rio Avon e atravesse a ponte que passa sobre ele, chegando à ilha.

Há 2 destaques por lá que você não pode perder:

A catapulta (ou Trebuchet)

A catapulta (ou Trebuchet)

• A catapulta medieval (ou Trebuchet) que era utilizada para atirar grandes objetos (pedras, geralmente) com o objetivo de derrubar uma muralha.

• As apresentações de torneios medievais que ocorrem o local (em certas temporadas do ano).

Dizem que a ilha era utilizada como uma espécie de zoo particular de uma das Condessas de Warwick, mas hoje é um agradável parque verde que também oferece uma belíssima vista do palácio do castelo.

O que eu visitei, de fato, no Castelo de Warwick?

Imagine ver tudo isso que eu citei acima em 1 hora e meia de visita? Não dá, né?!

Como disse no começo do post, esse foi o tempo que o guia nos deu para conhecer o castelo e, é claro, não deu pra quase nada.

Acabou que dei apenas uma volta pelo pátio interno, visitei os aposentos do palácio, dei uma volta rápida pelo jardim do entorno (sem ir ao Rose Garden e ao Mills Garden) e uma passada relâmpago pela lojinha de souvenir na saída.

É por essas e outras que defendo sempre uma visita feita por conta própria. A gente faz tudo no nosso ritmo, sem ter nenhum guia ditando as regras. Tem certos “confortos” que não compensam...

Era minha primeira viagem feita por conta própria, de modo que fiquei receosa em tentar me aventurar sozinha pra fora de Londres. Hoje me arrependo, pois gostaria de ter visitado melhor este castelo.

Mas, para a minha sorte, nessa mesma viagem ainda tive a oportunidade de ir a mais 2 castelos medievais que compensaram (pelo menos em parte) essa visita parcial: o Castelo de Windsor e a Torre de Londres.

Informações para quem vai visitar o Castelo de Warwick

• O castelo abre todos os dias mas, às vezes, fecha para eventos. Por isso, confira o horário de funcionamento para o dia que você pretende visita-lo.

• Há um guia multimídia que vai mostrando aos visitantes várias curiosidades sobre os aposentos do palácio do Castelo de Warwick, além de mostrar imagens históricas de como o castelo tem se desenvolvido ao longo dos anos. Você pode baixa-lo de graça no seu smartphone (iTunes App Store e Google Play) e há a opção português brasileiro. Ou então, pode aluga-lo lá na hora (por 1 libra) próximo à bilheteria do castelo.

• Como se trata de um castelo medieval original, sua estrutura é cheia de escadas e passagens estreitas, o que pode limitar um pouco a visita para cadeirantes, carrinhos de bebê e pessoas com mobilidade reduzida.

ATENÇÃO: A visita ao The Castle Dungeon não é recomendado para crianças ou pessoas que tenham problemas ao levar sustos, ver cenas fortes ou que são claustrofóbicas. Por esse motivo, a atração não está inclusa no ingresso que compramos para visitar o castelo.

• Pra quem desejar fazer um planejamento prévio, o site oficial disponibiliza o mapa do Castelo de Warwick em arquivo PDF.

DICA IMPORTANTE: a melhor opção para quem vai visitar a atração é comprar o ingresso pela internet, que te isenta de entrar na fila da bilheteria e ainda sai mais barato do que comprar lá na hora. E há a opção de comprar um combo com o ingresso para o The Castle Dungeon.

• A administração do castelo vive promovendo shows e espetáculos temáticos para entreter os visitantes (principalmente a criançada). Não deixe de conferir a programação do dia da sua visita.

Novas atrações estão sempre sendo criadas a cada temporada. Eu visitei em 2011 e quando fui fazer este post, em 2015, já encontrei várias coisas novas por lá. Por isso, não deixe de conferir todas as atrações do Castelo de Warwick disponíveis na época da sua visita.

Está hospedado(a) na capital inglesa? Então confira nossa sugestão de roteiro de 5 dias em Londres e também todo nosso conteúdo publicado sobre a Inglaterra e Londres.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Pagamento no cartão de crédito em até 12 parcelas ou com desconto no boleto bancário. Ganhe 5% de desconto adicional comprando seu seguro com nosso cupom de desconto: PARAVIAGEM05.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Você recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Warwick!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

6 Comentários
  1. Fabiola Rodrigues Tomaz Mandato

    Adorei o seu site.

  2. livian

    voce me ajudo muito obrigada

  3. Marilia

    Parabéns pelo site!! Adorei!!

Totos os direitos reservados