Zugspitze: Visitando o Ponto Mais Alto da Alemanha

Quer visitar o Zugspitze, o ponto mais alto da Alemanha, localizado a cerca de 3 horas de Munique? Veja como foi nossa experiência, confira nossas dicas e tire todas as suas dúvidas.

Zugspitze: Vista do Topo da Alemanha

Zugspitze: Vista do Topo da Alemanha

Durante nossa viagem pela Europa realizada em outubro de 2017, reservamos nosso primeiro dia em Munique para visitar o Zugspitze. Conhecido como Top of Germany, a montanha tem o ponto mais alto da Alemanha.

O pico fica localizada há menos de 3 horas de Munique, no sul do país, já na fronteira a com a Áustria. Na verdade quando se está no topo do Zugspitze, pode-se caminhar entre os dois países. Além de Alemanha e Áustria, também é possível avistar, num dia de céu limpo, montanhas da Suiça e Itália.

Estivemos lá fora da temporada de inverno, quando não é possível esquiar. Como estávamos no outono, a montanha já tinha bastante neve, inclusive estava nevando no dia da nossa visita. Claro que a vista ficou bastante comprometida, mas a experiência na neve foi inesquecível.

Mostramos nossa viagem em tempo real no Instagram Stories do @ParaViagemBR. Atualmente o vídeo compilado está disponível em nosso Canal no Youtube. Não deixe de acompanhar o blog também em nossas redes sociais.

Entendendo o Zugspitze

A forma mais comum de visitar o Zugspitze é iniciando o passeio na cidade de Garmisch-Partenkirchen. De lá você pega um trem de cremalheira e segue por várias pontos até a estação Eibsee.

Nesse ponto você pode optar por continuar a subida de trem ou pegar um teleférico. Este último garantirá uma vista incrível da região, ainda mais agora que ele foi totalmente remodelado. Normalmente se faz a subida de teleférico e a volta de trem, mas é possível também fazer o contrário.

Infelizmente quando estimemos lá em 2017 o novo teleférico panorâmico estava em fase final de construção. Acabamos tendo que subir e descer de trem. Quem pretende visitar o Zugspitze a partir de 2018 poderá experimentar o teleférico.

Mapa do Zugspitze

Mapa do Zugspitze

Para quem segue o trajeto no trem de cremalheira, será possível apreciar a vista ainda por um período e em seguida o restante do trajeto será por túnel. O ponto de descida é na estação Zugspitzplatt que da acesso ao Glaciar. De lá os visitantes pegam um outro teleférico chamado Gletscherbahn que os leva de fato até o ponto mais alto da Alemanha. Ao final, retornam para Eibsee pelo novo teleférico, o Eibsee-Seilbahn.

Quem optou por subir no novo telefórico em Eibsee, chegará diretamente no topo do Zugspitze. Em seguida deverá pegar o Gletscherbahn para descer e conhecer o Glaciar. O retorno neste caso deverá ser feito pelo trem de cremalheira, completando o circuito Zugspitze.

Como Chegar em Garmisch-Partenkirchen

Supondo que você esteja em Munique, a melhor opção é pegar um trem regional da DB na estação central. Esse trem parte de hora em hora da München Hauptbahnhof em direção a Garmisch-Partenkirchen Bahnhof.

Você deve sempre confirmar o horário do trem com antecedência, mas de uma forma geral os horários de saída são às 8:32, 9:32, 10:32, etc. O tempo de deslocamento é de aproximadamente 1 hora e 22 minutos, chegando às 9:54, 10:54, 11:54, etc.

Durante essa viagem utilizamos o Eurail Global Pass que já nos dava direito a esse trecho de trem. Se você quer saber se o passe da Eurail vale a pena para a sua viagem, não deixe de ler esse outro artigo. Para quem não tem um passe de trem, a melhor alternativa é comprar o Bayern Ticket. Confira os valores e condições de uso desse passe válido na região da Baviera.

Também é possível alugar um carro e dirigir até o local onde o passeio se inicia. Neste caso você pode escolher se vai começar em Garmisch-Partenkirchen ou direto em Eibsee.

Alugar um carro pode ser uma ótima opção

A melhor forma de explorar um novo destino, com liberdade total, é alugando um carro. Em muitos casos você poderá economizar, evitando despesas com translados e deslocamentos em geral. Será que vale a pena? Faça uma cotação online na RentCars e encontre as menores tarifas entre as principais locadoras. Você tem a vantagem de poder pagar em reais, sem IOF, e ainda parcelar no cartão.

Usar um carro provavelmente fará mais sentido para quem já vai fazer uma road trip pela Alemanha. O pico costuma ser um ponto de interesse para quem viaja pela Rota Romântica.

Outra opção mais cômoda é contratar uma excursão para o Zugspitze, saindo da estação central de Munique. O passeio de aproximadamente 8 horas inclui o transporte de ônibus com ar condicionado até Garmisch-Partenkirchen, assim como o trêm de cremalheira e o teleférico que te levam até o topo da montanha. Você terá um guia em inglês e a reserva pode ser cancelada gratuitamente com 24 horas de antecedência.

No nosso caso, pegar um trem de Munique até Garmisch-Partenkirchen foi a opção mais adequada ao roteiro da viagem. Acredito que fazer esse trajeto de trem faça mais sentido para a maioria dos viajantes.

Como Pegar o Trem de Cremalheira

O trem de cremalheira para o Zugspitze parte de hora em hora, na estação Zugspitzbahn, ao lado da Garmisch-Partenkirchen Bahnhof. Durante a temporada de ski, a frequência deste trem aumenta, saindo de 30 em 30 minutos.

Para quem chega nessa região de trem, o intervalo entre o desembarque e o embarque no trem de cremalheira é de aproximadamente 20 minutos. Este intervalo é mais do que suficiente para você se deslocar até a estação do Zugspitze com tranquilidade.

Túnel na Estação de Garmisch-Partenkirchen

Túnel na Estação de Garmisch-Partenkirchen

Zugspitzbahn: Estação do Trem de Cremalheira

Zugspitzbahn: Estação do Trem de Cremalheira

Basta descer as escadas após desembarcar na plataforma e caminhar no túnel na direção oposta a estação. Em poucos minutos você chegará no local, é bem pertinho. Você deverá apresentar ou comprar na hora os ingressos e ainda terá tempo livre enquanto aguarda a partida do trem de cremalheira.

Nessa estação você terá banheiros à disposição além de um centro de atendimento ao turista. Lá você encontrará panfletos e guias impressos em diversos idiomas, inclusive o português do brasil.

No site oficial você pode conferir os preços atualizados dos ingressos. Repare que existem condições especiais para famílias.

Chegando na Estação Eibsee

Montanhas Vistas do Trem de Cremalheira

Montanhas Vistas do Trem de Cremalheira

O trajeto de trem passa por algumas estações menores e lindas paisagens até chegar a Eibsee. Essa é uma estação importante por vários motivos.

Claro que você pode seguir no trem de cremalheira para subir a montanha, mas muitos optam por descer em Eibsee e pegar o teleférico que te levará direto ao pico da montanha. Como já mencionei, também é possível vir de carro até esse ponto e iniciar aqui seu passeio ao Zugspitze.

Outro fator que torna essa parada especial é o Lago Eibsee que costuma ficar congelado durante 4 ou 5 meses do ano. O visual é deslumbrante e muitos viajantes fazem questão de conhecê-lo de perto.

Foi o que fizemos, mas não na ida. Preferimos seguir no trem já que o teleférico estava fechado para reforma. Só na volta desembarcamos nesta estação para conhecer o lago e sua região.

Já contratou o Seguro Viagem?

Você sabia que quando se viaja para a Europa a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatória? Então, faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre com o melhor custo benefício. Aproveite esse cupom especial do Black November, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 15% pagando no cartão ou economize 20% no boleto. Utilize o código: BLACK.

» Quer encontrar um seguro viagem Europa barato de verdade? Nesse artigo você conhecerá uma ferramenta que te ajuda a encontrar o seguro ideal para sua viagem pelo menor preço!

Chegando no Glaciar

O ponto final do trem de cremalheira é na estação Zugspitzplatt, que fica a 2600 metros de altitude. Nessa área você encontrará uma grande quantidade de coisas para explorar, mas ainda não é o ponto mais alto.

Visitamos uma capela que fica logo acima e nos divertimos descendo de trenó na neve. Eles ficam disponíveis sem custo no período fora da temporada de ski. Claro, é preciso ter neve para usá-los.

Nevando no Zugspitze com Capela ao Fundo

Nevando no Zugspitze com Capela ao Fundo

Brincando de Treno ao lado da Capela

Brincando de Treno ao lado da Capela

Falando em neve, no Zugspitze existe uma área que tem gelo ou neve o ano topo, mesmo no verão. Ou seja, pelo menos nessa parte é garantido que você poderá se divertir com o trenó. Não foi o nosso caso, pois visitamos a montanha num período onde a neve já tomava conta de toda a superfície.

Ainda bem que estávamos usando os casacos da Benevento e ficamos super aquecidos mesmo com temperaturas tão baixas. A loja trabalha com todos os tipos de roupas de frio e os nossos casacos em particular eram simplesmente maravilhosos.

Nessa área, além de algumas trilhas, também existem dois restaurantes, o Gletschergarten e o SonnAlpin. Este último foi onde almoçamos e tivemos uma ótima experiência.

Restaurante Sonn Alpin

Restaurante Sonn Alpin

Almoçando no Restaurante Sonn Alpin

Almoçando no Restaurante Sonn Alpin

O restaurante SonnAlpin tem uma grande diversidade de opções e certamente atenderá a todos os gostos. Você mesmo se serve e escolhe o prato que deseja comer. Também nessa área é possível escolher a sua bebida. Várias opções de cervejas estão disponíveis. Ao final, basta passar no caixa e pagar o valor referente ao que escolheu. O local é bem aconchegante e perfeito para se esquentar após ter passado um bom tempo na neve.

Por fim, ainda nessa área existe o teleférico Gletscherbahn, que leva o visitante ao pico em apenas 4 minutos. Tenho certeza que a vista dentro do teleférico é belíssima, mas devido ao clima não foi possível ver quase nada.

Chegando ao Pico do Zugspitze

Essa foi a parte mais frustrante do nosso passeio. Embora tenhamos nos divertido muito na neve e vivido uma experiência única, devido às condições climáticas não foi possível apreciar a vista incrível que se tem normalmente deste ponto.

Casal no Top of Germany Quase Encoberto

Casal no Top of Germany Quase Encoberto

Num dia de sol, ou pelo menos com o tempo mais aberto, é possível avistar 4 países, sem falar no belo Lago Eibsee. Como estava nevando bastante, mal podíamos ver alguns palmos a frente do nariz. A própria marcação do topo da Alemanha estava praticamente encoberta pela neve que caia.

Outro ponto chato é que devido as obras do novo teleférico várias áreas estavam isoladas, com grandes guindastes. Ainda assim considero super positiva nossa experiência no Zugspitze.

Bom, já posso dizer que estive na Áustria também, afinal o pico da montanha é uma área de fronteira. Parte fica na Alemanha e parte é na verdade território austríaco.

Também existem nessa área opções de restaurantes, um deles a cervejaria mais alta da Alemanha, a quase 3.000 metros. Claro que lá também se encontra o biergarten mais alto do país, local perfeito para apreciar uma cerveja.

Por fim, temos duas opções de teleférico. A partir de 2018 os visitantes poderão experimentar o novo teleférico Eibsee-Seilbahn que os levará de volta a Eibsee. Outra alternativa é seguir para a área do Glaciar.

Internet no celular durante a viagem

Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

Lago Eibsee

Depois de pegar o teleférico e novamente o trem de cremalheira para descer a montanha, desembarcamos na Estação Eibsee. Nosso objetivo era conhecer o lago de mesmo nome, tão famoso por sua paisagem.

Lago Eibsee Visto do Trem

Lago Eibsee Visto do Trem

Curtindo o Lago Eibsee

Curtindo o Lago Eibsee

Caminhamos da estação em direção ao lago, mas o acesso é um pouco restrito. Não encontramos nessas proximidades uma margem do lago que fosse possível acessá-lo diretamente. A verdade é que já não tínhamos tanto tempo disponível para explorar, visto que ainda teríamos que voltar para Munique de trem.

Encontramos um restaurante com um deck as margens do Lago Eibsee. Não comemos nada lá, apenas visitamos essa área externa para apreciar o lago. De qualquer forma esta pode ser uma ótima dica para incluir no seu roteiro.

A vista do lago é realmente bonita, com a montanha ao fundo. Vale a pena conhecer de perto.

Vale a Pena Visitar o Zugspitze?

Adoramos nosso passeio ao Zugspitze, mesmo sabendo que em outras condições ela poderia ter sido ainda melhor. Não conseguimos curtir muito a vista, esse foi o lado ruim. Ainda assim, nossa experiência na neve foi única, já que estava de fato nevando.

Com a conclusão das obras em dezembro de 2017, o passeio ficará ainda melhor e mais emocionante. O novo teleférico garantirá uma vista incrível do Lago Eibsee e das montanhas da região. Sem as obras, todas as áreas estarão liberadas garantindo uma experiência completa.

Dica: Como expliquei no texto, é possível escolher se você irá utilizar o novo teleférico na subida ou na descida do circuito. A dica é avaliar o clima. Se o tempo estiver aberto pela manhã, quando você tiver subindo a montanha, tente ir logo de teleférico para garantir a vista. Se o clima estiver fechado nesse momento, o melhor é subir de trem e arriscar uma possível melhora na hora do retorno.

Espero que essas dicas tenham sido úteis para ajudar em sua viagem e não deixe de compartilhar suas dúvidas e sugestões nos comentários.

Vai Viajar?

 Encontre o hotel perfeito para sua próxima viagem com garantia do menor preço. O nosso blog tem parceria com o Booking, serviço que te ajuda a comparar preços de hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura. Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in. Garanta sua reserva de hotel agora mesmo.

 Antes de alugar um carro, faça uma comparação entre as principais locadoras do Brasil e do mundo. A nossa parceira RentCars te ajuda nessa busca de preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura. A cobrança poderá ser feita em reais, sem IOF. Divida em até 12 parcelas no cartão de crédito ou aproveite um desconto de 5% no boleto bancário. Compare os valores e economize.

 Não esqueça do seguro viagem. Economize tempo e dinheiro fazendo uma cotação na Seguros Promo. Encontre os melhores planos das principais seguradoras por preços imbatíveis. Aproveite esse cupom especial do Black November, disponível por tempo limitado, e garanta um desconto de 15% pagando no cartão de crédito ou economize 20% no boleto bancário. Utilize o código promocional: BLACK.

 Compre um chip internacional e se mantenha conectado durante sua viagem. A Easysim4u oferece planos sob medida na Europa com conexão de internet 4G franquias proporcionais ao número de dias do pacote. Você recebe o chip em sua casa, de forma antecipada, e chega em seu destino com tudo funcionando. Compre com 10% de desconto usando o nosso cupom exclusivo: PARAVIAGEM10.

 Encontre as melhores datas para a sua próxima viagem e economize na hora de comprar as passagens aéreas. Usando a plataforma do Passagens Promo você pode pagar com cartão de crédito em parcelas sem juros e sem cobrança de IOF. A empresa conta ainda com selo de qualidade no atendimento. Agora não tem mais desculpe, partiu Alemanha!

Reservando com nossos parceiros, além de garantir o menor preço e um serviço de qualidade, você também ajuda a manter o blog e nos motiva a produzir cada vez mais conteúdo.

Galeria de Fotos:

11 Comentários
  1. Geraldo Aparecido Teixeira

    Muito bacana. Estive lá por duas vezes em 1995 e 1996, quando da minha estadia a trabalho na Alemanha. Vale a pena o passeio.

  2. Ivan

    Nossa, completo o roteiro, perfeito!

  3. Luciano

    Parabéns pelo texto! Fiquei com uma dúvida, posso subir iniciar o passeio e voltar diretamente pelo novo teleferico (Eibsee-Seilbahn), sem usar o trem de cremalheira, certo? E, uma vez lá em cima… posso utilizar o outro teleferico (Gletscherbahn) para ir no Glaciar, tudo isso com um unico ticket? … Obrigado!!!

    • Rafael Miranda

      Olá Luciano.
      Quando eu fui o teleférico novo ainda não tinha sido inaugurado, então tanto na subida como na descida fomos no trem de cremalheira.
      Com o teleférico em operação, o normal é subir no teleférico e descer no trem ou o contrário, subir de trem e descer no teleférico. Além disso, você ainda pega o outro teleférico, subida e descida, para chegar ao ponto mais alto da montanha.
      Tudo isso está incluído no ticket padrão, o Circuito Zugspitze.

  4. Bruno

    Excelente e muito bem explicada a rota.
    Incluirei nos meus passeios na viagem que farei a Alemanha em outubro.
    Como sugestão, poderia ter indicado a estimativa de preços das passagens de trem em cada trecho.

  5. Bruno

    Você sabe me informar se o bilhete da Bayern Ticket é ida e volta?
    Andei pesquisando no site e consta que o bilhete tem validade de um dia, mas nesse período é possível fazer várias viagens?

  6. BRUNO SANTOS

    Estivemos lá no inicio de setembro eu e minha esposa e achamos incrivel o lugar apesar do mal tempo (estava muito nublado e com uma leve chuva). Infelizmente também não pudemos subir pelo teleférico principal que estava parado (acredito que em manutenção), então subimos e descemos pelo trem de cremalheira.

  7. Nataly

    Olá! Se eu chegar de carro na estação do lago Eibsee, o valor do ticket para o Zugspitze é o mesmo se eu sair inicialmente com o trem da Cremalheira?

  8. Nataly

    Olá! Se eu chegar de carro na estação do lago Eibsee, o valor do ticket para o Zugspitze é o mesmo se eu sair inicialmente com o trem da Cremalheira?

    Conseguimos fazer essa aventura linda com uma criança de 3 anos?

    Como vamos no verão, não iremos com roupas de frio, seria possível alugar por lá?

    Adorei seu texto…parabéns

Totos os direitos reservados